Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

JOÃO, UMA DELICIOSA SURPRESA DE 80 ANOS !

Recebi alguns e-mails falando que não tenho contado experiências atuais com coroas, sá quando era jovem, pois bem, vou contar uma atualíssima, aconteceu tem 3 meses.rnComo sempre falo em meus contos, meu nome é Alberto, tenho 49 anos, solteiro, carioca, mas corpo e rostinho de garoto, desde novo sempre gostei de homens e meu comportamento sempre foi passivo, porém muito discreto. A particularidade de meus desejos, no entanto, fica pelo meu tesão, desde o início de minha caminhada, por homens mais velhos que eu.rnMas vamos ao caso... tenho me encontrado de vez em quando com um ?namoradinho? de 60 anos, Raimundo, um Paraíba desses bem arretado..rs.. (feirante, tem um barraca no num mercado popular aqui no Rio de Janeiro), como sempre ele sai do mercado, por volta das 19 horas e nos encontramos primeiro num bar práximo e depois vamos para a quitinete que ele mora sozinho, já foi pedreiro, é rústico, enfim, foge um pouco do padrão da maioria dos meus dos coroas com quem transei, mas enfim, fez gostoso e me atraiu, isso era o que importava e acima de tudo era gente honesta e confiável.rnCheguei dez minutos antes e pedi uma cerveja enquanto esperava, porém deu 19 hora, 18:15, 18:30 e nada de Raimundo, tentei diversas vezes ligar para o celular dele mas dava fora de área, vendo que eu estava em pé já há algum tempo e já na segunda cerveja, um coroa que estava sentando sozinho em uma mesa ofereceu-me o lugar vago caso quisesse sentar, o que logo aceitei.rnComo disse, procuro não ser afetado e nem dar pinta, mas quando a situação me interessa de forma muito sutil através da voz e do ritmo da conversa não deixo dúvida para a outra pessoa que sou gay, e aí quem sabe não rola um interesse? Nunca sabemos ! Foi assim que fiz. Neste caso, além da voz fui logo direto, disse que estava esperando um amigo e que iríamos ?dar uma saída? mas ele não havia chegado, e conclui: ?viu, não é sá mulher que leva bolo, gay também leva?.. ele sorriu meio sem graça, logo emendei, pedi desculpas de não ter me apresentado e falei meu nome, perguntei o dele: João... perguntei sua idade e ele me disse: 80 anos ! Sinceramente não acreditei, parecia ter menos, brinquei dizendo que pela aparência de vitalidade ainda ?estava na ativa?, ele sorriu e disse: ?é ruim, daqui não sai mais nada? e sorriu novamente. Não perdi a deixa, falei que sá podia ter sido mulher que havia feito ele se sentir assim, ele respondeu dizendo que não era assim que funcionava, se ?estivesse não estivésse em pé? não servia, concordei que realmente era assim que a maioria das mulheres encaravam o sexo, razão pela qual muitos homens estavam buscando gays para relação, a exigência era bem menor quanto a esses aspectos. rnPedi que ele não ficasse chateado e nem interpretasse o que ia dizer de outra forma, mas eu particularmente preferia homens bem mais velhos e mesmo sem ereção, sabia curtir bons momentos de prazer assim mesmo. Ele rebateu dizendo que sexo ?era pau duro?, o que imediatamente discordei e falei que tinha tantas coisas boas prá se fazer, como por exemplo tocar uma punheta, uma boa mamada, um sarro numa bundinha gostosa... e emendei, perguntei se podia falar uma coisa prá ele e se não ficaria chateado, ele disse ?fale?, e aí disse que no pouco que conversamos eu tinha sentido tesão por ele, e que se ele deixasse ele poderia ainda sentir prazer de estar com alguém na cama... logo ele disse que nunca tinha feito ?dessas coisas?, eu pedi que me desse uma chance, que confiasse em mim, que era pessoa séria e ninguém nunca iria saber, aí e me perguntou como faríamos, disse que precisávamos ir para algum lugar, ele disse que morava perto, que era viúvo e que a filha era enfermeira e estava de