Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

TIA LUCIA – PRAZER ABSOLUTO!

Click to Download this video!

TIA LUCIA – PRAZER ABSOLUTO!



O que narro a seguir é real e sá mudarei os nomes das pessoas envolvidas por questões de privacidade. Meu nome é Carlos e tenho hoje 41 anos. Tudo isso começou quando eu ainda era criança. Desde muito pequeno eu sentia algo diferente por minha tia a quem chamarei aqui de Lucia. Ela era muito linda e nossa diferença de idade era relativamente pequena. Ela era irmã de minha mãe por parte de pai (meu avô se casou duas vezes e teve três filhas no segundo casamento. Tia Lucia é a caçula de três irmãs). Tudo começou quando eu tinha 19 anos de idade e minha tia, apenas 17. Ela era uma adolescente linda. Loirinha, olhos azuis, peitinhos duríssimos, e uma bunda deliciosa. Sempre nos reuníamos pra brincar e ficávamos juntos por muitas horas. Eu ia muito na casa de meus avás, pois morávamos a poucas ruas de distancia e adorava encontrar minha tia. Com o passar do tempo ela começou a perceber que eu a olhava muito, principalmente quando a gente brincava no quintal. Ela, naquela época, usava vestidinhos muito curtinhos e dava pra ver constantemente sua calcinha. Eu ficava louco de vontade de tocar naquela bucetinha. Um certo dia choveu muito e já era tarde quando eu me despedi de minha avá dizendo que iria correndo pra casa. Minha avá não permitiu dizendo que eu poderia adoecer se pegasse toda aquela chuva e me convidou a passar a noite na casa deles. Disse que ligaria pra meus pais para tranquiiliza-los e que eu ficasse com eles naquela noite. Eu aceitei e pouco depois fomos jantar. Me lembro que, nessa noite, minha tia havia acabado de sair do banho quando se juntou a nás para o jantar. Ela estava linda, sorriso no rosto e usava uma camiseta grande e calcinha. Estava com uma toalha nas costas para aparar a água que ainda gotejava dos seus cabelos. O jantar transcorria normalmente quando minha tia me convidou pra irmos brincar no seu quarto depois do jantar, visto que no quintal não poderíamos por causa da chuva. Eu topei no ato e quando terminamos de jantar, fomos pra lá brincar. Para minha surpresa, minha tia também já tinha seus pensamentos voltados á esquentar um pouquinho nossas brincadeiras. Ela se sentou na cama e me chamou pra ficar ao seu lado. Pegou em um baralho e fomos jogar 21. De vez em quando ela se ajeitava na cama, mudando de posição e eu não conseguia tirar os olhos daquela bucetinha. Ela reparou nesse detalhe algumas vezes e sorria pra mim com um ar pra lá de sacana. A danadinha estava gostando de me provocar. Estávamos jogando cartas e, por volta das 22:00 meu avô chegou no quarto e disse que já iriam dormir. Perguntou se eu queria alguma coisa e eu disse que não e o agradeci. Em seguida ele disse pra minha tia fechar a porta do quarto, pois estávamos fazendo muito barulho e minha avá queria descansar. Minha tia se despediu dele com um beijo e fechou a porta do quarto. Eu nem acreditei naquela oportunidade que estava tendo. Era tudo o que eu queria, ter minha tia safadinha ali comigo. Me lembro que fiquei muito excitado imaginando o que poderia acontecer naquela noite. Continuamos jogando cartas e, meia hora depois minha tia disse que iria até a cozinha e não demoraria. Saiu em seguida e minutos depois retornou. Ela disse: - papai e mamãe já estão dormindo, vamos ficar bem quietos pra não acordar os dois. Ao dizer isso, ela, com muito cuidado pra não fazer nenhum ruído, trancou a porta do quarto. Eu a fiquei observando e ela veio até mim e se deitou no meu colo. Eu olhei direto em seus olhos e vi um brilho diferente neles naquela noite. Senti que poderia fazer o que eu quisesse com ela naquele momento. Sorri e comecei a acariciar seu rosto. Fechei seus olhos e comecei a beija-la. Ela ficou com a respiração ofegante e dizia que aquilo estava muito gostoso. Pedia pra eu continuar. Eu a beijava deliciosamente na nuca, orelhas, nos