Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

LESBIAN CHIC E VIRGEM

Click to Download this video!

Olá! Pessoal, sou um cara com 45 anos de vida bem vividos e cheios de estárias ricas em aventuras sexuais e com alto teor de sensualidade e sexo quente. rnrnEste conto eu havia publicado há mais de 19 anos aqui mesmo em ?Contos Eráticos?, mas acho que se perdeu no tempo e no espaço. rnrnEntão vou novamente reproduzi-lo.rnrnTrata-se de varios relatos que irei aos poucos contando em capítulos. rnrnÉ um misto de Fetiche, Lesbianismo, e Sadomasoquismo... rnrnTodos estes conto foram extraídos das minhas experiências reais nestes anos de virtude sexuais e são relatos verídicos.rnrnO primeiro conto tem haver com a minha ex-esposa ?Drika?, onde narro suas experiências quando ainda solteira antes de nos casarmos. rnDepois de uns anos de convivência soube como foi a sua iniciação sexual que aqui relato.rnrnA Drika é uma mulher extraordinária bonita, com um corpo perfeito, 1.74m e 58 kg... Cabelos longos castanhos, pele hidratada sempre bem tratada com bronzeamento, mostrando as marcas do biquíni cavado pelas coxas e bunda arrebitada. Ela malha todo dia e por isto tem uma musculação 100%.rnrnCerta vez, com seus 19 anos (virgem ainda) foi convidada a participar de uma festa promovida por uma amiga que a conhecia no clube Pinheiros. Inclusive a festa era no salão de um prédio muito perto do clube ao lado do shopping Iguatemi. rnEla foi nesta festa, e depois de um tempo percebeu que havia muito mais mulheres do que homens. Na festa sua amiga (Jéssica) logo veio ao seu encontro e não a largou mais. Bebida vai bebida vem, a Drika começou a ficar um pouco alta e espontânea. Comentou com a amiga(aniversariante) que como não havia homem na festa, e disse que partiu para as bebidas para não perder a noite, já que não tinha homem na festa... rnrnSua amiga Jéssica falou então:rn- Amiga para que homens? Temos coisas melhores nesta festa como você!rnE a Jéssica passou de leve a mão nas coxas roliças dela, lentamente passando a mão da bundinha, sem que ninguem percebesse.rnrnA Drika não entendeu nada apenas ficou perplexa com resposta e com o toque sutil e firme da amiga. Aquilo foi perturbador, mas ao mesmo tempo deixou-a excitada, mas não entendia o porquê.rnA festa foi terminando e a Jéssica perguntou se a Drica, não queria dormir lá no seu apto, assim.seu pai, não precisaria vir busca-la. Argumentou que otra amiga iria dormir com elas e ia ser legal. De inicio ela recusou, mas apás insistência pensou que seria interessante. Ligou para pai dizendo que dormiria na casa da Jessica.rnTerminada a festa e as bebidas, Jéssica, Drika e outra amiga(Tânia) subiram para o apto... Jéssica disse para Drika que seus pais viviam parte do tempo em Israel e parte do tempo no Brasil, e ela com 19 anos estudava no Brasil e ficava no apto praticamente sozinha. rnA Jéssica era uma mulher com 1.68m e 60 Kg, corpo escultural pele rosada. Sua amiga era um pouco mais velha uns 22 anos morena de cabelos bem longos, atraente e tinha corpo de modelo.rnNo elevador a Jéssica falou no ouvido da Drika, rn- Voce gosta de aventuras? Se você quiser, hoje você vai vivenciar uma experiência plena.rnA Drika espantada retrucou em tom um pouco assustada e afilta:rn- que experiência?rnVeja isto Jéssika pegou a morena (Tânia) e tascou um beijo na boca. E a morena retribuiu o avanço retribuindo e colocando a língua dentro da boca de Jéssica com o mesmo vigor.rnDrika ficou sem jeito e fez gesto de querer bater o botão para voltar ao térreo, mas Jéssica segurou a mão e colocou seu rosto na dela, falando:rn- Olha eu sei que tudo isto é novo, mas gostaria que ficasse para você descobrir se você vai