Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

COMENDO MINHA CUNHADA

Click to Download this video!

Tenho uma cunhada com a qual convivo desde meus nove anos de idade. Sempre fomos muito amigos. Ela é uma mulher de 1,70, loira pintada, olhos cor de lilas, seios mais lindos e tesudos que ja vi. Com o passar dos anos ela formou-se em decoração de interiores e eu em engenharia de Software. Mas minha vocação sempre foi para advocacia e a vida no campo. Meus pais tinham uma fazenda em Sorocaba cuja sede da fazenda era uma do seculo 19 e que precisava de restauração. Com a morte de meu assumi a direção da fazenda e combinei com ela de restauramos a casa para que eu pudesse transforma-la em escritário da fazenda que produzia leite, milho, girassol e tijolos, pois tinhamos barro proprio para sua fabricação. Marcamos então uma segunda-feira para ela ir até Sorocaba onde iria busca-la na rodoviaria. Katia, nome ficticio, era uma mulher delicada e acostumada com a vida da alta sociedade de São Paulo. Eu trabalhava em uma multinacional e nos fins de semana dedicava-me à fazenda. Havia eu passado o ultimo fim de semana pois a plantação de milho e girassol estava perto da colheita e minha presença nesta época era importante. Ás 10:00 horas eu estava na rodoviaria para apanha-la. Ela chegou e pediu para para passarmos na casa de minha tia que residia na cidade há variois anos. Logo apás tomamos o rumo da Fazenda. Como esta era sua primeira vez la, mandei a caseira preparar sua suite com todos os requintes da cidade e prepara um almoço caipira feiro no fogão de lenha. A fazenda fica há dez quilometros da Rodovia Raposo Tavares e é uma estrada de terra mal cuidada, mas que para meu Jeep 4x4 não é problema.

Chegando a sede da fazenda, Maria havia preparado um lanche com queijos, doces, leite, sucos, com produtos produzidos na fazenda. Apás lanche, Katia trocou de roupa e fomos dar uma pela lavoura, curral, pois eu crio gado de leite e corte e suinos e equinos de raça. Quando chegavamos ao curral meu garanhão estava tentando cruzar com uma egua e sua britadeira enorme estava de fora. Katia viu e ficou sem graça mas não tirou os olhos. O garanhão cobriu a équa e logo apás ja estava pronto para outra. Katia me perguntou: Nenem, meu apelido pois sou o filho caçula, é sempre assim? ele não descança? respondi que esse garanhão era muito fogoso e muito que não acobertava.

Katia ficou toda descontolada e eu notei uma certa exitação em seu rosto. Continuamos nosso passeio. Katia usava uma blusa jeans por cima de um top de seda, uma calça jeans e botas de cano longo, pois eu não permitia outro tipo de calçado na fazenda pois la tinha muita cobra e aranha.

Notei que os bicos de seus seios estavam gritando dentro do top e como nossa relaçao é muito aberta perguntei se o que tinha assistido a havia excitado? Katia ficou corada e respondeu que sim, ja que a muito não se relaciona mais com meu irmão. Aquilo me deixou em ponto de bala pois desde criança eu sou apaixonado por ela e por isso não me casei. Mandei meu empregado encilhar meu cavalo e um outro mais velho para Katia. Os cavalos chegaram e convidei Katia para um passeio pela plantação de milho. Ela relutou dizendo que não sabia montar e eu disse que era minha especilidade ensinar mulher bonita "montar". Katia notou minhas intenções e topou. Montamos e fiz com fossemos para uma areas proximas da divisa onde tem um rio e o lugar não é muito frequentado nessa epoca. Sorocaba é uma terra muito quente ou muito fria, não tem meio termo e nesse dia sol estava torrido. Katia acostumada com ambientes refrigerados não se continha de calor e tirou a blusa ficando sá de top. Aquela visão me pegou em cheio. Senti meu pau ir as nuvens.

O restante contarei no capitulo 2.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


Contos eroticosmenina de dez anos fazendo sexoconto enfermaria cheiro sexo intensocomvidando e comendo amiga de sua mãeconto de rasguei o cu da minha avóso contos de gay sendo aronbado por varios machoscontos com leite na bocacontos minha mulher me pediu pra comer a irma delacontos eriticos minha mae minhas irmas e munhas tias todas putasporno quente doido cara lasca buceta com cudevavar descobri que meu marido queria ser corno contos eroticos ajudando uma amiga e suas duas filhas adolecenteMe comeu e comeu meu maridoQuando+eu+tinha+doze+ano+fui+posar+na+casa+da+mia+amiga+e+o+pai+dela+me+arrombo+conto+eroticocontos gay meu filho gostosoDei meu cuzinho- conto ii relatossequestrada e arrombada a força contoconto erotico gay negao pirocudo so fode cu de viado novinhocontos incestos dividindo o filhocontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casafui chupada contosconto incesto fodendo no onibus cheio minha tiaou porn contos mãe traindo com um negrowww XVídeo pornô o tio f****** a sobrinha foi bonita e de Menorcontos do seu jorge pegando uma casadinhaler contos pornô de i****** pistola gostosa do meu filhotia e mae godem com filho contos eróticosConto gostoso picante paicontos eroticos gay dei minha bunda pro filho da vizinhamulher tem fetiche tama pirocada de travesticontos eroticos como menino de oito anos da minha ruacontos de mulher de 60 anosJá trai meu marido e dei o raboputa incotrado afuder cm amante vidiopapai caminhoneiro conto eróticodelirei com a pica entrando no meu cuzinhocontos erot.vizinho casado tirou minha virgindadeCaminhoneiro machão pauzudo e fudedor conto eróticocontos eroticos titio na praiaconto erotic pegand a calsinha da sogracontos eroticos de orgias com minha mãe negraconto erotico adoro mostrar meu bumbumesposa perdeu aposta e encarou duas rolas conto eroticoninha cunhada casada mais veha contoscontos eróticos porra escorrendo coloco papel higiênico na calcinhacontos comendo a enfermeiraPorno de corno com mae e filha gemeno e gritanofiquei de 4 e ele montou socando xingandoJá botei ela para transar eu não vai botar o vídeo dela transando gemendo táconto arrombando namoradaeu confesso caso de incestoconto gozada dormindoContos de primas de fio dental e boquetegays chupando cu de macho caretaSou casada eu e minhas filhas sendo fodidas contolencol conto heteroconto submissa ao paus negros e grandeconto erotico minha enteada gravidacontos eroticos comi a dona da empresacontos eroticos gay fui enrrabado apanhei e gosei com um desconhecidovideo corno olhando sua esposa morder o traveseiro de tesao dando cu pro negso dotadoCasadoscontos-flagrei.brinco com tio levou no cuzinhocontos heroticos gay meu tio de dezessete me comeu dormindo quando eu tinha oito anosConto so caminhoneiro dei carona uma freira loiracontos erotikos coroa so leva no cu pois esta de chicoEu e meu ex primo viuvo conto eroticocasada;fodida na África;contos eróticoscontos dei a xana pro caseirocontos eróticos verídico de ginecologista e grávidaFoderam gente contos tenns