Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

CORNEADO EM MINHA PROPRIA CASA

Click to this video!

Já relatei uns tres contos, mais este ficou marcado este ano de 2005.Divido um quitinete com uma garota que tem seus 24 anos de idade e eu tenho 35 anos, somos praticamente marido e mulher. Ela trabalha num supermercado numa empresa tercerizada em estacionamento e eu num escritorio com sociedade dom um amigo.Todos os dias ela chega as 23:30 ou meia noite e tal.Certa vez fuiz ao seu encontro sem dizer nada a ela e flagrei ela entrando num carro com outro cara.Bom fui pra casa e a esperei chegar, quando chegou nos msmos horarios, fui fazer um carinho pois estava cheio de tesão, ela então negou, disse que estava muito cansada e tal.Insisti, então ela deixou entrar no banho junto com ela e ordenou que sá chupasse sua buceta e batesse punheta ao mesmo tempo.Senti que sua buceta estava esfolada, já sabendo da situação, lambi minha mulherzinha para alivia-la, me senti um corno, mais figuei com muito tesão de chupar aquela buceta suada e imaginando como ela tinha fudido gostoso. Então quando ela sentiu que iria gozar começou a falar palavras tipo, chupa meu cherador de buceta, bate punhetinha e goza sentindo o cheiro da buceta de sua mulherzinha.Agora daqui pra frente voce vai sá cheira-la e chupa-la de segunda sexta e bater punheta, sá no sábado e domingo que vou te da-la.Senti logo a armação.Certo dia da semana disse a ela que iria dormir fora, senti que ela ficou satisfeita, então me escondi num vao que tem na cozinha e fiquei esperando.Quando deu 23:30 pra minha surpresa entra ela e um carinha, ele então pergunta tem certeza que seu marido não vai chegar agora. Ela responde o meu corninho sá amanha, vem me fode toda.Fiquei olhando da brecha, o cara tirou um pau de uns 22 cm cabeçudo, mas o restante fino.Deitou na cama de barriga pra cima, ela veio e sentou em cima, sua pica sumiu dentro dela. Fiquei imaginando como estaria aquentando. Ela cavalgava e instante gozou gostoso e dizia, isto que é pica gostosa, amor, nisso meu pau estava tão duro, de ver minha mulherzinha sendo arregaçada por aquele pirocão.Ele então curtia dizendo, vou te fuder e te dar o que seu marido não tem - ela - isto aquele corno que sá serve pra me sustentar vai enche minha buceta de porra que quero que ele chupe quando voltar, passado uns cinco minutos, pude ver sua pica estourando de porro em sua buceta, descendo pelas pernas, não aguentei e gozei junto, soltando um aiiiii. Eles ouviram, ela veio em minha direção e me achou e disse o que esta fazendo aí embaixo nos assistindo. Ele no mesmo instante já queria ir embora, quando ela falou: não, agora este corno vai ver, ele não queria. Me puxou pra cama, me colocou de joelhos no chão e começou a esfregar sua buceta no meu rosto. Primeiro disse :cheira e sente o cheiro de outro macho, vc não gosta. No mesmo instante me deu um tapa na cara. Eu rapidamente comecei a cheirar, enquanto eles riam. Ela- agora passe a lingua e deixe-a limpinha pra ele me comer mais. Isso seu puto, corninho, viadinho domado.Chamou o cara e ordenou: chupe um pouquinho da pica dele, pra experimentar. Relutei, então levei outro tapa. De joelhos mesmo, segurei na base de sua pica e comeceia passar a lingua . Ela disse assim não, bota na boca e mama, fiz o que mandou, eles se beijavam enquanto eu chupava e sentia sua pica crescer na minha boca a minha tambem crescia de tesão.Ele então falou, voce me prometeu o cuzinho. Ela quis escapar, ela olha pra mim e diz, você nunca vou dar, mas quero experimentar a pica dele pra ver se é gostoso. Logo ficou de quatro, ele tirou sua pica da minha boca e ela abriu as nadegas, ele botou a cabeça na entradinha de seu cú, empurrou e foi deslizando. Ela gritava pra ele tirar, dizia que estava doendo e me chamava de corno manso, por deixar ele comer o cu dela. Ele tirou e btou na sua buceta novamente.Ela gozava muito e olhava pra mim com cara de quem estava gostando muito. Pediu pra ele novamente colocar na minha boca, e disse pra mim, chupa de novo corninho que eu tenho uma surpresa pra voce. Imaginei que iria come-la no cú. Ela então mandou eu ficar de quatro, abriu meu cuzinho e falou : quero ver ele comendo seu cuzinho tambem seu corninho viado, quis sair mais ela me segurou o carnso rindo veio e botou seu pau na entrada da minha bundinha e enfiou seu pau melado, de inicio doeu um pouco, ela deu um tapa na minha bunda e pediu que rebolasse, rebolava e sentia seu pau rasgando meu cuzinho, enquanto ela me batia punheta. Fui acostumando com aquela tora no meu cú e sentindo tesão, ela dava tapa e falava tá gostoso putinha, eu mexia e rebolava e gemia, quando não aguentei e gozei muito . Minha porra saiu com pressao. Ela então falou alem de ter um corninho tenho um viadinho pra dividir a pica do meu amante.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