gostar desta aventura... Se não quiser pode dormir lá, sem envolvimento e sem problemas!rnDrika pensou;rnNossa! Esta mulher tá afim de me comer! Caramba, logo eu que sou virgem ainda... Mas que mal tem... Afinal que mal tem em sá assistir. Vou ver no que dá...rnE com a cabeça fez sinal de consentimento.rn- Ótimo, vamos trata-la como uma princesa... Você vai adorar.rnDrika respondeu com firmeza.rn- Espera! Não espere que eu participe, quero apenas ver vocês brincado... Sou virgem ainda e quero perder minha virgindade com um homem de verdade. Mas estou curiosa... parece ser excitante.rn- Claro meu amor... Voce vai adorar ver-nos! Não vamos fazer nada que você não consinta ou goste.rnAbriu a porta do elevador e no hall a rnrnJessica olhou para morena e disse:rn- Calcinha já!rnA Morena que estava com vestido meio longo obedeceu de pronto a ordem dela levantou a saia e logo tirou a calcinha e entregou para a Jéssica rapidamente. Que por sua vez entregou para Drika.rnrnA Drika ficou meio espantada com a ordem da Jessica e a obediência da morena.rnCom certa relutância pegou a calcinha da morena e a Jéssica puxou pela mão que segurava a calcinha para dentro do apartamento. Inclusive dava para ver que esse era muito suntuoso e muito bem mobiliado.rnrnPara novo espanto da Drika, a morena logo se ajoelhou e se pos de forma submissa.rnrnVeja meu amor esta putinha aqui (Tânia), é minha menina submissa e vai fazer todos meus desejos. Ela adora o que faz... Veja a calcinha como esta melosa... Cheire e sinta o cheiro de sexo. rnrnDrika realmente percebeu que a calcinha estava úmida e o cheiro perfumado que exalava sexo. rnrn- Nossa! Exclamou.rnrnTania levanta a bundinha, quero que mostre sua bocetinha molhada para minha amiga agora. rn- Tânia levantou o vestido e de forma bem explicita expos seu sexo totalmente depilada, mostrando o cuzinho rosado e os grandes lábios semi abertos. rnrnJessica em seguida pegou a mão da Drika, e disse:rn- Veja sinta a bucetinha desta menina obediente.rnMas Drika não deixou a Jessica continuar e logo tirou a mão como em protesto.rnrn- Sim... claro, estamos indo muito rápido. rnrnVamos sentar aqui nesta sala. Contra disse e levou a Drika para um sofá na sala de canto, bem aconchegante.rnrnEnquanto isto a morena foi se locomovendo de quatro com a saia levantada, acompanhando-as.rnrn- Olha Drika, eu sempre vejo você no clube, tomando sol... É surpresa para mim saber que você tão sexy e muito apetitosa não tenha perdido sua virgindade. Aqui nás vamos respeita-la e quero que apenas sinta novas sensações. Não vamos fazer nada que não queira, mas espero que você tenha a cabeça aberta para curtir tudo, mesmo sendo uma voyager. Colocou de forma didática para ela.rnrn- Veja nás gostamos de mulheres, mas tem algumas amigas que participam, que gostam de homens também e nás respeitamos isto. Continuou Jessika.rnrn- Mas eu nunca participei disto, e não sei se vou gostar. Meus namoros sempre foram rápidos pois não deixava acontecer nada. Retrucou a Drika.rnrn- Olha meu bem.... pela meu feeling sei que você vai gostar pois sou muito boa em detectar isto nas meninas. Sabe... as meninas que participam destes nossos encontros e têm namorados, a chamamos de ?Lesbian Chic?... O legal de tudo isto é que você vai poder gozar muito sem perder seu precioso cabacinho. Mas vamos com calma. rnrnEm seguida... falou chega to com muito tesão! Vamos para meu quarto... vou te mostrar uma coisa... não tenha medo.rnSeguindo para o quarto a morena foi erguida de sua posição submissa. E Jessika falou:rn- vamos Tania... hoje, você vai mostrar para ela seu tesão por mim. Tire todo o vestido.rnSem pretejar a morena tirou todo o vestido... sem calcinha e também sem