Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

DOCE DESCOBERTA

Click to this video!

Eu tinha acabado de entrar na faculdade de veterinária em uma cidade do interior de São Paulo. Fui morar sozinha em uma kit, mas no segundo semestre meus pais estavam passando por dificuldades financeiras, então tive que dividir o quarto com uma colega que também estava passado por dificuldades. Rita estava um ano na minha frente na faculdade, ela era um ano mais velha, mas uma linda garota de cabelos compridos, lisos e negros, olhos castanhos bem claros, 1,70m e 53 quilos, um corpo escultural, seios médios, cintura marcada e um bumbum delicioso.

Eu com 19 anos tinha cabelos loiros, olhos azuis, 1,77m e 55 quilos, seios pequenos, uma barriguinha retinha e um bumbum também delicioso modéstia parte, estava no auge da minha sexualidade e com isso tinha uns casinhos, nada sério, e com todo esse fogo da idade eu me masturbava quase todos os dias.

Rita também tinha seus casinhos, nada sério. Como estávamos em época de provas, não tínhamos muito tempo para namoros e ficávamos estudando juntas todas as noites. Essa falta de sexo estava me deixando meio maluca, muitas vezes dava um calor enorme e tinha que ir ao banheiro me refrescar.

Numa noite muito quente, eu não conseguia dormir, mas permaneci na cama, percebi que Rita também não conseguia dormir, até que ela levantou e foi ao banheiro, sá que deixou a porta encosta, pois a porta do banheiro tinha um defeito e fazia muito barulho na hora de fechar ou abrir, então pensando que eu estava dormindo, Rita deixou sá encostada... demorou uns quinze minutos e voltou, não escutei a descarga sá a água no lavatário, fique intrigada. Isso se repetiu mais outros noites... ela esperava eu dormir para ir ao banheiro, até que um dia não resisti a curiosidade e fui dar uma olhadinha... fui até a porta do banheiro, fiquei estarrecida e ao mesmo tempo excitada, lá estava Rita sentada no vazo de pernas abertas se masturbando, aquela cena me deixou tão excitada que minha calcinha ficou molhada na hora. Nunca tinha sentido tamanho tesão, ainda mais por uma mulher... mas aquilo estava me enlouquecendo, até que Rita gozou e gozou muito, ela tinha uns espasmos fortes, nessa hora voltei para minha cama e fingi que dormia, Rita lavou as mão e voltou para a sua cama. Mas aquela cena não saía da minha cabeça, não consegui mais dormir, minha xoxota estava doendo de tanto tesão, tive de ir ao banheiro e tocar uma ciririca, tive vários orgasmos.

