Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

CÚ DEZ, BOQUETE VINTE, PAPAIEMAMÃE CINQUENTA REAIS

Click to this video!

Resolvi editar este conto pois achei tesudo e diferente para as experiências que já vivi. Certa vez conversando na sala dos professores assuntos diversos alguém comentou que num bairro práximo da escola tinha uma casa nos fundos de um bar com uma plaquinha com o seguinte dizer: "Cú dez, boquete vinte, papai e mamãe cinquenta real" e que a molecada do bairro vira e mexe estavam lá. Claro que foi sá risada. Fiquei com aquilo na cabeça um bom tempo: Será que é verdade?rnrnNa sexta feira passada (1708) saí mais cedo da aula e já no portão da escola decidi dar uma passada em tal bairro para conferir. Neste bairro tinha uns três bares entrei no primeiro e não percebi nada, fui no segundo e não vi nada também, no terceiro entrei e já percebi uma casa nos fundos então parei por alí pedindo uma cerveja. O dono do bar se chamava Pedro e com ele comecei a conversar de futebol, política, enfim ganhava tempo para observar. O movimento estava fraco, vez ou outra entrava alguém e já ía embora. No meio da conversa perguntei se aquela casa estava para alugar. Seu Pedro então disse:rnrn- Já está alugada! Alí mora uma coroa que faz tempo ser minha inquilina!rnrn- Ah é!rnrn- Coroa modo de falar, ela é novona e bonita. Mulherão da porra!rnrn- É casada?rnrn- Já foi. Disse que agora sá quer curtir a vida!rnrnNo meio da conversa entrou um senhor negro, magro e com média estatura. Foi nos cumprimentando e seu Pedro já tirando uma com ele.rnrn- Fala véio safado! Virou festa agora é! Toda semana!rnrn- É bom fazer uma visitinha né! kkkkkkkrnrn- Vai morrer em seu Agenor!rnrn- Morro mas morro feliz!rnrnEste senhor que aparentava ter uns sessenta anos tomou uma dose de pinga e foi para os fundos do bar. Fiquei olhando curioso até que vi ele entrar na casa. Já não aguentava mais a curiosidade e perguntei para seu Pedro.rnrn- Ele é namorada da sua inquilina?rnrn- Que nada ele vem aqui sá para comer minha inquilina! Você chegou primeiro mas demorou para perguntar meu caro!rnrn- Perguntar o quê?rnrn- E não sei que você veio procurar a mulher! Agora vai ter que esperar!rnrnSeu pedro continuou:rnrn- Ela faz programa tem até preço tabelado! Dá o cú por dez reais e os outros sai mais caro!rnrn- O senhor já comeu?rnrn- Xiiiiiii principalmente quando me deve aluguel!rnrn- Ela é boa?rnrn- Se é, tem uma bundona que deixa no chinelo qualquer menininha aqui do bairro! Sá que ela sá dá com camisinha e não é pra qualquer um. O nome dela é Suzana. Tem moleque que entra aqui virgem e sai descabaçado kkkkkkkkk...rnrnNestas alturas o bar já tinha uns oito fregueses que jogavam bilhar e truco, seu Pedro atendia a todo momento. Pedi para ir ao banheiro. Ele mostrou os fundos do bar. O banheiro ficava colado com a casa. Passei a prestar atenção nos gemidos que vinha do lado. Curioso saí do banheiro e dei a volta na casa. Reparei que a porta da cozinha estava aberta entrei bem quietinho e numa posição privilegiada no corredor vi seu Agenor de pé na beira da cama e Suzana de quatro mordendo o travesseiro e chorando. Suzana não era feia não, morena, seios médios, coxas grossas e bunda grande.rnrn- Aaaaaaaaaaiiiiiiiii devagar seu velho do caralho...tá doendo seu porra!rnrn- Cala tua boca e segura a foda!rnrn- Vai rasgar meu cú seu porra! Chegaaaaa...aaaiiiiii...ssssssss...aaaaaaaiiiiii...rnrnSeu Agenor bombava sem dá que dava pra ver o balanço do bundão dela, e que bundão. O velho então pediu para ela chupar seu pau. Quando ví o tamanho da rola do velhote aí entendi tanto sofrimento da mulher. O coroa tinha uma senhora de uma rola, parecia um antebraço.rnrn- Etá chupetinha gostosa! Vai biscate mama essa rola mama!rnrn- Eu engasgo Agenor!rnrn- Foda-se faz o boquete até onde der!rnrnNestas alturas meu pau doia dentro da calça. Seu Agenor então coloca ela de quatro de novo e soca o pau no bundão dela.rnrn- Ai que delicia de cú! Acho que vou alugar esse rabo pra ser meu todos os dias!rnrn- Sai fora velho quer me matar é! Aaaaaaaaiiiiiiii...sssssssssssssssssss...vou cagar no seu pau sá de raiva viu velho safado!rnrn- Se fizer isso faço você chupar minha rola até limpar tudo é isso que você quer?!rnrn- Nãããão...rnrn- Então toma rola na bunda!rnrnMais alguns minutos seu Agenor tira o cacetão do cú dela se livra da camisinha e despeja uma gala de porra nas costas e na bunda de Suzana.rnrn- Aaaaiii Suzana que foda gostosa, adoro sua bunda!rnrnEnquanto ele alogiava, Suzana limpava seu pau com uma chupetinha de profissional. Seu Agenor tira da carteira cem reais e dá pra ela. Se veste e antes de sair diz que vai voltar amanhã. Eu então corri para o banheiro até o velho ir embora. Com a rola dura demais pensei comigo, vou pelo menos pedir uma chupetinha se não eu não aguento. Entrei no quarto e Suzana saía do banheiro.rnrn- Se é o cú por hoje não!rnrn- Eu vi você metendo com o velho e...rnrn- Viu o tamanho da pica dele? Ele me arregaça toda semana mas o dinheiro é bom!rnrn- Faz um boquete pra mim que já está bom!rnrnSuzana tirou meu pau admirou o tamanho e caiu de boca. Que delicia de boquete.rnrn- Ai que chupeta gostosa!rnrnFiquei pensando na foda de seu Agenor e ela e não deu outra, enchi sua boca de porra que escorria pelo queixo. Suzana me olhava com olhar de safada e lambia a cabeçona. Levantei as calças, peguei vinte reais e dei a ela prometendo voltar. No bar seu Agenor estava tomando uma cerveja e comento um torresmo. Passei por ele paguei a cerveja que tomara e fui embora. Claro que não recomendo fazerem o que fiz, mas sabe, quando te dá um puta de um tesão e não pensa duas vezes. Pois é tinha que pelo menos gozar na boquinha [email protected] rnrn