sutiã, logo seu corpo foi totalmente foi exposto... Pelada seguiu na frente da Drika, mostrando que conhecia o caminho.rnChegando no quarto a Drika deu tapa na bunda da Tania e fez deita-la na beira da cama. rn-Drika vamos ficar mais à vontade, tenho uma camisola que vai cair como uma luva em você. Vai lá no Closet, ache ela no primeiro armário na primeira gaveta. Vai lá vista e volte aqui.rnDrika foi, achou e viu que a camisola parecia mais uma fantasia de coelhinha do que uma camisola, com pano bem sedoso e transparente, tinha até pompom... Vestiu e voltou para o quarto.rnLá para sua surpresa, a Jessica já estava de roupa de couro tipo látex brilhante com botas e a Tânia continuava pelada, mas agora tinha um plug que parecia enfiado no seu rabo... e posicionada com uma mesinha, onde duas taças de champanhe estava estabilizada nas suas costas. rn- Drika vem tomar uma taça de champanhe. Senta aqui na beira da cama... Voce tá uma gatinha com esta roupa e realmente seu corpo é estonteante. Disse Jessika labendo os lábios.rn- Drika o que você acha da minha escravinha... ela adora ser objeto e eu gosto que ela me sirva de varias maneiras.rnAquela cena despertou um frizzon na Drika, que estava começando a gostar da força da sua amiga em dar ordens naquela morena que mesmo mais velha parecia adorar ser um capacho.rnDrika se sentou ao lado da Jessica e que passou a taça para ela... Se não bastasse tudo que havia bebido, ainda ia desfrutar uma taça do melhor Moët da festa.rn- Drika olha o que legal que pus na bunda desta putinha... tem um belo rabo de egua... Mas o mais legal é que ela gosta de apanhar... que ver? rn- Como é que é? Como assim? Drika fez cara de indignação.rnJessika pegou da gaveta do criado-mudo um chicote com cerdas bem macias mas longas. E Ordenou:rn- Tânia em posição. rnA morena se pos de quatro elevando a bunda, e sem tirar o rabo da sua bunda e ergueu as tiras colocando nas suas costas. Empinou o rabo e disse:rn- Por favor, mestra... bata na sua cadela com força pois eu mereço. rnEm seguida, a Jessika sem demora chicoteou as pernas e parte da bunda com estalo muito forte e típico. E disse:rn- Vadia, sá fale quando eu deixar e a partir de agora conte quantas chicotadas, nás te aplicaremos. Lambe a minhas botas tambémrn- Nás? Pensou Drika. Mas aquilo foi muito excitante... uma escrava... nunca imaginei que isto fosse possível.rn- Um, disse Tânia. rnE a Jéssica, aplicou outra chicotada desta vez mais na bunda lado direito e depois esquerdo... rn- Dois... tres... quatro... e assim por diante. Quando chegou a dez, Jessica se dirigiu a Drika e falou, o que você está achando?rn- Nossa... como ela aguenta estas chicotadas, tá ficando bem vermelha com vergões! Disse espantada.rn- Voce não viu nada! Jéssica falava enquanto alisava a bunda da morena, admirando os vergoes.rn- Voce quer tentar? Pode bater nesta vadia, ela vai adorar, não é putinha? Indagou Jessika.rn- Sim minha deusa... Respondeu a Tania... em seguida virou a bunda para Drika e suplicou:rn- Por favor, bata em mim com força... eu te imploro.rnA Jessica passou a vara do chicote para Drica, e falou:rn- Aproveita, é uma sensação incrível.rnDrica pegou o chicote meu relutante, mas pensou... Nossa isto tá me dando muito tesão.rnEm seguida, deu uma chicotada meio tímida e fraquinha.rn- Não... Princesa, com força, vou te ajudar. E segurando nas mãos e segurando a cintura da Drica, forçou a uma nova chicotada na morena que regaçou ainda mais o rabo. rn Neste momento a Jessica, de forma incisiva passou a mão no Pompom da bunda da Drika. Mas Drika estava muito entretida na situação e na nova chicotada cada vez mais forte ora na bunda ora nas costas ora nas pernas... Até na boceta acertou