Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

ESTUPRANDO A EMPREGADA...

Click to this video!

Vou me chamar pelo meu sobrenome para não dar bandeira, mas quando tinha uns 19 anos, começou a trabalhar na minha casa uma empregada, que tinha uma carinha muito safada. Era casada, tinha uns 25 anos, mulata, e um corpo bem delineado. Ela, mesmo casada, gostava de andar com, ora um xortinho apertadinho, ora uma minissaia bem curta. Quando ia no meu quarto (eu acordava tarde, umas dez da manhã) ela parece que de propásito, se abaixava bem para mostrar a calcinha atoladinha ou o xortinho bem entalado na bunda. Certo dia, sumiu 19 reais na minha carteira. Outro dia 19 reais. Fiquei indignado, pois minha família na ia me roubar, sá poderia ser aquela cadela, pois ela tinha livre acesso a meu quarto. Fiquei mais esperto. No dia seguinte acordei mais cedo e aguardei ela entrar no quarto. Tinha deixado uma nota de 19 reais bem a vista no lado da minha cama. Quando ela entrou, viu a nota e pé ante pé ela veio em direção a onde estava o dinheiro. Abaixou-se, foi pegar a nota e segurei-a pelas mãos. "- Vagabunda, te peguei, sabia que era tú sua vadia, não tem vergonha, casada com filho pequeno e roubando teus patrões... Agora vais ter que responder na polícia!" - disse para ela. Ela, pega de surpresa, me implorou que por favor eu não fizesse isso, pois ela precisava do emprego e não fosse a polícia, pois o marido dela era muito violento e bateria muito nela, talvez até matasse... que eu fizesse o que quizesse com ela, poderia bater nela, humilhá-la, até quem sabe ela "daria" o que eu quizesse...

Bem até que ela era bem gostosa, casada, aumentava a minha tesão... Mas neguei, disse que não, agora ela ia pagar. Ela se atirou no chão, desesperada e me disse: "- pode me comer, agora!" Tirou a roupa e abriu as pernas e se ofereceu toda para mim... Neste momento, disse para ela, vai tomar um banho, que vou pensar. Vai para teu quarto e me espera lá.

Dei um tempo, me certifiquei que minha mãe sá voltaria a tarde para casa e fui até o quarto dela... Ela estava com a minissaia, aquela bem curtinha, sá com um bustiezinho, cubrindo seus seios, aparecendo a barriguinha, num cantinho do quarto com um olhar de o que vais fazer comigo... mandei ela se levantar e apoiar-se na cama, curvando-se, mostrando seu traseiro para mim. Levantei sua minissaia e apliquei-lhe varias palmadas nas nádegas. Quando ela começou a chorar, aumentei o ritmo, deixando bastante vermelhas, suas nádegas... "- Vai me roubar de novo cadela?" - gritava eu "- Puta, vagabunda, teu marido te bate assim sua chinelona?" Bati nela bastante até ela gritar bastante...

Baixei suas calcinhas, empurrei-a na cama e falei: "- Agora vou enterrar minha pica no teu cú, sua puta..." Ela se desesperou, dizendo que não, no rabo não, pois nem o marido que era bem maluco e violento não tinha comido sua bunda ainda... Batí mais um pouco naquela bunda gostosa, e a cada palmada, sacudia bem aquelas nádegas, de um lado para outro. Levantei bem aquela bunda, abri suas nádegas e quando aquele ânus se abriu para mim, enfiei meu pau de uma vez sá, direto, bem no fundo até tocar minhas bolas naquelas nádegas... Comecei a movimentar meu pau para cima e para baixo... Ela gritava de dor e eu ia enfiando... "- Toma vaca, isso é para tí aprender a não me roubar..." Rasquei seu bustiezinho e segurei suas tetas, e que tetas, enormes, maiores que aparentavam dentro das camisetas que usava... Quando ela quase desmaiou de tanta dor, eu gozei... Botei neu pau na boca dela e fiz ela engolir tudo, gota a gota... Caiu um pouco na cama dela e fiz ela lamber o restante. Terminado a sessão, disse para ela tomar banho e se ela contasse para alguém, iria imediamente, na polícia dar queixa. Ela fez que sim com a cabeça e oi fazer o que mandei.

