Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

PUTARIA NO ôNIBUS RECIFE - SALVADOR

Click to this video!

O que eu vou contar a partir de agora, aconteceu a menos de 2 horas... Ainda sinto aqueles três paus entrando e saindo freneticamente do meu cuzinho. Minhas pernas ainda estão doloridas da posição em que estava e vez ou outra, ainda me pego rebolando aqui nessa poltrona como se estivesse sentado em um daqueles cacetes maravilhosos.rnrnFalando um pouco sobre mim, me chamo Gustavo, tenho 26 anos, 1.74m, 76kg, moreno claro, cabelos negros, olhos castanhos. Sou um cara normal e sem trejeitos. Nada contra, mas devido a minha profissão, tenho que ser discreto. Eu deixo pra me soltar e virar uma cadela no cio, quando estou com algum cara que saiba meter gostoso e me faça uma mulher na cama, no sofá, num canto de parede ou até mesmo na poltrona de um ônibus.rnrnTive que viajar para Salvador a trabalho, mas devido a um problema pessoal não pude ir de avião, como os demais membros da empresa, na tarde desta quarta-feira dia 09 de maio 2012, me restando uma única opção para não perder essa reunião tão importante no dia seguinte: fazer o trajeto Recife - Salvador de ônibus.rnrnO fato de enfrentar 19 horas de viagem me assustou um pouco, porém minha mente suja me mostrou o quanto poderia ser divertido...rnrnEntrei no site da empresa de ônibus e visualizei os assentos disponíveis. Os últimos que são os mais propícios de se conseguir algo estavam livres. E foi lá que reservei minha passagem. rnrnAo chegar na rodoviária do Recife, fui encarado por um rapaz que estava com um capacete azul na mão (adoro motoqueiros), o safado deu um sorrisinho, uma ajeitada no pau e seguiu pro banheiro. Fui atras, lágico. Demos uns amassos lá na cabine reservada, mas ele queria que eu gozasse, o que eu recusei. Queria guardar todas as minhas energias para a viagem.rnrnO ônibus saiu da rodoviária quase vazio. Umas 6 pessoas apenas. Fiquei meio frustrado, pois eu queria era emoção. Alem do mais tava passando filme nas televisões, o que deixava o ônibus bem claro e o que eu queria era escuridão.rnrnQuando o ônibus chegou na cidade do Cabo de Santo Agostinho, para minha surpresa, entrou um grupo de negros. Todos amigos. Estavam passando dias nas belas praias dessa cidade. Eles encheram o ônibus. E me encheram de tesão também... Meu cu piscava cada vez que via os braços fortes de cada um deles pela janela, enquanto colocavam suas malas no bagageiro do ônibus. Estava torcendo para que, pelo menos, um deles sentasse do meu lado. Estava louco pra dar, cavalgar e rebolar gostoso.rnrnUm deles, que não faço a mínima idéia de como se chama, sentou na janela das duas poltronas ao lado da minha. Vale ressaltar que eu também estava na janela e que a poltrona do meu lado (a do corredor) estava vazia.rnrnAssim que ele chegou, dei uma encarada nele que não deixou duvidas de que o viadinho aqui queria levar uma tora no rabo. Ele não fez nada, guardou sua mochila no compartimento superior e sentou. Estava trajando uma bermuda, o que deixou suas coxas grossas bem amostra. Delicia de homem. Cara de poucos amigos, um bração que eu gozaria sá de pegar (adoro braços grandes), uma bundinha durinha e empinada e um volume imenso. Ai, papai!rnrnFiquei louco (ainda estou, pq estou olhando ele dormindo). Como a tv tava ligada, não dava pra fazer nada. Mas de vez em quando eu olhava pra ele. Olhava pro pau dele... Ele, claro, percebeu.rnrnTive um pouco de medo de provoca-lo, a final ele não tinha cara de quem curtia e estava com muitos amigos ali. Vai que ele ficasse nervoso e viesse me bater.rnrnMas o tesão falava mais alto. E o safado parecia que tava gostando.rnrnUma hora ele levantou e pude ver o volume do seu pau muito maior do que estava quando tinha sentado. Enlouqueci, né? Minha boca salivou na hora... Ele mexeu em alguma coisa na sua mochila e depois foi até a metade do ônibus, mais ou menos, falar com algum de seus amigos. Momento de suspense. Será que ele estava falando de mim? Fiquei com medo.rnrnAo voltar, ele entrou no banheiro. Ficou lá uns 5 minutos e quando saiu fiquei babando com o que vi. O safado tinha tirado a cueca. Seu pau fazia um volume imenso naquela bermuda de tactel, apontando pra mim como se fosse uma flecha. Ele guardou a cueca branca na mochila e sentou.rnrnE aí começou a putaria. Ele começou a pegar no pau e me encarava. A cara dele era o que mais me excitava. Era como se me disesse: vc ta fodido seu viado do caralho. Adoro homens com cara de mau.rnrnEu tava louco pra sentar ali do lado dele, então levantei pra pegar água no mini-bar ao lado do banheiro, e fiquei um tempinho em pé, sem deixar de olha-lo. Foi aí que ele tirou o bichão de dentro da bermuda. Puta que pariu! O que era aquilo? Imediatamente sentei do lado dele e comecei a chupa-lo. E chupei gostoso.rnrnOuvia ele gemer baixinho e dizia:rnrn-isso, engole meu cacete seu puto!rnrnNessa hora eu olhei pra ele e disse:rnrn-puto nao, PUTA!rnrnFoi aí que ele enlouqueceu. Começou a bater com o pau na minha cara. Me xingou, puxou meu cabelo. Eu estava delirando de prazer.rnrn-Puta, né? E assim que vc gosta