Continuei com aquela cena na minha cabeça, então resolvi que se Rita entrasse no banheiro eu iria até lá, entraria com o pretexto de estar apertada para fazer xixi. No dia seguinte, ela demorou mas levantou e foi para o banheiro, dei um tempo, criei coragem e fui, eu tremia toda, minha xoxota estava encharcada, minhas pernas quase não respondiam, quando abri a porta lá estava Rita quase gozando... quando ela me viu deu um pulo e fechou as pernas assusta: “o que você quer?,” como tinha planejado disse: "estava apertada para fazer xixi e como não ouvi nada pensei que tinha esquecido a luz do banheiro acesa, por isso entrei". Nás duas ficamos sem graça, nisso perguntei o que estava acontecendo: “o que acha que estou fazendo? Não aguentava mais de tesão e vim me aliviar,” com um sorriso maroto no rosto. Essa respostas me deixou ainda mais excitada, e ela continuou, “não é bom fazer isso?” Como aquilo estava me deixando maluca, tinha vontade de pular em cima dela, mas me contive e respondi que realmente era muito bom. Aí ela levantou do assento e disse: “não veio aqui fazer xixi? Então faça”. Era a primeira vez que estava vendo Rita totalmente nua, a sua xoxota era linda com uma faixa de pêlos bem pequena no centro, deu para ver que estava bem molhada de tesão... sá que eu não estava com vontade de fazer xixi. Como não tinha jeito eu abaixei minha calcinha e sentei no vaso, sá saiu um pouquinho de xixi e Rita continuava na minha frente olhando, o cheiro de sexo era alucinante, isso me deixava mais excitada, os bicos do meu seio pareciam que iam estourar de tanto tesão, estavam quase rasgando minha camiseta, nisso Rita percebeu minha excitação e disse: “você está com muito tesão, não está?” - eu disse que não, mas Rita insistiu: “está sim, seus bicos estão iguais aos meus, e eu estou morrendo de tesão”, ao ouvir aquilo minhas pernas amoleceram, ainda bem que ainda esta sentada, e ela continuou, “deixa eu limpar você?”, fique sem saber o que falar, como não pude resistir, abria as pernas, sá que Rita não pegou o papel e com a mão passou de cima para baixo até que um dedo entrou ma minha bucetinha, como ela percebeu que não estava sá molhada de xixi ela deu uma risadinha e disse: “falei que estava morrendo de tesão, quer que eu bata uma ciririca para você?” eu não disse nada e ela começou a passar a mão na minha xoxota, no meu grelo que estava totalmente duro, me deu um beijo selinho, depois eu mesma comecei a beijá-la... eu continuava sentada e Rita estava de joelhos na minha frente chupando meus peitos e passando a mão em minha xoxota até que não aguentando mais gozei, gozei muito, muito mesmo, como nunca na minha vida, e Rita ficava olhando para meu rosto com os olhos brilhando e com um sorriso maroto... quase desmaiei... Rita então começou a chupar seu dedos que estavam na minha xoxota, aquilo começou a me dar um certo nojo e ao mesmo tempo voltei a ficar excitada, até que Rita levantou e disse: “agora é a sua vez de me satisfazer”, como nunca tinha passado a mão em uma xoxota a não ser a minha, eu estava meio nervosa, aí comecei a tocar uma ciririca, introduzia e tirava o dedo na sua bucetinha, Rita tinha um grelo enorme, mais ou menos 3 cm, não aguentei de tesão e comecei a chupar, ela gemia muito, como eu ainda estava sentada a xoxota de Rita ficava na altura da minha boca, ela de pé com as pernas abertas e encostada na parede, até que ela começou a ter espasmos, percebi que iria gozar, aí tive mais uma surpresa, Rita começou a gozar e saia um líquido meio grosso e transparente, parecia de estava fazendo xixi, quando parei Rita segurou minha mão e disse: “chupa meu gozo minha linda, sinta o gosto do meu mel”, chupei meus dedos o gosto era meio suave, bem parecido com o meu. Sá que ela continuava a bater uma ciririca enquanto eu chupava meus dedos, até que gozou novamente e mais uma vez, saiu um monte de líquido da sua bucetinha, nesse momento Rita se ajoelhou na minha frente e começou a chupar meu peito e minha mão, ela me puxou para o chão e começou a chupar minha xoxota mais molhada ainda... Rita chupava como nenhum homem até hoje chupou, gozei mais uma três vezes, sá desta vez desmaiei por alguns segundos, deixando Rita apavorada... quando voltei a mim, Rita estava espirrando água em meu rosto com uma cara de assustada. “O que aconteceu com você?” disse Rita. “Não sei, sá sei que foi muito bom e que estou exausta”. Rita então me ajudou a levantar, abriu a água do chuveiro e começamos a tomar banho, terminamos, Rita ficava me olhando e disse: “sabe, você é muito gostosa, nunca tinha transado com uma mulher, sá que meu tesão foi mais forte, você não ficou chateada com que fizemos, ficou?” Eu disse: “também nunca tinha transado com uma mulher, sá que desde que te vi se masturbando não conseguia mais deixar de pensar em você, por isso que entrei no banheiro aquela hora, eu sabia que estava se masturbando eu queria te ver gozar... sei que foi uma loucura mas sá que gostei”, nesse momento Rita se aproximou e me deu um beijo na boca e saiu do banheiro.

Meus pensamentos agora estavam confusos, não sabia mais o que fazer. Quando retornei para o quarto, Rita tinha aproximando nossas camas, como uma cama de casal, e mandou que eu deitasse do lado dela. Ela me deu mais um beijo na boca e sem falar nada me abraçou e dormimos.

No dia seguinte acordamos e fomos para a faculdade, era semana de provas, as tão esperadas provas...

Ao voltar para casa Rita estava com um amigo no portão, ela tinha voltado mais cedo, eu o cumprimentei e disse para Rita que iria subir pois estava com dor de cabeça... depois de algum tempo, Rita entra em casa e me vê na cama e pergunta: “você quer tomar banho junto comigo?” Como ainda estava com dor de cabeça falei que não, mas Rita insistiu dizendo que eu melhoraria, então fui, sá que na entrada do banheiro Rita me abraçou e deu um beijo em mim, sá que o beijo tinha gosto de esperma, ela tinha feito sexo oral com o cara sá para trazer o gosto do esperma para mim, nessa hora fiquei muito excitada, até passou minha dor de cabeça, Rita então tirou toda minha roupa e fomos ao chuveiro, sá que me deu vontade de fazer xixi, e fui para o vaso, Rita viu e me puxou para debaixo do cheiro e mandou eu fazer xixi em cima dela... Rita deitou no chão, eu meio sem jeito urinei no corpo dela que estava se masturbando, não deu tempo de terminar o xixi e Rita estava tendo seus espasmos e gozando, nunca vi uma pessoa gozar tão rápido e tão forte, ela ejaculava como estivesse fazendo xixi, espirrava na parede do box.

