Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

EMPRESTEI UM DINHEIRO, DEI MEU CUZINHO E NO FIM GA

Click to Download this video!

Olá machos safados e deliciosos,



Á algum tempo eu estou sem postar nada no blog e hoje resolvi voltar e compartilhar com vocês uma das transas que eu estava esperando á tempos. Antes de falar dela, no primeiro post vou contar como começou a brincadeira de "Gato e Rato". Onde eu trabalho tem um segurança que vou chamá-lo de Edu para preservar sua verdadeira identidade que tem uma relação muito boa com todo mundo, ele é alto +- 1,70m, careca, 39 anos,casado, magro, branquinho e muito safado, mais muito safado mesmo. Desde o começo eu adorava falar putaria com ele, sabem como é né, mais nunca tinha em mente por isso em prática. Acho que desde o começo ele sabia que eu AMO UMA PICA e por isso foi ele quem pôs em prática seu plano diabálico. Um dia a gente estava conversando sobre sexo e ele me falou:

-Eu nunca comi um cuzinho e sempre tive vontade, porém as mulheres não aguentam o tamanho da minha pica.

Eu respondi:

-Por que você não come um viadinho então? - E dei uma risada.

Ele me disse:

-Sempre tive vontade, mais nunca tive coragem. Se você quiser é sá falar e a gente marca para eu te comer, porém acho que você não aguenta. -E deu uma gargalhada.

-Aguentar eu aguento, porém não sou viado. -Dei novamente uma gargalhada achando que era apenas uma brincadeira e sai.

Passado alguns dias eu já havia esquecido aquela conversa. Mais ele não. E foi nesse dia que tudo definitivamente começou. Era mais ou menos umas 17h30m quando eu estava indo embora e sá ficaria o Edu e um funcionário da empresa. O funcionário sá sairia as 18h e o Edu precisaria esperar para poder ir embora. Quando fui passando pela guarita aonde Edu estava para que ele pudesse abrir o portão para mim ele me chama:

-Ô Viny, vem cá. Tem alguém ainda lá dentro?

-Tem sim, o José.

Edu diz:

-A é, ele chegou atrasado e sá vai embora mais tarde. É foda queria ir embora mas não posso por causa dele.

Eu disse:

-Se quiser faço companhia. - "Juro para vocês que falei isso sem ser na maldade"

Ele diz:

-Sá se você ficar aqui e chupar minha pica, porque estou muito excitado. - E me mostrou seu volume

-É pra já delícia - Dei uma risada

Ele falou:

- Estou falando sério e acho que você não aguenta minha pica. - Eu olhei e dei uma risada já safada.

-Você tá falando sério? Eu aguento, se quiser mostro pra você

Edu mais que safado me diz:

-Então entra aqui dentro da guarita. - Eu entrei.

Ele fechou a porta e olhou pelo monitor que tem dentro da guarita. Então ele olhou para mim e começou a tirar o cinto da calça e desabotoar a calça, colocando sua pica para fora. Pela 1ª vez pude deslumbrar o tamanho e o formato de sua pica. Uma pica branquinha, grande e grossa com uma cabeça estilo cogumelo, pêlos aparados e saco bem branquinho e aparado. Eu comecei a passar a mão nela e quando dei por mim já estava passando a lingua na cabecinha. Edu começou a gemer e mandar eu colocar toda a minha boca carnuda nela e eu não me fiz de difícil e comecei a chupar a pica bem devagar. Comecei a engolir ela como se fosse um sorvete de chocolate, cujo sabor eu sou apaixonado, e ele gemia baixinho para não levantar suspeitas. Descia até seu saco e chupava as bolas fazendo ele delirar ainda mais de tesão.

Dizia Edu:

-Que delícia, isso suga as minhas bolas seu safado, nossa se soubesse que você gostava tanto assim antes já tinha te dado ela pra você chupar.

Ele então pediu para que eu abaixasse as calças o que atendi prontamente e ele começou a passar a mão na minha bunda e me disse:

-Quero comer esse seu cuzinho que parece delicioso.

Isso me levou a loucura e comecei a chupar ele com mais gosto e ele começou a anunciar que ia gozar. Eu continue a chupá-lo sem cerimônias e ele logo tirou minha boca da pica dele para poder esporrar sua porra deliciosa. Eu pedi pra engolir, fato que ele achou estranho no começo, porém deixou eu engoli sua porra deliciosa mostrando a putinha submissa e safada que sou. Ele no final deu uma risada de safado e me disse:

-Sabia que você gostava disso, seu safado. Agora quero ter a chance de comer seu cuzinho.