de ser tratado?Então chupa sua puta. Vadia. Chupa gostoso. Deixa ele bem molhado que eu quero enfiar ele no teu cu.rnrnFalava baixinho enquanto via se ninguém vinha. Tava cheio de tesão, queria dar pra ele, mesmo correndo tanto risco de ser surpreendido por alguém.rnrnChupei por uns 19 min. A essa altura já estava com a minha bermuda no joelho e rebolando nos dois dedos dele. Foi aí que finalmente o filme acabou e as televisões foram desligadas.rnrnAgora sim, escuridão total dentro e fora do ônibus.rnrn-Chegou sua hora sua puta. Vai sentir essa jeba rasgando esse teu cu. Continua chupando não vem ninguém.rnrnNessa hora ele tirou sua bermuda e eu estava ajoelhado entre as suas pernas. Dai ele me cobriu com a manta que cada um ganhou na hora de subir no ônibus.rnrnPara nossa sorte, as duas fileiras de poltronas a frente de ambos os lados estavam vazias. Provavelmente seriam ocupadas nas paradas seguintes, então tínhamos que aproveitar.rnrnEnquanto ele fodia minha boca e falava um monte de putaria, ouvi um barulho e quis tirar a manta de cima de mim. Ele disse que não era nada e mandou que eu continuasse. Tava uma delicia chupar aquele cacete, pegando naquelas coxas grossas.rnrnEm um certo momento ele tirou a manta de cima de mim. Ao olhar de lado, vi 2 de seus amigos sentados (na fileira q eu estava) com seus paus pra fora. Cada um se punhetando. Que delicia, meu! E que surpresa maravilhosa!rnrn-vai ser puta de três hoje, sua cachorra!rnrnE fui que nem uma cachorra, de joelhos para o outro lado para chupar os outros dois. Um deles parecia ser irmão do primeiro, eram muito parecidos fisicamente. O pau do segundo era maior e mais grosso também. Iriam me arrombar aqueles três. E eu com um tesão da porra não ia poder gozar nem tão cedo.rnrnEles fizeram a mesma coisa que e o primeiro. Ouvi quando ele disse baixinho do outro lado:rnrn-ele gosta de ser chamado de puta!rnrnBateram com o pau na minha cara, puxaram meu cabelo, violaram meu cuzinho com o dedo. Me fizeram uma menina. Eu ficava pra lá e pra ca chupando cada um deles. rnrnO medo e o prazer era tão grande que quase gozei sem tocar no meu pau. Que inclusive o meio irmão do primeiro adorou chupar. O muleque chupava com gosto. Era profissional também.rnrnEm um momento, quando voltei pra chupar o primeiro, ele tinha colocado uma camisinha e tava com um lubrificante na mão.rnrn-passa essa porra no teu cu que vou te rasgar primeiro.rnrnNão acreditei que fosse dar ali mesmo, mas fiz o que ele mandou...rnrn-senta sua puta!rnrnSentei gostoso. Meu cu engoliu todo aquele pau de uma vez. A sensação era maravilhosa. Comecei a pular naquele cacete enquanto punhetava o segundo que nessa hora já tinha passado lá pro outro lado. rnrn-isso, pula no meu pau sua puta. Cavalga na minha jeba. Quero encher sua boca de porra depois. Rebola gostoso. Mostra que vc é uma puta. Tá sentindo, tá? Esse pauzao entrando e saindo do seu buraquinho, tá?rnrnO segundo, por sua vez, também já tinha colocado uma camisinha. Seu pau era o maior dos três. Doeu um pouquinho para entrar, mas depois que entrou foi sá alegria.rnrn-Puta safada. Sua vadia. Tá gostando da putaria, né? Ta gostando de levar no cu? Esse cu já deve ter levado muita rola... rnrnEsse puxava mais o meu cabelo enquanto enterrava a tora na minha bunda. Eu rebolava muito e tinha muita vontade gemer alto, mas não podia. Algumas pessoas já estavam dormindo e com a tv desligada, o silêncio era absoluto. Quase gozei denovo. Enquanto pulava, meu pau roçava na poltrona a frente (que esta toda babada por sinal).rnrnNisso o primeiro, ao colocar sua mão no meu cu, sentindo o pau do amigo entrando e saindo, gozou. O segundo não demorou muito e gozou com o pau no meu cu. Foi aí que o terceiro me pegou pelo braço e me levou pro outro lado.rnrn-agora é a minha vez.rnrnDiferente dos outros dois, eu sentei no seu pau de frente pra ele. E não deu outra, nos beijamos gostoso enquanto eu pulava. Esse parecia que não tava muito preocupado com as outras pessoas, falava um pouco mais alto e ainda batia na minha bunda enquanto metia aquele pau preto cheio de veias e pulsando no meu cuzinho.rnrn-que delicia de puta vc é. Vai ficar onde em Salvador, heim? Quero te foder todos os dias que vc estiver lá. E vou levar outros amigos também. Ta gostando do meu pau, tá? Toma sua cachorra, toma rola. Engole tudo sua puta gulosa. Quero meter uma calcinha nessa tua bunda e te foder assim. Como mulherzinha.rnrnNão aguento ouvir essas putarias. Tava louco pra gozar. Aí ele gozou com pau dentro da minha bunda e eu gozei no peito dele, enquanto nos beijávamos. Ele pegou meu pau todo gozado e colocou na sua boca, sugando o restinho de porra que ainda tinha. Que delicia de homem era aquele. Ia perguntar se era irmão do primeiro, mas nem tive força pra isso.rnrnOs outros dois já tinham se limpado, então fomos nás dois pro banheiro onde nos beijamos outra vez e trocamos telefones... Foda maravilhosa!rnrnEspero que vcs tenham gostado. Fico em Salvador por mais dois dias e depois volto pra Recife. Quem quiser me add, meu msn é [email protected] quem sabe a gente não marca pra vc me fazer mulher também...

