Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

CORNEADO EM MINHA PROPRIA CASA

Click to Download this video!

Já relatei uns tres contos, mais este ficou marcado este ano de 2005.Divido um quitinete com uma garota que tem seus 24 anos de idade e eu tenho 35 anos, somos praticamente marido e mulher. Ela trabalha num supermercado numa empresa tercerizada em estacionamento e eu num escritorio com sociedade dom um amigo.Todos os dias ela chega as 23:30 ou meia noite e tal.Certa vez fuiz ao seu encontro sem dizer nada a ela e flagrei ela entrando num carro com outro cara.Bom fui pra casa e a esperei chegar, quando chegou nos msmos horarios, fui fazer um carinho pois estava cheio de tesão, ela então negou, disse que estava muito cansada e tal.Insisti, então ela deixou entrar no banho junto com ela e ordenou que sá chupasse sua buceta e batesse punheta ao mesmo tempo.Senti que sua buceta estava esfolada, já sabendo da situação, lambi minha mulherzinha para alivia-la, me senti um corno, mais figuei com muito tesão de chupar aquela buceta suada e imaginando como ela tinha fudido gostoso. Então quando ela sentiu que iria gozar começou a falar palavras tipo, chupa meu cherador de buceta, bate punhetinha e goza sentindo o cheiro da buceta de sua mulherzinha.Agora daqui pra frente voce vai sá cheira-la e chupa-la de segunda sexta e bater punheta, sá no sábado e domingo que vou te da-la.Senti logo a armação.Certo dia da semana disse a ela que iria dormir fora, senti que ela ficou satisfeita, então me escondi num vao que tem na cozinha e fiquei esperando.Quando deu 23:30 pra minha surpresa entra ela e um carinha, ele então pergunta tem certeza que seu marido não vai chegar agora. Ela responde o meu corninho sá amanha, vem me fode toda.Fiquei olhando da brecha, o cara tirou um pau de uns 22 cm cabeçudo, mas o restante fino.Deitou na cama de barriga pra cima, ela veio e sentou em cima, sua pica sumiu dentro dela. Fiquei imaginando como estaria aquentando. Ela cavalgava e instante gozou gostoso e dizia, isto que é pica gostosa, amor, nisso meu pau estava tão duro, de ver minha mulherzinha sendo arregaçada por aquele pirocão.Ele então curtia dizendo, vou te fuder e te dar o que seu marido não tem - ela - isto aquele corno que sá serve pra me sustentar vai enche minha buceta de porra que quero que ele chupe quando voltar, passado uns cinco minutos, pude ver sua pica estourando de porro em sua buceta, descendo pelas pernas, não aguentei e gozei junto, soltando um aiiiii. Eles ouviram, ela veio em minha direção e me achou e disse o que esta fazendo aí embaixo nos assistindo. Ele no mesmo instante já queria ir embora, quando ela falou: não, agora este corno vai ver, ele não queria. Me puxou pra cama, me colocou de joelhos no chão e começou a esfregar sua buceta no meu rosto. Primeiro disse :cheira e sente o cheiro de outro macho, vc não gosta. No mesmo instante me deu um tapa na cara. Eu rapidamente comecei a cheirar, enquanto eles riam. Ela- agora passe a lingua e deixe-a limpinha pra ele me comer mais. Isso seu puto, corninho, viadinho domado.Chamou o cara e ordenou: chupe um pouquinho da pica dele, pra experimentar. Relutei, então levei outro tapa. De joelhos mesmo, segurei na base de sua pica e comeceia passar a lingua . Ela disse assim não, bota na boca e mama, fiz o que mandou, eles se beijavam enquanto eu chupava e sentia sua pica crescer na minha boca a minha tambem crescia de tesão.Ele então falou, voce me prometeu o cuzinho. Ela quis escapar, ela olha pra mim e diz, você nunca vou dar, mas quero experimentar a pica dele pra ver se é gostoso. Logo ficou de quatro, ele tirou sua pica da minha boca e ela abriu as nadegas, ele botou a cabeça na entradinha de seu cú, empurrou e foi deslizando. Ela gritava pra ele tirar, dizia que estava doendo e me chamava de corno manso, por deixar ele comer o cu dela. Ele tirou e btou na sua buceta novamente.Ela gozava muito e olhava pra mim com cara de quem estava gostando muito. Pediu pra ele novamente colocar na minha boca, e disse pra mim, chupa de novo corninho que eu tenho uma surpresa pra voce. Imaginei que iria come-la no cú. Ela então mandou eu ficar de quatro, abriu meu cuzinho e falou : quero ver ele comendo seu cuzinho tambem seu corninho viado, quis sair mais ela me segurou o carnso rindo veio e botou seu pau na entrada da minha bundinha e enfiou seu pau melado, de inicio doeu um pouco, ela deu um tapa na minha bunda e pediu que rebolasse, rebolava e sentia seu pau rasgando meu cuzinho, enquanto ela me batia punheta. Fui acostumando com aquela tora no meu cú e sentindo tesão, ela dava tapa e falava tá gostoso putinha, eu mexia e rebolava e gemia, quando não aguentei e gozei muito . Minha porra saiu com pressao. Ela então falou alem de ter um corninho tenho um viadinho pra dividir a pica do meu amante.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


