Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

DESCOBRI QUE MINHA ESPOSA É UMA PUTA

Click to this video!

Olá, me chamo Paulo, minha esposa Andreia, o que vou contar aqui, aconteceu na ultima semana de julho2012, tenho 52 anos, ela 48, clara, 1,72alt, seios médios, budinha arrebitada, muito gostosa.rnEstava-mos de férias e resolvemos passar uma semana no sitio de um cunhado aqui práximo a BH, ele nos ofereceu e resolvemos ir, tenho um outro cunhado que tem outro sitio praticamente no mesmo terreno pois resolveram cercar sá a parte externa e deixar as duas casas como se fossem em apenas um lote.rnChegamos na sexta a noite, guardamos as compras e fomos direto para cama, estava-mos cansados e teriamos a semana toda para ficar.rnMeu cunhado havia me comunicado que dois pedreiros iriam lá para terminar de colocar umas pedras do lado externo da piscina, eu disse que não haveria problemas etc. No sábado levantamos cedo, fizemos uma caminhada pelos arredores, quando voltamos, os pedreiros já estavam começando o trabalho, nos apresentamos eles continuaram com os seus trabalhos,um que parecia ser o chefe, claro, coordenou a obra e foi embora, ficou um mulato de aproximadamente 1,80alt. aprox. 40 anos, vestia um short largo, tirou a camisa e fazia o seu trabalho, notei que Andreia o olhou com olhar diferente, mas pensei ser somente minha imaginação, uma vez eu disse que gostaria de ve-la com outro, isto quase me custou o casamento, de tanta raiva que ela ficou(ou fingiu ficar), como estava um dia bonito, muito sol, resolvemos ir para a piscina, ela sempre deu uma de puritana, me dizia que não gostava de usar biquini, sá maiô, assustei quando a vi em um minusculo biquini, amarelo, que deixava quase a mostra os seus seios e metade da sua linda bundinha, notei que o pedreiro(Fernando) vim a saber o seu nome depois, não tirava o olho da bunda de Andreia, resolvi arriscar, ela deitou em uma cadeira, eu fui para água e fiquei sá observando os dois, eu não sabia que ela era tão safada, quando ela notava que estava sendo observada, ela mudava a posição, sempre deixando o Fernando louco, ví quando um volume se formou dentro do seu short. Dei uma desculpa, que a água estava fria, que iria tomar um banho e talvez tirar um cochilo, ela ficou na piscina, ele puxou um assunto qualquer e ela correspondia, deitou com a bundinha para cima, aí senti que seria a hora, ele perguntou sobre a outra casa, ela explicou que era de um outro cunhado, etc. vi quando ela foi até o quarto onde eu estava, sei que foi conferir se eu realmente dormia, voltou e disse ao pedreiro que se ele quisesse, ela poderia mostrar a outra casa, pois poderia surgir um outro trabalho para ele, levantei sem ser visto, notei que Fernando já não escondia o seu pau duro dentro do short e ela não tirava o olho, enquanto eles caminhavam em direção a outra casa através de um campinho de futebol que tem, eu dei a volta pelo mato e me posicionei em um lugar estratégico, onde via toda a varanda(não tinha-mos a chave da outra casa)eu tremia, não sei se de raiva, ou de tesão, ela foi mostrando atravez da varanda os comodos, ele atrás dela não tirava o olho de sua bunda, a safada, simulou um escorregão e ele a segurou pela cintura, ela ainda de biquini, coberta somente na parte de baixo por uma canga, ela se jogou e escorou no ombro dele, foi quando ele a puxou e tentou beija-la, ela afastou o rosto, mas continuou colada nele, foi quando ele retirou a canga dela e começou a passar a mão na bundinha dela, quase saí de onde estava de tão puto que fiquei, mas meu pau já estava super duro, o tesão falou mais alto, ela começou a se contorcer, como que pedindo que ele não parasse, olhava a todo instante para os lados, dizia da preocupação se eu chegasse, mas veio o melhor, a puta sentindo o pau