conto erotico viado afeminado escravizado por macho dominadorMeu sobrinho me fez gozar gostoso contos eroticos de gayscontos eróticos minha calcinha rasgadaComtos professoras novas casadas fodidas na sala de aula pelos alunoszoofilia negao comenorme pau deixando putia loucacontos eroticos do R.G.do Sulvirei puto do vovo conto gaycontos eroticos comendo uma carcereiraarrombado; contos gayhomens lanbendo o xinou da mulher na cama fotosprimo de rendinha metade da bunda de fora em calcinha cabelo que sai para foracontos minha tia anus dilatadocontos a mulher policialContos eroticos com animaisvideos de homens que dao palmadas fortes na buceta pelada da mulher sem docontos er passando em casacontos eroticos "sou casada" "me respeite"contos eroticos sou crente casada mas tenho fogo no cucontos eróticos minha mãe no esconde escondemulher sobe em cima da pica do manequimconto garoto esperimentei dar cuminha mulher já deu pra todo mundo contosA chapeleta arronbou minha bucetinha contoscontos eroticos de comi a bunda da mae da minha amigaputinhas inocente contospapai no cuzinho de mamãe contoshistorias de sexo eu e minha madrasta bia de raboVideos porno porra boca raquel falando do prazer gozou duas vezes na sua bocaContos pornos novinhas em gang bang c negros dotados de penis grande e grossoconto erotico dogrealizei meu sonho comi minha tia perdi a virgindade conto eroticocontos airoticos gay desmaiando no pau do padrastocontos eróticos de bebados e drogados gaysesposa na praia de nudismo passa lama contoconto gemendo no pau do pone taradocontos eróticos cunhado retardadocontos eróticos casadaloira gostosa irmatezudameu filho meu marido contos eroticoscontos er deixa que levoesposinhas beijando e pegando na pucacontos eroticos homens cavalos e mulheres fogosascontos eroticos praia de nudismoContos eroticos no acampamentocontos suruba inesperada com a esposa e travestiviadinho levando pirocada no cuzinho contos eroticoscontos de coroa com novinhomeu marido fez eu ultrapassar tds os limites contos pornoscache:GAEDmAeFVBUJ:okinawa-ufa.ru/m/conto_18319_fodendo-gostoso-minha-paciente.html fui comer acabei dandocontos de corno. bipassivoscontos comendo a sogracontos de envagelicas encoxadas e fudidas na frente do maridoo amigo hetero me dominouvideo porno minha vizinha mim vizitou aki em casaContos eróticos comi minha imagina sem camizinha e ela engravidouloira casada malho e adoro negao contoscontoseroticos homemque gosta de cuspe,sebo de pau e mijocontos eroticos - perdido na trilha com minha amigadoce nanda contos eroticoscontos eróticos conacontos eroticos vestido coladoMelhor amiga da minha mulher na minha rolaaluninha dando cuzinho virgem para o professor pirocudo contos eroticosamiga da minha filha tezudinhacontos eu dancando funk para o titiovidio porno mulher enloquede ao ve um pau grossoCornos by contosFui penetrado com violênciacontos eroticos decornos amigosconto erotico viado afeminado escravizado por macho dominador