Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

CAMILA & CARINA III

Click to Download this video!

No inicio da noite acordei, as meninas ainda estavam na minha cama dormindo, eu estava tarado por elas, Camila e Carina dormiam de bruços, vendo aquelas bundas redondinhas meu pau logo endureceu, a bundinha de Camila ainda estava com resquício do meu gozo, sabia que se continuasse ali iria meter com elas de novo, fui pro meu banheiro da suíte tomar uma chuveirada, durante o banho elas acordaram, Camila foi a 1ª a entrar, veio tomar banho comigo, limpar a bundinha cheia de porra, Carina demorou um pouquinho, ajudei minha afilhada a se banhar, esfregando suas costas, quando cheguei na altura de seu bumbum, meu pau ficou igual uma pedra, Camilinha percebeu, ela se virou de frente pra mim e começou uma punhetinha deliciosa, essa menina já sabia tudo de punheta, eu já estava quase gozando, Camilinha se ajoelhou no box e botou a pica na boca, sugava de forma maravilhosa, enfiava tudo na boca, quando sentia tocando sua garganta, tirava quase todo da boca e voltava a engolir, não resisti e gozei direto no fundo da garganta de Camilinha, acabei de gozar e continuamos o banho, Carina se juntou a nás, como não viu o trato que Camilinha me deu, ela tentou me reanimar mas eu não consegui, “meninas eu sou um cara de sorte, qual homem não gostaria de estar no meu lugar com vocês?” mas sabia que essa situação iria acabar no dia seguinte com a chegada de Cátia sua mãe, terminamos o banho e fui pro centro da cidade com as meninas, jantamos em um restaurante local e como elas não queriam voltar logo fomos caminhar pela cidade, elas viram um cartaz de matiné num clube local e partimos prá lá, o local era ponto de encontro da garotada, paguei as entradas e logo procurei um local onde pudesse ver a pista, consegui uma mesa, e pra minha surpresa logo que sentamos Roberta, junto com Keila uma amiga, morena clara de olhos azuis, o corpo típico de uma garota de seus 19 anos, magra de bumbum cheinho e seios grandinhos, de mamilos que depois eu vi rosadinhos, carinha de levada igual Roberta, veio em nossa direção, “Oi Tio Tony, tudo bem? Disse me dando beijinhos na bochecha, apresentei as meninas para ela, as irmãs fora dançar e fiquei na mesa conversando com Roberta e Keila, logo Keila entendeu que era pra nos deixa a sás, e foi pra pista de dança, “Tio, eu queria aproveitar um pouco sua piscina, eu falei que era sá aparecer lá, mas ela lembrou que a casa estava com visitas e que ela iria atrapalhar o “trato” que eu estaria dando as meninas, falou isso e ao mesmo tempo alisou minha coxa quase tocando meu pau, Roberta estava de minissaia, coloquei a mão em sua coxa retribuindo o carinho, e como estávamos em local seguro, levei minha mão entre suas coxas até tocar na sua calcinha, Roberta entreabriu as coxas me dando acesso a xaninha, a garotinha levada que adorava ficar no meu colo se revelava uma gatinha deliciosa, puxei o elástico da calcinha e infiltrei minha mão em direção da xaninha, senti os grandes lábios melecadinhos, os seios dela subiam e desciam, cada vez que forçava meus dedos dentro da xaninha, sabia que era sá forçar mais um pouco e o cabacinho dela viria no meu dedo, Roberta deu um gemido longo, quando sentiu meu carinho no grelinho durinho dela, estava gozando, tirei meus dedos cheirei e lambi cada um deles, minha calça era de elástico e me ajeitando na cadeira consegui colocar meu pau pra fora, puxei a cabeça de Roberta em direção a ele, ela entendeu mas não sabia como fazer direito, mandei ela colocar na boca e fui forçando a cabeça dela a fazer um vai e vem, logo ela pegou ritmo, quando ela fez um carinho nas minha bolas, não aguentei e gozei, Roberta por instinto engoliu o que deu, um tanto da porra molhou a toalha da mesa, limpei com uns guardanapos a toalha e meu pau e ajeitei dentro da calça, foi o tempo suficiente para as meninas voltarem pra mesa, Keila veio logo em seguida, chamei o garçom e fiz pedidos de bebidas para todos, percebi que Keila era uma garota de corpo bonito apesar de não ser linda, mas era muito simpática, isso poderia render, conversamos um tempo, Keila e Roberta, sentadas no meu lado direito e Carina e Camila no esquerdo, as irmãs buscando maior atenção, começaram a me acariciar por baixo da mesa, apesar de ter gozado a pouco tempo, logo estava duro, Carina mais ousada colocou meu pau pra fora e tocou uma punhetinha bem devagar, eu quase não me segurava, sabia que não podia gozar ali, com as 4 meninas juntas à mesa, Carina me castigava, até que eu esfriei porque senti a mão de Keila, a mais práxima a mim, tocando minha coxa, Carina não entendeu nada por “ele” ter amolecido de repente, segurei a mãozinha dela, olhei direto em seu rosto fazendo ela entender que com Keila e Roberta ali não era prudente continuar, ela retirou a mão, Keila continuava com a mão na minha coxa, postei minha mão sobre a dela, ela deu um sorriso, puxei sua mão até meu pau, senti ela estremecendo, me olhando aflita, levei a mão dela a me punhetar bem devagarinho para as irmãs não perceberem, ela fez bem gostoso a ponto de acabar gozando na mão dela espirrando por baixo da mesa, assustada Keila tirou a mão, chamei o garçom pedi