Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

ENTERRANDO A ROLA NA MULHER DO MEU VIZINHO

ENTERRANDO A ROLA NA MULHER DO MEU VIZINHOrnOlá turma! Sou mineiro, BISSEXUAL não assumido, loiro, alto, branco, pau de 16cm, rosado, grosso e cabeçudo, de onde sai muita porra cremosa. Não tenho nada de super, sou um cara normal, tenho barriguinha saliente, já que estou fora de forma. Porém, compenso tudo na cama, onde faço o que o tesão mandar, sendo bem safadinho e sem pudores. Fico e deixo o parceiro ou parceira louco de tesão. Estou sempre pronto pra arrombar um cuzinho ou uma bucetinha, nos quais meto forte e fundo, mas também com muito carinho, fazendo a putinha ou putinho gemerem, gritarem e gozarem bem gostoso. Meu rabo branco é muito volumoso, bem desenhado e afeminado, já que não tenho pêlos na bunda, que é bastante firme e com certeza o macho vai encher a mão com minha bunda gostosa e gulosa. Terei muito prazer em rebolar na cara do safado que quiser chupar meu cuzinho que é pequeno e apertado, visto que tenho estreitamento do esfíncter e portanto, apesar de meu cu já ter sido invadido, ele continua apertadinho, portanto o trate com carinho. Gosto de ser fodido bem de leve, com carinho, quero sentir a pica entrar e sair bem gostoso do meu cu. Quero sentir os pentelhos do macho roçarem meu rabo branco, sentir a barriga do safado bater contra meu bundão branco. Se me foder assim, vou gritar e gemer feito uma puta, como uma cadelinha no cio, como uma verdadeira vadiazinha, já que vou ser sua puta na cama.Meu cuzinho é muito guloso e anseia por recepcionar línguas ávidas, dedinhos exploradores e pirocas bem limpas, cheirosas, gostosas, com bastante leitinho pra jorrar no fundo do meu cu ou na minha garganta, já que tenho cede de leite-de-pau, o qual recebo entre meus lábios e engulo tudo, deixando o pau limpinho. Minha boca é bem desenhada, tenho lábios carnudos, volumosos e rosados, prontos para engolir cacete e chupar bucetinhas e cuzinhos. Mamo feito um bezerrinho, chupo os ovos, enfio o cacete todo na boca, até engasgar com a cabeça do pau batendo em minha garganta, amo fazer garganta profunda. Deixo o pau todo melado, pronto pra me fazer de fêmea, pronto pra entrar e sair do meu cuzinho, deixando-o arrombado, terei prazer em ser sua puta, sua cachorra vadia. A mesma boca que chupa pica chupa e lambe buceta. Enfio minha língua toda dentro de uma bucetinha, chupo o clitáris com força, até a vadia safada gozar na minha boca. Sorvo todo o gozo da putinha e deixo a xaninha pronta pra receber meu caralho. Também amo lamber cuzinhos e sentir o puto ou puta rebolando em minha cara, se contorcendo de tesão. Gosto de machos que gozam bastante, pois gosto de ficar meladinho de porra, senti-la escorrer por meu rosto. Gosto de sentir a porra encher minha boca e quando gozam no meu cu, gosto de senti-la escorrer pra fora, descendo por minhas pernas. Quero conhecer machos safados que queiram me foder bem gostoso e que me dêem seu leitinho quente em abundância. Quero conhecer fêmeas trepadeiras safadas que amem dar a bucetinha, na qual quero meter muito gostoso até a vadia gozar no meu pau e em minha boca. Quero conhecer casais safados pra foder a esposa ou a esposa e o marido e chupar a buceta da safada apás o maridão ter gozado nela. Quero chupar a bucetinha da esposa enquanto o marido fode meu cu. São várias fantasias a realizar e espero a cooperação dos safados e safadas de plantão. Quem se interessou é sá me adicionar no MSN ou mandar e-mail para [email protected] que terei o maior prazer em responder às mensagens e iniciar contato para, quem sabe, começar uma amizade bem gostosa. Meu pau está de pé e meu cu aberto a proposta de casais, machos e fêmeas safadas para amizade, curtição e prazer, sempre com sigilo, discrição, educação e muita putaria. Beijos do seu putinho - [email protected] certeza de que esse será um ano maravilhoso para mim, visto as bênçãos que tenho recebido em minha vida. Realmente tenho tido também