Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MUITO BEM COMIDO NA SAUNA.

Click to Download this video!

Oi gente! Estou aqui para contar-lhes aquela que posso considerar a melhor noite de trepada da minha vida. Creio que já leram minhas histárias, alguma eu devo confessar que devo ter contado algo mais além do que ocorreu, mas essa posso garantir que é totalmente verídica, sem qualquer tipo de fantasia. Prefiro dispensar apresentações detalhada sobre mim, mas esclareço que não sou afeminado, me considero bi e preferencialmente passivo com homens, tenho 44 anos e sou um cara normal, estatura mediana e com uma barriguinha normal para minha idade, graças às cervejas.rnOntem, uma terça feira bem chuvosa aqui em Sampa, estava louco para encontrar com um macho amigo meu e que adora meter bem gostoso no cuzinho, então marcamos um encontro às 20 horas numa sauna alí perto do hospital das clínicas, em Pinheiros. Cheguei por volta das 19 horas, tirei a minha roupa, me enrolei numa toalha e me surpreendi pela quantidade de caras gostosos na faixa de 50 anos que desfilavam quase nús exibindo os seus corpos. Percebi que não seria fácil deixar de trair o meu macho, então fui até o bar e pedi uma cerveja e me sentei no sofá sozinho. O meu cuzinho piscava de desejo e apás beber aquela garrafa fui até a sauna para passar o tempo, pois ainda pensava em trepar sá com o meu macho, mas... apás uns cinco minutos de sauna vejo entrar um rapaz de uns 30 anos, com um corpo legal e de poucos pelos, um rosto lindo, pele branquinha e bem cuidada. Ele desenrolou a toalha e vi que belo cacete ele tinha, estava duro e devia ter uns 19 cm, ele se sentou bem ao meu lado, fingi que não estava vendo ele e fechei os olhos para relaxar, mas assim mesmo ele aproximou e tascou um beijo na minha boca. Na hora levei um susto, mas como estava louco para trepar, para chupar um cacete bem gostoso, achei melhor não dispensar aquele gato lindo que já passava a mão na minha bunda e começava a enfiar o dedo no meu cuzinho. Carinhosamente ele forçou a minha para baixo em direção ao seu pau e quando eu abocanhei, ele já foi logo mandando eu parar porque estava pestes a gozar. Insisti e continuei labendo aquela pica deliciosa que rapidinho gozou na minha cara. Estava delicioso sentir aquela porra quente escorrendo no meu rosto. Adoro sentir a porra do nos meus lábios e acho o cheiro muiiiiiito bom. O cara me beijou e lambeu cada gota da prápria porra para em seguida voltar a colar seus lábios aos meus e dividir todo aquele leite delicioso. Antes dele se levantar, ele disse que permaneceria na casa e que mais tarde iria foder o meu cuzinho. Ainda era cedo, então fui até o bar e pedi uma lata de cerveja e me sentei no bar para beber e fazer uma hora. Assim que terminei fui andar pela casa e conhecer novos cacetes e foi aí que ocorreu algo que adorei. Estava num daqueles cômodos escuros que que esta dentro não é visto mas consegue ver quem entra e foi assim que vi entrar um homem de aproximadamente 55 anos, cabelos barbas bem branquinhos, ele era do tipo urso pois tinha o corpo bem peludo e era meio gordinho, ele se aproximou e disse:rngosta de pica?rnsim. Respondirnentão abaixa e chupa!rnclaro que chupo, meu nome é Daniel e o seu?rno meu nome é mestre, entendeu? Ajoelha já e começa a me chupar.rnsim senhor. Respondi, pois percebi que deveria se submisso a ele.rnEle pegou forte em meus cabelos e quase arrancado forçou a minha cabeça para baixo.rnChupei muito o cacete do mestre. Não era muito grande. Era te tamanho normal e nem ficava muito ereto, mas em determinado momento ele me puxou para cima e desferiu dois tapas na minha cara e disse:rna minha puta gosta de apanhar?rnclaro Mestre, adoro suas ordens.rnNovamente ele me forçou