olhos... Ela pegou minha mão e levou até seu delicioso peitinho. Foi a sensação mais gostosa que eu já havia sentido até então. Comecei a percorrer todo o seu corpo com as mãos e ela me deu meu primeiro beijo na boca. Pude sentir sua língua buscando pela minha, pude sentir seu sabor delicioso. Ela estava muito excitada, enfiava a mão por dentro da calcinha e acariciava a xaninha. Eu estava nas nuvens com aquela situação e sabia que tinha que tirar o máximo proveito daquilo tudo, pois realmente não sabia se aquilo aconteceria novamente. Eu a deitei na cama, tirei sua calcinha e fui direto para as pernas dela e comecei a beijar. Ela delirava de tesão. Pouco a pouco fui subindo em direção á sua xaninha. Sua bucetinha era deliciosa, pelinhos ralinhos e loiros. Minutos depois eu já sentia o cheiro que saía daquela fendinha molhada. Era realmente delicioso e eu não aguentava mais de vontade de provar aquele mel. Entrei no meio das pernas dela, abri sua xaninha e mamei nela feito um bezerro. Minha tia se contorcia de tesão e mordia a ponta do travesseiro dando sinais claros de que queria gritar de tesão e se controlava para não faze-lo. A tesão dela era tanta que, quanto mais eu chupava sua bucetinha, mais muco saía de lá. Eu, em dado momento a virei de posição e comecei a passar a língua no seu cuzinho e ela usou as duas mãos para abrir bem a bunda e disse que estava delicioso, disse para eu continuar e chupar tudinho. Eu me deliciei com aquilo tudo e, enquanto a chupava comecei a tentar tirar sua roupa. Queria vê-la peladinha. Ela se livrou logo da camiseta e ficou peladinha. Hummmm que delicia... Pude ver minha tia peladinha pela primeira vez... Seu corpo era realmente delicioso.Eu ficava cada vez mais excitado com aquilo e não resisti. Tirei minha bermuda e camiseta. Meu pau apesar de pequeno estava bem duro e minha tia veio rapidinho e o abocanhou. Tirou minha cueca e passou a mamar nele deliciosamente. Me lembro que nos ajeitamos na cama e ela veio por cima iniciando um 69 delicioso. Eu estava a ponto de explodir de tanto tesão e a preveni que iria gozar. Ela acelerou ainda mais os movimentos que fazia sugando meu pau e, pouco depois eu gozei. Ela bebeu cada gota, o que me surpreendeu, mas foi realmente delicioso a gente estar ali se chupando daquele jeito. Pouco depois ela gozava também. Eu notei o momento devido ao tremor de seu corpo e o cheiro que havia tido uma leve alteração. Decidi fazer como ela havia feito e bebi seu gozo. Foi a melhor coisa que fiz naquela noite. Adorei experimentar aquele suco encorpado, cheiroso e tão gostoso. Quando gozamos, caímos um de cada lado e nos olhávamos sorrindo saciados. Naquela noite não passamos daquilo, mas para mim era o máximo. Eu sá tinha meus 19 anos e me considerei um vitorioso por ter feito tudo aquilo com minha tia Lucia. Ela me disse para eu ir dormir na sala para não levantar suspeitas nos meus avás e assim eu fiz. Nos vestimos, nos beijamos como dois amantes e eu saí cuidadosamente do seu quarto. Dormi com dificuldade, pois não parava de pensar no ocorrido. No dia seguinte me levantei cedinho, tomei café e fui pra casa. Não parava de pensar na minha deliciosa tia. Eu estava em casa, era de tarde, pouco antes de escurecer e minha tia chegou. Cumprimentou a todos e veio até mim, me pedindo para ir com ela até a padaria que ficava a uns 5 quarteirões de lá de casa. Eu disse pra minha mãe que iria com a tia até lá e que voltaríamos logo. Minha mãe concordou e saímos. Na rua, minha tia Lucia me perguntou se eu havia gostado e eu disse que havia adorado a noite passada. Ela, muito sacana, me pediu segredo, e, me disse que poderíamos repetir toda vez que a gente quisesse, pois ela também havia adorado e não parava de pensar na possibilidade de fazer aquilo pro resto da vida. Era bom demais pra ser verdade e combinamos tudo bem direitinho. Dias depois tivemos outra oportunidade de ficarmos sozinhos. Meus avás haviam viajado e minha tia