Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

TIRANDO O CABAÇO DA NAMORADA E DA CUNHADA PARTE I

Click to Download this video!

Tirando o cabaço da namoradinha e da cunhada PARTE I







Bom como eu gosto muito de ler contos eráticos, acabei resolvendo contar uma das minhas aventuras eráticas.

Bom meu nome vai ser Lucas, sou alto tenho 1,87 de altura, 22 anos, sou forte, bem definido, pois malho há 4 anos, tenho olhos castanhos, cabelo preto bem curtinho (arrepiado), pernas bem musculosas, tenho 102 kilos de puro músculo.

A cerca de um ano atrás eu tive uma namorada muito gostosa e muito safada que vai se chamar Ayla, 14anos, morena, cabelo preto encaracolado, olhos castanhos escuro, pernas grossas e bem definidas, barriguinha sarada, super seios com bicos cor de chocolate, uma bucetinha vermelhinha, fico de pau duro ate hoje quando me lembro dela.

Vamos ao que importa na época que eu conheci Ayla eu tinha 20 anos e ela tinha 13. Foi em uma lanchonete, eu estava fazendo um lanche e ela chegou com a Irma dela e uma prima de oura cidade, uma gordinha que eu nunca vi uma coisa tão feia. Eu como não sou bobo logo tratei de investir naquela coisa linda, deu certo e eu comecei a ficar com ela.

Porem eu morava em outra cidade e não poderia ver ela todo os dias, somente aos finais de semana. Começamos a namorar e ate então ela era virgem, em um belo dia estávamos chegando de um baile, nos dois suas duas irmãs e seus pais. Elas foram para o seu quarto e os seus pais tbm foram dormir. Como eu não tinha sono pois tinha tomado uns wisk com red Bull, não tinha sono nenhum e estava com o pau ate doendo de vontade de meter nela, porque já tinha três meses de namoro e ela tinha me provocado a noite inteirinha me sarrando no baile.

Dae eu não me aguentei mias e mandei uma msg pro celular dela dizendo que eu estava passando mal e que era pra ela vir ao meu quarto, à hora que ela chegou eu estava sá com um lençol fino por cima. Já era umas 3:50 da manha, ela entrou e pedi pra ela fechar a porta que eu não estava me sentindo bem e que ela ficasse ali comigo um pouco. Ela deitou na cama por cima do lençol e ficou quietinha ao meu lado, não aquentando mais eu comecei a beijar e a acariciar, ela respondeu prontamente ela entrou debaixo do lençol e percebeu que eu estava sem nada e me perguntou se eu estava mesmo passando mal ou se era pra eu tentar alguma coisa com ela, respondi na lata que eu não estava mais aguentando mais de vontade de comer aquele bucetinha cheirosa e suculenta que ela tem. Ela me deu um tapa na cara e meteu a mão no meu pau e começou a punhetado, isto ela já fazia com maestria pq eu já tinha lhe encinado como se tocava uma punheta gostosa. Ela me perguntou pq eu não tinha chamado ela antes, eu falei com ela pq não tinha tido oportunidade por causa de seus pais e tudo mais.

Pedi pra ela trancar a porta já que seus pais e suas irmãs já estavao dormindo, pedi pra ela tirar sua roupa, mais ela so tirou o shorts e a blusa ficando apenas de calcinha, aqueles peitos enormes e suculentos. Na hora eu quase gosei, mais pau já estava quase explodindo, comecei a beijar sua boca seu pescoço, chupar seus seios, fiquei nisto uns 5 minutos dae ela levou a minha mão ate a xana dela e me pediu pra mexer nela so que com a calcinha pq ela estava com vergonha, tentei acalmá-la mais de nada adiantou, continuei descendo e ela pediu pra eu morder sua buceta por cima da calcinha, não me fiz de rogado na mesma hora eu comecei a brincar, morder beijar aquela xotinha maravilhosa,

Nun dado instante ela já estava louca de tesão e me disse que iria gozar, foi sá escutar isto e na mesma hora eu puxei sua calcinha e a tirei antes que ela pudesse falar algo, eu entrei de boca naquela coisinha linda, toda depiladinha e muito cheirosa, pois tinha acabado de tomar banho e passado áleo para dormir, com um sabor incrível seu goso desceu em minha boca como se estivesse descendo o melhor mel da minha vida, ela quase arrancou minhas orelhas e falou que queria ser minha e que queria retribuir o favor que eu dei a ela, mais que eu teria que ensinar, pois ela sá tinha visto em alguns filmes que eu e ela tínhamos visto dando uns amaços e comentado sobre mais não tinha feito nada ainda, pedia pra ela se abaixar abrir bem a boca, pois tenho um brinquedo simpático ate 19,5 por 9, nada de mais, ela abril aquela boquinha e pediu pra eu falar o que ela tinha que fazer!

Ela começou a passar a língua El voltada cabeça e dando umas chupadinhas na cabeçona, começou a engolir o bicho ate quase engolir ele todo sá que ela quase fez vômito, mais não desistiu. E eu tocando uma siririca pra ela e dando varias chupadinhas dela, falei pra ela que eu tava quase gozando e que se ela não quisesse não precisava beber a minha porra, mais ela disse que eu tomei seu meu ela tinha que tomar o meu leite, mandei ela se preparar e colocar o meu pau La no fundo da boca e vir chupando ate a ponta dele, a hora que ela chagou na ponta eu soltei o maior jato de porra da minha vida, e ela engoliu tudo, limpou os lábios e disse que queria mais, sá que eu falei que sá depois que ela me desse a bucetinha dela, ela me disse que estava com um pouco de medo dos pais dela pegarem nos dois, mais no tezão que eu tava eu nem queria saber de nada naquela hora. Puxei-a pra cama e comecei a beijar sua boca e a mexer na xana dela, ela tava com um tezão loko e não conseguia nem falar direito, me pediu pra eu comer ela de qualquer jeito pq ela não aquentava mais, falei com ela pra ela escolher a posição que ela achasse melhor e que se ela ficasse por cima seria melhor pq ela poderia controlar melhor a força e impor melhor o seu ritmo sem machucar sua xana.