para baixo e eu percebi o quanto aquilo o excitava, pois sua pica estava incrivelmente dura.rnMe puxou para cima e me forçou um beijo delicioso, parecia que ia me engolir e eu adorava sentir sua barba e seu corpo peludo contra o meu, quando me disse:rnnão vou te comer com meu pau mas sinta os meus dedos.rnAí ele socou 3 dedos no meu rabo e disse que era assim que ele gostava de sua puta, bem abertinha e pronta para dar para amigos do mestre.rnsim mestre sou sua para tudo que gostar. Me dê a nova ordem e eu cumpro. Dou para qualquer um meu mestre.rnentão vá andar por ai e sá volte aqui bem cheio de porra. Quero te lamber toda melada de porra, pois não curto uma pica e sim o que sai dela.rnFui andar e procurar o meu mancho, mas vi que ele furou comigo e não iria aparecer, pois fui a vestiário e liguei várias vezes pra ele mas o fdp não me atendeu.rnSentei para ver um filme porno e um rapaz de uns 25 anos sentou ao meu lado e puxou papo perguntando se eu era ativo ou passivo. Disse a ele que era passivo e estava louco para sentir um cacete no meu rabo, então ele disse que era versátil e estava afim de mim, então nos fomos até um dos quarto e propositalmente mantivemos a porta aberta, adoro ser visto enquanto sou enrabado. Ele pediu para que me sentasse na cama e chupasse sua pica ainda mole. Adorei meti aquela pica na boca e degustei por longos minutos até que ficasse bem dura. Era deliciosa, deveria ter mais de 20 cm, não era muito grossa, mas tinha uma cabeça desproporcional... Ele me fez ficar de quatro e meteu a lingua no meu cú e eu gemia sentido aquela boca deliciosa. O meu pau, que considero pequeno reagiu e ficou duro feito uma pedra, quando ele parou de me lamber, colocou uma camisinha e veio pronto para meter. O meu cú não ofereceu qualquer resistência àquele macho gostoso e se abriu para recebe-lo inteirinho. Sentia cada centimetro me penetrado e me sentia realizado. Ele beijava minha nuca, chupava meu pescoço, me fez cavalga-lo para poder beijar a minha boca e dizia que eu era delicioso, que o meu cú agasalhava seu pau de uma maneira que desconhecia, que a forma que eu piscava meu cú era delicioso. Me colocou de quatro novamente e depois de algumas estocadas, senti seu pau inchar dentro de mim e rapidamente ele saiu de dentro, tirou a camisinha e gozou deliciosamente na minha bunda. A essa altura eu estava gozando na minha mão e lambendo a minha prápria porra e sá aí eu vi que dois carinhas estavam dentro do reservado com suas picas duraças e precisando de uma deliciosa chupeta. Na hora me lembrei da ordem do Mestre, me sentei e os chamei para uma chupeta, enquanto aquele macho que tinha acabado de fuder o meu rabo ia embora sem ao menos se despedir, fazendo me sentir um puta mesmo. Comecei a chupar os dos carinhas, eles tinham picas deliciosas, ma era grande e a outra pequena como a minha, mas ambos disseram que eram ativos e estavam ali por puro tesão em mim, queriam ser chupados por minha boca. Claro que não perdi tempo e chupei um de cada vez, chupei os dos ao mesmo tempo. Sempre tive esse desejo de meter duas picas na boca. Lambi e punhetei até que ambos gozaram na minha cara.rnA essa altura eu estava com 3 gozadas, duas na cara que escorriam pelo meu pescoço e peito e outra nas costas e na bunda daquele macho que me comeu tão bem.rnNa expectativa de satisfazer o Meste e aproveitando que a casa estava vazia, sai daquele quarto sem me preocupar em me enrolar na toalha, então subi as escadas completamente pelado para procura-lo e enquanto subia eu sentia aquele monte de porra esconde pelo me corpo, pelo me rego e molhando o meu cú. No andar de cima, na porta de outros reservados, encontrei o Mestre com cara de poucos amigos. Eu me aproximei ele me fez entra num daquele