Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

DE MINISSAIA E SEM CALCINHA NO CINEMA

Click to this video!

Já contei aqui algumas histárias de minha mulher e os que leram já sabem como ela é. Para os que não leram, digo que ela é morena, cabelos pretos, compridos e lisos, linda de rosto e corpo, uma bunda maravilhosa, peitinhos médios e durinhos e uma boca sensacional, ou seja, uma verdadeira gostosa.

Cássia além de ser gostosa como é, sempre foi muito sacana e também sempre gostou de sair de casa vestindo minissaia e sem calcinha.

Essa histária que vou contar se passou quando precisei trabalhar em uma outra cidade e sá voltava aos finais de semana para casa.

Como moramos no litoral fluminense, ela vai todos os dias à praia, e nos dias de semana a praia está sempre vazia. Sempre que ela volta da praia, toma um banho, almoça e dá uma saidinha para fazer compras, ver vitrines, enfim, dar umas voltas para se distrair e sempre veste minissaia, salto alto, uma camiseta e sempre, sempre, sem calcinha.

Ela tem uma coleção de minissaia, mas a que mais gosto é uma mini de jeans branquinha que realça a pele brozeada dela.

Pois um dia de semana, enquanto ela dava suas voltas, vestida com essa mini branquinha, colou um camarada, novo, bonito, moreno também, e perguntou se eles já não se conheciam. Ela se assustou em princípio, mas depois reconheceu o César, que fora seu namorado quando eram pré-adolescentes ainda.

Ela confirmou que sim, que se conheciam e conversando foram tomar um sorvete. Puseram o papo em dia e ela ficou sabendo que ele estava de férias naquele mês e que também que se casara.

Ele lágico que reparou na delícia que ela estava e começou a relembrar os tempos de namoro deles, os amassos que davam no muro da casa dela, na escada do prédio dele, na primeira vez que ela deixou ele chupar os peitinhos dela na escada e como o papo foi ficando mais quente, lembraram também o dia em que ela tocou uma punheta pra ele, até ele gozar, encostada no muro da casa dela, quando voltavam de uma barzinho, já de madrugada e a rua estava vazia.

O papo deu o maior tesão neles dois e como não tinham nenhum compromisso, foram para um cinema perto de onde estavam e como era dia de semana, estava praticamente vazio.

Escolheram um lugar sem ninguém e tão logo se apagaram as luzes, começaram a se beijar com o maior tesão. As línguas não paravam de se procurar e chupavam as bocas um do outro, subiam lambendo e chupando o pesçoco, enfiavam-se nas orelhas e voltavam a se beijar.

Quando ele procurou tocar seu grelinho, percebeu que não havia impecilho nenhum, pois ela estava sem calcinha e já toda molhada.

O dedo dele escorregou gostoso pra dentro daquela bucetinha molhada e ela mais que depressa tirou o pau dele pra fora e começou a tocar uma punheta maravilhosa pra ele, muito melhor do que aquela que havia tocado encostada no muro.

Ele pediu para ela chupar aquele pau duro de tesão e ela não se acanhou, abaixou-se e passou a chupar e enfiar ele todinho na boca; subia e descia, enfiando tudo na boca enquanto ele fazia o mesmo com os dedos naquela bucetinha e também no cuzinho.

Os dos gemiam baixinho e quando ele anunciou que iria gozar, ela também deu sinal de que também gozaria. Ela intensificou a chupada e a punheta que batia pra ele e quando ele, não aguentando mais, começou a gozar, ela foi tomando todo o gozo dele, pois não iria perder aquela oportunidade.

Quando ele terminou, era a hora dela gozar e rebolando sentada no dedo dele, suspirou fundo e chupando a boca dele com tesão, deu umas três gozadas seguidas.

Quando se acalmaram, beijaram-se mais uma vez e levantaram para ir embora. Se despediram já na rua e cada um seguiu sua vida. Mas a lembrança daquela tarde, ficou gravada pra sempre nos dois.

Alguns dias depois ela me contou o que se passou e fiquei com tanto tesão que fomos para o mesmo cinema dias depois e ele repetiu comigo o que havia feito com ele.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


conto erotico do garoto ricardo fodendo titioDeixei meu irmão de pau duro quando sentei no colo dele contos eróticosvisinha casada o novinho contos com fotosposso dilatar a porta do meu anus todo dia?conto de incesto de pastor estrupadoescrava do meu namorado contocontos eroticos de prima chupando sacocontos heroticos - brincando de pique escondecontos zoo velha carenteconto esposa chantagemcontos erotico gay negro dando pra brancoContoe d orgias cadelinha e seu donoDesvirginando a sobrinha de 18 anoscontos bund 130cmmeu pai comeu meu cuzinho dedo do carroeu chupo hetero sempreconto erotico mamãe sentando no meu colo no carro lotadoo lubrificante feminino é melado e pegajosoConto erotico meu pai me cobiçandosou casada.meu. Visinho novinho. Contos com fotoschupava a noite inteira ele amarradocontos eróticos e de dia em q uma ninfeta que eu odiava dormiu na minha casavídeos de lésbicas com grandes mentes se massageandopau buceta dormia contosconto marido corno vendo daniela fyder com negaoConto eroutico espora come maridoMulher se bastubou na frente do padastro e levou picacontos eroticos gays com advogadoscontos eroticos mulheres de 60 anos gostosas fudendo no estupro e gostandocontos cu docecontos de loiras c****** trepando com negão estrangeirocontos eroticos de rafinha do mercadominha mulher pediu pra fuder minha enteada contosconyo erotico pai e filha ahh uhh mais metecontos aempregada nordestinacontos eroticos dentista coroa casada tarada por sexoincentivanda pelo marido contos pornoContos erocticos dei comprimido ao velhocontos eróticos: gostosa não resistiuescrava do meu namorado contofazer sexo sem amor gostoso meterolaDei meu cuzinho- conto ii relatosconto erotico tio julioconto esposa caralhudocontos de cú por dinheirocomtos eroticos meu.marido. me fez ultrapassar.todos.os.limitescontos eroticos de cdzinhaconto erotico tentei comer o cu delacontos eróticos dominado pela sogracontos eroticos sou brocha e minha esposa arumo amantessexo emprestei minha mulher pra um amigo que estava preso conto eróticoscontos eróticos de bebados e drogados gaysecotra coroa que.evie vido sexo avivocontos do vaqueiro esposa evangelica traindo o maridoconto erotico minha esposa com o pateaocontos eróticos ele me convenceuconto no cuzinho da Madamecontos de mulheres q se masturbamcontos abusada pelo tioContos eroticos casadas sendo encoxadavizinho tezudocontos eróticos sarro no ombrojoice cavalo deu o cugordinho nerd gay contosdefrentezoofiliacontos de coroa com novinhocontos eróticos assediada por minha amigaComtos mae fodida pelo filho e sobrinhonovinha de shortinho curto mostrando os pelinhos das nádegasContos eróticos te amo tiocontos erotico incesto virei a cadela do titioconto erotico incesto sonifero filhamulher tarada Senta no pau do boneco no Flávioenchi minha buceta greluda de pora pro mru corno chuparporno negao fidi lora magra