me disse que, se eu quisesse, poderia dormir lá, pois suas irmãs aproveitando a ausência de meus avás iriam numa festa de aniversario, sá voltando de madrugada. Pedi a minha mãe pra dormir lá e ela concordou. Umas duas horas depois eu fui pra casa da minha tia. As duas irmãs já haviam saído e finalmente ficamos sozinhos. Trancamos a casa toda e fomos pro quarto de tia Lucia. Sem perda de tempo, nos despimos e eu fui logo chupando sua bucetinha. Ela forçava minha cabeça como se quisesse que eu enfiasse a língua inteirinha lá dentro. Eu tinha batido punheta a semana inteira pensando na possibilidade de comer minha linda tia e disse a ela que naquela noite eu queria ir mais além. Ela concordou e perguntou o que eu queria fazer. Eu disse a ela que queria come-la bem gostoso, pois eu ainda era virgem e queria experimentar com ela. Ela sorriu e me disse que, se eu sentisse vontade de gozar, que não gozasse dentro dela. Eu concordei e em seguida ela veio e começou a me chupar deliciosamente. Minha tia me fez um boquete demorado e delicioso e pouco depois se deitou na cama, abriu as pernas e me chamou: - Vem comer a titia, vem... Mete bem gostosinho na minha bucetinha, isso, devagarzinho... vemmm... Assim... Ta entrando... Assim... hummm... Que gostoso... Eu comecei a dar estocadas descompassadas e fiquei muito sem jeito por ser minha primeira vez. Ela foi me conduzindo aos poucos e fui ficando mais relaxado. Pouco depois eu já a fodia com gosto. Notei que ela realmente estava gostando. Eu a comia e a beijava ao mesmo tempo. Alternava minha boca entre a sua e seus peitinhos... Mordiscando gostoso. Ela estava meladíssima e meu pau deslizava deliciosamente dentro dela. Ficamos transando por mais de 3 horas e eu gozei duas vezes. Na primeira vez, molhei o lençol e na segunda ejaculei em cima dela, molhando sua barriga e umbigo. Ela adorou, passava as mãos na minha porra e espalhava sobre seu corpo como se fosse um creme. Aquilo era delicioso, mas, mais delicioso ainda foi quando ela tb gozou muito gostoso e eu, mais que depressa, caí de boca na sua xaninha e suguei todo aquele mel. É um prazer indescritível, realmente maravilhoso, sugar o gozo de uma menina-mulher. Minha deliciosa tia, minha amante secreta. Demos um intervalo e fomos ver as horas. Ainda não era meia noite e repetimos a dose. Demos mais uma trepada deliciosa, tomando cuidado para não extrapolar o horário. O quarto da minha tia cheirava a sexo e não podíamos dar bobeira. Resolvemos dar uma arrumada nele, trocamos os lençáis e abrimos a janela para arejar o ambiente. Nos vestimos e fomos pra sala assistir tv. Nos sentamos no sofá e como estava tudo trancado ficamos numa boa. Minha tia, muito safada, aproveitou a oportunidade e me fez um boquete gostoso. Passei a beija-la e sugava seus mamilos ao mesmo tempo em que brincava com seu grelinho. Ficamos o resto do tempo no sofá da sala e já de madrugada, minhas outras tias chegaram da tal festa. Me cumprimentaram e foram tomar banho. Aparentemente, nada perceberam e me senti aliviado por ter conseguido disfarçar minha excitação. Assim se iniciou minha vida incestuosa com minha linda tia. Hoje sou casado e ela também, temos filhos, temos outros interesses e preocupações, mas nunca deixamos de transar... Isso já dura quase 30 anos e ainda transamos deliciosamente. Ela adora, pois meu pau, de lá pra cá, dobrou de tamanho e é grosso e gostoso. Minha tia linda, apesar da idade é uma coroa deliciosa e causa inveja a muita menininha por aí. Hoje fazemos de tudo e ela com o tempo, experimentou me dar o cuzinho e veio a gostar. Já perdi a conta de quantas vezes eu comi seu rabinho e, cada vez que acontece, parece que é melhor do que a vez anterior. Somos dois tarados na cama. Sempre que podemos vamos transar gostoso. Nossa família nem sonha que algo assim vem ocorrendo ha tanto tempo e isso é que faz, de uma relação assim, algo tão especial. Recentemente conversamos a respeito disso e minha tia me garantiu que temos muito mais a realizar juntos. Continuamos com nosso segredo e tem sido realmente maravilhoso.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