porno doido em cabines chupando e dando a buceta por buracos de paredeseu quiero dois paus na buceta contos eróticosconto vagabundos arebentarao meu cucontos do vaqueiro esposa evangelica traindo o maridocasa dos contos eroticos tia e primacontos eroticos adoro um pau grandecontos eróticos minha esposa benzido pelo pai de santocontos eroticos meu genro pausudo arregacou minha bucetacomendo a bucetinha da filha da vizinha novinha contoscontos eróticos virei cdzinha do vizinhoeroticosgamecontos eroticos fortao trepado menininhaviciadinha em dar o cu contoscontos erótico namorada do do amigocontos eroticos flagrei minha namoradatres comendo uma mulher e um socando no cu do outro uma filinhaidando para dois garotinhos contosContos eróticos picantes pecados na igreja com padrescontos enteadarasgando um cu virgem da freira- contosmeu sogro me estuprou contoscontos porno bunduda sogracontos erotico com policial estrupador que so quer nifetaContos Eroticos Dando a Buceta Pro Meu Vizinho Brennogordinho nerd gay contosputona da pro chefe marido nem desconfiaquero ler conto erótico sogro f****** com a noracontos minha aluninhaContos de sogras velhas crentes rabudas dando o cufui banha mas meu irmau na pidina e eu dei pra ele xvidio.comcontos eroticos gatinhascontos saia sem calcinha escada engoli porrafundura da buceta midindo pornocunhado pauzudo fudendo a sogra e a cunhada,contos e relatos eroticoscontos eroticos eu minha filha e seu amiginhoContos Gays Fui Assediado pelo marido Gostoso Da Minha Irmâcontos eroticos engravide minha sogra ea irma delacontos gay cunhado marido da minha irmaeu mae e filha contos de sexosó um pouquinho contos contos bi fui dormir com minha tia e meu tio me fudeucontos eróticos eróticos meu enteado me comeu padrinho cuida muito de mim-pornodoidocontos gays reais/a anaconda do meu primocontos eroticos vizinhas camaradasfui comer acabei dandomeu marido sempre tras tres amigos em casa conto erpticoconto erótico ensinada pequenaeuconfessocunhadaminhasobrinhae sua amigacontosContoerotico comendo um cu no metrocontos eroticos prima cavala ingenuaConto gay com cantoconto erotico de shortinho provocando molestada por pivetewconto levei minha esposa pra um jogador armeiSou gay e tranzei com um travest contos eroticodany gosta de chupar rola peruibecontos gay militarConto erotico comi minha aluna virgemcontos eróticos dando o cuzinho no swingcontos eroticos de despedidas de solteiracontos eroticos gerro tomado umas cervejas com a sogra sozinhos e da em cima delaContos eróticos de rabudas casadasencostou-me na parede contosfotos de loira sapeca abrindo as pernas a abrindo a xana rosapassivosrj sexocontos eroticos vestido coladoCu maislargo do mundo em fotoscontos fodi menininha por docescontos eroticos troquei minha mulher pela cunhadinha lindacontos erotico prima matutaconto erotico virei cadela baruma buceta enchada de ter cido estruprada samgrandoMinha namorada ela mandou minha cunhada abri bem suas pernas ela disse pra eu tirar o cabaço da buceta da minha cunhada conto eroticonegra atola a rola e ela da pido