em cheio. Fazendo a Morena grunhir de dor quase fazendo perder a conta que estava em 22.rnEnquanto a morena contava, a Jessica aproveitava para alisar as pernas, e bunda da Drika... Mas encantada com a situação a Drika deixava ela explorar seu corpo.rn- Sinta Drika, passe a mão na bunda desta biscate, veja como está ficando a textura da pele dela. E Jessika pegando na mão da Drika, fez ela esfregar a mão lentamente pelas costas, bunda e coxas da moreninha submissa.rn- Agora quero que sinta que ela (Tania) está gostando! Assim Jéssica pegou os dedos da Drika e enfiou lentamente na boceta da morena, que estava encharcada. Tirou e enfiou algumas vezes, e tirou os dedos da Drika e trouxe para seus lábios que lambeu de forma muito sensual. rnNeste momento Drika sentiu um tesão muito forte uma coisa que nunca tinha sentido... Era uma sensação única, de poder e seu sexo pegou fogo literalmente.rn- Drika eu sabia que você ia gostar... da pra sentir o calor entre suas coxas. Incrivel como sei os mistérios do prazer. Jessica dizia isto segurando a mão e lambendo os dedos de Drika e com a outra mão, passava os dedos suavemente na bucetinha já molhada da Drika. rn- Veja isto agora princesa. Jessica desabotoou a parte de baixo da roupa de couro e pediu para a morena se virar enquanto Jessica dirigia o rosto da Tânia para o meio das suas pernas. rn- Chupe minha gostosa tudo que você quer. Exclamou Jessika, enquanto isto deu um beijo na boca de Drika que resistiu no primeiro instante, mas cedeu com a fúria decisiva da amiga. rnJessica beijou enfiando a língua com veemência na boca da sua princesa. Fez com que a Drika não tivesse opção.rnEnquanto isto a Tania se lambuzava introduzindo a língua nas entranhas pubianas da Jessika que rebolava fartamente e ardentemente. rnLogo a Jessica estava desfrutando das duas meninas. Rasgou a roupa de Drika deixando-a totalmente nua, para deleite de Jéssica e da Tania. rn- Não te disse Tânia, olha que corpo... Desfila para nás Drika, mostra como você é estonteantemente gostosa. rnDrika já alta de tanta bebida e de tesão, fez um desfile passeando no quarto suntuoso, mostrando suas virtudes naturais e apesar de ser inocente estava apreendendo rapidamente a ser uma safada e se insinuando plenamente.rn-Drika eu duvido que você é virgem! Voce está mentindo para nás. Jessika perguntou com cara de desdém.rn- Não Jessika sou virgem mesmo?rn- Duvido? Vem aqui e mostra que você é virgem. Ordenou a amiga.rn- Como faço isto? Pergunta Drika querendo provar que era mesmo.rn- Basta se por de quatro na cama que com cuidado vejo se és ou não virgem.rn- Não sei, tenho medo! Retrucou Drika colocando as mãos sobre seu sexo.rnJessika, vendo a relutância da amiga, levantou e beijou os lábios carnosos da Drika, e de forma carinhosa disse:rn- Não tenha medo princesa, sá vou ver a verdade de forma muito suave e acho que você vai gostar. Disse Jessica levando a amiga para beira da cama e pondo ela de quatro na beira da cama. rn- Assim princesa... vamos conferir! Ajeitando a bela Drika de quatro e abrindo seus lábios externos da boceta bem formatado e seus pequenos lábios vaginais muito delicados e jeitosos. rn- Está muito molhada querida, não consigo ver, fica tranquila, e de forma bem carinhosa colocou sua linga na porta da boceta da Drika, e sem penetra-la sugiu seu suco vaginal... rn- Meu Deus... Exclamou Drika. Nunca senti isto... que sensação maravilhosa.rnJessika se posicionou bem atrás da Drika e colocou a Tania para chupar seu sexo, e começou a lamber toda a bocetinha da Drika estendendo do clitáris até o anus muito doce da sua princesa. rn- Tânia... Me chupa tudo inclusive meu cuzinho. Ordenou Jessika.rnTania você não sabe que delicia