Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

CONVENCI MINHA NAMORADA A DAR O CU, MAS ACABEI SEN

Click to Download this video!

Oi pessoal estou de volta com mais uma aventura da minha infância, como no relato anterior estava namorando uma garota chamada Vanessa, e depois da orientadora nos pegar transando na sala de educação física, estávamos tentando arrumar outro lugar para transar, num belo dia convenci ela de matar aula comigo e ir até o parque das mangabeiras, quem conhece BH sabe onde é ele aceitou rapidinho nos encontramos na frente do colégio e pegamos o busão para subir até as mangabeiras, no caminho eu tentava convencê-la de dar sua bundinha pra mim, tava difícil convencê-la, chegamos ao parque e fomos pegar trilhas depois de alguns minutos trilha adentro paramos num lugar que passava um riacho tinha umas pedras grandes e alguma arvore de tronco grosso, daí parti pra cima dela e já comecei a tirar sua roupa ela agarrou meu pau abriu minha calça e abaixou e começou a me chupar, que delicia de boca ela tinha, daí a coloquei de costas pra mim encostada num tronco de arvore e passava meu cacete na sua bucetinha rosada e subia ate seu cuzinho que era rosadinho também agachei atrás dela e comecei a chupá-la, me concentrei no seu cuzinho ela se agarrava na arvore e gemia muito, daí levantei e empurrei meu cacete bem fundo na sua bocetinha, e comecei a fudé-la depois de alguns minutos ela disse que tentaria dar o cuzinho pra mim, eu pirei na hora e lambuzei bastante seu cuzinho e come CEI a brincar com os dedos no cuzinho dela, depois de alguns minutos coloque a cabeça da rola e comecei a forçar a entrada, era difícil, pois seu cuzinho era bem apertado, mas com muita insistência a cabeça entrou, ela contraiu, eu pedi para ela relaxar, pois assim não doeria, ela relaxou, dei um tempo e comecei a forçar de novo o pau entrou bem devagarzinho ate o talo, fiquei parado de novo mexendo o grelinho dela, ela começou a sentir tesão e começou a rebolar no meu cacete, daí comecei a fode-la, tava uma delicia comer seu cuzinho, mas tudo que e bom pode piorar, quando eu olho pro lado dois policiais a Cavalo nos vendo, eu tirei o pau correndo do cuzinho dela, ela arregalou os olhos, e os policiais sá disseram: bonito heim. Desceram do cavalo e vieram em nossa direção, daí Vanessa se abaixou pra pegar as roupas e um dos policias o branco, pois era um negro e um branco, falou pra ela não se preocupar com as roupas, pois ela não precisaria por enquanto, e chegou perto dela pegou sua mão e levou ate o pau dele, eu falei pra ele que ele não podia fazer aquilo, pois éramos menores de idade, daí o negão chegou perto de mim me deu uma tapa na cara e falou pra eu ficar quieto, pois se não ele levaria os dois pra delegacia depois nos levaria em casa e falariam para os pais dela e os meus, daí calei a boca o negão olhou pra minha bunda branquinha e falou pro seu parceiro, come ela que vou comer este viadinho aqui pra ele saber como e comer um cuzinho, o policial branco encostou a Vanessa na arvore e empurrou seu pau pra dentro do cuzinho dela, quando a geba entrou ela deu um grito e começou a chorar, pois a rola dele era enorme e grossa, ele dizia pra ela gritar bem alto, pois ninguém escutaria e ele iria esfolar o cuzinho dela, enquanto isto o negão me obrigou a me agachar e chupar o pau dele, eu como já tinha chupado dois paus em outras ocasiões chupei com gosto o dele que não era tão grande como do seu parceiro, mas era torto pra direita, daí eu olhei pro lado da Vanessa e ela chorava muito e o policial nem se preocupava e mandava ver no cuzinho dela, o negão me levantou me coloquei de quatro numa pedra, eu já sabia que iria sofrer e decidi aguentar firme, ele encostou seu pau no meu cuzinho e empurrou sem dá, que dor infernal, dei um grito maior do que a Vanessa, ele começou a me foder com muita força, depois de longos minutos sendo enrrabado, eles nos colocaram um de frente pro outro e continuaram a nos foder, e diziam um pro outro olha a putinha e o viadinho consolando um ao outro e fodiam nossos cuzinhos com gosto, depois de muito nos foderem eles gozaram vestiram as roupas e foram embora, nos recompomos nos lavamos no riacho vestimos nossas roupas e fomos embora, Vanessa não conseguia Nem sentar Dentro do ônibus eu também não era diferente, ninguém entedia, pois cheio de lugares vazios e nos dois em pé, depois disto Vanessa terminou eu por minha vez nunca mais levei menina nenhuma pro mato, pois ate gosto de dar o cuzinho às vezes, mas tem que ser com carinho.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