plantão até o outro dia. Disse ?perfeito? prá ele !rnQuis pagar as cevejas que acabamos tomando, mas ele não deixou, fez questão de pagar, bom sinal... homem cavalheiro. Saímos do bar,andamos umas duas ruas depois e chegamos em sua casa. Para deixá-lo à vontade, sentei no sofá, pedi que ele ficasse calmo e que eu conduziria tudo... pedi que ficasse em minha frente... por cima de sua bermuda comecei a apalpar sua pica, seu saco, e senti que alguma coisa não estava de todo morta..rs.. abri sua bermuda, abaixei-a e por cima de sua cueca comecei a beijar seu pau, a dar pequenas e suaves mordidas, senti que ele começava a gostar da experiência, pois segurou minha cabeça e imprensou contra seu corpo... arriei sua cueca e aí sim, segurei seu saco e comecei a lamber suas bolas, a colocá-las na boca, enfim... parti em seguida para seu pau que ficou meio tenro, mas não tinha problema, comecei lambendo, dando beijinhos e lambendo a cabecinha, logo ele começou a soltar uns gemidos... bom sinal !! Procurei dar uma boa mamada nele, e ele mesmo confessou que há muito tempo não levava uma chupada assim.rnLevantei do sofá, arriei as calças e deixei a mostra para João meu bumbum arrebitado, lisinho, e como dizem, apetitoso, João meio tímido apalpou e começou a acariciar, disse que fizesse o que lhe desse vontade, ou seja, passasse a mão, acariciasse, poderia beijar, enfiar o dedinho, sarrar, ou seja, disse que minha bundinha a partir daquele momento era toda dele, ele faria o que lhe desse vontade, e que não se importasse com ereção, penetração, nada disso. Pra minha surpresa João me convidou para ir para o quarto, logo que entramos tirei toda a roupa e deitei de bruços de pernas abertas na cama, João igualmente tirou suas roupas e colocando sua cara práximo a minha bunda, afastou minhas coxas e enfiou sua língua em meu rabo, olha, o que lhe faltava em rigidez no pau, não faltou na língua ! Que estocadas ele me deu, quantas linguadas deliciosas que levei no cú!! João estava começando a me surpreender... pedi que ele deitasse de barriga prá cima, sentei em cima dele e arreganhando as coxas encostei o reguinho no pau dele e comecei um delicioso sarrinho, ele adorou (e eu também)... a quentura de pica enorme roçando meu rabo era alucinante. Logo deitei ao seu lado e segurando sua rola comecei a tocar uma punheta bem gostosa nele, alternando com umas lambidas e mamadas, é claro que não pude deixar de aproveitar seu peito cabeludo, beijei e lambi cheio de tesão... João tinha uma deliciosa e pouco grandinha barriga, que fiz questão de beijar e lamber também... rnPara minha surpresa João disse que tinha uma tara mas que nunca tinha tido coragem de falar, e ele disse que gostaria que beijássem os pés dele, perguntei sorrindo, ?sá isso?? E segurei seus pés e comecei a beijá-los, dando suaves linguadas... e brinquei, ?viu, você sá foi realizar essa fantasia com um gay, quanto tempo perdeu heim..rs..?? Ele concordou. Perguntei se ele estava satisfeito, ele disse que sim, falei que também tinha adorado (verdade), mas disse que tinha mais, que gostaria de dar um banhozinho nele, fomos então para o chuveiro e carinhosamente ensaboei ele todinho, alisando particularmente sua pica, seu saco e entregando o sabão a ele, pedi que ensaboasse minhas coxas, e com muito carinho ele ficou alisando minha bunda com a espuma do sabão.rnNos vestimos e ele me convidou para voltar ao bar e tomar uma cerveja, e assim o fizemos, mas agora com outro clima. Conversamos mais um pouco e disse que tinha adorado ele, que era um homem muito gostoso e que em dava muito tesão e que gostaria de ver ele mais vezes, resumo, já nos encontramos mais 3 vezes !!!rnMeu Paraíba perdeu aquela noite.... tadinho ficou esperando mercadoria até tarde e não conseguiu me avisar, compensei ele no dia seguinte, mas a minha noite sido átima com aquela delícia de macho de 80 aninhos !!rnComo falei no início, tenho 49 anos, aparentando bem menos, bumbum lisinho e empinadinho, e estou disposto a conhecer homens do Rio de Janeiro, para amizade ou algo mais sério, sou muito bem resolvido, átimo nível social e cultural e sá responderei a pessoas com mais de 55, 60 e 70 anos para cima, mesmo sem ereção. Não insistam os mais novos !!! Para ser mais exato, homens com mais de 60 anos terão prioridade. Meu e-mal é: [email protected] rnrnrn

