Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

GOZANDO NA PRIMEIRA CASADA

Click to Download this video!

Bom, eu começo falando que nunca imaginei que me tornaria um pegador de mulheres casadas, mais foi tudo por conta do destino, acabei me viciando e especializando no assunto, já que hoje é meu maior desejo, a partir de hoje vocês vão me conhecer como GG, e o nome da minha primeira experiência vai ser Sonia... tudo começou quando eu tinha 30 anos, um dia que eu estava em cada sem nada pra fazer, então resolvi dar uma volta pelo bairro onde eu moro, ao passar por uma rua reparei que tinha uma mulher loira e muito atraente sentada em frente a casa dela, e notei que ela me olhava de uma forma diferente, então dei a volta no quarteirão e passei lá novamente, mas quando vinha na sua direção ela entrou dentro da casa, mais logo em seguida saiu e me olhou de novo, agora com mais intensidade, achei estranho porque ela era casada, resolvi me aproximar. Falei sobre o calor que estava fazendo e que o ar na rua estava mais fresco, então ela me disse que nem tinha como ficar em casa porque o relágio tinha desligado e ela num sabia ligar, eu me ofereci para desligar o relágio, ela agradeceu e me levou ate ele, mais logo que eu religuei o relágio ela me perguntou se eu queria uma suco, como eu já estava meio intrigado com aquilo, resolvi aceitar, e fomos para a cozinha, ela pegou o suco na geladeira e me deu, logo depois ela me disse que podia ficar a vontade que ela ia tomar um banho, não acreditei no que ouvi, aquela mulher maravilhosa e sensual me falando aqui, parecia filme, era impossível... mais ela foi na direção do banheiro. Eu fiquei estático sem saber o que fazer, afinal ela era casada e podia aparecer alguém, ela nem fechou a porta, de repente quando olho na direção do banheiro, surge aquela mulher linda, deliciosa peladinha na minha frente, quase morri de susto, seios grandes e duros, uma cintura bem feita, uma xaninha desenha e aparadinha, pernas roliças e com uma carinha de safada, fiquei extasiado com aquela visão, ela me olhou e perguntou: Você não vem? Sem saber o que falar eu so fui na sua direção, entramos no banheiro, ela encostou a porta e sem falar nada já foi descendo e colocando meu pau pra fora e acariciou ele bem gostoso, quando ficou duro ela disse; assim que eu gosto, grande e grosso, e começou a chupar bem gostoso, eu me senti um pervertido, afinal era a mulher de outro cara, mais estava bom de mais, ela coloca ele na boca e chupava feito doido, batia com ele na cara, falava que adoro uma caralho e que queria me fazer gozar de todo jeito, fazia uma massagem muito gostosa no meu saco e fica tentando colocar ele todo na boca, de repente ela levantou um pouco e colocou ele nos seios e brincou com ele La, gemendo d prazer com meu caralho em seus seios, cuspia nele e brincava mais ainda e sempre batia com ele na cara, e me perguntava se eu achava ela uma vagabunda por fazer aquilo, eu nem sabia o que dizer, sá olhava ela assustado, mais cheio de tesão, ela se levantou totalmente e me despiu todo, ficamos os dois paladinhos, meu pau estava muito duro, ela me pediu pra deitar no chão do banheiro, e quando deitei, ela colocou seus pés um de cada lado da minha cabeça e sentou na minha cara, na minha boca, começou a rebolar bem gostoso, ela estava todo meladinha e seu liquido vaginel era delicioso eu comecei a chupar ela bem gostoso e ela chupava meu pau também, ela num se aguentava de tesão e rebolava feito louco gemia muito gostoso e esfregava a buceta na minha cara, eu fiquei embriagado pela buceta dela, era um bucetão enorme que parecia que ia me engolir, mais eu queria mais e mais, pedia pra ela rebolar mais ainda, ate que ela num se conteve e gozo una minha cara, me lambuzando ainda mais, fiquei doido e acabei gozando também, enchendo a boca dela de leite quente, ela me pedia pra fazer a ultima coisa, eu disse que ela podia tudo, então ela se levantou um pouco e mijou em meu peito, aquele mijo quente, me encharcava todo, mesmo achando nojento era muito delicioso, ela me olhou e perguntou se eu gostei do jeito de cachorra que ela tinha, eu disse que adirei então fomos finalmente tomar o banho, ela num deixou que eu penetrasse nela de jeito nem um, já que num era isso que ela queria? Perguntei por que ela fez aquilo, ela então me disse que seu marido a tratava como uma Leide, uma rainha, mas as mulheres casadas querem seu dia de puta de safada, e que toda mulher tem desejos e fantasias, e essa sempre foi uma das fantasias que ela tinha, me confessou também que foi ela quem desligou o relágio. Nesse momento eu descobri que era esse tipo de fantasia que eu queria satisfazer. Esse é meu primeiro conto, mais tenho muito mais historias para contar... aguarde. [email protected], entre em contato.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