Foi a melhor foda da minha vida e qual não foi a minha surpresa, no dia seguinte, ela entrando no meu quarto, indo direto para minha carteira, com um sorrizinho sacana. Tive que novamente repetir a dose com a puta da minha empregada... Por fim, até hoje, ela ainda vai ver se tem alguma coisa na minha carteira, uns tempos atrás com uma vizinha dela junto que ela levou para ajudá-la lá em casa uns tempos...



FIM.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


simpatia comer cunhadacontos de coroa com novinhoConto de puta estuprada pelos mendigoschaves sotinho ponoConto erótico minha irmã me chamou pra ir ver a porta do guarda fato que quebrou e ela enpinou a bunda pra mimcontos de sexos ainda dimenorboqueteira gaucha contoContos eroticos Proposta a trescontos eróticos o gringo roludominha amiga me levou p suruba contos eroticossobiu no cu delacontos eróticos meu tio cego mim. fudeucontos meu marido descobriu quando cheguei arrombadachorou na pica/contoConto de putinha para os tarados da cidadecontos eróticos virei strip-teaseconto engravideiultimo contos eróticos transando com tio adando o cu no cine aroucheContos erotico loira casada filho do jardineiro negrocontos erotico grande foda com a minha namoradahomens lanbendo o xinou da mulher na cama fotoscontos casadas malandrasconto erotico sogra AlzheimerContos de ninfetas que levantam com vontade de da o rabocontos eróticospagando minha primeira dívidao ocu e bucetaPorno conto ponheta da casada buzcontosdesexo padrasto metendo na enteadacunhada com previlegios pornsfotos de esposa de corno pegando no mastro grandecontos eroticos estupradaConto erotico meti tanto q sangrouConto tomando no cuzinhoconto erotico arrombei o travesti do baile funkestuprocontocontos eroticos. buceta virgem, só liberava cuzinhoestuprada na frente do marido por 6 homes conto eroticoContos eroticos-Virei pridioneira lesbicaa medica que gostava de zoofilia_contospau cheiroso contoconto erotico ajudando minha tia no encanamentocontos eroticos gay quando eu tinha oito anos esperei meu pai ficar bebado e dei o cu pra eletransei gostoso com minha aVò insertosver conto erotico sob velhos etrupadorePorno conto filha mama pai desde pequenacontos eróticos casal Passei a noite no autorama no Ibirapuerafui criado para ser gay Contoscomi minha prima no esconde-escondepapai me ensinado mamar contosenche esse cu de leite contosvídeo pornô pica da cabeça enrolada redondadahistorias eroticas de onibus lotadosContos e roticos com gemeos i denticoscus rijos bom analcontos eroticos dopando a cunhadarealizei a minha maior fantasia transei com um jovem loiro do pau grande e meu marido assistindocontos eroticos: fui comido pelo meu inimigo safadinhoContos eróticos dotadosconto erotico comendo Minha Tiacontos eroticos comi a bunda da minha tiaComtos professoras novas casadas fodidas na sala de aula pelos alunosContos eroticos forçada a dar para um.cavalo na fazendacachorro pinche lambe buceta e festagay violentado contoscontos erótico de coroas casados trancando com novinho BA baladascontos sexo pai chupa cona da filha cheia de porracontos eróticos de bebados e drogados gaysconto minha visinha mando eu descabaça sua filhavoyeur de esposa conto eroticodelicia conto heterocontos eroticos comi meu irmao rosinhaflagrei o garotinho lanbuzado de porra40cm no cu da minha vo contoscontos orgia com pobres