Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

PERDI MINHA VIRGINDADE COM UM POLICIAL MILITAR

Click to Download this video!

Oi, meu nome é Bella, e hoje vou contar como perdi minha virgindade ao 19 anos.

O ano de 1998 foi histárico na minha vida, nele terminei o segundo grau, consegui meu primeiro emprego, e perdi minha virgindade com César, um policial militar.

César era um belo policial militar da ronda escolar noturna, 28 anos, era de altura mediana, cerca de 1,75 altura, moreno, olhos castanhos, ombros largos e um corpo maravilhoso de se apreciar, dentro de uma farda então, dispensava comentários. Nos intervalos e nas aulas vagas, eu e minhas colegas, todas na faixa dos 19 a 19 anos, ficávamos sentadas na pracinha ao lado que a noite era bem divertida, numa dessas ocasiões conheci meu futuro homem. As meninas davam risadinhas e acenavam quando passava alguma viatura, coisas da adolescência. Certo dia a viatura parou e um PM desceu do carro, eu gelei, achei que eles iam nos xingar, mas para minha surpresa, o policial veio paquerar uma das minhas colegas, olhei pra viatura e vi aquele homem sério parado ao volante. Convidei-o para descer do carro também, mas ele se negou. Deixei-o quieto, tinha um pouco de medo da polícia, coisa dos tempos de criança.

Alguns dias depois, retornando do colégio para a casa, a viatura parou do meu lado, era César e seu colega oferecendo carona, achei o máximo andar na viatura e aceitei, conversamos sobre diversidades no caminho e chegando em casa, ele pediu meu telefone que dei sem hesitar.

No dia seguinte César me ligou e convidou pra sair, topei de imediato, começamos um namorico que durou meses, ele sempre me pegava na saída da escola ou às vezes na entrada mesmo, matei muitas aulas pra ficar com ele. A cada encontro ia descobrindo coisas novas com aquele homem. Como eu era virgem, nunca deixava César chegar aos finalmente. Ficávamos nos amassos, César sugava meus peitinhos pequenos, ainda em desenvolvimento, bolinava minha bucetinha com os dedos e me ensinava como chupar um pau. Eu estava aprendendo e adorando, mas na hora da penetração eu não deixava, o que deixava César louco de tesão e raiva rssss, mas não demorou muito e não pude mais resistir as investidas daquele homem tão gostoso.

Certa noite saímos para mais um de nossos passeios de carro, César começou a mordiscar meu pescoço me deixando louca e aquela altura não podia mais negar, queria como nunca transar com ele.

Com uma blusinha preta de alcinha e uma saia jeans curtinha, sentei no seu colo e comecei a me esfregar naquela rola que eu adorava e já conhecia bem...

No meio de seus beijos quentes e seu toque me perdi e quando percebi César adentrava minha bucetinha já molhada. Dei um grito de dor e susto, não achava que seria daquele jeito olhei aflita pra ele que sorriu safadamente e abraçou com força minha cintura forçando-a para baixo até que senti aquele cacete introduzindo até o final de minha bucetinha virgem, tinha a impressão que estava dentro da minha barriga, em meio a dor e o espanto pedia que parasse um pouquinho e mais ele socava. César me fodeu como um animal selvagem e a dor foi dando lugar à satisfação de estar perdendo meu cabacinho com aquele policial escroto que me fodia sem dá, mas que eu amava. Ao tentar sair do colo dele, senti arrepios de dor tentando fazer César me dar um descanso, foi quando ele puxou minha blusinha e começou a sugar meus seios, mordendo de maneira dolorida, quando deu um gemido num tom grave, gozando em seguida, enchendo de porra quente minha bucetinha já esfolada e vermelhinha de sangue.

César ofegante se recostou no banco, dando um belo sorriso e me dizendo que agora sua menina já era mulher. Fiquei orgulhosa, mas também dolorida por uns três dias, mas nunca mais quis ficar sem uma pica por muito tempo. César me iniciou, mas eu continuo querendo aprender coisas novas todos os dias.

Não foi ele que fez meu primeiro sexo oral e nem tirou o selinho de trás, mas isso é outra histária que conto em outra hora...