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


tias gostosas de calcinha contoconto erótico bucetas e cu a minha disposiçãohomen dando cu para a gradeusobrinho dopa sua tia historia eroticamulher tranzndo com ponei realgostosas com mini calsinha saindo o beisinho da buseta de ladafilme com historia de erotico de tiozinho taradaocontos eroticos em familiamulek gemendo no pau do outro mulrkconto erótico o capataz tarado pelo viadinho de calcinhacrente viciada em engolirContos er meu que pitao peludominha sogra/contolevou boquete da irmã caçula dis que gosta de chuparcontos eroticos meu amigo e minha mãeContos eróticos mãecontos eróticos escravo de minha irmãesposa e amigos na cervejada em casa contoo negão comeu o meu marido contos eróticosgostosas de saiascurtinhas de perna pra cimacontos eroticos,peguei minha filha e sua amiga transandoMenina da pracinha, contocontos eroticos de me fodram enquanto dormeTatuagem na xoxota contoscontos cunhadas gostosassexo porno safada do sitiotudo no cucontos-gays fui arrombado por um bombeiro no motelcontos eroticos aventura em resendeinseseto commforcapone encaxa tudo na morenacontos eroticos primeira gozadaContos cm o vizinhopais se esfregando na filha shortinho corquando era pequena mamava na pica do meu tioSou casada fui pra um acampamento com os colegas a amigas so rou surubame depilei pro carnaval contoshoje eu comir a bucetinha da ester de cinco aninhosfui me encontra com o cara ele tinha um pau deliciosoquero uma menina cabelos longos escuros deitada na piscinacontos gorda feiacontos eróticos me estruparao por ser orientalconto de incesto iniciando os filhos a arte do.incestocontos eroticos com dialogo molestada pelo patraove porno com viadinho reganhado escorreno porracontos sexo meu filho meu homem que cu mais apertado agora chora contoesposa seria se bronzeando em casa contopoi ve a folha fundedo com o primo dentro de casacontos erroticos garroto comeu minha mulher dormindocontos eroticos abuzei de minha irmazinha com ela dormindoContos porno minha noiva bebadacontos fudendo sogra so com brincadeirascontos erotico fui concertar s torneira da vizinhamulher pelada e o cu melado de manteiga no corpo inteiropornô brasileiro fui trabalhar na casa da minha tia e comi minha prima de baby dolldividi minha mulher com outro comto eroticoconto porno come o cu da minha cunhada e a amante e sua amigacontos de negão advogado comendo loira clientecontoseroticosdecalcinhacontos eroticos primeira vez no cuzinho da esposacontos gay me depilando e pego no flagravirei puto do vovo conto gayconto engravideicontos eróticos entre mulheres e homens super dotadosconto erotico infancia brincando sem calcinhacontos eroticos o porteirocontos pedi meu cabaco para um velhocontos eroticos meu padastro mim estropo no onibusa crente e a zoofilia_contoscheirei a calcinha da minha cunhada safada contoscontos de atiivo x passivo fodendoPeguei meu filho mostrei minha vagina contos eroticosComtos erotico 6 com a casada.meu primo e minha amiga contos eróticoscomo comecei a ser enrabada pelo meu cachorrocontoscontos de sexo meu pai viuvo anoite primeiro meu encouxandocontos eróticos caseiros com o filho rapaz do patrão