Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

COMENDO A CASADA NO PONTO DE ÔNIBUS.

Click to this video!

Bom, as vantagem de se pegar mulher casada, é que você pode dar uma metida gostosa e nunca mais estar com ela, bom essa historia começou quando eu estava saindo de um evento e tinha que pegar o ônibus, mas ele estava lotado, era por volta das duas horas da manhã, então entrei e fui andando quando vejo uma mulher branquinha com um desses corpos cheinhos, mais com curvas, digamos que seja um falça gorda, então na hora que fui passar por trás dela eu dei uma sarradinha, so que ela tinha uma bunda avantajada e bem macia e usava um desses vestido que fica Souto no corpo, como ela num falou nada, resolvi estacionar ali naquela delicia de bunda, e quando íamos andando eu ia dando minhas sarradinha, mais como ninguém é de ferro meu caralho foi logo ficando duro, imaginei a merda que ia dá, mas de repente eu senti que ela estava se ajeitando no meu pau, tentado se localizar nele, ela com aquela bunda macia na minha frente, o mexe-mexe do ônibus eu aproveitei pra levar a mão e alojar meu caralho entre suas nadegas, quando ela senti minha mão na bunda dela, ficou doida e chegou a estremecer, aproveitei pra passar a mão e dar um aperto bem gostoso naquela bunda.. ai que ficou bom, ele começou a se apertar na no meu pau e ele ficando mais duro e ela mais exitada, e a bundona dela parecia que ia engolir meu pau com vestido e tudo, as pessoas estavam percebendo o tesão que ela esta e começaram a rir e comentar, bom isso foi acontecendo pelo percurso da viagem, chegou meu ponto eu desci, quando escuto aquela voz atrás de mim. Hei você esta com muita preça, bom eu disse que não, então ela falou, agora vem apagar o fogo que você acendeu, bom, como era tarde e não tinha ninguém por ali eu fui na direção dela e coloquei meu pau pra fora, ela começou a me punhetar e me beijar freneticamente e logo desceu e começou a chupar meu pau bem gostoso, com uma chupada gostosa e nervosa parecia que ela num via um pau a anos, porque estava feito doida me chupando, gemendo e se masturbando, feito louco, depois ela se levantou e tirou a calcinha e me deu, mandando eu colocar no meu bolso, depois ela se virou de costas para mim e colocou as mãos na parede deixando aquele bundão empinado pra minha direção, e falou, vem me comer caralho, eu to doida pra dar meu cuzinho, eu fui e levantei o vestido dela, aquele rabo dela parecia uma lua cheia, branco e grande, eu abri as nadegas dela e vi aquele buraco do cuzinho dela, dava pra que ela estava acostuma a dar o cú, então dei uma cuspida no meu pau e foi colocando ele, pra dentro daquele rabão, com forme eu ia enfiando, vendo meu caralho na penumbra entrando nela, ela já ficou doida e começou a mandar eu meter bem gostoso: mete porra, mete esse pau no meu rabo, me come bem gostoso, fia bem fundo em mim, vai caralho, mete fundo, eu fui ficando doido e metendo forte nela, mais quanto mais eu metia... mais ela pedia pau, dava pra sentir que aquele posso num tinha fundo, ela começou a pedir coisa, então eu obedecia fielmente, mordia as costas dela, puxava o cabelo bem forte, ao ponto dela se contorcer pra trás, dava tapa na bunda dela, sempre metendo meu pau forte naquele rado, então tirei e quis comer sua buceta, ela não deixou e disse que a buceta o marido comia, ela queria dar o cuzinho, porque ele tinha nojo de comer, de novo ela colocou meu pau na portinha do cu e falou: mete forte essa porra no meu cu, eu enfiei tudo de uma vez, ela gritou e pedia: me come porra, rasga meu cú seu safado, me arronba toda, que sentir seu pau bem fundo, eu comecei a fuder ela bem forte e selvagemente, com um animal e ela pedia mais e mais, bate na minha bunda... apera meus peitos... puxa meu cabelo..... me faz de vagabunda,,, de piranha... me chama de cachorra... mete porra... me come bem gostoso, que aquele corno que eu tenho em casa num faz isso, aquele viado.... mais forte... mais forte... fiquei metendo forte naquele rabo até que num aguentei mais e disse que ia gozar, ela tirou do cú e me mandou gozar na mão dela, então começou a punhetar meu pau ate que eu gozei na mão dela, que escorreu entre seus dedos, e ficou olhando minha porra na mão, depois falou... pronto, agora você pode ir embora, já estou satisfeita.... eu sai andando sem entender muita coisa e ela ficou La no ponto de ônibus, me olhando, sem sei de onde ela era, mais sei que foi uma foda deliciosa, como eu disse, adoro pegar mulher casada. Em breve tem mais... aguarde. [email protected], entre em contato.