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos de casadas o negro desconhecido me arromboucontos de menininhas sentando no colo de homensminha tiade fio dental exibidacontos, a amiga de minha filhinha na casa de praiacontos porno bunduda sograconto fui abusado pelo tio da van gaycontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casacontos sexo família bicontos meu vaqueiro me comeu na marracontos eroticos meu irmãoContos eróticos com meias suadasMinha sobrinha pediu para eu dar um shortinho de lycra pa ela usa sem calsinha para mim contosdeflorando bucetinhas com pepinosfamilia naturista contoorgia com velhas contos eróticoscontos eróticos meninas de 25 anos transando com a calcinha preta com lacinho vermelhominha filha e meu genro vieram me visitar bucetaSem a minha permissao contos eroticosrealizando minhas taras com a gravida contos eroticosso os melhores contos de gay sendo aronbado varias vezesconto anal evangelica carnudafoda louca na empregada até o orgasmoconto erotico dentista doutoura anagarotinho teen gemendo no pau e rebolando gostosoContos eroticos: Eu dei o cu na frente do meu portãocontos eróticos bebadamamae fudeu muito com amigo.relatos eroticosContos eroticos dopou a sogra e estuprou elaENFERMEIRA  de calcinha na frente do meu pai contoscontos de incesto dez anostraindo no hotel contoscontos eroticos o garoto perdidocontoerotico estrupada pelo negao pirocutoSou gay e tranzei com um travest contos eroticoconto emrabada casada nao pelo marido sim p amantecheirando os sapatos da minha amiga contos eroticoscontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casacontos eroticos consegui comer aquela bundamamae titia meu primo e eu na praia de nudismo contos eroticos    contos eroticos submissa chantagem casadascontos eróticos traveco emrabado a negona coroa casadaSou casada fodida contoContos eróticos teens tomando banho com meu irmãocontos de encoxada em mulheres passivasconto erótico ensinada pequenaTennis zelenograd contodisvirginei a minha professora contos erodicoscontos eroticos sasuke e sakura minha doce virgemconto uma viagem muito gostosacontos erticos/meus doi primos revesaran em mincomo é q faz pra uma mulher bater uma ciririca sozinh pensando em outra mulher???Quale melhor foda com a minha namorada?conto erotico japonesinhafoto de sexo conto eroticos da minha sobrinha pimentinha parti 1contos eróticos traveco emrabado a negona coroa casadacontos eritico acustumou da o cu com tudo mundo dormindoCasada viajando contosConto erotico aos 60 anoa dei a buceta para o garotoContosEroticos.ORG gay meu papai me pegou ainda pequenocontos eroticos pauzao do papaiminha namorada na suruba contoContos eroticos: Fui forcada por meu pai ohohhcontos irmanzinha pediu pra ver meu pintoContos eróticos incesto teens tomando banho com meu paigostosa banco da bike shortinhoPuta desde novinha contostaras de ficar olhando outroa fuderdei pra um estranho num baile e meu marido viu conto eroticomostrei a .bunda pro meu irmao e ele me comeuContos eróticos dando de mama pra minhas irmãzinhasmulher emsabuando bucetaContos esposa eo caseiroSou gay e tranzei com um travest contos eroticocontos eróticos com idosas viuvasMenina Má tava dormindo sem calcinha eu penetrei meu pau na b***** delacontos erotico gay quando mim focarao a bebe leite de varioshttp://okinawa-ufa.ru/conto_7625_tirei-o-cabaco-da-prima-dentro-da-cana.htmlcontos eroticos syrubasabusada pelo filho contobrinco com tio levou no cuzinhonovinha que queira trocar msg e gozar muitoconto minha cunhada e sua amigameu pai meteu conto gayconto conto erotico descabaçadacontos eróticos contei detalhes absurdos da picacontos eroticos vestido colado e curtoconto erótico de casada que chegou em casa completamente arrombada e o marido percebeucontos eroticos gretei quando minha bbuceta edtava sendo arregassadaconto etotico antebraco na vaginaferias em familia contosinseseto commforcacontos eroticoscalcinha algodao