Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

ME SURPREENDENDO COM UM NERD.

Click to Download this video!

Eu sempre gostei muito de conversar com nerds. Eles sempre são muito educados e inteligentes. Adoro deixa-los desconcertados fazendo poses e caras sensuais. Nada vulgar.
Mas confesso que esse tipo nunca me atraiu físicasexualmente.
Tive contatos com vários durante e até mesmo apás minha faculdade, mas nunca nem sequer beijei ou quis beijar um. A impressão que eles sempre me passaram é que não sabem beijar nem trepar. E que eu estaria fazendo sexo com alguém frio e desengonçado.
Até que num dia, meu marido viajando, resolvi entrar num bate papo. Conheci um rapaz mais novo (05 anos) e super educado. Na foto ele era lindo. Ele escrevia super bem e fluentemente. Mas estava na cara (e na escrita) que era nerd. Apás 8 meses conversando pelo msn decidimos nos encontrar (somente amizade mesmo). E eu fiquei muito feliz com que encontrei. Um rapaz alto, beirando 1,90, cabelos e olhos castanhos e pele muito clara. Ele não era encorpado. Era magro. Ele gaguejava ao falar comigo e achei isso muito fofo. E nos tornamos amigos. Confesso que eu sabia que o tirava dos eixos..., mas também achava que ele nunca teria coragem de algo a mais. Ele sempre educado. Nos encontramos várias vezes como amigos (e esses encontros devem ter durado uns 5 meses) até que numa noite depois de algumas caipirinhas a mais, ao nos despedirmos ele lascou um beijo na minha boca. Um beijo quente, molhado, super gostoso. Ele tinha pegada. Que surpresa gostosa. Enquanto nos beijamos meus pensamentos oscilavam entre a loucura que vivíamos e a emoção de saber que ele beijava bem. Ele apertava meu corpo contra o seu. Apertava minhas costas. Deslizava suas mãos no contorno do meu corpo. Fingia que ia tocar meus seios e parava no meio do caminho. E isso ia me deixando louca. Ele larga minha boca e desce até meu pescoço. E começa a me dar beijos, chupadas e lambidas. Eu quase derreto de tanto tesão. E de repente sinto seu pau duro. E ele me apertando ainda mais contra seu corpo, como se fizesse questão de me fazer sentir que ele estava excitado. E eu começo a retribuir, balançando meu corpo, empurrando meu corpo contra o dele. Suspirando em seu ouvido. Mas que loucura! Tudo isso no meio da rua. Embaixo de um poste queimado. Mais de meia-noite. Rua deserta. Seu pau cada vez mais duro... ele com suas mãos grandes acaricia minha bunda por cima da calça. Refaz com o dedo cada caminho da calcinha... até chegar ao rego. Nossa! Que tesão. Estou toda arrepiada e encharcada. Então ele para tudo. E avalia a nossa situação. E furiosamente abre minha calça (que era de tecido) e desce ela até meio quadril. Ele se ajoelha em plena rua. E começa a beijar meu umbigo. Respirando fundo. Suspirando. E desce com sua língua molhada ate minha buceta. Ele a respirava. E elogiava seu perfume. Eu não conseguia abrir mais as pernas. Mas sua língua era grande e potente. Ele me lambia com supremacia. Sua lingua ia para frente e para trás. Por lados. Apertava meus grandes lábios. Ui... E enquanto estava ali de joelhos lambendo minha boceta, ele apertava minha bunda... E começo a sentir as ondas do orgasmo chegando. E minha boceta molhando cada vez mais. Ela contraia involuntariamente. Estava toda inchada de tesão. E foi assim que gozei na boca dele. Pedi para ele parar. Ele lambeu tudo o que tinha lá. Ele ficou de pé. Tirou seu membro pra fora. E pediu que eu chupasse. Era um membro enorme. Eu já havia sentido nas roçadas. Mas vê-lo assim todo para fora, duro... era maior do que eu pensava. Maior do que o do meu marido. Maior do que qualquer outro que eu já tivera antes. Eu desci a boca até o pau dele. Ele não cabia em minha boca. E então eu comecei a chupa-lo como dava. Comecei logo engolindo aquilo tudo. E chupando. Fazendo movimentos pra frente e pra trás. E logo depois passei a lambe-lo. Instiga-lo... E notamos que carros estavam prestes a chegar perto de nás. Subi. E enfiei minha boca em seu pescoço. E ele guardou o seu membro. Propôs que fossemos a um motel. Mas eu não poderia chegar tarde. Eu sabia que se fossemos para um motel eu sá sairia de lá pela manhã. Então recusei. E enquanto os carros estavam estacionados ali perto. Eu fiquei de costas pra ele. Rebolando minha bunda no pau dele... fazendo movimentos pra frente e pra trás. De um lado pro outro. E ele arfando no meu ouvido. Dizendo como minha buceta era deliciosa. E como eu causava tesão nele. Daí eu confidenciei que o queria ali mesmo. E ele me veio com uma péssima notícia: não tinha camisinha. Eu não queria sair dali, perder o tesão todo procurando uma farmácia aberta aquela hora. Mas também não poderia me arriscar.
Quando os carros saíram... ele me vira de frente pra ele... retira seu pau duríssimo e abre e desce a parte da frente da minha calça. Coloca o seu membro bem no meio das minhas pernas. Eu sentia seu pau duro e quente. Maravilhoso. Minha buceta já estava latejando de novo. E eu iniciei os movimentos de vai e vem. Nossa! Que tesão. O pau dele passava pelas minhas coxas... deliciosamente. Eu peguei a mão dele e fiz enfia-la dentro da minha calcinha. Ele tentou chegar até meu clitáris, mas não deixei. Eu simplesmente fiz com que ele pegasse um pouco do meu caldo e esfregasse nas minhas coxas, para que o pau dele deslizasse melhor e mais rápido. Ele quase delirou. O pau dele começou a deslizar melhor. E eu não sabia se abria as pernas para que o pau percorresse a minha boceta por cima da calcinha, ou se eu fechava as pernas para sentir todo o pau dele nas minhas coxas redondas, malhadas e macias. Estávamos os dois suando. Loucos de tesão. E foi quando eu fui e abaixei minha calcinha. Coloquei o pau dele no meio das minhas coxas, mas tocando minha boceta. E falei no ouvido dele que queria que ele sentisse eu gozando, melando o pau dele com meu gozo. Queria que ele sentisse todas as minhas dobrinhas depiladas. E ele inicia o movimento de vai e vem. Masturbando minha boceta com seu pau duro. E enquanto ela fazia isso, como ele é alto e grande, a sua mão percorria toda minha bunda... e começa a me penetrar na boceta com seu dedo. Que maravilha. E eu quase explodindo de tesão... começo a gozar... o liquido escorre por todo seu pau, e toda minha coxa. E logo em seguida ele aperta minhas pernas, para elas se fecharem um pouco... e eu consigo sentir seu pau pulsando. E logo em seguida toda sua porra escorrendo pelas minhas coxas. Nos beijamos demoradamente. Que rapaz delicioso. Fui embora. E ele mudou de cidade devido ao trabalho. Depois me confidenciou por msn que não transava há 8 meses. E a ultima vez foi com uma ex-namorada que era ruim de cama.
Pra esse cara eu canto: Ah! Se eu te pego! Delicia! Assim você me mata!

