Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

COMO PERDI MEU CABACINHO ANAL

Click to Download this video!



Eu tinha 19 anos e começava a conhecer as coisas do sexo por meio de revistinhas e filmes pornôs que um amigo me mostrou algumas vezes. Esse amigo tinha 19 anos e a gente vivia juntos pra tudo, já que ele era meu vizinho e como eu, era filho único. Nas casas práximas das nossas sá tinha meninas e raramente brincávamos com elas jogando queimada ou ainda jogando vôlei numa quadra da casa de uma delas. Eu e o Edu curtíamos games, futebol com meninos da rua de cima e íamos pra shoppings e cinema sempre juntos. Nossas famílias eram amigas e sempre rolava almoços e festinhas de aniversário com todos frequentando as casas uma da outra. Numa das sessões de filme pornô que o Edu me chamou pra assistir com ele algo diferente aconteceu e me deixou excitado pela primeira vez na vida. Durante o filme ele naturalmente puxou o pau pra fora do calção e começou a se masturbar. Falava que era normal a gente ver cenas de sexo e ficar de pau duro. Eu também fiquei, mas meu pau era muito menor que o dele e ele pediu pra dar uma pegadinha no pau dele. Sem noção de nada eu fui e acariciei no começo e depois dele ensinar, comecei a punhetar pra ele. Ele falou que eu tinha mão mágica e que dalí há pouco veria a mágica que eu faria no pinto dele e não deu outra. De repente vi um líquido branco e grosso sair do pau dele e ele gemer de forma que mostrava ser gostosa. Inocente de tudo, eu achei legal e daquele dia em diante eu aceitava fazer aquilo nele sem nem mesmo vermos filmes. Num certo dia na casa dele sozinhos quando ele me explicava matérias de matemática, falou que estava com o pau duro de novo e nem sabia o motivo e falou que se eu sentasse no colo dele seria legal e faria o pau dele amolecer e eu querendo e precisando aprender matemática, aceitei sentar no colo dele enquanto ele me explicava a matéria. Mas o pau dele continuou duro o tempo todo e ele disse que não teria jeito. Eu teria que fazer minha mágica no pau dele pra continuar a aula. Saí do seu colo e ele tirou a rola pra fora e eu comecei a punhetar mais uma vez. Aí ele puxou uma revista onde um garoto chupava o pau de outro e me disse que era outra forma de fazer a tal mágica. Ainda todo inocente de tudo eu aceitei e coloquei seu pau na boca e atendendo às suas orientações comecei minha primeira chupeta. Ele falou que o líquido tinha um gosto gostoso e que eu poderia engolir sem problemas e eu aceitei na maior inocência sua sugestão. Chupei em movimentos orientados por ele até que senti como se ele urinasse na minha boca, mas abediente engoli tudo. Desse dia em diante ele pedia pra fazer daquele jeito e eu fazia. Foram meses chupando o pau dele quase todos os dias até que outro amigo que conheci na escola e que tinha a minha idade me contou coisas sobre o sexo e eu acordei pra vida. Me senti enganado e fiquei bravo. Mas apesar desses sentimentos lembrei que também sentia prazer em fazer aquilo pro meu amigo. O segundo amigo não sabia que eu fazia aquelas coisas com meu vizinho e aprendi na teoria que os viados curtiam o tesão com carinhos na bunda. Nessa época eu comecei a me masturbar todos os dias e numa dessas vezes coloquei um dedo no meu cú e senti um prazer maior ainda. Descobri que tudo era delicioso e liguei os fatos de sentar no colo do meu vizinho entre outras coisas. Voltei pra casa depois das explicações do meu novo amigo e fui correndo pro banheiro me masturbar lembrando tudo que o meu vizinho tarado me fez fazer pra ele. No dia seguinte meu vizinho me chamou pra ver uma nova revista que ele tinha comprado. Era uma revista de negros superdotados de paus duros e eu achei todos lindos. Meu vizinho pediu pra chupar o pau dele mais uma vez e eu chupei, mas parei num certo momento e falei que sabia de tudo agora e que ele estava me usando pra gozar. Rindo ele disse que estava esperando que eu descobrisse tudo e se desculpou por ter me enganado daquele jeito. Respondi que eu gostava de tudo que ele me fazia e que estava querendo sentir mais prazer também. Estávamos no quarto dele e eu sem pensar em mais nada tirei toda roupa e pedi pra ele acariciar minha bunda por que me dava tesão. Ele sacou o que eu queria e ficou feliz. Tirou sua roupa também e já de pau duro disse que eu seria a namoradinha dele daquele dia em diante. Respondi que tudo bem e atendi seu pedido sentando no seu colo, seu pau em contato com a minha bunda me deixou com vontade de mais e sem pensar já fui tentando encaixar ele no meu cú virgem. Mas sem lubrificar não dava e meu vizinho falou pra esperar e colocando o calção foi pra cozinha e voltou com um pouco de margarina na mão que passou no pau dele e o resto passou na minha bunda e fez um pouco entrar no meu cuzinho. Voltei pra posição de quatro na cama e ele tentou novamente meter no meu cú. Dessa vez entrou muito mais fácil e eu senti um prazer naquilo que era novo pra mim. Meu pintinho estava duro e enquanto ele metia, eu me masturbava até que senti que ele gozou em mim, mas não tirou de dentro enquanto eu continuava me masturbando até que acabei gozando. Daquele dia em diante eu sentia o maior prazer em ir pra casa dele estudar sentado no colo dele metendo e estudando. Foram 4 anos dando quase todo dia pra ele e recebendo sua porra na boca ou no cú. Numa das vezes que estávamos no porão da sua casa, fomos flagrados por um primo dele que falou que também queria meter em mim ou contaria tudo para os pais dele e pros meus também. Achamos melhor aceitar as condições dele e eu então passei a dar pros dois sempre. Mas meu segredo foi descoberto e papai acabou ouvindo comentários sobre mim, mas isso é assunto para o práximo conto.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