muita sorte, fica até difícil acreditar. Hoje, 19 de março de 2012, levantei-me cedo para iniciar minhas atividades. Quando ia saindo de casa minha vizinha Karla, branca, loira, muito cavala, rabo grandão, seios médios, coxas grossas, casada, 28 anos e três filhos, saiu no seu portão e perguntou se eu poderia ajudá-la com seu computador. Como pela manhã resolveria apenas problemas pessoais, já que os profissionais resolveria a tarde, resolvi ajudar aquela beldade que já se apresentava linda e deliciosa pela manhã. Aquela pelo branca, quase rosada, contrastava com aquele pijaminha vermelho. Na parte de cima havia um decote generoso, a parte de baixo era colada àquele corpo gostoso. Marcava sua buceta, e que bucetão, pois entrava na racha da safada. A parte de trás deixava boa parte daquele rabão de fora. Quando a vi vestida daquele jeito meu pau já deu sinal de vida. Quando ela se pôs a andar em minha frente com aquele short curto entrando no rabo e aquele rabão balançando pra lá e pra cá, quase tive um troço. O computador estava em seu quarto e por precaução perguntei se não havia mais ninguém em casa, afinal não gostaria que seu marido (Paulo), alto, forte, branco e caminhoneiro, nos visse daquele jeito. Ela me informou que o Paulo sá volta amanhã e que os filhos estavam na escola (crianças de 6, 8 e 19 anos). Fiquei tranquilo e enquanto olhava seu PC ficamos conversando. Chegou um momento em que ela afirmou que seu casamento não estava bem, que o Paulo viaja e fica 19 dias fora e quando chega não a procura. Que havia três meses que eles não tinham relação. Fiquei pensando como o ?Mané? viaja e deixa uma gostosa daquelas na seca. Está querendo tomar chifre e decidi que eu ajudaria...(risos). Daquele momento em diante passei a elogiar a Karla e vi que seus olhos brilhavam. Ela era toda sorrisos. Conversamos sobre o calor que fazia e ela disse que realmente estava muito quente. Perguntou se eu queria algo pra refrescar. Como estávamos bem descontraídos eu disse que na realidade estava a fim de esquentar mais. A Karla corou, sem graça ela perguntou como assim e eu respondi que sei lá, dependia dela. A campainha tocou e ela vestiu uma saia e foi atender. Passados uns cinco minutos eu já pensava em ir embora, pois pensei que ela não tivesse gostado do que disse. Engano meu. A puta me entra no quarto totalmente pelada. Que buceta era aquela! Rosadinha, carnuda, enorme, com um grelo imenso e rosado. A vadia deitou-se na cama de pernas abertas e disse: ?vem gostoso, mete nessa buceta, faz o que o corno não faz, me come gostoso!?. Arranquei minha roupa e de pau duro parti pra cima da puta. Caí de boca naquele bucetão a a puta gritava pedindo pra chupar mais. Passava minha língua em toda a sua extensão e a enfiava lá dentro, deixando a safada louca. Ela rebolava e apertava meu rosto contra sua xoxota. Gemia e gritava até que num urro a vaca gozou. Ela gemia e pressionava meu rosto contra sua buceta até tirando meu fôlego. Ela sá gemia e dizia ?que gostoso, que fgostoso, que gozada gostosa!?. Já com o pau latejando o encostei na entrada de sua xana e meti tudo de uma vez pra dentro. Acho que nesse momento ela gozou denovo porque a puta começou a se contorcer e gemer, sua buceta ficou mais úmida e contraía. Ela dizia que eu a mataria de tanto gozar. Ela ergueu as pernas e as segurou, escancarando sua buceta pra mim. Enterrei meu pau fundo e forte naquele xoxota deliciosa. A cama batia contra a parede e ela gemia alto. Eu batia em seu rosto e perguntava se ela estava gostando. Ela respondeu: ?estou gostando e gozando seu puto, meti caralho, fode essa buceta, vou te dar todo dia seu puto!?. O quarto da puta era no segundo andar e a janela dava de frente pra rua. Pedi pra puta se escorar na janela e arrebitar o rabo pra eu meter em sua buceta. A safada gostou da idéia, abriu a janela de forma a ficar apenas com o rosto de fora. Eu socava sua buceta, enterrava meu pau nela e a puta arfava, já que não podia gritar. Carros e pessoas