Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

PRAZERES E PAIXÃO EM PARCERIA (CONTINUAÇÃO DE \"SEQ

Click to this video!

Há quatro dias que o sequestro havia sido feito e o resgate pedido à família de Alfredo. Também a empresa recebera uma carta pedindo um pequeno montante para reaver Susana. A polícia tentava localizar os reféns e a quadrilha mas não havia rasto. Sem resposta, Pedro (o chefe dos sequestradores) já estava decidido à execução de Alfredo, mas não sabia como proteger a jovem Susana dos abusos sexuais; proibira tais práticas mas não havia como controlá-las quando se ausentava da moradia. Embora atordoada, a moça notando a compaixão de Miguel, pedira-lhe que comprasse pílula anti-conceptional logo no segundo dia pois não a trouxera de casa; mas o jovem bandido não podia sair do local pois estava encarregue de Alfredo, uma vez que Beto, Óscar e Quim dividiam a vigilância da moça e tratavam da compra de mantimentos para todos.rnAlfredo foi executado mas Susana foi poupada por mais algum tempo, por decisão de Pedro. A moça desesperada e revoltada, não querendo engravidar de tão execráveis homens e sedenta de vingança pelos estupros, tentou seduzir Miguel propondo-lhe uma fuga em parceria. Ele, antevendo que não receberia dinheiro pelo sequestro, e já farto dos fracassos como bandido, aceitou. Na ausência do chefe, pegou numa arma com silenciador e abateu sucessivamente Beto e Óscar. Preparava-se para matar Quim, quando Susana o felava ajoelhada. Mal Quim ergueu as mãos, rendido, a jovem trincou-lhe os testículos impiedosamente até à inconsciência e pediu a Miguel que o poupasse antes de a libertar. Assim foi e Susana disparou finalmente sobre Quim, sentindo o gosto da vingança. Levaram armas, dinheiro do cofre e fugiram no carro mais caro de Pedro.rn Alojaram-se num motel a mais de 300km. Susana sentia-se mudada: por um lado de consciência pesada pelas mortes que provocara, por outro excitada pela parceria que acabava de iniciar com Miguel, um jovem bem parecido e de bons sentimentos, apesar da delinquência a que se via obrigada a partir de então. E mais aliviada: um teste comprado na farmácia negou-lhe a temida gravidez, e motivou-a a comprar pílula anticoncepcional uns quilámetros mais adiante. A meio da viagem maquilhara-se e comprara roupas sensuais. Não seria reconhecida na nova aparência. Com palavras sedutoras, abria o decote e expunha as pernas para o parceiro, ao parar o carro práximo duma loja envidraçada de vestuário feminino.rn - Querido, que tal assaltarmos esse lugar? Precisámos de prevenir o futuro...rn - Não sei, linda... Neste local é arriscado e podemos deixar rasto.rn - Mas parece haver poucas pessoas. Não te será difícil virares toda a gente para a parede, depois de eu usar os meus dotes para seduzir o caixa ? disse-lhe pulando os lustrosos e oscilantes seios para fora.rn Miguel não resistiu e caiu de boca neles. Sentia-se apaixonado e inspirado para novos assaltos. A excitação e a erecção apoderavam-se dele, mas Susana riu e interrompeu-o:rn - Já vi que queres, amor! Vamos ao trabalho: eu tento levar o caixa para me mostrar artigos do último corredor, depois tu apareces encapuçado, neutralizas quem estiver encostando as pessoas à parede junto a nás, sacas o dinheiro e finges que me raptas.rn Miguel encantado pela genialidade de Susana, concordou. Passados minutos já estava ela exibindo-se para o caixa que dava ideia de ser o dono da loja. A mulher ao balcão (presumivelmente a esposa do caixa) olhava a situação desconfiada. O plano estava a resultar na perfeição: Susana afastara o caixa para o corredor junto à parede e a mulher fora atrás deles. Com os corredores na perpendicular dos vidros, via-se tudo: havia duas clientes num corredor e uma em cada um dos outros dois. Miguel entrou em acção e tudo resultou como planeado. Fugiram. Tinham sacado mais de três mil dálares! Excitadíssimos alojaram-se num motel a mais de 100km dali. O noticiário da TV dava conta das mortes de Alfredo, Quim, Beto e Óscar e do desaparecimento de Susana; o assalto à loja foi também relatado, mas num outro contexto. Nada impediu Susana e Miguel duma noite de sexo tárrido e apaixonado. Miguel era bom amante e sabia controlar o orgasmo, mas Susana permitiu-lhe que ejaculasse sem preservativo dentro dela.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