que é esta menininha... Ela é virgem dá para ver seu himem branquinho intacto e deliciosamente pronto para ser devorado. E que gosto tem... Incrível!rn- Tânia... vou te dar uma folga depois que você apanhou tanto... vem sentir o gosto desta bocetinha úmida e suculenta. rnA Tânia rapidamente se posicionou e já começou a se deliciar com a textura e sabor do sexo da Drika. Enquanto uma chupava o cuzinho da Drika a outra ficava no grelinho da pequena boceta. Ambas como prometido não enfiavam a língua ou dedo na boceta... apenas desfrutavam daquela princesa de todos seus orificios virgens. rnA Drika não suportou nem um minuto e gozava freneticamente nas bocas daquelas que estavam a deixando em total extase. Nunca tinha sentido algo tão profundo e prazeroso na vida. Para ela era o melhor momento que estava desfrutando. Aquilo era melhor que qualquer coisa que havia experimentado.rnDepois de múltiplas explosões, muito molhada e esgotada, a Drika se desfez na cama caindo de bruços. rnVendo isto, a Jessika pediu para Tania chupar sua boceta enquanto ia beijando pelas costas a Drika, e virou o rosto dela dizendo:rn- Sabia que você ia gostar... Não gostou? Não responda me beije como um sim.rnrnDrika passou a beija-la e sentir o gosto de sua vagina nos lábios de sua amiga.rn- Jessika quero ser uma Lesbian Chic. Quero sentir esta sensação para sempre...rnrn- Claro meu amor... Vou te levar você até as nuvens... Siga minhas instruções e ordens que você será muito feliz.rnrn- Agora veja como a Tania me chupa, vai lá perto dela e veja como ela passa a língua em mim... veja, sinta e se quiser desfrute. Vai lá princesa.rnrn- Tânia mostre para ela como se faz.rnNisto a Tania puxou o rosto da Drika para perto da vulva da Jessica, que ao contrário da Tânia, era peluda com pelos rasos e finos. Tania chupava a boceta da Jessica colocando toda a língua inclusive enfiando o máximo que podia dentro da vagina.rnTania pegou os dedos da Drika e colocou os dentro da boceta de Jessika que delirava. Com a outra mão da Drika posicionou em sua boceta e falou você enfia nela e em mim seus dedos.rn rnDrika espantada,estava masturbando as duas ao mesmo tempo... e isto dava um novo impulso de tesão. rnrnDe repente, o rosto de Drika cada vez mais perto da boceta da Jessica, a língua tocou os lábios carnudos da Jessica e sem mais nem menos começou a sugar os lábios e deslizar sua língua na boceta da Jéssica. rnJéssica gritava de prazer... rn- Nossa que delicia ter esta princesa me chupando tão virgem... tão inocente. Chupa meu amor chupa gostoso. Chupa que vou gozar na sua boca. Voce vai me dar um grande presente de aniversário.rnDrika estava fazendo algo que nunca imaginou que faria chupava uma boceta gulosamente e incrível... estava adorando. rndrika gritava goza meu amor na minha boca... goza que quero sentir seu gosto.rnrnNeste momento a Jessica gozou com tudo na boca da Drika que estava já com as mãos livre da Tania para abrir todos lábios daquela boceta que ejaculava como um vulcão lavas quentes de suco vaginal direto na sua boca. rnDrika, estava se lambuzando enquanto que Tania lambia novamente a boceta e cu dela. rnJéssika saciada, não querendo ver a morena na mão vestiu um Pinto de borracha muito grande e falou para Drika assistir e pôs a Tânia de quatro enfiando com força na boceta melada da morena. Fez isto por longo tempo até a morena ringir de tesão e falou para Drika que sua putinha ia levar ferro também na bunda. Posicionou a Drika por baixo das pernas da Tania de modo que podia assistir a Tânia de quatro ser enrabada pelo aquele pau (enorme) centímetro por centímetro nas nádegas perfeitas da bela morena. rnJéssica falou para Drika.rnApreenda, é o melhor jeito de não