Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

PRAIA, POQUER E A NAMORADA DO MEU AMIGO #1

Click to Download this video!

Eu, ao contrario do apelido, sou homem, 26 anos. Vou pular a minha auto definição, porque quando eu mesmo leio um conto, prefiro imaginar por mim mesmo as pessoas contidas nele.



Bom, tudo começou assim.



No meio desse ano, tinha combinado com um grupinho de amigos, de irmos para a praia num feriado imendado.

Na ultima hora, deu tudu errado e eu ja tinha alugado a casa, ai lembrei de um amigo meu, o Ton, que tinha comentado comigo que tava com muita vontade de ir pra praia, liguei pra ele. Ele disse que estava namorando e que levaria sua nova namorada Leticia junto, pensei, melhor ainda, a Renata, minha namorada, teria a companhia de mais uma mulher na casa.

O Ton era muito meu amigo, mais eu nao falava com ele ja fazia um tempo, nem sabia que ele estava namorando. A gente se encontrou no Extra pra comprar as coisas pra levar, a Leticia foi apresentada, branquinha de tudu, cabelo escuro, curto, ate os ombros, ela parecia bem magrinha, mais estava cheia de roupa, afinal era de madrugada e estava meio frio ainda.

Comentei com a Renata depois, na maior inocencia, que a Leticia era muito bunita pra ele, ela riu e nem ligou pro comentario.

Chegamos na praia de manha, demos uma geral na casa, que era grande pra caramba, ja era quase meio dia.

Descidimos tomar banho e depois sair pra come alguma cosia no quiosque mesmo.

Dei um tempo na sala com a minha Re e subi pra pegar as minhas coisas e tomar um banho, quando estava quase no topo da escada, a Leticia passou rapido, saindo do banheiro, quase correndo e de toalha, parecia que queria se esconder, sei lá.

Olhei pra dentro do banheiro e vi o Ton se ageitando, na hora pedi desculpas, ele disse que nao tinha acontecido nada nao, que ela estava com medo da gente aparecer ou ouvir alguma coisa e que nao queria se espor ou que a gente pensasse alguma coisa dela, afinal ainda nao eramos amigos.

Eu ri, pedi desculpa de novo por atrapalhar, esperei ele sair do banheiro e fui tomar banho.

Fiquei pensando no que eles estavam fazendo antes de eu subir as escadas, e aquilo até que me deixou meio exitado. E quando eu menos esperava, vi uma pequena peça de roupa jogada alí dentro da pia.

Sai do box e fui ver o que eu ja imaginava que era. Uma linda e minuscula calcinha de algodao com o desenho da moranguinho, nem sei como aquilo poderia caber em alguem, parecia de criança. Estava lavada e torcida, acho que a Leticia saiu tao às precas que acabou esquecendo ali na pia.

Aquela calcinha me deu mais Tezão do que eu ja estava, quando pensei em bater uma pra aliviar, a Re bateu na porta.

Abri uma frestinha e ela pergunto se eu num queria companhia, porque o Ton e a Leticia tinham ido pro quiosque na nossa frente.

Eu joguei de volta a calcinha na pia e falei pra ela que estava pensando nela naquele momento e mostrei a minha situação. Eu ja estava preparado, afinal, tava doido de tezao pela calcinha da Le.

Ela entrou ja tirando a roupa, toda feliz pensando que era por causa dela que eu estava daquele jeito, perguntou no que eu estava pensando e ja foi me alisando o peitoral, me beijando toda manhosa e dando mordidinhas nos meus labios. As suas maos macias iam descendo pra minha barriga em movimentos lentos, às vezes ela usava as unhas, mais nao arranhando, acariciava com suavidade. desceu mais ainda e encheu as maos no meu penis, ela sabia como me deixar louco.

Começou a bater uma bem devagar, mas com uma pegada firme, foi agaichando ate ficar da altura da minha cintura e abocanhou com força o meu pau. ja estava quase gozando, ai puxei ela pra cima, virei ela de costas pra mim apoiada com as maos na parede, levantei uma perna dela e coloquei bem devagarzinho na xaninha dela, ficamos ali naquela posicao por uns 5 minutos, ai ela foi inclinando a cabeça pra baixo e levantando o bumbum. Ela é muito gostosa. Morena jambo, baixinha, uma bunda enorme pro tamanho dela,cabelao cumprido, uma delicia, sá de olhar ela daquele jeito com aquela bundona enorme indo e vindo no meu pau era dificil segurar. Virei ela de frente pra mim encostei ela na parede e ja a essa altura, nos estavamos pegando fogo.