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos gay.treinadorcontos eroticos submissa meu dono cortou meu greloContos eroticos primo do pau grande engravidei minha prima peitudacontos er senta devagartia de saia safada contof****** e chupando pela primeira vez seu namorado na estrada desertaContos eroticos de fio dentalbelíssima mulheres porno emgole pora traveco e gaydescobrindo que o primo gosta de rolaconto erotico minha esposa era certinhaconto erotico atrasado mental comeu minha mulherconto erotico marido bebado sogro fode noraconto esposa se transforma na casa de swingcontos eroticos exibi minha mulherconto erotico meu genro comeu meu rabo na marracontos eroticos joão deu a piça gg para eu e mamãe contos de mulheres recem casada que gosta de da o cu o marido não gosta contos de incesto amiga da minha tiaMeu sogro meseduziu contoFoderam gente contos tennssou casada sedusi meu sobrinho contoscontos eróticos minha esposa pirigueteporno gey contos eroticos trnzando com priminho de doze anosContos eróticos Gay Calção Recheado do irmãocontos gay menino bundudocontos eroticos gays viagem de ferias para fazenda com dotadocontos eróticos de bebados e drogados gaysArrombei a casada crente contosContos eroticos, dei a buceta no onibusme mesturbei no banheiro e agira?contos eroticos eu meu marido minha filha RafaelaContos eroticos dei pros mendingoscontos eróticos estuprei a menininha q saia da escolaconto porno mulher gosta pau 25cmcontos eroticos com menininhacontos eroticos no empregocontos eroticos pomba girahistoria erotica meu marido.cm meu sogro e dei.cutransei com meu namorado sob a luz da lua,conto eróticocontos espiano minha mae peitudaFoderam gente contos tennsBiscatinhacontoscontos eroticos enchi a buceta da cunhada de esperma e ela ficou gravidaconto erotico prima franciniFui confessar e comi a madre contosFoderam gente contos tennsconto erotico madrinha pediuFui enrabada bem gostoso na festaesposa e filha de fio dental e eu contoscontos eróticos, eu, minha esposa puta e nossos vizinhoseu e minha patroa praticamos zoofiliacomendo as duas filhar contoscontos eroticos colocar o plug no banheiro da lanchonetecontos de homem comendo o cu do bêbado contos de bichinha dando pra negaocontoseróticos chupei os peito da mamãecontos eroticos filho fez chantagem e comeu a maegostosa.acarisiado.a.buseta.deibacho.da.mesarelato erotifo meu filho gosa muto nas minhas calcinhasconto etotico eu fedidinhacontos eroticos escondidoContos de Velhos chupadorcache:HVsxZOrs15AJ:http://okinawa-ufa.ru/m/conto_12619_quando-eu-dei-pela-primeira-vez.html+"dei pela primeira"video safaço roçando na bunda da gostosaesfrega conto heroticotranzando com o cavalo enquamto meu pai se masturbaCasada viajando contosContos eroticos danadinha colo do velhobudendo.cadela.no.ciu.vira.latacontos comendoconto erotico me encoxaram no futebolconto erotico meu marido tem tesao de imaginabontos comecei dar o cu na infancia no terrenoContos eróticos raiva muitaeu confesso que transei com uma idosaamostendo bucetasContos eróticos genrocontos eróticos de macho.que chupou pinto a primeira vezfoda gostosa com amigos contos Viciada em siririca contosso as japonesinha cabiceiras trasandotrepafa de caronameto pau duro na boca da tia dormindo sono