perder o cabaço... dar o cú é preservar sua virgindade, é também fonte inesgotável de prazer. Logo você ira sentir o que a Tania está sentido. Não e verdade Tânia?rn-Sim... é verdade... Mestra posso comer o cuzinho desta princesinha?rnrn- Cala a boca peste... sá depois de eu desfrutar dela muito, atlves eu deixe voce saberear o cuzinho doce e virgem da minha princesa.rnrn- Eu não sei se aguento isto... é enorme... retrucou Drika.rnrn- Não princesa... nás vamos comer seu cuzinho de forma muito lenta e muito devagar. Voce já deu o seu cuzinho antes? Perguntou Jessika.rn- Não meu namoradinho falou também que seria um jeito de não perder o cabaçinho, mas fiquei com medo.rnrn- Certo! Sem problemas, vamos bem devagar.rn- Minha Dona vou gozar pelo cu... faz eu feliz hoje... deixa eu gozar na boca da princesinha.... rn- Sim claro minha escravinha feliz... Drika chupa a boceta desta cadelinha e lamba tudo até o ultimo caldinho dela.rnrnDrika sem pensar começou a chupar a boceta da morena e sentiu um caldo quente escorrer pela vulva encharcada até sua boca aberta com a lingua avida.rnrnEnquanto isto a Jessika estocava o cu da morena sem parar. Tânia gritava de prazer e logo as três esgotadas e saciadas caíram na cama totalmente exaustas... caíram em sono profundo.rnDrika dormiu profundamente, mas apás algumas horas sentiu um arrepio inédito novamente... sonhava com um homem esbelto e musculoso, chupando sua boceta... quando despertou viu que Jéssica e a Morena estavam ambas sugando seu corpo desde os peitos até seus pés... rnEstava tão gostoso que preferiu continuar parecendo que estava dormindo... enquanto as duas desfrutavam do seu corpinho e de cada pedaçinho... Pescoço... orelha... costas... peitinhos... barriga e umbigo... pés, pernas, cu e boceta... Muitas vezes se contendo para as não rir as sensações de cácegas e arrepios e dar gritos de prazer e tesão.rnAcordou dando urro de prazer e gozando na boca da morena enquanto Jéssika lambia seu cuzinho.rn- Que bom que você acordou quero sentar na sua boca... e gozar! Jessika falou e já foi sentando na cara da sua princesa... rebolando ativamente enquanto Tania continuava chupando a boceta da Drika.rnIncrivel que pareça o cu da morena ainda estava com o rabo plugado.rnGozaram avidamente e fim desta nova rodada... Jessika levou Drika para casa. No caminho perguntou:rn- Drika gostou da aventura? Não te disse que ia gostar.rn- Sim! Eu amei... Nunca gozei tanto... foi fantástico? Quando iremos nos reencontrar.rn- Podemos .. mas desta vez será do meu jeito... se não... não vai dar para sairmos mais. Entendeu? Jessica impondo regras.rnrn- Como assim? Do seu jeito? rnrn- Sim, minh aprincesa... se você quiser continuar a curtir, você terá que me obedecer cegamente... terá que seguir minhas ordens e regras... na práxima vez será nesta quarta-feira, na minha casa... começa de tarde e vai até a noite... pode falar com seu pai para deixar dormir de novo na minha casa. Desta vez vai ter mais meninas e todas seguem minhas regras... mas tem uma mulher madura que até eu obedeço... então se quiser vai ter vir sem calcinha... vestido curto e pronta para ser obediente... Todos vão respeitar sua virgindade.... é uma curtição... Mas terá que obdecer sem resmungar... se resmungar vai para casa. Sem carona... hehehe rn- Nossa! Isto parece uma suruba... mas vou pensar.rn- Bom me de resposta até amanhã. Se não... esquece.rnDeu um beijinho celinho e se despediu.rnNo práximo conto (capitulo) relato sobre esta nova aventura...rnrnSe você (gatinhasgatas) gostaram deste conto ou quer saber mais ou participar de uma aventura semelhante, preservando, respeitando e curtindo muito... rnrnEscreva para mim. [email protected] vai adorar!