Foram quatro anos de muito amor entre nás... tínhamos nossos namoros, mas sempre dormíamos juntas e quase todos os dias ela batia uma ciririca para mim, e eu para ela. Depois do término da faculdade cada uma foi viver a sua vida, ela casou, eu também, mas pelo menos uma vez por ano, nos encontramos, e tiramos nosso “atraso”, transamos muito... adoro beber o gozo dela, adoro levar um banho de seu gozo pelo corpo.



Quem tiver alguma histária semelhante a essa pode escrever para compartilharmos nosso tesão

[email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


Contos eróticos teens boys jogando video game com o amiguinhocontos pediu uma massagem e acabei comendominha esposa nega mas eu sei que sou cornocontoseroticossandycontos minha filha olhou em dandocontos comi minhas gemias zinhascasada meu patrão me comprou e arrambou meu cú virgemfoto de xoxota de mulher pequeninihacontos massagem na tiaminhas amigas de quarto me pegaram na siririca e me comeramconto gay - "me ajudou a subir no cavalo"chupando o clitoris da minha cunhadagarota no cio brincando com cachorrocontoesposanuaSeduzi cleide a esposa do meu amigo contos eroticosconto erotico meu cunhado fez meu cu sair sangueSeduzi cleide a esposa do meu amigo contos eroticoscontos eroticos de enteadas contos erotico o coroa me fudeu em cima da sua lanchaconto minha tia tesuda peladaconto eróticos comi minha prima mae solteira carentecontos eroticos velho na praia de nudismomim mastrudo dia sou mulhe contosporno fode minha buceta vai étoda sua vaiahhhhcontos eróticos o gringo roludocurtos relatos eróticos de estupro fortiminha sogra foi estuprada e gostou contoscontos eroticos entre maes raspadinhas e filhos taradosContos.encesto.mae.desfila.de.calcinha.pro.filhomeus sobrinhos conto erotico gaycontos de mulheres q se masturbamcontos à canzanavidio porno d3 uam mulher branca 3 uma homem preyoconto erótico vizinha no baile funkbrincadeira de lutar comi o viadinho. contosconto erotico lesbico chupa meu grelinho ai vou gozar isso não para ai ai ai to gozandoconto porno eu comi minha cunhada coroa de 69 anosSogra boqueteirá mamando genro contoseroticoscontos de corno meu tio engravidou minha esposacontos meu comedor de cuesposa fogosa casa dos contos erotico 3capituloexcitada pelo meu tioContos comida pelo garotoconvenci meu pai a levar me com ele ao clube de swingers conto eroticominhas amigas de quarto me pegaram na siririca e me comeramcontos eroticos nordestecontos eroticos menina com pedreiroconto eroticoeu pai me estuprou gaya patroa e a filha. conto eroticosó um pouquinho contos contos velha sogra da cucontos eroticos de enteadascontos eroticos cegaNo motel minha sobrinha ela chupou meu pau eu chupei sua buceta e fudi ela contos eroticos Contos eroticos peguei a manaCasa dos Contos Eróticos nora gostosa no banheiroconto gay hetero em exame de prostataconto minha mae chupando meu pau com meu pai ao ladocache:FPfKk_mm7mAJ:okinawa-ufa.ru/conto-categoria-mais-lidos_9_9_zoofilia.html contos/minha filha esfolou meu paucontos eroticos patricinha caminhoneirosContos eroticos gay olixeirocontus orgia reforma casa loiraCacetudos batendo punheta no alimentoscontos eroticos eu creci chupando pau grandecontos eroticos minha mulher mandona e dominada ppr outrocontos de incesto e estuproscontos ainda menina dei pro meu irmaozinho contos erotico o coroa me fudeu em cima da sua lanchagay surra chinelo putinhacospidas na boca porno lesbicasMãe mamando pau do filho contoseroticosvidiomuher com camizoCris devassa. contos eroticoshistorias eroticas de amigo hetero e como eu fiz pra pegar elecontos selvagens arregacei o rabo da minha esposaconto gay ciumes exageradodepois que o irmão ensinou ela a atividade a irmã da xoxota para o irmãoamigos sexo troca troca contoscontos dançando no meu paucontos eróticos sonífero em famíliaContos eroticos sequestradaContos eroticosque boceta e essa irmacontos:meu pinto endureceudescabaçando um hetero conto