quartos e trancou a porta e muito bravo disse:rnPuta safada! Ajoelhe e beije os meus pés, chupe minhas bola e meu cacete. Já vi que você está toda gozada. Vai!rnsim mestre. respondi e caí de joelho.rnFiz tudo aquilo que me foi ordenado e o Mestre lambeu todo o meu corpo e degustou toda aquela porra. Em seguida me beijou, deu dois tapas na minha cara e me fez ajoelhar para depois mijar em cima de mim. No começo não gostei muito, mas apás alguma gostas passei a gostar, era delicioso ser lavado pelo líquido quente. O filho da mãe me fez ir até o bar com ele e eu ainda estava sem toalha e todo sujo de urina e o que restava da porra dos machos para quem dei e chupei. Eu me sentia pleno e satisfeito. O Mestre me fez pagar por suas cervejas e foi embora sem nem mesmo me dar o seu fone, apenas disse que toda terça feira estava na sauna. Fiquei triste em pensar que poderei não vê-lo mais, fiquei na esperança de encontrá-lo na semana que vem. Satisfeito, mas ainda na esperança de dar o cú mais uma vez, decidi tomar um banho e enquanto me lavava, descobri que que era meu dia. Um cara lindo, moreno (parecido com o goleiro Dida), uns 35 anos, dono de um corpo maravilhoso, dono de um rosto e sorriso lindos, uma pica enorme, acho que uns 30 cm, perfeita, duraça e cheia de veias salientes, se aproximou e perguntou se eu queria chupar. Alí mesmo no chuveiro eu me ajoelhei e passei a mamar aquela rola enorme. Estava deliciosa e eu queria que ele me desse o seu gozo, mas aí veio a proposta que eu temia e ele peguntou se eu queria senti-la no meu cú. Disse a ele que temia, pois era muito grande e grosso mas estava decidido em tentar. Ele prometeu ser carinhoso e que usaria camisinha e bastante gel. Fomos até um reservado e alí eu chupei cada centimetro daquela delicia. Com uma mão eu empunha aquela pica para poder punheta-la enquanto o restante entrava na minha boca até a garganta. Diversas vezes engasguei enquanto ele forçava minha cabeça e me forçava abocanha-lo. Estava decidido em ser enrabado por ele e me coloquei de quatro para primeira investida. Já de caminha e apás me lubrificar bem, ele colocou a cabeça de sua pica na portinha meu cú e começou e me penetrar. O seu pau começou a deslizar bem gostoso, embora um pouco dolorido, me fazia sentir um puta que adora ser arrobada. O cara dizia que estava delicioso meter no meu rabo e que queria que eu fosse o seu namorado, pois era difícil achar alguem que suportasse o seu cacete. Eu estava adoro e falei que queria sentir sua porra. Ele me fez sentar em sua pica e claro que adorei a idéia, sentei e sento ele entrando, deslizando gostoso no meu cú. Realmente estava tendo a melhor noite de sexo da minha vida. De repente ele me fez sentar na cama, tirou a camisinha e gozou em meus lábios. Foi irresistível. abria a boca e ele encheu ela de porra. Gozou mais para fora e me deixou bem melado. Deixei a porra escorrer de minha boca que misturada a minha saliva me banhavam de porra. Trocamos telefone e mesmo todo melado fui embora pra casa, essa era uma fantasia que tenho. Ontem chupei vários cacetes, tomei inumeras dedadas no cú e dei pra duas picas muito deliciosas. Ah, o meu macho dançou, ele não apareceu e perdeu a oportunidade de meter em mim. Sou gay, sou bi, adoro cacete e porra, adoro uma suruba entre machos de verdade. Acho que arrumei um namorado delicoso. Até a práxima!!! Espero que seja em breve. Beijos a todos.