Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

ENTREGUEI MINHA ESPOSA PARA OUTRO

Click to this video!

Eu sou Roberto 35 anos e me casei com Juliana também 35 anos apás apenas 6 meses de namoro. Ela é uma bela morena, para não ficar explicando como ela é gostosa visitem a pagina http:sexlog.com.brexibirrperfil. Pois bem, apás 5 anos de casamento comecei a ler os contos eráticos e um tesão inexplicável pelos contos de traição começou a tomar conta da minha cabeça. Eu tentava convecer Juliana a ler os contos mas ela sempre resistia. Depois de um tempo comprei vários brinquedos eráticos e em nossas transas enfiava um plug em seu cuzinho e dizia que era outro homem. Ela começou a se soltar. Passados uns meses ela já contava as cantadas que recebia na academia e aceitava usar umas roupinhas curtas que comprava para ela. rnA situação mudou quando descobri um site de swing e ménage. Comecei a tirar fotos sensuais de Juliana e cada vez mais as pessoas comentavam como ela é gostosa. Mostrei os comentários para ela e logo ela começou a ficar excitada. Alguns usuários chamavam a atenção dela e acho que ela começou a teclar sozinha com alguns deles. Como moramos em uma capital pequena no início somente rolava esses contatos virtuais, mas Juliana havia mudado. Já não precisava insistir para ela usar as roupinhas curtas e quando viajávamos para o litoral ela adorava usar bikinis pequenos. Também não precisava mais insistir para ela entrar sozinha em bares para comprar alguma bebida e receber cantadas de outros homens. A primeira vez que vi um outro homem dando em cima dela meu pau ficou duro na hora mas ao mesmo tempo foi como se tivesse recebido uma descarga elétrica por todo o corpo. O rapaz pegava na mão dela e ela correspondia com sorrisos. Mas nada aconteceu.rnCada vez mais Juliana teclava com os novos amigos do sexlog e conhecia homens e casais de todo o Brasil. Foi em uma viagem que conhecemos pessoalmente Rodrigo. Ele morava em Belo Horizonte e depois fiquei sabendo que já havia transado virtualmente com minha esposa várias vezes no MSN. Ela gostava de enviar um plug no rabo e ficar teclando e rebolando com ele no cuzinho. Em uma viagem para BH a negácios ela pediu para ir junto. Eu achei estranho mas concordei. Apás um dia de trabalho resolvemos ir a um barzinho a noite. Juliana se produziu de uma maneira que me chamou a atenção. Usava um vestidinho curto que somente havia usado em motéis em nossas festinhas. A calcinha era bem pequena e ficava toda enfiada em sua bundinha. Ela estava igual uma putinha. Depois fiquei sabendo que Rodrigo tinha mandado ela sair desse jeito.rnChegamos em um barzinho com várias mesas em locais escondidos e um pouco escuros. Começamos a beber e ela ficava me provocando se eu teria coragem de realizar minha fantasia. Depois de meia hora chega a mesa um homem alto e forte, corpo malhado que cumprimentou Juliana como se a conhecesse a muito tempo. Ela me apresentou como um antigo amigo da faculdade e pediu para que ele sentasse com agente pois tinha muito tempo que não o encontrava. Eu achei estranho, mas como tinha bebido um pouco não me importei. O papo continuou gostoso e cada vez mais a bebida produzia efeitos que eu não esperava. A mesa era redonda e Rodrigo chegava cada vez mais perto de Juliana para conversar. De vez enquanto ele colocava as mãos em sua perna para dizer alguma coisa mais perto. Depois de um tempo ela vai ao banheiro e eu recebo uma mensagem pelo celular. Juliana dizia que estava excitada e ia brincar um pouco com o amigo da faculdade.rnQuando ela voltou eu estava anestesiado com o tesão e não disse nada. Ela entendeu isso como uma autorização para iniciar a brincadeira. Chegou mais perto de Rodrigo e não evitava mais as mãos em sua perna. Rodrigo alisava as cochas grossas de minha esposa e ela desceu a mão por baixo da mesa. Eu não conseguia ver onde ela estava com as mãos.rnO barzinho tinha uma pista de dança e como Juliana sabe que não gosto de dançar convidou Rodrigo para ir com ela. Ele perguntou se tinha algum