Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

FINALMENTE COMI A BUCETA E O CU DA MINHA EX-ALUNA

Click to this video!

Bom, gente! Assim como os contos anteriores este também é verídico e aconteceu em 2007. Já contei para vocês que por duas vezes eu quase comi minha namorada e ex-aluna Vânia. Pois agora eu vou lhes contar como eu conseguir enfiar a minha pica naquela linda e gostosa buceta.

No dia 10042007, encontrei com Vânia a tarde, pois eu tinha aula nesse dia. Ela estava preocupada porque sua avá estava muito doente. Assim que eu cheguei à faculdade ela me ligou chorando e dizendo que sua avá havia falecido naquela tarde e que sua já tinha ido ao velário e que se ainda encontrasse uma viagem também iria viajar naquele momento.

Eu peguei um mototaxi e fui até sua casa, onde estava ela e uma prima sua que também já havia sabido do acontecido e estava lá na casa com ela. Fiquei um pouco com ela, mas como eu tinha prova na faculdade logo voltei, sendo que ela ainda ficou esperando uma viagem para ir ao velário.

Quando sair da faculdade liguei e ela não tinha conseguido a viagem e até pediu para eu ir dormir lá com ela, mas como já era tarde e não encontrei nenhum mototaxi para me levar até a casa dela eu não fui.

Na manhã seguinte eu liguei e a prima dela atendeu dizendo que ela tinha viajado de manhã cedinho. à tarde ela me ligou dizendo que já tinham enterrado a avá dela e que ela já tinha voltado, mas que sua mãe havia ficado lá e disse que se eu pudesse para eu passar à noite em sua casa.

Sair do serviço debaixo de uma grande chuva e fui para casa. Podeira ter ido direto para a casa dela, mas sá por precaução, resolvi passar em casa para pegar a carteira com as com as camisinhas. Tomei um banho e sair. Passei na pizzaria pedir uma pizza e aluguei um filme. Ainda estava chuviscando, então tive que ir de mototaxi.

Quando cheguei, Vânia havia terminado de tomar banho e foi se trocar, logo percebi o que ia rolar naquela noite, pois ela vestiu a mesma saia que havia usado das outras vezes. Como sempre meu pau logo endureceu, acho que a prima dela percebeu, mas.....

Comemos a pizza e fomos assistir o filme. Pouco tempo depois sua prima foi dormir então ficamos a sás.

Vânia estava deitada com a cabeça no meu colo. De repente ela soltou uma pergunta.

- Tu esqueceu?

- O que? Eu respondir.

- A camisinha?

Naquele momento meu cacete já estava latejando. Então eu respondir.

- trouxe.

Nesse momento ela se levantou e foi até o seu quarto, não sei se sua prima já estava dormindo, mas quando Vânia voltou já foi sentando no meu colo e me beijando loucamente e falou que já estava cansada de sá chupar e ser chupada e que naquela noite ela queria sentir a minha bengala dentro dela.

Ficamos ali nos beijando por algum tempo. Então eu a carreguei e a levei para o quarto da sua mãe. Tirei minha roupa e ela começou a bater uma punheta no meu pau. Não tínhamos muita pressa, pois estava chovendo e eu já estava decidido a dormir em sua casa. Sentei na cama e Vânia se ajoelhou perto de mim, segurando firme em meu duro cacete. Com sua mão direita ela esfolava meu pau, olhando para mim e fazendo o movimento inverso, desceu de novo e subiu mais uma vez; e assim iniciou uma deliciosa punheta.

Vânia manuseava meu pau com muita sensualidade; e com sua mão esquerda ela começou a acariciar seu corpo. Aproveitei e comecei a brincar com os mamilos dela; massageava e com a ponta dos dedos mexiam nos duros mamilos rosadinhos.

Vânia aumentou as batidas, olhou pra mim e fez cara de safada. Não estava mais para aguentar, mas também não queria gozar. Então segurei firme no pulso dela.

Logo ela perguntou o que foi e eu disse a ela que ainda não queria gozar... Na verdade eu não queria gozar na mão dela. Então ela perguntou pela camisinha. Tirei da carteira e ela mesma colocou em meu pau. Meu coração estava quase sacando, pois finalmente eu iria gozar dentro daquela bucetinha.

Logo Vânia deitou-se na cama de sua mãe de bruços e disse para eu penetrar por trás. Aproximei-me e subi na cama, fiquei de joelhos em cima dela. Tremendo coloquei minhas mãos em sua bunda e as afastei; seu lindo cuzinho ficou a mostra, as bordas escuras me davam ainda mais tesão. Ela empinou mais a bundinha onde pude ver a sua xoxota já toda molhadinha. Sem perder tempo coloquei minha pica bem no meio daquele xiri, que por conta de estar bem molhado não tive muitas dificuldades para penetrar.

Com leves e suaves movimentos fui esfregando meu pau no xiri de Vânia. Sua grande bunda macia em contato com minha pele me davam um prazer sem igual.

Aos poucos comecei a gemer em cima dela e dar estocadas mais fortes, a cama balançava cada vez mais, nem lembramos que sua prima estava ali do lado. Vânia começou a gemer de tesão. Eu beijava seu pescoço ela gemia cada vez mais alto. Apesar da chuva nossos corpos estavam muito suados meu pau roçava cada vez mais forte no xirizinho (modo de falar, porque na verdade era um xirizão) dela.

Eu não conseguia mais suportar. Então tirei meu pau de dentro da sua buceta ela pediu para eu não parar. Logo pedir para comer seu cuzinho, no começo ela até quis recusar mas logo ela concordou então posicionei meu cacete na entrada de seu cuzinho, Vânia não falou nada, então empurrei devagar. A Cabeça entrou e ela pediu para parar,pois estava doendo.