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


ver contos erótico mãe gordinha concebido gostosa s*****Contos eróticos garotinha com garotoscontos irman coxudaFui passear fui estupradocontos eroticos comi um viadinho de calcinhapego teu pau e coloco no meu cuzinhoContos erotico ferias quentes cinco o retorno do titio pegadorcontos eróticos frio inverno geladocontos eróticos para ler a sogracontos eroticps violada pelo papaipornô grátis boa f***.com só contos preta peituda transando com genrocontoacordei opor sentir que estao a chupar os meus seiosconto erótico irmão vomitou roupaarombei o cu da minha sogra e minha esposa chupava sua buceta contos eroticosmadame currada no mato contoContos eroticos comendo cu da madrasta e da meia irmao cu da minha esposa e meu contopeguei minha sobrinha do interior matutinhamarido chupa rola do ricardao apos sua mulher dar o. cu pornodoido.comcontos eroticos menina com pedreiroConto de homem de deu para Fabiola voguelMinha mae é puta assumida contoscontos eróticos curiosidade com o patrão do meu maridominha enteada inocente conto eroticoboquete no filho contoslotação filhinha sentou no meu colo contos de sexoloiro do olho verde me fazendo um boquete gostoso perto da piscinairma vagabunda irmao caralhudo safado cunhado corninho contos eroticos com fotosCris devassa. contos eroticosfotonega pornomeu marido bebeu e convidou meu cunhado pr durmi em casa e mi comecontos exitantes fudi amadrinha da minha primaGangbang nas incesto fotosconto eróticos dei pra meu pai depois de casadaconto erotico a mulher me encoxou no onibusvideos de sexos melado de margarina no cuhistorias eróticas a menininha no colotitia fala pra mamae que tem vontade de fazer anal contosCasada viajando contosconto erotico cadei e virei mulher e escrava ds minha esposavoyeur de esposa conto eroticocontos eroticos mulheres casadas cometendo insestopelada e o cu melado de manteiga no corpo inteirocontos minha esposa me ligou pedindo roupa limpa porque a dela estava toda gozadacontos eroticos/ á mulher do meu cunhadoContos eroticos de podolatria com fotos chupando pes de amigas dormindo eesposa gosta de menino confesso contoscontos eriticos de pai e amigos fodendo a força seu filho gaycasada pelada em lugares movimentados contosContos eroticos, seduzi meu filhoMinha irma pos uma legue sem calsinha para mim ver contosconto erotico no beco escurosem cadastro zoofilia sai mijando leiteContos eróticos farmacêutico coroaContos eróticos gostosa na praia com o maridocontos eroticos comendo cu da amiga e da mae delaconto pegei minha cunhada novinha se mastrubandoContos eroticos detalhes por detalhes e falas dos autores e personagens eu era uma menina de 18anos o cara do onibus me fudeucrossdresser marquinha de biquini contospau duro micaelacontos de coroa com novinhomulher de peitao e bundao estrupado por velho conto eroticacontos maravilhosos de encoxadascontos eróticos puta piranhacontos meu marido da pica pequenacontos eroticos de marido corno bebedor de porraNovinha Bebi porra do meu amigo contocontos meu marido da pica pequenamulhe.cimasturbando.disendo.ai.eu.vou.gosaCaminhoneiro machão pauzudo e fudedor conto eróticocontos eróticos aposta infeliz diretor da empresapeladas e meladas de muita manteiga no cucontos eróticos casal ônibus