Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

TREPEI MINHA MULHER E ENTEADA NO NATAL

Click to this video!

Este ano recebi de natal um presente maravilhoso, sou casado com Marta uma morena linda de 1,67 de altura, olhos verdes, cabelos lisos, pernas grosas bem torneadas, uma bunda empinadinha de cintura de pilão, uma delicia sem igual na vizinhança, ela é 19 anos mais velha que eu, tem 33 anos e uma filha de 19 aninhos que é uma maravilha, um corpo se moldando, sabe aquelas adolescentes com peitinhos durinhos, bundinha empinadinha toda gostosinha, então essa é minha enteada, como estou a 2 anos com a Marta não tenho aquele vinculo de pai com a Luane, ainda bem.

Eu não dou folga a Marta, sempre que tem jeito estou trepando ela, um rabo delicioso como o dela merece rola toda hora, e ela gosta de levar ferro, de tudo quanto é jeito e lado, na semana antes do natal eu estava deitado no sofá, sozinho em casa a Luane tinha indo à casa de uma amiga dela, estava de calção apenas e acariciando meu pau pensando na hora em que a Marta iria chegar, estava doido pra dar umazinha e ela não demorou.

Quando ela chegou me viu de pau duro a sua espera e não se fez de desentendida ela sabia que ia levar ferro e gostava da idéia, perguntou pela Luane disse que ela estava na casa de uma de suas amigas, sozinhos em casa logo tirei sua roupa e pus ela de joelhos socando meu cacete em sua boca, ela adora chupar, uma boqueteira de mão cheia, pus ela sobre a mesa e comecei a chupar sua xota que já estava toda ensopada, enquanto chupava seu grelinho eu colocava o dedo em seu cuzinho. Ela começou a pedir minha rola em seu rabo e logo atendi seu pedido, ela estava deitada sobre a mesa com as pernas abertas, na posição de frango assado meti meu pau em seu cuzinho, ela gemia feito doida e eu fui fudendo ela revezando seu cuzinho e sua buceta suculenta.

Variamos as posições e sempre ela voraz fudendo minha rola, sem que a gente percebesse a Luane tinha voltado e caladinha ficou assistindo agente trepar, a Marta percebeu que ela estava assistindo antes de mim, mas não falou nada, depois de um tempo rebolando em meu pau ela se abaixou e falou bem no meu ouvido “a Luane esta atrás da porta assistindo você me fuder, acho que ela quer dar pra você também” fiquei surpreso ao ouvir o comentário, mas sem pensar disse a Marta pra convidar ela pra vir brincar com agente afinal de contas ela como mãe tinha que preparar a filha pra vida.

Ela chamou a Luane e disse “pode vir aqui filha, vou ensinar a você como agradar um seu padastro” a Luane ficou vermelha ao perceber que a gente sabia que ela estava ali assistindo, meio sem jeito ela veio pra onde agente estava, sua mãe saiu de meu cacete e perguntou se ela queria brincar com nás dois, ela disse que sim, a Marta perguntou pra ela se ela sabia o que fazer com uma rola e ela disse que não, a Marta então disse que iria ensinar ela a tratar uma rola como se deve.

E começou a lição da Marta, ela começou ensinando como mamar em um cacete e no inicio a Luane achou um pouco nojento mas como viu sua mãe se acabando chupando meu pau começou a chupar como a Marta mandava e logo pegou o jeito, sabe como dizem, filha de boqueteira boqueteira é, senti vontade de encher sua boquinha de porra, mas me segurei porque tinha muito pra ela aprender ainda e ela estava se revelando uma aluna aplicada, comecei a acariciar sua bucetinha ainda com uma pelugem rala, rosinha e sem nunca ter visto um cacete de perto.

Ela começou a ficar toda trêmula com as caricias que estava recebendo na xotinha de minha língua a Marta estava aprovando o tratamento que a filhinha estava recebendo e o tão esperado momento de descabaçar a ninfetinha chegou, sua bucetinha esta cevada pra ser fodida, a marta colocou ela deitada sobre a mesa e segurou sua mão, comecei a encostar meu pau em sua xaninha que se contraia de tesão e expectativa pra entrar na rola, meu pau estava duro feito aço a Luane estava deitada sobre a mesa com os joelhos dobrados sobre a barriguinha, sua bucetinha estava desprotegida, seu consolo era a Marta segurando sua mão e encorajando a aguentar o arrobamento que seria feito por meu cacete como dizia Marta minha rola linda de 22 centimetros.

Comecei a forçar a entrada, mas ela se contraiu toda de dor, a Marta e eu acalmamos ela dizendo que a dor seria sá no inicio depois ficaria gostoso, ela consentiu que eu forçasse de novo e eu não tive dá soquei minha rola ate o meio, a bichinha encheu o olho dÂ’água e deu um grito que acho que a rua inteira ouviu, sua mãe pois a mão em sua boca pra ela não gritar novamente e ela começou a pedir pra parar, pra eu tirar, mas apenas segurei ela pra ela não se mexer muito e machucar mais, ela foi se acalmando e eu comecei a bombar sua bucetinha devagarzinho pra ela ir se acostumando a rola.