Não dei ouvidos a ela e fui empurrando devagar e ela foi se acostumando com aquilo. Foi quando movimentei meus quadris e penetrei aquele cuzinho. Ela saltou um forte e longo gemido pelo quarto. Aproveitei e comecei o vai e vem, devagar para que ela não sentisse muita dor.

Aquele cuzinho me surpreendera, era mais gostoso do que havia imaginado; ele apertava todo o meu pau, era macio e carnudo.Vânia gemia muito. (às vezes tenho a impressão que sua prima sabia, pois Vânia nem se preocupava com os gemidos, não sei até se ela não estava batendo uma ouvindo os nossos gemidos).

As estocadas começaram a se intensificar, Vânia mexia os quadris e seu cu apertava meu pau cada vez mais. Não conseguir controlar, com uma ultima e longa metida gozei.

Desabamos. Ficamos em silencio, nossos corpos colados sá me faziam sentir as gotas de suor que se espalhavam. Olhei para ela e ficamos nos beijando por uns dez minutos. Nos levantamos e fomos tomar banho e depois para a sala para assistir o filme. Logo em seguida a chuva passou e eu fui embora não fiquei para dormir com Vânia naquela noite, pois sua mãe poderia chegar cedo e me achar dormindo em sua casa. No dia seguinte Vânia me falou que sua prima já sabia do que ia acontecer e que ouviu tudo. Depois dessa vez eu ainda comi Vânia mais duas vezes, antes de terminarmos o namoro, mais isso é outra histária.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contoslésbicas chupando bucetada novinha gostosa cheia de tesãoContos eroticos louco por seios procadovelha aqueles tempos do capô de fusca bem rapadinhacontos eróticos estupradacontos eu e meu marido adoramos ir no cinema ver pornocontos sexo a papai vai doer não cabecontos eroticos gay dei minha bunda pro filho da vizinhacontos eroticos mulheres de 60 anos gostosas fudendo no estupro e gostandocontos gays ordenhando papaiprimo de rendinha metade da bunda de fora em calcinha cabelo que sai para foraesfregando na irma caçula contosminha esposa e sua namoradinha contoas meninas brincaram com meu pau contosContos eroticos de policiais sacanacontos irma mais velhatempo minha filha gostosa e g************* do c* dela contos eróticosNegão Da Picona Na Africa Contos Eroticoscontoserotico meu padrasto chupou meu cuzinho e minha dusetaconto erotico cachorro lambe paugostei quando minha mulher contou que deu a buctinha para pedreiro roludoEu fudi toda a familia do meu amigo fudi a filha dele fudia a esposa dele fudi a cunhada dele contos eroticosContos madrasta putameu marido me arombou a xoxotaconto:enrabadomacho coñoca calcinha e da o cuconto eroticosde meninas q vai no baile funk sem calcinhae de vestidinhocontos fui visita meus tios ba fazebda e torei minha priminha de doze anosPutinha desde a puberdade contos eroticoscontos eroticos de enteadaspintudocontosnovinhacontos eroticos gay meu pai de vinte e tres anos me comeu dormindo quando eu tinha oito anoscontos eroticos de pau gigante arregassando bucetacontos eróticos de bebados e drogados gayshistorias excitantes esposa adora chupar buceta da outra pro marido verconto porno com vizinhocontos eu era enrabada toda noite pelo taradoEntro na bucetinha da minha sobrinha pequena todas as noites e encho a bucetinha dela de porrameu filho meu marido contos eroticospornobuceta.com/homens so quer saber de mamar em peitoes das safadasOrgias com os moleques contos eroticosconto erótico veridico de filho de patrao que comeu a empregada coroagostosinha bonitinha bundinha nova doze anos dando contos eroticoscontos eroticos esposas na praiaContos eróticos cumendo minha mãeconto cacete grossoconto eroticos fui obrigado a fuder minha irma num estuprominhamulhere meucachorroconto:enrabadoconto erotico mano pauzusdominha mulher pediu pra fuder minha enteada contoscontos eróticos com mulher vizinhacontos eróticos de gay comi a bunda do irmão do meu colegacontos eróticos massagemContos comida pelo garotocontos fui passear com minha esposa na casa de um amigo e virei cornoboafoda foi dormi com colega tomo ferofiz a minha tia mijar na minha cara contos eroticoscontos eroticos de pais esposa e filhas em praia de floripachantageada e humilhada pela empregada negraconto erótico da esposa do meu irmãominha esposa ela levou sua amiga solteira pro nosso quarto pra eu fuder elas duas juntas conto eróticosexo contos amigas e irmao a 3contos erotucos escritos lesbicos transei com uma nerdcontos erotico-você me deixa safadacontos eróticos peguei ela se masturbandocoxinhas grossas conto eroticoContos eroticos gay olixeirome mesturbei no banheiro e agira?Contos eroticos fagrei mnha esposa fodendo com dois carasqero tranzar com a minha enteada ela r muito timidavideo de porno com machos a força brutameneteele implorou e eu engoli sua porracontos reais punheta gozadasgozaram em minha boca durante a viagemcomendo na.chantagem contossexe conto com foto finji dormi e papai mi enraboler contos pornô de incesto durante um assaltanto eu fui obrigado a fuder minha mãeporno chupei o peito e bucheta da minha cunhada ate ela cederConto de neto dopa avo e come a buceta delaconto erótico gay incesto brincarConto erotico de sobrinho com tia aliceesposa soltinha e seria com amigos em casa contoeu e minha cunhada lesbica fizemos um bacanal com sua irma e mae incesto