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos de casais realizando fantasia com comedorcontos eróticos com pezinhos da namoradacuzinhopiscanonoiva orgia contoscontos eroticos de comedores gozando dentro da esposaCOROA DEIXA CALÇINHA Á MOSTRA EM IPATINGA-MGViadinho Rabudo Pastor Negro Contos Eroticoscontos lesbicos princesa chupa princesaContos minha filha de biquíniMeu irmão chupa minha maeponei arrombando morena com tesaocontos meu tio dedava minha xaninhapaguei boquete na infancia contossou evangelica e meu marido flagrou eu dando para um velhao contosprimeira mulher a fazer zoofilia.no cinemaContos Marido virou viado na lua de melfui dominado por uma mulher mais velha conto eroticoComtos mae fodida pelo filho e sobrinhocoroas de buceta quadril e coxas enormes dando para cachorrochorou na pica/contoConto mana onibusA mulher do meu amigo gemeu baixinho na minha vara pra ele não ouvirvideos fotos d sexo loirinha dormindo de calcinha fio dental sendo encostadZoolofia cominha cadela ler istoriacoki a amiga da esposa contosContos eroticos cofrinho pique escondeEncoxador contosconto com amigo de meu maridobatendo uma punhenta para o marido sem calcinhacontos meu espooso come minha buceta e outro come meu cuminha cunhada quis que eu a visse nuaconto porno de amigas casadas fudendo com machos picudos nas feriassou casado mas fui dominado gayconto primeiro boqueteconto gay caseiro patrao carlospessoas fazendo sexo gostossooooDei a um cara que tinha elefantismo no pau contosConto erotico meu cachorro taradocontos esposa foi dançar e passou buceta no pau do amigocontos eróticos engravidei de um garotona lua de mel contoscontos minha esposa viu o garotode pau duromeu primo rasgou meu cu gayrealizei meu sonho transar com um cavalocontos de comi o cuzinho apertado de uma Neginho novinhoCasada narra conto dando o cuconto erotico real meu marido me liberou dar o meu rabocontos eroticos na filaesposa liberando para amigos no acampamento contoconto erotico de mulher casada socando o pepino na bucetaesposa bebada se abrindo apos a farra no bar contoconto eroticos maduras e filhas na putaria caralhudoscontos eroticos me encostou na paredeporno cm sogra coroa loira ejerocontos eroticos trai meu marido com meu chefecontos de coroa com novinhoContos eróticos padrastoSentando no colo contosescrava do meu namorado contoContos eroticos quero ver essas tetasConto erotico aproveitei e forceisexo.casada.a.assediada.por.um.pirralho.e.caba.por.foder.com.eleconto de esposa vendo seu marido na rola de outrocontos eroticosmeu marido me chamou pra ver um filme porno com os amigosContos.encesto.relacha.maepapai me fudeu gostoso e eu gozei no cacete delconto morador de rua roludo comei gpstos minha esposacontos eroticos adoro um pau grandedeixamos ela bebada e comemos gostosoContos-esporrei na comida da cegacontos dei minha buceta para o novinho pauzudo na pescariaesposa safada liberando geral para o sogrobofe escandalo na punheta"me enraba" cornovadiagozamosmaridinho chupou minha bucetaconto erótico meu marido bobãocilindro meloso gostosoConto as primas na roçagostaria dever filha cupano apica do pi dorminocontos eroticos cuspe punhetaContos eróticos comendo uma travestir lindaconto soquei a pica na minha enteadinha de dez aninhoscontos erótico perdi a virgindade da b***** e do ku com meu patrãoquero ver travesti transando no abdômenAcordei com o pau dentro da minha bucetaconto gozada dormindoparticipei de uma suruba contos