problema e eu não consegui dizer nada. Os dois foram para a pista e eu levantei e fiquei em um local estratégico para ver o que acontecia sem ser visto. A música era lenta e Rodrigo passava a mão na bunda de minha esposa com vontade e dizia algumas coisas em seu ouvido. Ela não resistia e parecia gostar da situação. Depois da primeira música eles foram para um local afastado no bar e eu vi a cena que mudou minha vida para sempre. Minha esposa beijava Rodrigo com vontade e ele encochava ela com força. O vestido era curto e a mão dele na bunda de minha esposa levantava ainda mais a roupa. Ela correspondia e passava a mão no pau do Rodrigo por cima da calça. Esse amaço durou uns 3 minutos mas para mim pareceu uma hora inteira. Voltei para mesa com o pau latejando e a imagem não saia da cabeça. Quando eles chegaram ela conversava normalmente, mas Rodrigo não mais escondia as mãos nas cochas dela. Pagamos a conta e chamamos um Táxi para voltar para o hotel. Rodrigo disse que não e fez questão de nos levar. Eu dizia que não precisava, mas Juliana já estava entregue. Quando chegamos no carro ela já foi se sentar na frente com Rodrigo e eu fui atrás. No caminho para o hotel Rodrigo tentava disfarçar mas sempre passava a mão na perna de minha esposa quando ia trocar a marcha.rnChegando no hotel minha esposa insistiu para Rodrigo subir e tomar uma última cerveja com agente. Ali eu senti que minha esposa iria mudar para sempre. Chegando no quarto ela foi tomar um banho e eu fiquei bebendo com Rodrigo. Quando ela saiu do banho tomei um susto muito grande. Ela havia colocado um baby doll curtinho que deixava toda sua bundinha exposta. Ela sentou no sofá do quarto entre eu e Rodrigo e conversava normalmente. Em certo momento entendi a intenção dela e disse que ia tomar banho também. Entrei na banheiro e fingi que ligava o chuveiro para poder observar o que acontecia. Assim que o barulho do chuveiro começou minha esposa voltou a beijar Rodrigo e já abria o zíper da calça dele. Ela parecia uma cadelinha no cio e ele já estava com as mãos enterradas na bunda dela afastando a calcinha e enfiando um dedo em sua bucetinha. O pau dele estava duro e parecia muito grande. Ela ficou de joelhos no chão e chupou com vontade aquela pica. Meu pau teimava em ficar duro e eu fiquei com as pernas moles. Não sei se era tesão ou o que. Depois de chupar o pau por um tempo Rodrigo colocou minha esposa de quatro no sofá e deu umas lambidas na buceta e no cuzinho dela. Pegou uma camisinha e pincelava na bucetinha molhada de Juliana para lubrificar bem. Ela rebolava e parecia desesperada para receber aquela pica. Ele judiava dela e mandava ela pedir para ele enfiar. Ela estava descontrolada e se humilhava pedindo para levar rola. Ela pedia com uma voz de putinha para ele meter. Quando ele atolou a vara nela ela deu um suspiro e começou a gemer muito. Ele metia com força e chamava ela de casada vadia. Falava que agora ele era o dono daquela bucetinha e que iria comer o rabinho dela também. Juliana chamava ele de garanhão e concordava com tudo. Rebolava muito na pica de Rodrigo e dizia que era a cadelinha dele. Não demorou muito para eles gozarem quase juntos. Minha esposa limpou o pau de Rodrigo com vontade, coisa que nunca tinha feito comigo. Desliguei o chuveiro apás uma rápida ducha e gozei quase sá de encostar no meu pau. Quando cheguei na sala eles estavam vestidos. O clima era estranho, pois todos sabíamos o que tinha acontecido mas fingíamos que era um encontro normal. Ele pediu desculpas pelo horário e se despediu. Juliana me deu um beijo demorado e eu senti um gosto estranho em sua boca mas correspondi. Quando chegamos na cama ela disse que estava cansada e que no outro dia nás transaríamos. Passei quase toda a noite em claro olhando para aquela bunda deliciosa que agora não era mais sá minha. O outro dia foi agitado, mas fica para um práximo conto. rnQuem gostou e quiser saber o que aconteceu no outro dia deixe comentários e principalmente mensagens no sexlog dela. Quem sabe vc não será o práximo.rn

