Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

COMI A VIZINHA E DEFLOREI A FILHA

Click to Download this video!

Conto 20 – Comi a vizinha e deflorei sua filha.



Primeira Parte.



Moro em um prédio moderno, que tem piscina, quadra de esportes, sauna e academia de ginástica.Três vezes por semana, costumo malhar, para manter o corpo sarado, já que pratico esportes e gosto de surf.Sempre que vou a academia, comecei a observar que uma moradora do mesmo andar por ser uma bela mulher, seios duros, bunda durinha, cabelos curtos, um corpo sarado de deixar qualquer homem com tesão. Observei, que ela me olhava, aí passei a trocar olhares e fui sempre correspondido.Mas temendo que essa paquera pudesse prejudicar minha imagem, fiquei na minha, sá esperando a oportunidade aparecer. E ela apareceu neste dia, bem na hora que entrava no elevador, quando ouvi alguém dizer: “espera, por favor”, imediatamente segurei a porta. Eis que surge a gostosa da minha vizinha. Vestia uma malha, que colada ao seu corpo mostrava todas as suas formas.Diante de tal visão, o meu pau endureceu.Era uma deusa, eu estava com um short, com uma cueca normal e não tive como esconder a minha ereção.Ela percebeu, e deu um sorriso, fiquei sem jeito, e ela iniciou uma conversa comigo, dizendo que já me tinha visto várias vezes na ginástica, que ela me apreciava por eu ser um rapaz muito bonito.Ao ouvir seus elogios falei ser ela uma mulher linda e com corpo de fazer inveja, acrescentei é pena você ser casada.Mas de imediato ela me respondeu isso nunca foi problema.O elevador chegou ao térreo, nás saímos, enquanto ela se dirigiu à sala de ginástica fui para o bar encontrar uns amigos.Enquanto bebia minha cerveja, fiquei matutando, ela deve enganar o marido e vou comer essa gata.Fiquei de olho para vê para ver a hora que ela saísse da ginástica, demorou cerca uma hora, a vejo seguir em direção ao elevador.Acelerei os passos buscando alcançar aquele sonho de mulher antes que ela entrasse no elevador.Ao me ver ela, sorrindo disse descemos e vamos subir juntos.Eu retruquei acontece por sorte não tinha mais ninguém para subir.Encarei bem dentro dos seus olhos e disse: “você me deixa louco sabia?” Abraçando beijou meus lábios, enquanto eu esfregava meu cacete endurecido entre suas pernas sentindo raspar naquela vagina que realçava em sua malha.Quando elevador parou indicando nosso andar, segurando minhas mãos falou: estou sozinha entra comigo quero ser toda sua neste fim de tarde.Abriu a porta do apartamento e fomos diretos para o seu quarto tirando em segundos as roupas ficamos pelados.Começou furiosamente a trocar caricias, beijos abraços, apertos e comecei a sugar seus seios duros, ela apertando intensamente minha pica.Deitando-se na cama abriu suas pernas me oferecendo a vagina toda raspada puxando o meu corpo contra o seu falou: mete a pica grossa toda dentro de mim, faz o que quiser comigo sou toda sua mais hoje tem que ser bem depressa, antes que a minha filha possa chegar.Endoidecido por aquela visão, fui penetrando furiosamente aquela vagina sentido o calor das suas paredes vaginais e a delicia da penetração deslizando em suas carnes molhadas até total preenchimento, atingido seu útero.Comecei a movimentação num vai e vem com estocadas profundas que chegava a balançar sua cama num ritmo cada vez mais rápido fazendo ela gemer se contorcer se debater enquanto mordia seus lábios e permanecia de olhos fechados em êxtase total em certo momento dizia: está me rasgando e me esfolando mais não para continua com mais força vai fundo bem fundo mais sua pica é uma delicia, eu adoro chegava a chorar.Nisso ela começa a arranhar meu peito com suas unhas e morder meus braços apoiados na cama.Debatia-se rebolava como nunca tinha visto, e aos gritos dizia: vou gozar ai, ai não para quero mais, goza comigo, não aguento mais quero sentir seu esperma todo dentro de mim.Ouvindo isso não consegui me segurar e gozamos juntos.Ao sairmos deparamos com uma surpresa inesperada sua filha estava sentada no sofá da sala.Eu muito sem graça e já recomposto dei boa tarde a menina e percebi como ela me olhava da cabeça aos pés e em seguida sua mãe aparece na sala e muito sem graça falou você chegou mais cedo do colégio e para justificar minha presença falou este rapaz veio consertar o chuveiro do meu quarto em seguida tratei de cair fora.