Pensei que não iria conseguir fuder ela direito, mas ela aos poucos foi se entregando mais com os incentivos de Marta, fui fudendo seu rabinho com vontade e cuidado pra não estragar minha enteada na primeira vez, ela aguentou um terço da minha rola, depois de fuder seu rabinho gostoso por mais de quarenta minutos não resisti e enchi sua xaninha de porra, tanta que ela se assustou ao ver sua bucetinha toda fudida e escorrendo do jeito que estava, a Marta logo tranquilizou dizendo que era normal já que eu gozava feito um cavalo sempre.

As duas ficaram brincando com meu cacete dividindo ele entre suas bocas, a Luane pediu pra me ver socando ate o saco no rabo da Marta, atendemos seu pedido com muito prazer, depois pediu pra me ver fuder também o cuzinho da mãe que aceitou na hora o pedido da filha pra me ver socando tudo como se fosse na buceta depois de satisfeita em sua curiosidade olhou pra Marta segurando em meu cacete e prometeu me dar um tratamento igual com seu rabinho se a mãe deixasse, e ela claro disse sim ao pedido da filha e desde então estou trepando mãe e filha, juntas ou separadas, mas pra não faltar rola a nenhuma das duas trepo a Luane de dia e a Marta de noite e sempre que dá trepamos os três juntos, uma delicia minha família.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


Enrabei a professora casada relatocontos eróticos padres heterossexuaisconto erotico: meu desejomenina você já passou o dedo no cu e cheirouReguinhocontostransei com a mukher do meu pai contoemprestei minha esposa putariacontos lesb esfregar em mimxvidiofodendo entisdacomi meu aluno lercontos curtpsporno club contos eroticos de meninos gays fasendo troca troca na adolecencia tiradp o cabaso da novimhagostosa com sainha rodadinha e muito curta e homem passando a mão na buceta delacontos femininos padrinho analfodemos eu o meu marido e caochupei meu filho contos eroticoscontos eroticos fui comprar cerveja e.comeram minha esposaContos de casada salienteconto eróticos c afilhadacontos de incesto arrombaram meu cu com forçaContos eroticos casal vendo pintudo urinarenrabado na cadeia contosmeu filho meteu no meu cu ardeu muitodepois que o irmão ensinou ela a atividade a irmã da xoxota para o irmãocontos eroticos envergonhadocontos eroticos fui estrupada por uma lesbica e o maridoSou casada mas bebi porro de outra cara contoscontos prima batendo uma pro primocontos eroticod minha esposa deeu para o vizinho pausudacomi a novinha dormindo ela fico brabacontoeu e minha cunhada lesbica fizemos um bacanal com sua irma e mae incestoultimo contos eróticos transando com tio aconto de não aguentei a pica grande de meu avôconto erótico de padre transando com MadreContos adoro vercontos gay o menino que era um femea escondidoeu e minha filha no baile funk contos eroticoscontos eroticos fui forçada a fidercontos tentei dar mas a buceta nao aguentoucontos putinha caralhudo corno chupacontos eroticos. esposo duvidou da esposaencaixei o cacete do amigo de meu marido q tava ao lado e nem percebeu contosinfância;contos eróticos;enrabadoconnto de zzoofilias iniaram mimha mulhercontos... me atrasei para casar pois estava sendo arregaçada por carios negoesconto erotico dopadacontos de coroa com novinhovidios pornu mulhe qUe gota de trasa vetida com fataziaminha sogra pediu pra ver meu pintomae desfilando de calcinha fio dentalDei pro Angolano Contos Eroticoscontos gays nas dunascontos eroticos corno gaycontos eroticos o homem da garagemconto aproveitou a irma dormindo e sentou na pica do cunhadocontos eróticos olhando meu filho tomar banhocontos gay educação fisicacontos de zoofilia sobre eguas e jumentasconto erotico minha prina rafaelaaí mano chega pra praia e faz sexo com irmãoContos eróticos cearáxvidio.esfregando o pau so no short vermelinhoconto erotico sou casada e adoro me exibirsandalia superalta conto eróticocontos eroticos gay ficticioscontos eroticos comi a bunda da minha tiaconto erotico gay no trabalho com homemvelho coroa grisalho peludona infancia bosqueconto eroticoensinei a bater punhetacontos eróticos traindo rexContos eroticos... Uma rapidinha com a cunhada de vestidoconto erotico moleque comendo mulherContos eroticos dediaristAconto gay nasci pra ser putaconti erotico continuacao i primo de jorgeQuero um homem que chupe minhas tetas quando chega do trabalho e pra dormiconto erotico de fui comida pelo amigo do meu esposo insperadamenteContos eroricos esturpo seios mordidascontos eróticos de bebados e drogados gayscontos de pervertidosconto erotico meu primo me comeu na maldadecontos porno os amigos de papai fuderam mamaepeguei a vizinha de surpresa de calcinha e sutiã contos