perdi minha mulher no jogo contos eroticostransando com meu brotherxupando u pau dos piao tudo no sexo gostosoContos de novinhas perdendo a virgindadehestoria erotica o grandi fatasia do meu marido e c cornocontos eróticos de Zoófila - empregada foi amarrada e castigadaContos de novinho chupando kct de caminhoneiroconto gay cinema pornô RecifePorno conto casa abondonada eu e o viadinhovideos de cornos que chuupamconto erotico no colinhocontos erotico gay negro dando pra brancoafilhada deita no lado do padrinho e ele passa a mão nela e ela gosta em pornocontos eróticos de bebados e drogados gayscasa dos contos virei vadia do meu filho e estou amando ele adgotosa pede procara goza dentodelaqero tranzar com a minha enteada ela r muito timidabdsm fita boca contosconto engravideiconto erotico madrinha pediume puxou pra sentar no colo dele - contos eroticosEu não falo a polpa da bunda da primaEu e meu macho padrastosexo no arpoador conto eroticonamorada sem calcinha no sofá mostrando a b***** para o namorado e f****** com eleMeu sogro cheirou minha calcinhaconto erotico teen sendo enrabadabaixinha de 1m 60 porno boa fodacontos minha filha novinha deitou com eu e a sua mae...e a pica comeuminha cunhada traindo meu irmao com o patrai contosPegando a prima logo cedo contocontos de mulheres casadas que colocaram o dedinho no rabinho de seus maridos e eles adoraramrelatos de anã transandominha filha fudendo com nosso impregados contoscontos eróticos de irmãoscontos eróticos minha esposa recatada chorousexo com a namorada do meu filho anal e ela gritacomo arrombar um cu virgem ticaComtos eroticos dei pro tio jorge com pau minusculocomi muito minha irmãcunhadas esfomeadasputinhasinocentecontos eróticos adicionei o menino e deiContos eróticos primeira vez colégioContos erotico orgia no meu cucontos eróticos de bebados e drogados gaysa velha e o pedreiro contos eroticosvideos porno pai afunda as tanga da filha virgemadoro os fio dental da minha irma e os shortinhos adoro o vibrador dela no meu cuzinho afeminado porno conto meu primeiroamorContos filhinhas calcinhameu amigo falou que quer comerminha esposacontos e experiencias veridicas de zoofilia de menina com poneyconto eróticos dando o curso pra poder morarcontos eróticos comi a bundinha da mulher do meu amigo com ele dormindo realf****** e chupando pela primeira vez seu namorado na estrada desertacontos o pedreiro me fez mulherContos primeira chupadaparticipei de uma suruba contoscontos minha esposa vigia a casa pra eu fuder a visinhasozinha com meu sobrinho deixei ele me foder buceta Detinhacontoseroticos irmoes e irmã no assaltoContos gay encontro com o estranho da rola grossaconto erótico Aproveitei que minha sogra estava dormindo meu pênis grosso nelacontos de incestos e orgias com minha mulher minha irma emcass nudistasporno zoo insesto e dominacao en contos eroticoscontos inocentes tapasum cavalo fudeu minha buceta contoscontos dançando no meu pau