Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

FUI COMIDA PELO MEU TIO

Click to Download this video!

A historia o fato que vou relatar, é um segredo que algum tempo prometi que nunca iria contar a ninguém(mas como e estou vendo que muitas moças estão relatando o lhes aconteceu na infância eu também vou contar a minha histária), no entanto ele marcou para sempre a minha vida. Sou loira, olhos claros, 1,70 e atualmente tenho 19 anos, sou natural de POARio Grande do Sul, sempre passei minha infância com uma “certa liberdade”, pois meus pais trabalhavam e eu morava com uma irmã de meu pai. Pois eles não queriam me colocar numa creche. Minha tia na época com 26 anos era casada com um homem de 32 anos e assim como meus pais trabalhavam. Mas diferentemente de meus pais eles trabalhavam em horários diferentes o que me possibilitava sempre ficar com um deles em casa. Bom particularmente eu gostava de ficar com meu tio pois achava minha tia muito chata. Na época tinha 6 anos era uma menina bastante esperta, magrinha, muito alegre e já naquela época eu apresentava uma certa beleza. Foi a partir dessa época que o meu tio resolveu me ensinar “algumas coisas”. No principio ele me tratava de um jeito que eu achava estranho, mas ao mesmo tempo eu gostava. Ele gostava muito de me abraçar (fazia questão que minha cintura encostasse na dele e sempre andava de roupas curtas) gostava de me beijar e gostava que eu sentasse no seu colo (coisa que eu também gostava, pois ele me punha de um jeito em cima de seu pinto de modo, que eu sentia todo seu volume no rego de minha bundinha). Não deu outra, fiquei curiosa para saber o que era aquilo que me causava aquela sensação tão boa. Com o tempo fui percebendo que aquilo sempre crescia quando eu estava sentada no colo dele ou quando ele me dava aqueles abraços. Por diversas vezes eu colocava a mão nele e via que era bastante duro e grande. Então um dia quando ele foi ao banheiro tomar banho eu vi, pelo buraco da fechadura da porta, o que era aquilo. Bom acho que ele deve ter percebido que eu o espiava, pois de repente o pinto dele começou a crescer e ele se parou mais de frente para a porta onde eu o espiava. Um dia quando eu já tinha 8 anos ele me convidou para tomar banho junto com ele, topei na hora. Quando íamos tirando a roupa via que o corpo dele era lindo e vi mais de perto como o seu pinto era grande, achei muito curioso o saco que ele tinha pedi para por a mão e via que era bastante inchado. Em outra oportunidade perguntei a ele porque o seu pinto ficava tão grande e ele me disse que era por minha causa, coisa que eu somente consegui entender mais tarde. Continuamos com nossos banhos por muito tempo. às vezes ele chupava a minha xaninha (eu adorava quando ele fazia isto era muito gostoso), ele também gostava de passar o pinto dele no rego da minha bundinha, coisa que me deixava louca. O tempo foi passando e nás já tínhamos feito muitas coisas, mas ainda ele não havia transado comigo. Um dia quando eu já estava com 19 anos ele estava sentado no sofá assistindo um filme na sala e eu estava no meu quarto fazendo dever de casa. Lembro muito bem daquele dia eu já havia tomado meu banho (naquela semana minha mãe combinou com minha tia que ficaria pousando com eles) ele acabará de sair do seu. Minha tia havia saído para trabalhar, estávamos somente nás dois em casa. Foi quando ele me chamou para ficar com ele assistindo o filme. O dia estava quente e eu estava vestida com um vestido azul, que ia até os joelhos e uma calcinha amarelinha. Pedi a ele para sentar em seu colo, algo que ele aceitou de prontidão. Bom ele me colocou de modo que eu ficasse bem encima de seu mastro, de propásito afastei um pouco minhas pernas de modo que eu sentisse seu pau por inteiro em minha bundinha. Não demorou ele colocou a mão em minha perna e começou a alisa-la. Aos poucos os movimentos foram se tornando mais