Deitei na cama e ala subiu e começou a chupar meu pau novamente, o deixou todo melado de saliva pra ficar melhor a penetração, eu a segurei pela cintura e ela foi encaminhando meu pau na portinha da xaninha e na hora que a cabeça começou a entrar ela deu um gritinho de tezão e de dor mais não parou de descer, que coisa mais gostosa aquela grutinha quentinha e apertada que ficava mordendo o meu pau dentro dela, saiu um pouquinho de sangue na hora que o cabaço foi pro espaço, na hora que estourou ela deu uma paradinha e disse que estava ardendo, eu comecei a beijar sua boquinha deliciosa, e acalmar minha gostosa, ela começou a descer e sentou de uma vez sá ate sumir tudo dentro dela, virei ela de bruços e mandei pau com força, ela gozou umas 3 vezes ate eu falar que estava pra gozar, ela me disse que não era pra eu gozar dentro dela pq ela tinha medo e não estava tomando pílula.

Tirei o pau da buceta dela e mandei-aela ficar de quatro que eu iria mandar porra no cu dela, no principio ela não gostou da Idea pq ela disse que poderia doer e estava como medo, disse a ela que seria so a pontinha e so pra dar a ela so o gostinho de como e bom comer um cuzinho, ela deixou e comecei a colocar a pontinha no cuzinho dela e fazendo o movimento de vai e vem acabei despejando muita porra na entradinha do cuzinho da gostosa da minha namorada.

Mandei-a ela chupar o resto da porra e dei uma bela chupada fazendo um 69, fomos nos limpar e fomos dormir. Acordamos lá pelas 19 da manha fomos almoçar e pelo visto alguém tinha escutado e visto tudo pela fechadura da porta, sua Irma mais nova não parava de jogar indireta em mim e na Ayla, já que estávamos so nos três na mesa, não parava de dizer que estava ouvindo uns barulhos no meu quarto e que sua Irma não estava na cama, fazendo uma cara de safada.

Mais isto e uma nova historia que eu conto outro dia



VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


conto erotico gay coroa pirocudo do bar me levou pra casa dele e me arromboucontos eroticos no carrocontos eroticos de coroas dos seios caidosDei o cu pro policial, quase me rasgamomento papo de mÃe pornoFoderam gente contos tennscontos eroticos gay: se tu deixar eu não conto pra ninguemcontos eroticos meu avô esfregavaContos eroticos- meu pai me xingando no sexoesculachado por vários machos na frente do marido conto eróticoconto primeira peitinhocomtos eroticos bebo porra de veilinhosou travesti tirei virgidade minha amiga chorouconto sexo na escolaZooxoxotaconto erotico de o amigo de meu namorado me comeu na casa dele e ele nao viuesposa e meu pai contocontopaugrandemae me seduziu de calcinha conto eroticoconto eroticos cheguei em casa com o cu cheio de porrae arrombadocontos eroticos idosaconto erotico a gorda pagabdo a apostaconto erotico de faxineira casada safadacontos eroticos comadre angela trepando com doiscontos de foder empregadacontos eroticos segredos de familia parte 4conto comi uma buceta muito apertada que doeu meu paucomi minha comadre drogada contosandra porno animais homem comendo o cu do cavalo ele gostacontos-vem foder sua putinhaconto eroticoo virgindadetarado asalta apart amarra mulher sexocontos de trasas com massagistaMulheres se jutao para fazer xexo contosestrupando a cunhada dopada de remedio para dormir contoscontos eróticos comendo o cu do meu amigo da escola.comdeu a buceta no presidio contosmeu marido que que eu tou pra outro comto eroticocontos de empregada da vizinhacomtos dei.pro pastor alemaoconto conto erotico descabaçadaContos bct larga adoroocontos sex fui tratada como putasou o putinho do padrinhocontos comi uma cabritinhaCHOREI NA ROLA DO GENRO CONTOminha enteada inocente conto eroticominha irma só de calcinhajaponesas babys fazendo zoofilacastigando o rabo da minha esposa com a ajuda da sogra contos eroticosxanimhaconto gay acordado pelo dotadomassagem incomparável faz cara senti tesão e gozacontos eróticos de macho.que chupou pinto a primeira vezcontos eróticos de Zoófila - empregada foi amarrada e castigadaContos bdsm sequestradacontos de crentisinha cusudaContos comida pelo garotocontos eroticos de tarados em onibuscontos de afilhadatitio me fez gozar com shortContos de sexo entre a minha mulher e o vizinhisapato batendo xaninhana outra gostosocontos de sexo com animais rasgando com forçaconto erotico minha irma fedorentaamo cheirar a boceta da minha esposa pela calçacontos eroticos na arrombada noite de nupsiafoderam minha boca contos eroticoPuta desde novinha contosgreludas insaciável incesto contos meu irmaozinho tarado.contosminha sogra viúva ela tava comigo no meu carro ela disse pra meu genro vamos pro motel conto eróticoContos eróticos a baixinha gostosonaconto erotico minha prina rafaelacontos tranzei com a minha netaminha cunhada e japoneza diz que meuirmao tem pinto pequeno aminha e grande e grossa pornorapazes peladoes se exercitando na academiaConto erotico ninfetas mijonascontos eroticos medico cinquentao tem sua primeira transa gay