Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

EXPLORANDO UM MENINO PELO OUTRO LADO

Click to this video!

Olá a todos. Me identificarei como Circe e decidi vir aqui contar como comecei meu hobby de caçar meninos, pois imagino que mais pessoas têm tesão na mesma coisa. O site tem muitos relatos com "lolitas", mas poucos sobre o outro lado.



Sou branca, morena, não tenho corpo de mulherão mas até que tenho minhas curvas. Nunca fui de manter namorado, e minha vida sexual era ocasional... até este dia. Quando aconteceu eu tinha 21 anos e um emprego bobo no balcão de uma papelaria. Era muito comum que a dona saísse e me deixasse sozinha, muitas vezes o dia todo. O movimento era escasso e eu aproveitava para ler revistas de graça (ninguém nunca reclamou).



Num desses dias estava eu lendo sossegadamente uma Superinteressante (que na época ainda tinha textos com um mínimo de inteligência), quando percebi um barulho estranho e repetitivo vindo das estantes de revistas. Eram duas, e do balcão você não consegue ver direito quem está entre elas. Levantei e quando cheguei lá fiquei chocada: um menino mulatinho, sem camisa, havia colocado o pintinho para fora e estava batendo uma sem o menor pudor, a despeito de estar totalmente visível da rua, e com bastante proficiência apesar de aparentar uns sete, oito anos. "O que é isso, menino", eu disse exasperada, e ele retrucou: "Vamos trepar tia". Na hora meu rosto ficou vermelho de raiva. Quem aquele pivetinho pensava que era? Eu falei pra ele erguer o calção e ele: "vamos trepar tia". Nossa, eu fiquei mordida. Falei, ah, é?, e não sei bem como ou por que, mas decidi ensinar aquela criança mal-educada. Peguei ele pela orelha e levei para os fundos, fechando a porta (e deixando a loja aberta sem ninguém mesmo). A verdade é que já naquela hora eu estava perturbada com a situação, embora não fosse admitir pra mim mesma ainda. Aquele menininho praticamente pelado masturbando o pau do tamanho de um dedinho, falando que queria trepar... Eu tinha pensado em deixar ele de castigo, chamar a mãe, mas comecei a ficar com vontade de brincar de algo mais risqué.



Falei pra ele abaixar o calção. Coitado! Ficou todo feliz. Aí disse: "você foi muito malcriado e criança malcriada tem que apanhar na bunda". Ele fez uma cara de choro que eu quase perdi a pose e desatei a rir. O moleque estava se achando e agora não tinha como escapar. Falei "vem cá", firme. Ele veio. Botei ele no meu colo e ele ainda quis ficar de frente, mas o peguei pelos ombros e virei de uma vez. Ergui a mão e dei um tapa. Nossa! Aquela bundinha. Sá naquele momento entendi o quanto estava excitada. A pele dele era lisinha e suada, e a bundinha redondinha como a de uma menina. Dei outro tapa e senti minha xana escorrer. Estava morrendo de tesão. Nunca tinha sentido nada parecido. Fui batendo e a cada tapa eu quase gozava. Não resisti e comecei a demorar a mão, depois de bater ia alisando aquela bundinha até que fiquei sá nisso. Separei as nádegas empinadinhas e bolinei o cuzinho dele com o indicador. Seu pauzinho na hora deu sinal de vida. Eu não aguentei e comecei a me masturbar, enquanto brincava com seu cu. Comecei a falar bobagens: Então você está gostando do castigo, safadinho? Queria me comer e agora tá dando o cu pra tia? Bate punheta pra eu ver... Rebola a bundinha... Você é viadinho, isso sim... Eu pus ele no chão de joelhos, de quatro pra mim, enfiei o dedo sem dá, segurei seus quadris e insinuei um movimento... Ele não falava nada mas começou a rebolar bem bonitinho, enquanto mexia no pintinho... Aquilo me matou de tesão de vez, perdi a conta de quantas vezes gozei com aquela cena maravilhosa, sá de lembrar agora fico totalmente molhada... Até que ele gozou, sá um pouquinho de porra rala e transparente...



Eu não sabia o que fazer então disse pra ele sumir dali senão ia contar pra todo mundo. Depois fiquei super encanada, mas ele nunca contou pra ninguém. E foi assim que descobri meu fetiche. Votem se gostarem, se houver interesse eu conto de como conseguir fazer dois meninos se comerem... Foi a coisa mais bonita que já vi na vida...



[email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


filho fudendo sua mãe na freeti de seu paicontos filho fudendo com a maecontos de sexo rapidinha com a cunhada na cozinha enquanto meu irmão tomava banho no banheiromendiga pedindo pra comer seu cu apos o dela era vigemcontos eroticos gay o pastorcontos eróticos minha esposa e os dois n***** africanoscontos eroticos eu feia e gordao pai da minha amiga é um tesão contos eróticoslindasapertadasquero ler contos eróticos lojista gostosaContos erotico ferias quentes cinco o retorno do titio pegadorcontos eroticos de professorasConto tia a massageava o pauquadrinhos pornos de patrao dominadorcontos eroticos moleque e mulherContos eroticos minha primeira vez foi quase um estupro e eu gosteiContos eroticos coroa estrupadacontos weroticos comi minha sobrinha novinha de calcinha de rendaContos eróticos tetas gigantescasei com meu filho contis eroticoscomendo e falando sacanageme gozando contosencostei o braco na buceta da cunhada contosconto erotico com gordinhaContos me exibindoconto fetiche apanhando da namoradaComo eu faço para passar a minha pica dura na bunda da minha tiaum conto gozando no motelcontos eróticos não sei que fizConto comeu minha esposa e eu não percebiconto erotico emcochando um travesti e fudendo a força em onnibuscontos eróticos sadomasoquismo exttemocontos eróticos contei detalhes absurdos da picaQuero um homem que chupe minhas tetas quando chega do trabalho e pra dormiconto erotico de velha gorda sem dentaduracontos eroticos gerro tomado umas cervejas com a sogra sozinhos e da em cima delavocê fodendo meu reguinhocontos eróticos passando o pau no cuzinhocontos eroticos sou brocha e minha esposa arumo amantesmulher fazebdo conids dr shortinho e marido psu duroprofessor cacetudo comendo o cuzinho do menino afeminado no banheiroSentir tezao por tênis feminino e normalmeu padrasto meu donoContos eróticos enteada larissa viajarnovinha do Recife masturbando assim tão pequeninaContos er minha bumda e do maridoasfantazias das mulher de pornoconto erotico gay esconde escondeconto nao queria mais dar mas o negaocomeucalçinhas meladinhas nelasele me comeu a xana sem medo contos eroticosa calcinha toda travada no rabocontos erótico sou evangelicameu pai tem ciumes de mim contos eroticosContos eroticos cegoNo motel minha sobrinha ela chupou meu pau eu chupei sua buceta e fudi ela contos eroticos conto gay muleke do cuzinho raspadinhocontos esposas na praiavideos de meninas fudedo co casoroesposo liberando a esposa para viajar contoembebedei minha irma e a comi conto eroticoirmã transformassem roupa vídeos pornô doidomae short filho conto incestoCONTOSPORNO sapecaconto mandei fazer fila pra mim chuparminha namorada mimosa conto eroticotirando as pregas do cu da joycecomigo a mulher do meu irmão transando sexo prima irmã titifotos chapéu ao traveco até ele gozacontos relatados por mulheres que foram abusada e acabaram gozandomarido todo produzido eróticosvidio porno de marido trasando com a esposa em quanto ela faz ais coisas na continha