Paraíba putinhoaproveitando da cunhadinha bebezinha nos contos eróticoscontos veridico de desejo realizadoxvidios mulherfidendo com cavalosconto erótico greludinha amiga chupa chupa flagracontos reais de mulher que deixou cachorro emgatar na bucetameu marido arrumou um macho pra me engravidarconto sou casadinha e adoro que negros metam no meu cucontos eroticos de enteadasmenino gay inocência perdida pornomeu irmão adora meus pezinhos contos eroticos podolatriaconto de meu irmão comeu meu cu com uma grande pica e eu não aguentei de dorconto erotico gay: peguei carona e paguei com o cuzinhono velorio dei o cu pro meu filho contoscontos de coroa com novinhorelatos comi a crente na marrafiz a minha tia mijar na minha cara contos eroticosCONTOS EROTICOS REAIS EM VITORIA ESmeu maridinho dormiu trepei rolonanegrinha virgem sendo violentada pelos tios contosdeixei meu irmão exitado conto.incestooque falar quando um menino fala pra voce "quero lhe fuder"??contos eroticos tia no casamentoconto tara crente bundudahttp://okinawa-ufa.ru/conto_7625_tirei-o-cabaco-da-prima-dentro-da-cana.htmlconto erótico. eu minha esposa morando perferiaconto erótico meu marido lambe o Poucontos de mulheres casadas com travesti na camairmã e amigas devassas esfregando a bunda no pau do irmãozinho dela contos eróticossemhora virou puta conto contos erotico transei por dinheiroeu e minha cunhada lesbica fizemos um bacanal com sua irma e mae incestocontos de encoxadasxvideo subril comedo atinaconto erotico praia em familiacontos ajudei meu marido a comer minha sogracontoseroticos ai papai fode esse cu todoConto erticos menina sendo estrupada pelo pai no matoconto erótico esposa de férias e tal marido sem quererwww.acordada por papai videos incestoconto erotico um arpertadinha sofredo e chorando Sou gay e tranzei com um travest contos eroticoconto com irma pegando na rola por debaixo da mesapequei milha maes fudedo com um negao lopradocontos eroticos pepino apanheicontos porno amador de filha submuContos eroticos fui comido na locadora d videos pela travesti pauzudaminha vó puta contosconto castigo da mamae buceta sujaContos erotico de exibi a bunda muito grande de fio dentalconto menina adotada gozeicontoerotico quase corri negrinho caralhudosobrinha de 9 contosconto: conheci um caralhominha tia andando nua contominha sogra/contocomendo a cunhada linda das coxas grossas e peitos lindos contos eroticoscontos eroticos padres e zoofiliacontos encesto mae coroaTennis zelenograd contowww.contoseroticosenfermeirasminha esposa nega mas eu sei que sou cornoConto erotico no sitio casa de dois comodoscontos. senti o pau do meu pai na minha bundaela pediu pra parar mas continuei empurrando na putacontos adorei a lingua no meu cuzinhobulto dos coroa contosTRAVESTI CHUPÁ OUTRO TRAVESTI E BEIJO NA BOCA E FUMANDO O CIGARRO Comto pego em fragantecontos incestuosos - mãe e filho no forró terceira idadecontos gay trans teentica dani buceta gistosaconto casada na academiacottos. curmir minha enteada novinhaSobrinhas do prazer contoscontoseroticos d sexos de camioneiro comendo travesti na estradacontos de coroa com novinhodei cu de fio dentaporno doido mulher durmindo com abumdas pra foralevantou umas da minhas pernas,se encaixou na minha entradinha e foi metendo devagarzinhoconto erotico perdi o cabaço estacionamentoConto Casada Irmandade