dele roçar por cima do biquini, pegou por cima do short, ele desceu o short e aí pude ver, talvez o maior cacete que já vi até hoje, deveria ter uns 22cm e super grosso,uma cabeçona meio roxeada, mais parecia um cogumelo gigante, ela olhou espantada, mas meteu a mão que mal fechava, nessa altura eu já estava com meu humilde pau na mão 15x6cm, batendo uma gostosa punheta e esperando o que iria rolar, a vagabunda não aguentando, abaixou e tentou chupar, mas o pau não cabia em sua boca, ela começou a passar a lingua na cabeça do pau dele, foi quando ele forrou o chão com duas redes que estavam penduradas, tirou a parte de cima do biquini e começou a chupar os peitinho dela, ela ia a loucura, acredito que nessa hora ela já nem preocupava mais se eu chegaria ou não, ele tirou a calcinha dela e começou a chupar a sua buceta que já escorria pelas pernas, chupava com tanta vontade que ela não aguentando gozou a primeira vez na boca dele, ela deitou sobre as redes no chão, já totalmente pelada, ele tirou o short e começou a tentar penetra-la, nesse momento quem não aguentou fui eu, gozei na minha punheta, pela primeira vez, eu duvidava que aquele choriço todo entraria na buceta dela, ela deu mais uma chupada, acho que para lubrificar, abriu as pernas e ele foi penetrando vagarosamente, ela sentindo cada cm, gemia alto, falava coisas desconexas, quando vi aquela tora sumir na buceta dela, não acreditei, ele começou o vai e vem lento, colocava e tirava até quase sair a cabeça da rola e colocava novamente, começou a fazer movimentos mais rápidos e vi quando ela gozou novamente, ele socava a buceta da minha putinha sem dá e ela tava adorando, ela gozou mais umas duas vezes e ele nada, ele a colocou de 4 e disse que iria comer o cuzinho dela, aí realmente fiquei puto, pois comi o cú dela em 24 anos de casado, somente tres vezes, ela sempre reclamava da dor, aí pensei, quero ver se essa puta vai aguentar essa tora toda no cú, ele deu uma cuspida na cabeça e começou a forçar o cuzinho dela, foi quando ela deu um grito, não sei se de dor ou prazer, ele tirou e tentou novamente, dava para ver a cabeçorra forçando aquele pequeno orificio, ela pediu para tentar novamente, ele foi mais forte, quase um estupro, mas não passou a cabeça, ele então, com ela ainda de 4 começou novamente a fuder aquela buceta, foi quando gozei novamente na minha punheta, mas meu pau continuava duro como pedra, ele forçou um pouco, entrou até com uma certa facilidade, pois ele já tinha fodido ela, começou a bombar desta vez com mais força, ela gozou novamente e pedia para ele meter mais forte, ele acelerou as estocadas, anunciou que iria gozar, a puta, safada ainda pediu para ele gozar na cara dela, ele começou a gozar e eu pela terceira vez tambem, eu nunca vi tanta porra em uma sá pessoa, melou todo o rosto dela e ainda os peitos, mas muita porra mesmo, nessa hora, acho que voltou a preocupação dela comigo, ela se vestiu, eu sai rapido de onde estava, voltei para a outra casa, me deitei como se nada tivesse acontecido, ela chegou no quarto, extasiada, perguntei o que tinha acontecido, ela disse que estava fazendo uma caminhada e que o sol a tinha deixado muito cansada, a noite quando fomos meter, vi que ela estava receiosa, a buceta dela estava toda arregaçada, meu pau, parecia que não fazia nem cosquinha, foi quando eu disse a ela, se ela tinha visto o pedreiro olhar para a bunda dela e ficar de pau duro, ela desconversou, tentou iniciar uma briga, dizendo que eu estava louco, que ela sempre me disse que jamais daria para outro, que isto não fazia parte do conceito dela, resolvi ficar na minha e curtir a minha de corno, mas ainda vou falar para ela em detalhes e ela não terá como negar, aí quem sabe as coisas mudam, e eu possa ver a minha puta dar na minha frente.rn