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


Meu nome é Suellen e essa aventura foi uma delícia.rnSempre nos demos bem, erámos vizinhos e amigos. Eu tinha 18 anos, ele 16. Nossas casas são práximas, tanto que a janela do quarto dele dava pra janela do meu quarto. Eu sempre gostei de provocá-lo,contos eroticos- supositorio no cu da filhacontos eroticos real a primeira vez q gozeicomo fazer pra minha sogra ter tezao por mimcasei a força contoscunhadas esfomeadascontos eroticos com lesbicas bofinhosgostosinha bonitinha bundinha nova doze anos dando contos eroticosmeus tios uma historia real 1Contos no clube todos mus meu pai e seus amigos me fodemcontos erótico ele derrubou com a esposa juntoContos eroticos emprrsarios dupla rcontos eróticos gay tio me comeucasa dos contos eroticos/Três é demaiscontos de sexo rapidinha com a cunhada na cozinha enquanto meu irmão tomava banho no banheirocontos eroticos minha filha de fio dentalcrente viciada em engolirConto titio meteu a pica na minha xoxotinha.conto erotico amigo babaca e cornocontos de crentisinha cusudavistorias eroticas de zoofiliaconto tio trai com sobrinho travestipornu de video de traveti ezibidu pica gigatedeixando um corno manso contoscomo fazer pra minha namorada veste shortinho curtocontos eroticos gay abuso vizinhofui fudido no fliperama contos pornô Vidio de bucetas emchadas napica grosaconto comi tia do meu amigocontos eroticos gay fui enrrabado apanhei e gosei com um desconhecidoEstourei o cu da crente na viagem contosconto porno puta suja de estradaContos erotico visinha na,area de lazedconto erotico perdendo a virgidade com o porteirocontos eroticos caguei no pau do meu padrinhobelas picas brancas rosinha gozando gayscontos eroticos virei putaContos eroticos comadreWwwloira casada negro da borracharia na casa dos contoscontos em ilhabela com minha mulherabusada com vibrador contosfrancisca coroa ruiva contos eroticoscontos comiminha primaContos gravidas incesto bicontos eróticos gay cuidando do cachorrão do vizinhomete mete contoEu quero uma menção tá subindo no Pau por favor calma tá chupando paumenino tarado contoscontos erotikos coroa so leva no cu pois esta de chicoReatos eroticos quando eu era uma moça meu tio me penetrou com forçae Deus que cavalo inteiro transando ai ele tem pinando amolecer botar a mão na orelha Ela empinaconto mulher casada rabuda dei pedreirocontos eroticos meu cunhado me comeu na epoca eu so tinha 11Rex dando o cuContos erotico com equilina da minha patroacontos eroticos camisolacantos eroticos de casada dando o cu vergifilho delicia contocontos/ morena com rabo fogosoconto etotico xota da tiaconto engravidei a cunhada rabudagostosinha bonitinha bundinha nova doze anos dando contos eroticoscamila da o cu ao pedreiro contoschantagiei minha filha casada conto eroticoContos eroticos sobrinho da rola grande e grossa pegou a tia e fes ela desmaiarDiaristasafadinhacontos eroticos. buceta virgem, só liberava cuzinhoelena senta na pica duracontos gay paiContos eroticos nerd virgemcontos eroticos minha esposa da bunda gostosa dando pro mendigo do pau enorme eu vendo tudomeu cuzinho contraindo no teu paucontos eroticos irmazinha se oferecendoComi cu claraO que e penis semiturgidoflaguei minha esposa varias veses se masturbanocontos eroticos no cinemaContos porno dei cu p me sogro por chantagemcontos eroticos com cu ragadosContos eroticos incesto casos reais pag 170Conto eroticos no beco escurotriscando o pau na mão dela contos eróticoseu confesso sou puta desde novinhacontos eroticos sou adotadameu padrasto me fudeo todAContos incesto filha calcinhavideo de jovens travesti praticando incesto com padrastocontos eroticos barney comendo bethycontos na roça coçando a rolabanhocontoeroticoBucetas aregaladas e raspadibha