passavam na rua e a puta tinha que se segurar pra não dar bandeira. Ouvi ela dizer: ?ai, vou gozar denovo!? suas pernas amoleceram e sua buceta contraía. Tirei aquela delícia da janela e a joguei de quatro na cama. Enterrei meu pau em sua buceta e meti muito. Ouvia-se o barulho de minha barriga batendo naquele bundão, no qual dei muitos tapas e a vaca pedia pra bater mais forte. Eu bati tanto que o rabo dela ficou vermelho. Ouvia-se também o barulho do meu pau entrando naquela buceta melada. Segurava sua cintura fina que deixava aquele rabo maravilhoso ainda maior e meti muito. Até que não me aguentei e disse que ia gozar. A vaca disse: ?pode gozar dentro, eu fiz laqueadura, não posso mais engravidar?. Pronto, foi a deixa pra eu ficar ainda mais louco. Enfiei o pau o mais fundo que pude e enchi sua buceta de porra. Fiquei com o pau lá no fundo e quando tirei escorreu muita porra de lá. Como sua cam é sem fio, comecei a gravar a porra saindo daquela buceta e disse a ela que apagaria, era sá pra mostrar a ela. Ver aquela porra saindo me deu um tesão do caralho. Não me aguentei, coloquei a cam de lado, porém virada pra buceta dela, e caí de boca nela. A vaca me chamou de louco tesudo. Lambia sua buceta gozada. A porra e minha baba iam escorrendo pro seu cu e eu não resisti, meti-lhe o dedo. A vaca não esperava e gritou. Continuei com o dedo lá e ela me pedindo pra tirar. Mandei ela relaxar que de cu eu entendo. Continuei a chupar sua buceta e agora estava com dois dedos em seu cu e a putinha não reclamava mais. Mutio pelo contrário, ela rebolava e pedia pra foder mais. Desliguei a cam e a coloquei em seu local, voltei e coloquei a Karla de lado. Com muito carinho, passei creme em seu cu e fui colocando o pau bem devagar. Como ela afirmava nunca ter dado o cu, fui dizendo o que ia fazer e o que ela devia fazer. Quando a cabeça do meu pau entrou ela deu um urro, pediu pra parar, pra tirar. Mas eu a segurei firme e mantive meu pau quieto dentro dela. à medida que ela ia relaxando eu ia enfiando mais e mais o pau. Quando ela deu por si, meu pau já estava todo dentro dela. Minha barriga estava encostada em seu rabo e ela rebolava no meu cacete. Que delícia. Nunca pensei comer um rabo daquele que realmente é enorme, sá vendo pra crer. Fui me movimentando naquele cu gostoso que apertava meu pau. Ambos gemíamos muito. Coloquei aquela puta de quatro e meti em seu cu. Agora sim ela gemia e pedia mais. Pedia pra deixar seu cu todo fodido. Pra deixar seu cu aberto igual a sua buceta. Que amanhã o puto do seu marido vai chegar em casa e achar seu cu e buceta arregaçados por outro macho. Isso me dava um tesão danado.enterrei meu pau naquele rabo. Comi-a também na posição frango assado. Ia fundo no seu cu. Depois me deitei e coloquei aquela puta pra cavalgar. Primeiro de costas pra mim. Era uma delícia ver meu pau sair e entrar naquele mega rabo. Depois de frente. Ela subia e descia gemendo no meu pau. Não me aguentei e gozei dentro daquele (agora) cuzão. Ela se levantou e ficou sá com parte da cabeça do meu pau dentro do seu cu e ficava olhando a porra escorrer. Ela saiu e caiu de boca no meu pau, deixando-o limpinho. Com a boca cheia de porra veio e me deu um beijo carinhoso e demorado. Ficamos mais uma meia hora nos recompondo, deitados na cama conversando, nos beijando, nos acariciando. Quando nos demos conta já eram quase onze da manhã. Ela tinha que ir buscar as crianças na escola. Porém antes, mostrei a ela o vídeo que fiz. Ambos ficamos denovo com tesão, porém não havia tempo pra outra foda. A solução foi um 69. Me deliciei com sua buceta e cu, fazendo-a gozar. Também enchi sua boca de porra. Tomamos um banho, apaguei o vídeo e fui embora. Como não consertei seu computador, vou ter que voltar lá pra olhar, mas combinamos que isso sá vai acontecer quando seu esposo viajar. Dedico esse conto a essa deliciosa mulher, Karla, que tanto tesão e prazer me deu. Espero que esteja lendo esse conto que será o primeiro de vários que escreverei. Você é deliciosa! Vamos foder muito! Como dissemos, temos muitas fantasias a realizar. Principalmente agora que você sabe da minha condição! Rsrs Bju delícia, seu putinho [email protected] aberto a homens, mulheres e casais.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