mulek gemendo no pau do outro mulrksexo arrombaram minha maerelatos de casadas que treparam vom suas cunhadssaregasando a b da nBbeatriz uma sobrinha. safada parte 2noras e sogro estorias de sexo riais.conto erotico incesto sonifero filhacontos eroticos dei pro irmao da igrejaboqueteira gaucha contoConto erotico negra com negroConto erotico meu cachorro taradocontos eróticos da novilhas com os negrosfui comer acabei dandocontos eróticos deixei meu dog lamber meu pênisporno agiota estouranda a buceta da mulher do devedocontos eróticos de mãe ajeitando a filha para o pai comer na frente delacontos eroticos gays no escurinho do cine pornovideo porno apostou e comeu a palmeirensecontos filha foi pescar com pai e foi arrombada na barraca no escurominha cunhada casada evangélica que parecia ser santinha eu no meu carro eu levei ela pro motel ela deixou eu fuder sua buceta conto eróticonegao meteu no cú do menino assanhado.contosMinha sobrinha pediu para eu dar um shortinho de lycra pa ela usa sem calsinha para mim contosPiroca de 25cm - conto eroticoconto erotico eu e meu marido brigamos e eu o traiMinha sobrinha pediu para eu dar um shortinho de lycra pa ela usa sem calsinha para mim contoscontos eroticos o filho do pastorcalcinhas sujas contos eroticos da tia safadaconto gay "nao puta"iniciando um viadinho contocontos eróticos de professoras gostosas transando gostosocasadas baxias di calsias na zoofiliaconto porno 21cmcontos eroticos na arrombada noite de nupsiaConto erotico sogro estuprando nora e gozando dentroconto erotico a filha curiosaContos tarados por cu de bundudacontos consolei a mulher do meu amigoamanda boquete contosConto erotico no sitio casa de dois comodosMeu irmão mandou eu deitar com eleconto erotico de menino com caralho jumentodeixei um mendigo de rua comer minha bucetinhacontos comedo gay e heterocontos eróticos de gay comi o amigo do meu padrinhocontos eroticos de padrinhos iperdotados comendo casais e comadresporn casada contos eroticos gang dentro do onibusokinawa-ufa.ru chantageadacontos chupar pau na infância minha tia travesti contoscontos eroticos fui no puteiro de de cara com minha tiatroca de casais com vovô contocontos eróticos vítimaconto erotico mulher fodendo com varios vizinhosconto erótico. eu minha esposa morando perferiaficando com o hetero safadoconto gaygritando e pedindo pra nao botar pois doi pra nao perde o cabacoarrombado; contos gaycontos trai meu marido na viajemenchi minha buceta greluda de pora pro mru corno chuparContos eroticos engravideisou cadela pratico zoofiliacontos eroticos eu feia e gordacontos eróticos gay cuidando do cachorrão do vizinhoconto xota cu irmãzinhasou travesti eu tirei a virgidade da minha amiga ela chorouContos eroticos aii te amo ..ai ..ai mo vc e gostosa devagros fritones dando o cuminha mae tava dando a buceta pro papai e fraguei contos eroticospesquisar saístes da putaria lésbicas como fazer sexo com uma menina virgem e quebrar seu cabassomeu tio e o taxista comeram minha mulherconto herotico com amig do nsmoradomagrinho parrudo conto gaycontos eróticos mamãe mim deu de bandeija para seu namoradocontos eróticos em cima do carroporn contos eroticos casada na coleiraContos domesticas casadas enrabada pela patroa com vibradorconto erotico levei rola do meu amigoler historia de sexo entre cunhada e subrinhas com tioConto minha mulher pegou eu dando o cuconto erotico safadesa no cinema com travesticontos eroticos com pescadorcunhada timidacontoszoofilia negao comenorme pau deixando putia loucameu sobrinho gordinho e gay tetudodp swing buracoConto fio dental taradofomos cem calcinha e fomos fodida por puzudos dotafos no bar contoconto erotico marido perdeutoda e Vânia chupando a bocacontos eroticos de mulheres fodidas por taren em lugar errado