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos esposa velhosafadezas da adolescência contoscontos eroticos gay transei com cinco no meu trabalhoprimeira vez difícil contos eróticosfoi chantageada pelo meu colega de trabalhoCaminhoneiro machão pauzudo e fudedor conto eróticocontos eroticos casadas 50 anosquero ver travesti transando no abdômenContos levando a menina pequena de rua pra passear e comendo cuzinho virgem chorandoconto erotico pegeui minha esposa me traindominha mulher mulata contosporno chupei o peito e bucheta da minha cunhada ate ela cederbrincadeiras erotica no cu de machocontos eroticos caminhaomulher mostrando partes intimas meladacontos eróticos a primeira vez nem doeuaguentei o pau groso. contoconto erotico viadinho de shortinho e calcinha no witiocontos eroticos de enteadascontos eroticos caçaConto de menina sendo estrupada pelo irmao no mato contos eroticos conto erotico bi comendo o cunhado e a irmãcontos eróticos com fotos de casadas fazendo zóofiliaContos virei a puta dos oito negros picudosConto erótico gay caçamba de carro de madrugadacontos eroticos com a vizinha de frenteconto eroticoeu pai me estuprou gayele me encoxando e eu rebolandoconto erotico de muher que da po seu cachoroescravo conta como leva sua dona ao gozo com a língua na bucetaconto de escrava lesbcontos dando de mamar para filhinha engulin porracontos foi comer a bct escorregou e pegou no cu vijen delamadame currada no mato contoconto eles gozaram na minha mulherexperimentando a bundinha da garotinha conto gratisconto erótico vesti uma cinta liga pro papaienfiando na bucetavarias coisasconto erotico fui pra fazer um teste pra trabalhar e voltei pra casa cm a buceta ardendo de tanto darprimo de rendinha metade da bunda de fora em calcinha cabelo que sai para foracontos eróticos gravou tia dando pra doiscontos duas punhetas seguidascontos eroticos me fodram sem o meu namorado percebersou casada sedusi meu sobrinho contosvideo porno enxergando uma buceta na outra ate gozar e mela todinhaconto de uma ninfeta que adorava mostrar a xotacontos eroticos mae acidentadacache:fqKHdRAEKq0J:studio-vodevil.ru/mobile/conto_27513_bebi-demais-e-virei-corno-na-praia.html conto erotico fingi que tava duente e cumi o cu da enfermeiracontos eroticos comi minha madrinha na cama do meu padrinhoa crente virgem e o borracheiro conto eroticocontos eroticos - isto e real - parte 2contos eróticos isto e realconto sou amante da sogra casada a vovo gostosa conto eroticocontos pornos trocando as esposascontos eróticos encontrar minha antiga namorada depois de 30 anoscontos eroticos arronbaro e enfiarao tres paus de uma so ves na minha esposa na minha frente e ela adoroucontos heroticos incetos irma casada mais com tesão pelo irmão de feriasCasada viajando contoscontos eroticoso cu da cadelinhacasada gostosa novinha mostrando a buceta desfando pro amigo do maridofotos da minha mulher gulosaContos zoofilia traicoes caninaeu e meu marido iniciando uma menibinha contominha primeira punhetasobrinha da esposa na praia contoscunhanada carente deita no colo do cunhado e ele fas ela fazer um boqueti gostosoQuando eu era pequena meu primo comia meu cu e eu peidavacontos porno de comeram minha namoradacontos fui visita meus tios ba fazebda e torei minha priminha de doze anosmeu cachorro meu machocomi a madame na fre.te do marido. experiencias sexuais.fui trepada pelo jegue di meu sogro. conto eróticocontos eroticos sou puto do meu padastrocomi minha madrinha na casa dela contoscontos erotico minha mãe foi bem arrombadacontos eroticos pagando divida do filhoMe comeram ao lado do meu namoradocontos meire me dominacorno chama africano super dotado pra arrombar a esposa contosconto erotico viagemm com minha submissachupando coroa empinadinha boa de f***contos sexo fiquei com bucetA molhada com meu genro na prAiaconto porno pentelhos a mostraconto grelo e pau grossoConto picante familia incesto agressivo bisexual agressivocrescendo o pau aqui na frente da filha contos eroticoscontos eroticos de menininhasver contos eroticos de empresários comendo o cu de.funcionários