virei puto dos segurancas sadomasoquismo conto gaymete até o talo tio contoNovinha Bebi porra do meu amigo contominha namorada mimosa conto eroticocontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casaContos sempre fui o viadinho de todos os homens da familiaajudando minha vizinha na casa de praia contoscontos erotcos cunhada na viahemcontos eróticos;abusaram dd mim na festa da faculdademinha tesudinhapezinhos da amiga da minha mae contos eroticoContos: estou espirrando dentro da bucetinha da minha filhinha pequenaconto de estupro de colegiaiscontos eroticos/ coroa viciada analdei pro meu genrocontos eroricos incesto mae safada loka por rola nocu ena bucetacontos ele gozou no meu cuzinhoCasada viajando contosler conto erotico dando a xota na cabano pro tiodando uns amasso na minha sublinha e acabei gozando nas pernas delavirando cd porno videostravesti Zinho que faz programa escondido da mãecontos eroticos medica rabuda enrabada por pacienteconto tia velha safadacontos tava batando uma derrepente minha prima me pegaconto porno 21cmcontos eroticos beach park amigo meu cu ficou rasgado e sangrando contostransa shopping Interlagos contoporno gay contos eróticos pegando priminho inocente40cm no cu da minha vo contoscontos eroticos no onibus coroa passando a mao no meu paucontos eroticos gay meu vizinho de dezenove anos me comeu quando eu tinha dez anosconto erotico o dia que minha mae chupou meu paucontos de cú de primacontos eroticos comecei no matocontosdesexo padrasto metendo na enteadaContos punheta voyeurBucetas grandes fog lp icontos ninfeta provocando com shortinho socadoboneca malhada me comeuconto erotico priminhacontos fui comida na fasendaconto dei sonifero pra minha mulher dormir e outro comer elacontos eroticos-estuprei minha irmacontos de cú de irmà da igrejacontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casacontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casacontos eroticos gay.treinadorSou casada fodida contomeu cliitores fica marcando a calcinhacontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casacontos eroticod minha vo sento e me deucontos eroticos dei com meu namorado dormindo ao ladoComi a cadeirante casada contosconto gay ganhei a aposta e ele teve que me comer conto erotico novinha viu cavalo arregaçando eguaContos eroticos de podolatria com fotos chupando pes de primas timidascontos recentes incestuosas encoxada segredos flagradoscontos eróticos minha mulher tem sono pesadoneqguinha gritando ai vou gozarcontos eroticos meu irmãoFoderam gente contos tennssou separada dei a buceta e o cuconto erotico o viadinho de calcinha e shortinho enrabado a forcasexo porno safada do sitiotudo no cucontos eroticos eu minha amiga e o desconhecidoMega gozada na boca contoscontos de rasgando o cuzinho apertado do novinho que chora de dorcontos pono as pequeninasou uma mulher crente mas quero picaassalto virou incesto c. eroticocontos observando os peitinhos da filhinhacontos de coroa com novinhover gordinhas de ndegas fofinhasconto erótico de casada que chegou em casa completamente arrombada e o marido percebeumelhores historias porno´ detalhe por detalheSou casada mas bebi porro de outra cara contosgozanodeto familha ponocontos eróticos gay meu primo cumeu meu cu no sofacontos eroticos vi minha filha com uma calcinha fio dental atolada no cuComi a rafaela conto eroticoContos de novinhas perdendo a virgindadeconto gay na academiaContos eróticos gravida de 4 peõesconto erótico comendo a minha melhor amiga bêbadacontos eroticos de irmã chupando pinto pequeno do irmão novinho de idadecaminhando e disfarçadamente batendo uma ounhetinha pro namoradocontos eróticos professor e alunaContos bct larga adoroo