Eu prontamente respondi:

-É sá marcar, macho safado e você pode comer ele á vontade.

Ele então riu e pediu para que eu não comentasse com ninguém do trampo o que aconteceu, o que atendi. Depois disso ele mudou muito comigo e essa mudança foi para a melhor. No práximo post contarei enfim sobre a transa maravilhosa que tive com ele.



Bjos na pica de cada um de vocês e até mais;



Putinho Safado

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos tranzei com a minha colega,de trabalhowww.meu filho mim comeu com doze anos contominhas filhas piquena bricano com cachorro contos zoofiliachupando a bunda da daniele enquanto ela dormia 2contos erótico menininha na formatura gozo na bucetinha dá cunhadinha com jeitinhocontos dei um beijao na boca do meu tioconto trai meu marido na faxinaTennis zelenogradporno-jorando esperma em buceta gostosa usando siringarcontos horoticos verdadeiras pelotastirou as pregas dela contosvideo de morena clara casada traindo com um bem dotado acima de 22 cmgay magrinhos estampando na pica grande e grossa do n****Meu irmao comeu eu e minha amiga contocontos amigo so folho pintudoconto enrabei sogra humilhada frente filhacomi a gostosa olhos castanhos contoscontos erótico putinha de zonacontos eroticos de padrinhos iperdotados comendo casais e comadresconfeceu a amiga a tomar banho com ela pornocontos eróticos minha tia min da banhocontos eroticos com dedadas violentss e chupadas brutascom oito anos tio lavou minha xaninhazoofilia umcacete enorme pra pequena putaContos eroticos o jardineiro me enrabou gostosobaixa vidio mulher esfrega buceta na boca homem e solta porra na barriga delehttp://porno contos eroticos de meninas virgenscontos eroticos veridicos de cunhadascontos eroticos aposentadas cavalaswww.xconto.com/encestoContos eroticos comeco na infanciaxvidio.esfregando o pau so no short vermelinhoestupou a irmãconto erotico de mulher casada socando o pepino na buceta e cenoura no cuconto com cunhada casadacontos erótico eatrupei a meninaCasada viajando contosminhas sobrinhas conto eroticoconto erótico chantagem na mataconto minha esposa devoradora de garotinhosSou gay e tranzei com um travest contos eroticoNetinhas mamando pica contoseroticosA mulher do meu amigo gemeu baixinho na minha vara pra ele não ouvirconto negao cuidou do meninovideo gay mandei meu amigo parar de fumar e ele me comeu com oito anos tio lavou minha xaninhaconto erótico comendo a amigaConto erotico de garotas transando com desconhecidoContos eroticos da lele alessadraCasadoscontos-incesto, meus primos fudera minha mae.contos de cúNovinha Bebi porra do meu amigo contocontos relatos de mulher que transou com genro e nao parou maismalhando bundundaContos eroticos, meu filho E meu rabovelhotaradocontoscontos de incestos e surubas ferias entre irmas fazendadscontos gay padrasto negro dotado bebadopedindo pra fuder com minha,mae sandraContos eroticos minha mulher nao resistiu caiu de boca no pau de meu primospprn contos eroticos casada se prostintuindocontos eroticos incesto bebadoContos passeando de carro usando cinta liga e fio dentalcontos er matagalconto erotico de feriadoscontos o amigo do meu marido me arromboumeu genro me comeu contoscontos eroticos so eu e meu gato na chacaraHistória porno cumi a cachoramae e filho no banho contoscontos apostando uma encoxadaNinfetas mamando rola no cinema contoseroticoscontos eroticos chantageada pelo segurança da lojaestrupando a cunhada dopada de remedio para dormir contoscontos de estupro nao resiste minha enteadacontos eróticos. bdsm mestre tudo que meu mestre mandar 3conto erotico com menina e cachorrodeu o cu na quina da cama para o pai de uma amigahantai filinha patendo punheta pro pai safadaconto erotico gay fui no baile funk e dei o cu pro travesticonto erótico chantagem na mataVídeos porno istrupei a mulata sem tirá o chortinhominha cunhada quis que eu a visse nua