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


metendo com a tininhacontos eroticos irmazinha se oferecendomadrinhas branca da bunda empinadacomi uma contocontos enrabada no chuveirominha cunhada casada me esnobou contosContos um garota me ensinou oque era uma punhetacontos eróticos menina no circocontos eróticos comendo as Vizinhas ciarececontos eroticos: sobrinha no colocontos erticos de ninfetasconto erótico sobrinha. bem novinha fica esfrgando no colo do tio sem calcinhacurra contovídeos de porno mulher gazando espirrando no caralho grande tremorvídeos de sexo com mulher da b***** bem chorona e o cubo empinadinho bem durinhomeu pai me arregasou todatransei com minha tia nas dunas da praiaconto mãezinha chupou minha b******** e gozei na boca delamulher do gelou grande fudedoContos erotico dei pro meu amigo ra comer a namorada delereais conto de incesto mamae mi deu pro pai e irmao mi comerconto sentei no pau do meu tio com dez anosconvenci minha esposa transa com nosso caoconto ele me comeu pelo buraco da paredecontos eroticos de incesto: viajando com a mamae popozudacontos eroticos nifeta d loja rjpasto da igreja tirou meu cabaçocontos eroticos as tres safadinhadcontos eróticos de gays novinhos bonitos loiras namorado com muitos beijos nacontos como presenciei um cachorro fudendo uma cadela até engatarhistorias de sexo eu e minha madrasta bia de rabocontos eroticos incesto a neném do papaiDesvirginando a sobrinha de 18 anosganhei carona mais tive que engolir porracontos maninha adora meu paudescobrindo que o primo gosta de rolacontos sexo meu marido rebolou na pistolaquero o pauzão dele no meu cu amor agora fica olhando contosmeu tio me comeu meu cucontos heroticos gay meu tio de dezoito me comeu dormindo quando eu tinha nove anoscontos eroticos gay ainda menino virei putinha do velho me fazia de menininhacontos gay luta livrecontos eróticos chuva molhadarelato erotico marido traiminha tia perguntou se eu tava de pau duro - contos eroticoscontos eróticos de bebados e drogados gaysmeu marido fez eu ultrapassar tds os limites contos pornoscontos eroticos de incesto mae ver o pau duro do filho fica excitada e grande filhocontos eróticos transando com o cara do carnavalcontos eroticos entre camioneirosinsesto novinha tava bricano e fico engatada com cachorromeu policial gostoso chupou meus seios e grelinhocontos erotico comi o hetero parte 19Comtos eroticos fudendo com meu marido e nosso amigoContos de metidas nos cuzinhos inocentescontos de incestos e orgias com minha cunhada gravida minha irma nudistascdzinha enrabada pir coroas contosdei o cu no campig homoxesuaistive dar para um dotadoconto meu chefe me chupouContos gay banheiroesbarrando na bunda da tia e rola sexomadrinhas branca da bunda empinadaconto cdzinhapassagem erótica eu vou a loira gostosona na f*** boacontos eroticos gay meu vizinho negro de dezesseis anos me enrabou quando eu tinha oito anosConto erótico Brincando de esconde esconde com o garoto mais velhocontos de crossdressercontos minha mulher transava e me beijavamae desfilando de calcinha fio dentalcontos esposa bunduda so traz problemasfui chantagiada pelo meu amigo de trabalhoconto erotico tarado comendo buceta da cabrita no.zoofiliaele me seduzio e quebrou meu cabaço historeas reaispassagem erótica eu vou a loira gostosona na f*** boa