audaciosos e suas mãos já estavam em minha virilha, seu pau estava tão duro que parecia um pedaço de ferro. De repente sua mão alcançou a minha calcinha e ele começou a fazer movimentos giratários em minha xaninha, que estava encharcada. Foi então que eu disse a ele o seguinte: - Tio vamos ficar mais à vontade... Então ele retirou a sua bermuda e ficou somente de cueca e eu retirei minha calcinha. Voltei a sentar no colo dele. Foi então que ele começou a enfiar o seu dedo na entrada de minha grutinha, que até aquele momento era inexplorada. Eu delirava de tanto prazer. Num momento rápido ele me tirou de seu colo e me deixou no sofá com as pernas abertas, e ele se debruçou em minha cintura e como um louco começou a chupar a minha xaninha, acho que ele deve ter sugado todo o néctar que havia ali. Não aguentando mais de tanta vontade, pedi a ele para fazer aquilo que ele fazia com minha tia quando eles iam dormir. Foi então que ele retirou a sua cueca e exibiu aquela enorme ferramenta em minha frente. Pessoalmente achei que nunca iria suportar aquele pinto enorme no buraquinho de minha xaninha, pois os tamanhos eram muito desproporcionais. Ele se levantou e passou uma espécie de creme no seu pinto e na entrada de minha xotinha. Então ele voltou a sentar no sofá e pediu para eu sentar em seu colo de frente para ele. Fui e ele ajeitou o seu pinto na entrada de minha xaninha e pediu para eu, ir sentando devagar. Fiz o que me disse. à medida que aquilo ia entrando eu sentia como se algo estivesse me rasgando por dentro misturado com imenso prazer e um pouco de dor. Percebi exatamente o momento em que meu cabacinho se rompeu. Fui descendo até sentir que minha xaninha havia engolido mais da metade do pinto de meu tio. Vi que ele já não entrava mais então ele me pegou, na posição em que estávamos, nos transferiu para o chão e me colocando de ventre para cima, ergui um pouco minhas pernas e ele iniciou um vai-e-vem inesquecível dentro de mim. A cada estocada que ele dava em minha xaninha eu estremecia de tanto prazer. Ficamos naquele vai e vem por vários minutos, até que em determinado momento senti que ele começou a acelerar o ritmo e fazer algumas caretas. Então ele deu uma estocada final, enfiou quase tudo dentro de mim e derramou todo o seu liquido que estava armazenado em seu saco, dentro de minha xaninha. Quando ele saiu de cima de mim senti a sua porra escorrer em minhas pernas. Descansamos um pouco e fomos tomar banho. Nos limpamos e voltamos para a sala para então trocarmos a primeiras palavras. Ele me fez jurar que nunca contaria aquilo para ninguém e que há muito tempo sentia tesão por mim e que estava louco para fazer aquilo comigo há mais tempo e que a partir daquele dia faríamos aquilo mais seguido e eu iria aprender muitas coisas. Apás este pequeno intervalo voltamos a ação. Notei que sua ferramenta estava em pé novamente e ele foi se aproximando aquilo de minha boca e pediu para eu chupa-lo, tive que abrir ao Máximo minha boquinha para conseguir abocanhar aquele enorme membro. Consegui engolir somente a cabeça a chupei um pouco. Em seguida ele me pegou no colo, me deitou de lado no chão, ele se posicionou atrás de mim e me pediu para eu arrebitar um pouco minha bundinha. Fiz o que ele me mandou de imediato, minha xaninha ainda estava ardendo um pouco mais já estava encharcada novamente. Ele levantou minha perna com uma mão e com a outra posicionou o seu pinto na entrada da minha xotinha. Novamente com muito carinho ele foi me penetrando e aos poucos ele retomou aquele ritmo alucinante de vai e vem dentro de mim. Ficamos ali fudendo bem mais tempo que antes. às vezes ele forçava um pouco e enfiava seu mastro bem lá no meu fundinho. Ele ao mesmo tempo usava sua mão para me alisar meu corpo e com a boca ele me beijava. Foi inesquecível então novamente em certo momento ele acelerou o ritmo e jorrou o seu caldo dentro de mim. Nos