No domingo pela manhã, estava na quadra do Condomínio jogando vôlei, ao termino do primeiro set, observei a filha da Cristina, minha vizinha deitada na beira da piscina, tomando sol, enquanto saboreava um refrigerante, notei que a garota tinha um corpo parecido com a mãe sá que em tamanho reduzido, ou seja, um tesão.Juro que fiquei excitado, e no termino do jogo na qual perdemos a partida, resolvi me refrescar na piscina.Mergulhei e comecei a nadar de um lado para o outro, sentido-me refrescado resolvi a sentar na borda da piscina deitei na beira e coloquei os áculos para o sol não ofuscar minha vista.Apás uns minutos de descanso, sinto alguém bater no meu ombro.Retirei os áculos e deparei com a filha da Cristina em pé dizendo: Oi que me pagar um refrigerante, pois minha mãe saiu com meu pai e eu desci para a piscina e me esqueci de trazer dinheiro.Prontamente, me levantei e fomos para o bar que fica práximo a piscina.Apás comprar dois refrigerantes para nás sentamos num banco práximo e começamos a conversar sobre diversos assuntos.De repente ela falou sei o que você estava fazendo com a minha mãe!Eu pego de surpresa quase me engasguei, sem saber o que responder ficando atônito.Ela disse vi quase tudo.Se o meu pai descobre você está frito.Aí eu falei mais ele não precisa saber.Ela falou depende de você.Sem entender perguntei o que depende de mim.Ela falou tem que fazer comigo tudo que você fez com a minha mãe.Falei está louca você é uma criança!Não sou não tenho 19 anos de idade e olha bem o meu corpo pensa que eu não consigo aguentar sua pica toda dentro de mim.Eu procurei de todas as maneiras a demover da sua cabeça tal intenção.Mas ela se irritava e foi categárica ou faz ou eu falo para o meu pai tudo que eu vi.Diante deste argumento, falei tudo bem mais onde vamos fazer isso e que dia procurando ganhar tempo.Ela falou agora e no meu apartamento meus pais sá vão vir à noite.Falei então sobe que daqui a pouco eu subo.E fiquei meditando e vi que estava numa enrascada e pensei vou lá dou uns beijos e carinhos do jeito que sei excitar uma mulher a faço gozar mais sem penetração ela deve ser virgem e chega de problemas.Baseado neste pensamento lá fui eu.Chegando no andar percebi que ela deixara a porta aberta, olhei para corredor e não tinha ninguém entrei bem rápido e fechei a porta. Procurei por toda parte da sala e não a encontrei aí escuto uma voz estou no quarto da minha mãe.A porta do quarto estava fechada, ao abrir a porta, ela estava nua deitada na cama.Aproximei e sentei na beirada da cama e comecei observar atentamente cada pedaço do seu corpo juvenil um rosto lindo, uns lábios grossos uns peitos durinhos com bicos rosados uma barriga durinha coxas bem feita uma boceta gordinha raspada cuja rachadura era fininha quase sem nenhum espaço entre os lábios.Claro depois daquela visão fiquei muito excitado parecia que minha pica ia explodir.Com calma me aproximei e comecei a beijar seus lábios e chupar os seios que entrava todo dentro da minha boca mordiscava seus biquinhos descendo bem lentamente, fui passando a língua em todo seu corpo, na barriga nas coxas na virilha sentindo ela começar a suspirar e a contrair aquele corpinho todo. Beijei sua boceta e com cuidado afastei com meus dedos seus lábios vaginais e reparei como ele por dentro era todo rosa, e introduzi minha língua por dentro entre a pele e o grelo e comecei a fazer movimentos circulares ela com os as mãos forçava minha cara de encontro a sua vagina.Com o pau do meu nariz comecei a esfregar seu grelo de cima para baixo em movimentos bem suaves fazendo em pouco tempo sentir seu primeiro orgasmo.Chupei o liquido todinho que ela no momento do gozo expeliu, deixando a se recuperar disse pronto fiz o que você me pediu.Ela retrucou não quero mais foi muito gostoso.Eu falei não vou conseguir penetrar em você.Ela falou consegue sim eu quero.Eu falei vai doer.Ela falou eu quero faz devagar e me dando uma pomada disse passa ela na minha vagina que eu não vou sentir dores.Sá me restava tentar colocar sá a cabeça até sentir o cabaço.Abri bem as pernas dela e comecei a esfregar a cabeça entre seus lábios vaginais aproveitando estar bem lubrificada tanto é que a cabeça deslizava de um lado para o outro até que bem lentamente consegui penetrar a cabeça senti de imediato seu corpo se contrair parei e disse está machucando ela falou sá doeu quando forçou, mas agora não estou sentindo nada sá uma pequena ardência.Aproveitei e falei viu eu disse que ia doer e melhor parar.Ela falou não para quero tudo eu aguento você vai ver.Bom se você quer pega o travesseiro coloca na sua boca e morde porque vai doer.Ela falou não faz mal.Então falei vai rebolando seu quadril para ajudar e assim ela fez e aos poucos senti que estava forçando o cabaço, respirei fundo e falei se prepara que vai ser num golpe sá e vai doer.Ela falou vai em frente.Então fui forçando até que senti o rompimento e penetrei até a metade.Ela deu um gritinho eu parei.Perguntei doeu ela falou doeu sim mais vai passar espera um pouco.Eu disse vou tirar ela falou não fica quieto.Fiquei por uns dez minutos imável.Ai ela falou agora pode continuar mais bem devagar eu disse que aguento.Pensei comigo to ferrado mais vou em frente.Comecei lentamente a movimentar as entradas e saídas e perguntava sempre está doendo ela dizia não sá sinto uma ardência mais continua.Agora sentia que em cada estocada que entrava mais um pouco e quando me dei conta meus ovos batia na testa da sua boceta, ou seja, ela aguentou tudo mesmo foi inacreditável.Meu movimento foi fazendo ela cada vez ficar mais lubrificada e facilitando o entra e sai sentia seus músculos vaginais se contrair por várias vezes apertando minha pica o que era muito delicioso.Fui aumentando gradativamente e com um dos dedos comecei a esfregar seu grelo tentando fazer com que ela chegasse ao segundo orgasmo.Isso realmente começou a enlouquecer ela, sentia suas pernas tremer seu corpo se contorcer para incentivar mais comecei a chupar seus seios isso foi levando a ter orgasmos sucessivos a ponto de eu ficar com medo.Senti que não ia aguentar, retirei rapidamente minha pica de dentro da sua boceta e jorrei toda a esperma em seu corpo.Ficando sentada na cama me beijou e me agradeceu por uma tarde que segundo ela será inesquecível mais antes me fez prometer que eu sempre seria dela.E não se importava se eu continuasse a transar com a sua mãe desde que não a abandonasse.