Com uma mao, eu segurava a perna dela que estava levantada e com a outra, eu apertava com força a bunda deliciosa dela. Ela me perguntou se era desse jeito que eu tinha pensado nela antes dela entrar no banheiro, ai eu lembrei da calcinha na pia e minha mente viajou... comecei a pensar na leticia com aquela calcinha minuscula, imaginei que poderia ser ela ali trepando comigo, lembrei dela correndo sá de toalha, aquela pele branquinha, em como pederiam ser os peitinhos dela, eu até imaginei ela pulando em cima de mim. Senti um puta tezao com aquilo e gozei feito louco. A Renata tava no auge tambem. Ela me segurou forte e foi diminuindo os movimentos. Quando a Renata goza, ela me aperta inteiro e ate prende a respiraçao. Me abraçou com suavidade de novo e ficou assim por uns instantes.

Tomamos um banho rapido, depois saimos do banheiro com um sorriso enorme no rosto e fomos pro quiosque nos encontrarmos com o Ton e a Le, ainda estavamos no primeiro dia e tinhamos a tarde inteira pela frente.

...Continua...

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


conto bricano com o primho de esconderconto erotico servindo machocoroas enfieins pornonoite com a cunhada casada contostranzando com o cavalo enquamto meu pai se masturbacontos eroticos - comi e caseicontos eróticos eu comi a secretária do meu paicontos eroticos fudendo garotos hetesexualDei pro Angolano Contos Eroticoscontos erotico a calcinha da vocontos comedor de casadas alphEliana experimentando calcinha fio-dentalcontos gay na saunamulher chupa o peito da outra ate ela gemercontos eróticos ônibusentreguei minha esposa de bandejacontoseroticossonhosOq deu a chantagem do sindicoContos erotico me exibi pro taxistaos contos de sexo maois filias safamdasconto erotico punheta entre manos heteroescravizando minha funcionaria conto eroticocontos eróticos brincando com os irmanzinhos na piscinacontos gays com mílitarescontos meire me dominacontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casacontos pornos irmas cadelasContos eroticos tarado por seioscontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casaContos eroticos dei na festa em macaxeiraTravest litoral contosponogafico morena25 gotojahttp://googleweblight.com/?lite_url=http://idlestates.ru/conto_20266_eu-vi-a-mulher-do-meu-tio-chupando-outro-homem-e-s.html&ei=tl_0qaCG&lc=pt-BR&s=1&m=256&host=www.google.com.br&ts=1500401465&sig=ALNZjWmrPJUN7nKOOzozG07QgJgIUnCVKQque corpo gostoso por traz daquela pureza evanjeljca mais eu comi contoscontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casadei pro meu inimigocontos gays/sendo chantageado e levando ferro a forçadepilano a buceta dela io cara comi elaContos eróticos de incesto mamae gulosa mamando em tres picas grandeswww.dei a buceta com dez anos contoFoderam gente contos tennscontos eroticos gays meu filhinho pequenocontos cunhadas gostosaschantagiei o professor gostosoContos sou alegria dos coroasXVídeos f****** a namorada do panacacu de bebado não tem dono contos eróticos gaylua.de mel erotico corno vovover contos erótico está na real primo com prima gordinha gostosacontos inserto fatos reais gaycontos de siririca de mulher acima dos 60 anoscontos erotico gay fofinho dengosoO amante de minha mulher e um garoto dotado contoscontos eroticos cdzinha quando era menino me vesti de menina e marquei pra dar eu queria ser meninao corinho do pinto dele nem descia ainda contos eroticoscontos eroticos com irmao vendadoTennis zelenograd contofilho dotado fudendi o pai desejosecretos.comContos eroticos:trai meu marido quando viajei de ferias com meu cunhado.meu pai me arregasou todacontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casanovinha nao consegue desengatar do caocontos traicao e voyeurconto erotico gay meu avo ensinou ao filho e agora ensina ao netoptra vira escrava sexual da empregsda contos eroticodtitia perguntou se ja tinha comido um cuzinho xnxxdando.para irmaos contosconto erotico meu primo me comeu na maldadecontos eroticos a travestir que eu perdi a virgindade da pica contos vendo o meu cunhado a fode minha irma betinhacontos eróticos de famílias pela primeira vez participando da praia de nudismoconto erotico com amigo velho coroa grisalho peludocontos meus dois amantesTennis zelenograd contocache:zwmyzgvJpMwJ:idlestates.ru/mobile/conto-categoria-mais-lidos_1_22_fetiches.html contos os sequestradores fizeram comer minha mae para comercontoseroticos homem chupando pau sujo e bebendo mijoconto pegei minha cunhada novinha se mastrubandoconto erotico minha esposa deixa calcinha aparecer na festa do sitio contos de cú de madrinhadepois direto para fudela dormindoconto anal tia bundudacontos eróticos transando com noracontos ela punhetava todoscontos eroticos de estrupoConto nao sabia que minha primo era travesre eu come eleContos eróticos gay homem enfiou cu pivetinhoconto erotico bi com atendente de hotelcontos esposa quase nuaminhaesposa numafesta-contos reaisler contos de sexo de mulheres sendo chantageada na estrada e dando cuzinho pra dotadoscontos eroticos sou casada mas adoro pica de cavalos