Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

EU, MINHA FILHA, MEU AMIGO E OS AMIGOS DELE.

Click to Download this video!

O fim de semana foi bom. Não tinha combinado nada com os amigos. Estava em casa de bobeira quando apareceu o Armadinho, meu amigo. Ele sempre aparece aqui em casa. Perguntou o que eu estava fazendo e se eu ia sair. Eu disse que não, pois a semana foi dura e eu queria ficar em casa descansando com a minha filha. Contudo, o sacana me tentou, convidando para uma gelada e churrasco. Cocei a cabe e aceitei o convite e fui logo avisando Larissa do evento. Ela achou legal e foi se arrumar (...). No meio do caminho para a casa do Armadinho paramos para comprar algumas caixinhas de cerveja. Chegando na casa dele, Armando pediu para esperarmos na varanda que ele ia fazer umas ligações. Ele convidou alguns amigos do trabalho. (...) Larissa ajudou no preparo da comida. Ela estava usando o seu shortinho preferido, aquele que deixa os caras loucos. Enquanto isso, eu e o meu amigo preparamos o fogo regrado de cerveja. Não demorou muito e os amigos do Armandinho chegaram. E logo de cara já vinham fazendo barulho. (...) Com o churrasco na brasa e muito papo rolando, a cerveja já tinha batido na muringa de todos. Larissa, entrosada, conversava com todos e sobre todo e qualquer assunto. Dávamos altas gargalhadas. (...) Não demorou muito e Larissa pediu licença para ir ao banheiro, o Armandinho foi atrás eu fiquei sá manjando. Demorou um pouco e a Larissa veio falar baixinho no meu ouvido:

- Pai, estou afim de fazer putaria.

Eu ri e disse que já sabia. Perguntei para se ela estava ciente de onde estávamos e com quem estávamos. Ela disse que sim, mas estava doidinha para fuder, pois naquele lugar sá tinha homem e ela era única mulher. Ela disse que a cerveja havia liberado a mente dela. Como já tínhamos feito algumas presepadas quando estávamos em casa, bolei uma parada com ela e o Armandinho. De primeira o Armandinho não estava acreditando na histária, mas ficou animado. Depois de muito tempo, enrolando, resolvemos inventar uma brincadeira do tipo “verdade ou desafio” (...). Não deu em outra. Fomos para o quarto do Armandinho. Ele inventou que queria mostrar umas paradas para o pessoal, mas era sá para preparar o terreno. Entramos no quarto que estava um breu de tão escuro. Ele ligou o DVD e todos deitaram na cama intuitivamente, haja vista que todos estavam cansados de tanto beber. O espaço era pequeno e era impossível não roçar a perna no outro. Larissa encostou-se entre as minhas pernas e deitou levemente. Ela sentiu o meu pau duro e ficou ma acariciando. Armandinho colocou um vídeo dele comendo a prima dele quando eles eram mais novos. Foi o suficiente para liberar a mente do pessoal. Eu me senti a vontade para começar a brincar; comecei a fazer carinho nos cabelos de Larissa e aos poucos eu descia as minhas mãos pelo pescoço e ia em direção aos seios. Eu tocava de leve nos braços dela. Os bicos dos seios ficavam eriçados. Aos pouco eu fui tirando a camisa dela e o pessoal estava ligado no filme e em nás também. Larissa aproveitou e tirou a blusa dela sem receio, então resolvi fazer caricia nos seios dela e beijando o pescoço. Armando foi em direção a Larissa e pediu para tirar o shortinho e sem esperar ela responder algo, ele foi tirando o short dela abrindo as pernas para poder chupar a xaninha dela. Logo Larissa estava solta. Ela pegou a mão de um dos rapazes que estavam lá e foi convidando os outros com gestos insinuantes. Armando, mais afoito, colocou o pau pra fora, puxou Larissa em sua direção e enfiou o pau nela. Ela se contorceu e gemeu com a entrada do membro dele dentro dela. Os outros estavam se acabando na punheta. Larissa me puxou também em direção dela e começou a me chupar. Foi muito bom. Eu e Larissa já estávamos acostumados a transar, mas esse dia foi melhor tanto para ela como para mim. (...) Mudamos de posição: fiquei em baixo dela, armando ficou atrás enfiando no cuzinho dela enquanto Larissa revezava chupadas nos paus dos caras. Ela gemia muito e dizia que queria ser a putinha de todos naquele dia. Eu, eufárico, dei cada estocada na buceta dela que não resisti e gozei dentro dela e na sequência, dei a vez para outro penetrá-la. Armandinho não aguentou também e gozou junto com ela. Larissa adora dar o cuzinho. Todos ficaram satisfeitos com a putaria e Larissa, empolgada, marcou outra festa daquela, mas pediu que os rapazes trouxessem outras gurias, pois queria experimentar transar com outras mulheres. Depois disso fomos para casa e conversamos a respeito do que havia ocorrido ali e não demorou muito e minha filha me abraçou e disse “daddy...adoooorei o dia de hoje!” daí eu disse – passando a mão de leve na bunda dela – “você é muito sem vergonha” (...) Larissa riu e pegou no meu pau. Fomos para o banheiro tomar banho. Larissa foi muito convidativa ficando de costa pra mim, ligou o chuveiro e deu aquela olhada pra trás como quem diz “o que você está esperando?” (...) Tirei a cueca e fiquei roçando o meu pau na bundinha dela e apalpando os seios branquinhos. Larissa passava o sabonete no corpo todo enquanto eu roçava nela. Ela virou de frente e subiu a perna direita na altura da minha cintura e começou a esfregar o grelo no meu pau até eu penetrá-la. Quando estava encaixado, ela subiu a outra perna e eu a segurei pela bundinha dela. Ela me abraçava e dizia coisas do tipo “eu sou sua...você meu...”, era uma sensação muito louca e boa. Sempre que eu socava dentro, a cabecinha esbarrava por dentro e ouvia-se um som tipo “truco...truco”, era fantástico ouvir os gemidos da Larissa. Enquanto eu a penetrava, certas imagens da época que ela era mais nova vinham em minha mente. Em certos momentos eu tinha um sentimento de culpa por está comendo a minha filha, mas em outros não. Larissa pediu para eu colocar no cuzinho dela. Ela desceu e virou de costa a rebitou a bundinha, abrindo com as duas mãos e eu enfiei lentamente. Ela gemia e dizia:

- Aaaaaaaaai caraaalhoooo! Uhmm.... Paaaiiiiiii.....Mais forte!!!!! Mais forte poooorrrra!!!! Aaaaaiii... Não para pai!!!

Larissa gosta demais de dar o cu. Eu tenho muita sorte de poder fazer isso. (...) Depois de muitos gemidos e xingamentos de prazer, Larissa goza antes de mim o que me deixou com mais tezão, pois os gemidos dela são tentadores. Eu não aguentei e gozei dentro. Por algum motivo, que eu não sei qual foi, Larissa pediu para eu tirar com a desculpa de que estava doendo e então eu tirei, mas tirei lentamente, pois eu queria ver o suco saindo do cuzinho dela. Dei um beijo na nuca dela e disse que estava tudo bem. Ela se virou e me beijou e disse obrigado por eu ser o pai maravilhoso que sou. Eu sorri e a deixei a vontade no banheiro para se lavar. Tem sido assim durantes esses dias: uma nova descoberta entre eu e ela. Somos pai e filha convivendo na mesma casa como se fossemos marido e mulher, amigo, irmão e por aí vai. Não sabemos até onde isso vai dar, mas por enquanto estamos bem.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


trai meu namorado chorei conto eróticoContos erotico mulhrr casada dona de supermecadoassistimos porno comi gostoso contocontos eróticos o menino e o negao velhocontos eroticos padres e zoofiliasequestradaxvidioConto erotico papai me masturbanoconto de o tenente me chupou muito gaycontos eroticos de piveteschulé da minha irman contos eroticospau expulsa pau do corno da buceta contoscontos eróticos evangelicasso rendudo socando ni bundao enormemeninas dando so uma brexinhas da bucetaso papai da minha amiga contos eu tinha sete anoscontos eróticos mulheres de 60 anoscontos eroticos e pecadocontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casaconto erotico tira a roupa revólverO amigo dele me comeu contosfilho gosa bunda mae ela percebeContos eroticos cumi mi.ha cunhada carlaenterrei tudonabucetinhaConto erotico chorei com o cacete do cavaloconto eroticos comi minha vizinha de 7aninhosconto eróticos dei o cu novinhaamigas pegao mendigo na rua da banho e depois/punheta/elepirralho contos eromamae linda e brava/contoscontos porno filho do amigo secretoSou casada mas bebi porro de outra cara contoscontos eróticos gravou tia dando pra doisme estruparam e me obrigaram a dar para o caseiro do sitiocontos eróticos de padrasto f******conto erótico assediaram minha mulher na ruaSou casada fodida contopintudos site de relacionamentoputaria todos diss contosem querer fraguei minha cunhada no banheiroconto minha madrasta me transformou em mulherCasada viajando contoscontos gay descobri a mulherzinha que havia em mimcontos e historias de zoofilia meu cachorro mamou nos meus peitos cheios de leiteconto vagabundos arebentarao meu cuContos eroticos danadinha colo do velhoo pai da minha amoginha me comeu contosconto erotico visita tio na cadeiacontos eroticos primeira vez de coroa rabuda de cornocontos minha mulher colocou bolinhas no meu cucontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casacontos incesto buceta rapadinha cheia de tezaoContos erotico marido corno bebedor de porraContos eroticos marido vira fêmeabuceta com muito tesao goza na primeira estocadacontos eroticos: fui comido pelo meu inimigo safadinhocontos eroticos convenci meu priminho vestir a calcinha de sua maeSentei na pica e cavalguei gostoso com a pica dentro parei prazercontos eroticos casadas baile formaturacontos eróticos sou casado fiz troca troca com um amigo casadoso metendo n mato n buceta da minha filha n causinha video mobilincesto a maé do meu milhor amigo parte 4Contos eroticos de negros roludos no busaotesao chefe quero eleConto erotico patrao empregada e a filhaconto de tia que deu pro cavalo da fazendaContos er meu que pitao peludoDedo na xoxota contosContos eroticos ajudando meu tiu acudentado e vi o pau delecumendo cu da mae e tia contos eroticosminha mulher confia em mim eu filmei joguei na internetcontos eroticos sobre voyeur de esposa