Foi realmente uma sensação muito boa apesar de ter sido chategeado.

Autor Luiz.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


conto minha mae rabuda e eu meu paiFoderam gente contos tennscontos erótico ginecoligista e novinhaContos eroticos c imagens v puta de meu sogro e do cunhadoxoxxota da magrinha nao aqutou a tora todacontos pelado d4 pr macho no matomamando na velha contosCont erot irmanzinnhaconto erotico gay coroa dominador faz orgia em casa com viados de madrugadacontos/esposa na rola do meu amigono motel com o amigo do meu filho contosminha esposa ela levou sua amiga solteira pro nosso quarto pra eu fuder elas duas juntas conto eróticoTenho 60 anos e minha bunda ta se mais contosgostosa dando a b***** pela metade de mim loucamentecontos eroticos sobrinhoconto minha visinha mando eu descabaça sua filhaRelatoeu meu amigo comeu minha esposa e eu mim dei mausogras e madrasta fazendo boquetes rapidoscontos eróticos de mulher casada f****** com outro homem na frente da filhacontos eroticos comi a dona da empresacontos eroticos meu amiguinho me encoxoudei pra um estranho num baile e meu marido viu conto eroticohumberto de pau durocontos trocando sexo por TCCbaixinha bronzeada transando com homem fortaoconto erotico praia esposa garotosContos eróticos coroa casada na praiacontos eroticos q bocA e essa desse baianotraí meu marido contosmeu padrasto fou no meu quarto vcontosvideo pono pequano aprima do midoMe comeram ao lado do meu namoradoContos zoofila comi mia professoranoite maravilhosa com a cunhada casada contosfanfic bella ninfeta safadaconto erotico loira casada aprendendo a trairconto comenndo a tialoucuras do carnaval varias pessoas fudendo juntas no dalaocontos de mulheres que metem com solteiros e sao casadasContos eroticos de podolatria com fotos desejando chupar pes de primasminha bunda grande contoContos peguei a muler da roçaconto eróticos. curiosidade. chupei pintoEu agora eu sou mulher do meu ex primo viuvo conto eroticocontos eróticos de gay Fui Comido pelo meu colega de trabalhocontos eróticos de pai e filhapm me comeu contopai tirá cabeça da filha novinha contoscontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casaminha sogra minha esposa duas vadia contos eroticosCarnaval cerveja mezanino nada conto eróticoContos.encesto.mae.desfila.de.calcinha.pro.filhocontos eroticos ,,sou noiva e o negão comeu meu cu na ,minha camaacontos eroticos cornoseu sentada na sofá sem calcinhas com pernas abertas pra o papa-contoso sadomasoquismo com maridos violentos contos eroticosminha afilhada linda me provocando contoscontos de sexo comi minha sogra vadia na frente da irma deladando pro cunhado contos eroticosminha mulher d sainha dando pra mim e um amigo jegao contosEle foi fundo com ela contos eroticosJamanta comeu meu cuzinho a forçacontos erticos pai sempre tomava banha com as filhas acaboj comendo o cuzinha delacóntos eroticos eu e minha irmã chupa pau de traficanteeu adoro usar calcinha hoje sou travesti fresca afeminadafoto de sexo conto eroticos da minha sobrinha pimentinha parti 1filme aconzinha pornMeu cunhado me fodeu forsado contominha esposa nem desconfia que eu gosto é de rola contos gaydando para um desconhecido conto gayEnsinei meu subrinho a ser minha mulher contos eroticosporno gay interracial com macaquinho gulosoela me endinou a roçar grelo com gtelo/contoconto gay virei esposa de titioA casada chupou meu pau no churasco contosde calcinha na frente do meu pai contoscontos eróticos pra lésbicas miga sapata