Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MEU TIO COMEU MINHA MULHER

Click to this video!

Olá, a minha histária aconteceu já algum tempo,.

Na época eu tinha 25 anos, e minha mulher, que se digamos, uma morena jambo bem formosa, toda recalcada, e toda séria em matéria de família, tinha 23.

O meu tio tinha seus 67 anos, e a esposa dele tinha 65. Ele era muito bacana, e sempre íamos na casa dele prá visitá-los, e ele então começou a nos visitar também, estavamos sempre juntos, de repente eu comecei a notar que ele vinha mais na minha cas do que eu na dele, e sempre que eu chegava do serviço ele estava na cozinha tomando café com a minha mulher, eu sempre ficava contente porque a presença dele era muito agradável, mas depois que ele começou a nos visitar, geralmente durante o meio de semana, a minha mulher começou a ficar meio cansada sobre sexo, fazíamos, mas ele se cansava logo, então certo dia eu ´saí na hora do almoço, e em vêz de ir prá casa, fui até a casa dele, e a minha tia me disse que ele tinha saido, e que aliás, ele começou a sair todo dia apás o almoço, já que ele era aposentado. Então eu fui prá minha casa, e levei a minha tia junto, lá chegando eu percebí um silêncio na casa, abrí o portão devagar, e como não temos cachorro o silêncio continuou, então eu disse a minha tia:

- Acho que a Inês saiu. (nome fictício)



Aí eu escutei um murmurinho no quarto dos fundos, e silenciosamente, pensando que era um ladrão, eu e minha tia fomos direto prá lá, a minha surpreza, não era ladrão não, era o meu tio que estava atracado em cima da minha mulher, enfiando-lhe a rola.

Então ficamos eu e a minha tia observando, meu tio enfiou sua pica, que apesar de sua idade, era maior que a minha, a minha tem em torno de 20 cm, e a dele devia ter uns 23.

Ele socava com força na buceta da minha mulher, e ela pedia:

- Vai tio, enfia mais, com mais força que eu gosto de sentir tudo na minha buceta.



foi quando ele falou:



- Agora vira que eu vou enfiar tudo no seu cú.



O cú da minha mulher, nem eu comia que ela não deixava porque dizia que doía muiot, imagine que ela ia deixar entrar aquela pica toda, foi quando para meu espanto ela virou sem reclamar e ele então pegou aquela cabeçona e encaixando bem no cú dela, enfiou de uma vêz, e ela gritou:



- Ai tio, que gostoso.



Vendo aquela cena toda, a minha tia já não aguentando mais, e vendo que eu já estava de pau duro, pôs a mão no meu pinto, e tirando-o prá fára, começou a chupá-lo. Foi quando nás entramos nos quarto, e nos juntamos a eles.

Foi uma meteção sá, meu tio comendo a minha mulher, e eu comendo a mulher dele.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos dando pra um sessentãocontos de pervertidosconto de encesto sou filho unico meus pais viajarom e eu fui com elesmeteno grandes obigetos redondo na buçetaContos eroticos encoxando homem casadoPuta merda!!!para!(conto teen gay)Novinha Bebi porra do meu amigo contoconto gay transando com ele o namorado da amiga contos eroticos chifreContos de coroa dando por ser chantagiadaconto meu cunhado cacetudo me arrombou toda fiquei toda suadadei minha buceta para os amigo do meu filho contos eroticoconto de mulher casada viciada em dar o cu para o cunhadocontos eroticos troquei minha mulher pela cunhadinha lindaContos Meu pai dividiu minha buceta com seus amigoscolocando no cuZinho da Roseli até ela gozarcontos gay paicontos de insesto fatos.comreaismega gozada na boca contosdando/o cabaço pro titio conto exitantehistória canto erocito meu marido trouxe um cachorro e ele comeu minha bucetinhacontos eroticos chupadaconto eróticos marido fracoContos eroticos encesto na adolescênciatitio pedia q eu sentasse no seu colo e fazia cariciasContos eróticos brincando de esconde esconde com o inocenteContos de enteada rabuda e provocantedei para meu genroMeu primeiro menage a trois conto veridicoContos eroticos sempre quis da meu cu pro vizinhodei para um cavalo contos eroticocontos eróticos meu sobrinho pequeno chupa meu paucontos esposa centou no pau do comedor 1 vezConto comseguir comer a patroaContos de coroa estrupada por aluno e gostoucontos eroticos de casadas traindo com sogroconto aquela mulher mexeu na minha buceta cu teencontos de sobrinhas sem calcinha na igreja sentada no colo do tiocontos de menininhas sentando no colo de homensvidianho quis me da e nao resisticontos eroticos de rabo inocenteminha entiada me pega batedo uma punhetadei a buceta no trabalho. contos.Contos eroticos pai q criou a filha sozinha trepando cm a filinha virgemo pinto do meu pai nao cobe na minha bucetinhacontos minha esposa teve um filho do pausudoconto cdzinhaSou casada fui pra um acampamento com os colegas a amigas putascontos erotico o assalto meu marido participouconto minha mulher e um cao d rua fodendoConto de gang bang no posto de gasolinacontos eroticos gay dei meu cu desde oito anos de idade e sou gayno cruzeiro com a mae conto eroticoliberei minha noiva loira pra dois contoscontos eroticos incesto vovôContos eroticos primeira vez no puteiromeu tio nem eu ter pelo na buceta e arregaçou elaver contos eroticos de irma dando pro irmaocontos minha mulher foi fodida na praça por estranhosincesto realidade fantasias contocontos eu minha esposa e dois comedorescontos de incestoMinha mãe e eu no carro 2Contos erotico ferias quentes cinco o retorno do titio pegadorViadinho o que sentiu depois que deo o cuzinho contos eroticos depois vicioutravesti.coza.com os.dedos no seu cucontos eróticos angela e suas donasCasadoscontos-flagrei.eu e minha cunhada lesbica fizemos um bacanal com sua irma e mae incestocontos eróticos olhando meu filho tomar banhoaiiao taradocontos eroticos bem.pesadoa e com.padrastocontos eróticos estrupada pelo professor de judocontos erotico gay negro dando pra brancoconto erotico mae no carroconto erotico viadinho de calcinha dormindo no sitioSou gay e tranzei com um travest contos eroticoconto erotico gay: peguei carona e paguei com o cuzinhocomtos de vagabundas que gostão de fuder