velhos travestis a levar no cu de pretosmamae e eu no banho conto eroticocontontos eroticos fui levar meu amigo bebado en casa tracei a mulher escandaloza delecontos irmãzinhaminha mulher e travesti contos eroticoscontos eroticos gay o namorado da minha irmaala pediu eu gosei no cu delaum romance com minha maninha-contos:eroticosquantos ticos a mulher cosegue colocar no cucontos gay eroticos infanciacache:P48YiJM5RGkJ:tennis-zelenograd.ru/conto-categoria-mais-lidos_6_orgias.html conto castigo da mamae buceta sujarasgando um cu virgem da freira- contosconto de moçinhas inocenteschortinho q deixa as magrasgostosasConto erotico mamae deixou papai come meu cu em quanto chupava elacontos incestuoso se esregando em bunda e ladinhoContos eroticos da 3 idaderelatos eroticos/pisar na caraCris devassa. contos eroticosadoro ser fodida com força. conto eroticoVoltei gozada pro meu corninho contocontos eroticos traindo o marido com pivetesFodi o cu e a cona da minha sogra e gozei muito na boca delaContos eroticos bebezinha leite tetas puta incestolevantou umas da minhas pernas,se encaixou na minha entradinha e foi metendo devagarzinhocotos heroticos gay me comeu no riomamae me deu seu cuzinhomamando na velha contoscontos eroticos meu patrao me da leitinho dois dias na semana no motel e o meu marido nem desconfiaconto viciei esposa na bundinhaLora dismaiando no cu no anal em tres minutoscontos porno de submissas falando palavrões a primeira vez com homem casadoContos eroticosComi minha irma na cozinhacontos eroticos cdzinha virei menina pra agradar meu donocontos erótico arrependimentos e chorandoaquelas olhadas safadasvideo de porno com machos a força brutameneteContos briga de xanasconto de o negao pirocudo rasgou meu cu sem domulher do vizinho contos eróticosEnchi ela de porra contosdominador pé gostosodei viagra feminino para minha cunhadaDesvirginando a sobrinha de 18 anoscontos eroticos colegioenrabada e estrupada por traficantes na saida da discoteca.contoscontos centadas no colo do titio no incestoO amigo dele me comeu contosconto gay paguei enfiei pregasxvideos suspreendendo o filhoContos engoli porra grossa grudentacontos eróticos com fotos jogo de cartasminha cunhadinha virgempeladas e meladas de muita manteiga no cucontoseroticos.com/encoxei minha tia no trem lotadorelatos esposa devoradora de machocontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casacontos eróticos João o velho comedorcontos eróticos dando por ex namorado depilei minha virilha na clínica de estética e o cara gostou da minha xana contos eroticos com cavalo zoofiliaesposa bebada e seria sendo chatageada no churrasco contotravesti sadomasoquista na regiaoconto minha mulher hemafroditacontobucetavirgemq p* gostoso ham hamcontos de chorei com a pica de meu avô no cucontos eroticos sequestro eu e minha amigacontos eróticos por categoriacontos eroticos donas de rabos enormestoda loira gosta de um negão contos eroticosconto menino fodido pelo vizinhocontos fui adotadacontos eroticos de padrinhos super dotados comendo casais e comadrescontos meu marido dxou o amigo dele me massagiarhttp://transei com filho do professor gay contos eroticos gayconto gay pai gayContos eroticos: calcinha com freadas de cueu chupo hetero semprevideo de namoradosendo cornoContos eróticos pai torado a filhacontos eroticos de irmã que só dar ao irmãoconto erotico gay coroa pirocudo do bar me levou pra casa dele e me arrombouHistória porno cumi a cachora