um champanhe, e brindamos nossa nova amizade, as meninas acabaram por convidar Keila e Roberta para curtir a piscina com a gente, acabei concordando porque com a chegada da mãe delas ninguém desconfiaria de nada, como já tinha conquistado Keila, quis marcar meu lugar, meti minha mão entre suas coxas, embaixo da minissaia que ela usava e procurei sua bucetinha, fiquei maravilhado, não senti um pelinho sequer, ela nervosa tentou prender minha mão para que não avançasse, mas forcei até tocar no grelinho durinho dela, ela respirou fundo, retirei rápido a mão, sabia que se ela soltasse um gemido o “rolo” iria ser grande, Roberta percebeu o sentido daquele suspiro, e deu um meio sorriso, as irmãs voltaram pra pista de dança, fiquei na mesa conversando com Roberta e Keila, Roberta falou o que ela e Keila queriam, conhecer os segredos do amor, e eu seria a pessoa de confiança para isso, sá que com as irmãs em minha casa tudo ficava difícil, olhamos para a pista de dança e vimos que Camila e Carina, dançavam distraídas, para testar se Keila era capaz de ir em frente, fiz com que ela me punhetasse e puxei a cabeça dela em direção a minha pica, ela parecia uma mini profissional, sua boquinha pequena chupava me levando a doideira, eu já estava pronto prá gozar, segurei a cabeça de Keila e forcei ela a engolir mais uns centímetros de minha vara, quase tocando em sua garganta, “isso minha gatinha guerreira, chupa gostoso,” dito isso gozei em sua garganta em fortes jatos, fazendo Keila sufocar, tentando tirar meu pau de sua boca, Roberta ajudou a amiga puxando e fazendo ela soltar minha pica, 2 jatos ainda sobraram para o chão embaixo da mesa, quando olhei pro rosto de Keila, saia porra de seu nariz, Roberta pegou uns guardanapo de papel e limpou o rosto dela, peguei duas notas de cinquenta e dei a elas para garantirem as despesas depois que eu fosse embora, mas meu interesse era o quanto antes levar as duas prá cama, mesmo sem saber se seria foda completa ou se sá bundinha, sá de pensar em meter na xaninha carequinha de Keila meu pau já dava o ar da graça, troquei telefone com elas e disse que logo ligaria. Continua no Camila & Carina IV.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos minha enteada me chantageouCONTO O SEQUESTRADOR SEGUNDA PARTEwww.contos eroticos com fotos de comendo a madrastacontos eroticos levei piça gg no cu ( madura ) contos comendo a velhaajudei meus amigos com a mae contoconto faco o que quiser corno perdoahomens velho gay contosconto erotico-engravidei do meu genroconto erotico esposa olhava por marido e gemia com cara safadameu pai e o amigo dele comeram minha namorada contos eróticoscontos eroticos com menininhaContos eróticos primeira vez colégiomulheres batendo punheta nos animais como cachorros e ponhescontos eroticos adolecentes brincando de esconder comessaram a dedar meu cu nao demorou e me comeramsou o tesaozinho do papaieu marquei um encontro com a esposa linda e gostosa do meu sobrinho ela entrou no meu carro eu levei ela pro motel conto eróticocontos eroticos arrependidacontos de coroa com novinhocontos erotico de pai e filhacorno chupa caralho contoscontos eu minha esposa e um viadinhoconto erotico com filhinhalesbicas picando rebolando gozando chupandos colososporno doido sumindo um emorme prinquedo na pusetaContos eróticos ele veio do interiorcontos eroticos padrasto pausudo com menininhasconto de gozei gostoso naquela bucetacontos eroticos sogro filho e noraa minha esposa foi a praia de fio dental e o punheteiro vez a festa. contos eróticosfunkeira gemendo eqc cencoxada em coroa em Jundiai conto realcontos comendo o cu da casada carentecontos eroticos mulher e dominada por outro caracontos eroticos minha sogra é um espetaculo lindaSou gay e tranzei com um travest contos eroticocontos eroticos gay casado domado pelo negaoconto erotico masculino gay " ajuda que o padre queria"conto erotico vi a rolacontos transei com velha e buçetudatranso com meu primo de primeiro graucontos comedo gay e heterocontos eroticos esfrega esfregacomto erotico amigo do meu marido ele nao viu nadacontos eróticos tio f****** sobrinha casadaContos eróticos gay minha iniciação sexual precoceconto anal raimunda carnudaconto erotico dei para o caminhoneiro conto heterorelato erotico casada e amiga pau de borrachakeslia bucetaPorno.veterinariha.taradaComi minha sobrinha contos eroticosmãe c eroticosontoscontos de cú de madrinharelatos eroticis minha esposa eu e nossa amiga Lucontos coroas amazonensesMamaes boqueteiras contoseroticosconto mulher usa a buceta pra fazer caridadeconto erotico a fazendera loira eo mulequecontos/ morena com rabo fogoso Conto erótico fui comida por mendingospegou todas da familia atraves de chantagen conto erotico de insestovideos chupando a xoxota uma da outra o clitores bem lisinhorelatos eroticos minha mulher me traiu e me contou adoreime arrombou o rabo contos casadaporno contos casada comprando mandiocacontos eroticos brincando com meu filho efreguei a minha buceta neletitio querido contos eroticoscontos eroticos aiii chupa minha buceta aiii porrra aiiii chupacontos eróticos eu e minha amiga transamos na baladaContos Eróticos a puta da padariacontos eroticos dando ao sobrinho pivete