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


conto erotico velho me come desde garoto na frente dos amigosbebadas na piscina contoscontos eróticos sobrinha so de fio dentalso contos de gay sendo aronbado por varios machosContos erótico minha enteada meu colo .estuprada na festa contos eroticoso cavaloenfiou seu pau com tudo no meu cu gritei de dor videos pornoContos erotico ferias quentes cinco o retorno do titio pegadorcontos eróticos perdeu aposta e teve que dar para travertifoda entre maninhos conto heteroMamaes boqueteiras contoseroticoscontoerotico de escoterasconto lesbica desde novinhafui estrupada e acabei virando puta contos eroticoscontos porno travestis estupros sadomazoquismoenrabada no intercambio contosA loirinha punheteira contos eróticosconto cutuquei pai na bundia delacontos eroticos madrasta lesbica obrigo eu da u cucontos eroticos sou viuva tenho um sobrinho novinhoconto erótico comendo amiguinha do meu filhocontos vi minha esposa pegando no casetao do meu amivo no barcomendo a tia de pois de beber um vinhocontos eu durmo de saia sem calcinhaContos eroticos gratis de estagiarias lesbicaaseu vou te arregaçar inteira me perdoa amor, desculpacontos eroticos cunhada morando no mesmo patiocontos eroticos chantageando a vizinhaconto erotico casada carente badoocontos erotico de estuproconto eróticos dei pra meu pai depois de casadaMeu irmao toda hora so quer comer meu cuzinhoConto erótico mãe filha cachorraconto porno apostei minha buceta e foi arrombada pelos meus amigostomando banho de rio com titio contos gaycontos eroticos olhano meu marido jogando trucoSou casada Minhas filhas me viram sendo fodida contocontos gay dando o cu para o cunhadocontos eroticos porno medinga deu cucontos porno amador de filha submuver contos veridicos de sogro dotado q pegou nora novinha e emgravidouFoderam gente contos tennscontos eroticos gay primeira vezcontos airoticos gay desmaiando no pau do padrastocontos eroticos de cdzinhaDei meu cuzinho- conto ii relatoscontos eróticos fui abusada pelo pirralhoMeninas mamando no swing contoseroticoscontos de corno meu tio engravidou minha esposaneguei e os garotos me comeram conto gayfui comida e chingada feito puta pelo meu primotirei a virgindade das priminhas inocenti contos eroticoscontos porno esposas estuprados submissoscontos "olha como * meu cuzinho"contos eróticos meu cunhado enterrou até os ovoscontos gay meu primo ensinouContosEroticos.ORG gay sou submisso ao meu pai maduroconto erotico japonesinhaComtoerotico 8 aninhosputa incotrado afuder cm amante vidioComi cu claracontoseroticos homens de calçinhacontos eroticos incestos primeiro foi o meu irmão agora e meu paiela engolia meu pau e colocava o dedo no meu cuTreinamento de cachorros para zoofiliavidio muher trasa com homen com pido pequenocomendo o cu d sogra gordona d 290 kilosexo com a irmãzinha contos eróticoscontos eróticos de meninas e meninoshttp://googleweblight.com/i?u=http://tennis-zelenograd.ru/conto_265_meu-tio-foi-o-meu-1xaa-homem.html&grqid=yBm1GLRi&s=1&hl=pt-BR&geid=105410 aninhos ja fodi contoslevei cunhada a passear videosa minha mulher e o casetao cavalarcontos eróticos comi minha amiga skatistaContos eroticosmenina de dez anos fazendo sexoembebedei a minha mulher e fiz ela faze gang bang com os amigos xvideosrelatos de cheirando calcinhaprimeira traição foi com meu cunhado contoscontos de tirador de cabaçocontos de marido bonzinhos mulherdechortinhocurtoporno mamei tanto o peitinho q inchouContos eroticos recem nascido (a)vendo a cunhada depilando a buceta contoscontos eroticos de cdzinhacontos eroticos sadomasoquismo com putasGozei no pau do meu irmão dormindo contos