titio caralhudo noivo corninho esposa putinha contosyravesti gorda xvidiogarota pauzeracontos eróticos de peãocontos tia gostosaa ai delicia ai vai vaicontos eroticos mae viuvaContos eroticos de podolatria com fotos chupando pes de visitas osou casada meu visinho novinho contostitio caralhudo noivo corninho esposa putinha contosContos com comecei a usa fio dental e dar o cuzinhocontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casaContos erotico me exibi pro taxistaconto transou com desconhecido na festa de rodeiocontos eroticos mae e amigocontos eroticos chantagem de carnaval confesso transando com trêscontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casacontoseroticos presidiocache:AYqusiFpMvIJ:tennis-zelenograd.ru/conto_17477_minha-infancia-com-minha-prima-.html contos erótico proibido na net chatagiei a sobrinhaminha mulher mim fez de mulher e puta casa dos contosMinha mulher voltou bebada e sem calcinha em casa contosconto ela estava no quarto nua e o sobrinho na salacontos eróticos fui consertar o interfone da vizinha e comi seu cuzinhoconto erotico mulher dando para o vizinhoxx videos de porno as mulhe que tei bodão i de xortiho curtiho trepando gostozominha filhinha me viu de pau duro contosme viu pelado conto eroticoconto erotico sogra Alzheimerconto erotico desconfiei de minha esposacontos eróticos metendo com casalmandou fotos nua e recebeu chantagembuceta chupar elaelecontos eroticos de manha dava pro meu sogro e a noite pro meu maridochupei os pezinhos da minha namorada contos eroticocontos eroticosmasturbando o cuzinhowww.contos de a primeira gozada no incestocontos de incesto e estuprosgay seduzindo hetero abaixando preso da casa so pra transarconto a tia da piruaConto erotico gay dando pro senhor geraldopeguei um menino pra comer minha buceta velha contosfudeu e gozou dentro do cuzinho do barbeiroMinha mulher voltou bebada em casa contosela pediu pra parar mas continuei fudendocontos eróticos com mulher carentecontos eróticos enrabando a namorada do meu sobrinho que tava babadaSou casada Minhas filhas me viram sendo fodida contocontos erticos de ninfetasquero assistir pornô negra da bundona na Muralhacontos eroticos glaucia cdconto erótico meu filho pediu uma espanholacontos de trasas com massagistaconto gay negro trapezistacontos erotico gay fofinho dengosoContos reais de sodomiacontos eróticos vi ele com pau inchado falou que tinha machucado Comtos erotico meu entiadocontos ajudando minha mae peituda na faxinacontos eróticos do amigo do meu pai me agarrou na cozinhabitei no cuzinho da minha enteada caçula dormindoguado o cavalo tramza a rola dele fica detro da eguafudendo filha paralitica contosconto erotico flaguei meu marido masturbando nosso dogconto eróticos dei para meu sobrinhoa velha e o pedreiro contos eroticosconto cdzinhacontos eroticos comi meu amigoContos eroticos dopou a sogra e estuprou elacontos eroticos na arrombada noite de nupsiaconto erotico sou vadia e meu marido nem desconfiaestuprado pelo pai na infancia gay contoNovinha Bebi porra do meu amigo contoconto minha mulher aronbadasapato batendo xaninhana outra gostosocontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casacontos eroticos nupcias blogspotcontos eroticos gay fui enrrabado apanhei e gosei com um desconhecidocontos orgia com maeconto erotico onibusTranzei cm meu primo,conto