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


conto porno teen gay free mulato favelaContos de ninfetas que levantam com vontade de da o rabocontos eróticos solitáriotiraram a roupa da esposa contocontos eroticos de sobrinho comendo a bunda do tiocontos eroticoa arronbada pelo titiover tdos as calcinhas fio dental qom bomum empinadconto gay daniel e murilo me.comeramcontos incesto comendo minha maecontos minha mãe me seduziu usando mini saiaconto erotico patrao pauzudo do marido comeu eu e minha filhaconto erotico pm macho batalhão estocadascrente viciada em engolirContos erotico menina de nove anos no bosqueMulher negra fodendo com o sogro contosnovinha teen transando na cam de bruços com namoradoestalos da cama-contos eróticoscontos eroticos sou coroa viuva e dei minha buceta pra um muleque roludocolo do velho. contocontos sexo minha esposa nossa vizinha travesti novinhaconto deixou a buceta ficar peluda pra dar pro paiconto a tia da piruacache:GAEDmAeFVBUJ:okinawa-ufa.ru/m/conto_18319_fodendo-gostoso-minha-paciente.html Eu e meu macho padrastoconto erótico de padrasto tirawww.fotos piças de camioneirocontos minha esposa me ensinou a ser cornocontos erotico com minha sobrinha mais novaconto erotico safadesa no cinema com travesticonto irmã peladinha dentro de casacontos d zoof de ferias na fazenda com meu maridocontos quero ser corno secretoconto porno apostei minha buceta e foi arrombada pelos meus amigosconto erotico transei com a sograContos eroticos interraciais no escritorospapai enfia no meu cuzinhoContos eróticos de viados que berraram nas rolasler conto erótico f****** a minha tia numa festa fantasiaconto erotico gay motoqueiro marrenticache:NCvA3Q684K4J:tennis-zelenograd.ru/conto-categoria-mais-lidos_4_10_incesto.htmlContos monica putinhaexperimentando a bundinha da garotinha conto gratiscontos erotico eu sou filho adotivo comi minha tiaele fodeu na minha frentecontos erotico ele quis ser corno e eu providencieitetas da sogra contosvideo reais badeu bunheda em pregada olhapasto da igreja tirou meu cabaçoconto dpcontos porno eu e meu amigo fudendo minha maecontos eroticos com a princesinha do bairrocom doze aninhos estrei na vara contos eróticos gaycache:fqKHdRAEKq0J:studio-vodevil.ru/mobile/conto_27513_bebi-demais-e-virei-corno-na-praia.html Contos me bateu e comeu minhacontos eroticos velho encheu meu anelzinho de leite e meu marido nem desconfiamulher escanxa no cachorro e goza gostosohistoria porno de meninas com seu irmao tarado nocampcontos eroticos de casais realizando fantasia com comedorconto a empregada me pegoucontos fui comer uma bct chegou na hora era homemcontos eróticos enormes nadegascontoseroticoscagandosogras e madrasta fazendo boquetes rapidosswing tio com sobrinhas flagrante historiassexto de roupas sujas contos eroticosFeirao big foto penetrando no cuzinhocontoseroticossandycontos eróticos afim do papai conto chupei a bucetinha da minha sobrinha de sete anos que ficava na minha casacomida pelo sobrinho boqueteira gaucha contoConto eu e meu marido bebemos muita porra fresquinhaContos eroticos forçada a dar para um.cavalo na fazendacontos eroticos minha sobrinha bucetudacontos eroticos gay fui enrrabado apanhei e gosei com um desconhecidocontos de comi o cuzinho apertado de uma Neginho novinhocontos bucetinha novacontos de mototaxista e gaycontos de inxesto como o meu marido não me notava então eu fiquei dando mole para o meu irmão para ver o que ia acontecercontos eroticos fudendo a mae travesticontos eroyicoa muito rabudagarotinha bucetinha estufada contoscontos erótico ginecoligista e novinhateen recem casada contosconto erótico greludinha amiga chupa chupa flagraContos eroticos primo do pau grande engravidei minha prima peitudacontos erodicos de cabrito macho fazendo sexo com gostosa zoolofiameu filho me comeuconto erótico chupada do nada escondida mel sugar babarwww.fiquei louca quando vi a cueca do meu filho mrlada de gala conto