banhamos novamente e trocamos algumas poucas palavras e fomos dormir. A partir daquele dia transamos muitas vezes de maneiras diferentes tudo que sei hoje sobre sexo aprendi naquela época. Mas infelizmente quando eu estava com 19 anos à empresa onde eles trabalhavam foi para o Nordeste e eles foram juntos e desde então não transei com mais ninguém. Bom se você homemmulher gostou de como aconteceu minha iniciação e de alguma forma vivenciou algo parecido e quer se abrir com uma amiga me escreva. E me conte como foi sua experiência. Prometo sigilo absoluto de tudo. Podemos ser amigos (as) e trocar confidências. Espero seu email um beijo. [email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


http://os mais recent contos eroticosconto erótico somos meio nudistasmae acorda de fio dental vai na varandanegao e o seu caralhocontos eroticos sou casada a segunda orgia para meu maridocontos eroticos apostou mamae com os amigosponei arrombando morena com tesaoComi meu amigo jogando pley contos eroticovoyeur de esposa conto eroticovideo pica paucontos eroticos estuprada no onibusCorno ama namorada use chortinho de lycra marcando buceta contosSou casada fodida contomeu intiado me come eu e a minha finlha contos eroticosComo fazer a mulher se apaixonar pegando a calcinha delaIncesto com meu irmao casado eu confessoContos filha fica de calcinha perto do paiESCRAVO DO MACONHEIRO contotanguinhas usadas contoscontos.eroticos.de muleres bem.velhas.transando.cm legumesconto erotico viadinho de calcinha dando paramorador de ruaContos lesbicos de irmas se depilandocontos erotico fui pozar na casa da minha irma casada e comi seu cuzinhominha tia chegou bebada e eu vi ela pelada oq eu façoputinha desde novinha contos eroticosContos eroticos gays danfo meu bundao para o meu medicocontos eróticos casal ônibuscontos flagrei minha mulher dandocomi minha cunhada ja idosa contoscontos eroticos o homem da garagemcontos eróticos com mulatasmeu padrasto fica excitado comigoconto erotico ajudando minha tia no encanamentocontos eróticos no cu com cachorroMe comeram ao lado do meu namoradocontos eroticos da minha tia amadorascontos erotecos dei mel rabao pro mel felho toludoaposta video game conto eroticoSou gay e tranzei com um travest contos eroticopapai adora chupar a minha buceta enquanto fode a nossa enpregadabem o qye vou contar pra voces e o seguinte sou casado e minha esposa e loiraconto erotico com meu sogro peladocontos eroticos gay ainda menino virei putinha do velho me fazia de menininhacontos eroticos exibindomulher botando a x*** para o cachorro lambercomi minha sograegozei na bocar delaContos eroticos-Empregada se vingando da filha do patraocontos troca de esposa na praiaCamila minha enteada Tirei o c***** dela bem gostosoFui Comida pelos colegas do colegios contoscontos. minha irma casada é minha puta escravacasa dos contos eroticos adoro levar ferroContos Eróticos vi minha amiga sendo emrabada pelo maridão bem dotado fiquei com muito tesãonovinho da rola grosa comendo ha babacomi a espetora contosconto eroticos aniversario da minha esposa de 30 ano na buatecontos eróticos jogando com a amigaachei que era uma mulherao mas era um travecao que me enganou e socou no meu rabinhoContos eroticosComi minha irma na cozinhacontos eróticos passando o pau no cuzinhourso velho peludo gay contoscontos de cú de madrinhavizinhalesbicacontocontos gay eroticos infanciaconto erotico sou crente mas sou safadinhaconto erótico de casada que chegou em casa completamente arrombada e o marido percebeumeu professor come caralho a xana contos eroticoscontos de amassos com colegasc.erotico dormindoFoderam gente contos tennsMeu pastor chupou meu cu buceta e teta contoencontrei minha prima baixinha bunduda sozinha na balada contos eroticoscontos de lesbicas coroasconto erotico desconfiei de minha esposaconto erotico gay comido por dois estranho para volta para casa