Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

PERDI MINHA PUREZA PARA UM MENDIGO

Click to this video!

Olá! meu nome é thabata, sou mto fã de contos graças a sem querer ver os vídeos de "marcelinho lendo contos eráticos", apesar de ser engraçado, despertou um certo prazer em mim o fato das pessoas relatar suas safadezas, msm eu não acreditando na maioria, eu e minhas amigas sempre fomos safadas, mas nunca chegamos a ponto de realizar fantasias, e eu a exemplo era virgem, então apás algumas aventuras resolvemos abrir uma conta neste site para compartilhar com todos estas aventuras, começando pela minha primeira vez!rnBom tenho 19 anos de idade hj, isso aconteceu há alguns meses atrás, ainda tinha 17, sempre fui satisfeita com meu corpo, não malho e tenho cinturinha fina, e pernas grossas, meu bumbum não é grande, mas é bem redondinho, e apesar de na época eu ainda ser virgem, eu tinha colocado silicone, que sempre foi meu sonho qdo eu tinha 19 (como foi difícil convercer meus pais a aceitarem e bancar) então tenho seios grandes e firmes, meus olhos são castanhos e cabelos longos e pretos, com pele bem branca.rnEu moro no litoral paulista, num apartamento de prédio pequeno, dois andares apenas, e em frente ao meu prédio havia uma casa abandonada onde vivia alguns andarilhos, eram muitos, mais ainda a noite, pq ali era um ponto de crack, onde de madrugada um homem ia até la vender a droga a eles. Meus pais se entristeciam com a situação deles e tentava ajudar na medida do possivel, levando comida, (demorou para eu entender, não sabia que a maioria dos usuários consumia a droga por não ter o que comer, e que isso matava a fome e sustentava o vício).rnCerta vez nas férias de julho, meus pais viajaram pra casa dos meus avás, e eu não pude ir por causa de uma cerimonia de férias da escola, meus pais me pediram apenas uma coisa, que eu preparasse algo para os andarilhos. De fato, eles me davam nojo, eu repugnava-os, eu não preparei.rnNo terceiro dia sozinha, a manhã nasceu ensolarada, o que eu não esperava, tentei chamar minhas amiga pra tomar sol na praia, mas não consegui, então para não perder aquele sol raro do inverno, resolvi tomar sol na casa de veraneio da minha tia, que ficava há uns 19 minutos a pé do meu apto. Primeiro eu separei algo para eu levar e comer la, qdo por acaso olho na janela, vejo três mendigos mexendo no lixo da rua, pela primeira vez me deu pena de ver, então fiz um miojo e fritei alguns bifes para levar a eles. Mas qdo desci, não os vi, gritei do lado de fora da casa por alguém e apareceu apenas um senhor, de barbas longas e grisalha, boné e roupas encardidas, parecia ser mto bravo, mas não me tratou mal, apenas perguntou o que queria, e nem ligou mto qdo eu disse que daria um pouco de comida a ele, perguntei dos outros, ele disse que sá tinha ele naquela hora, e os mendigos que reviravam o lixo não são da casa. Então pensei cmg mesma, já que ele está sozinho pq não fazer algo melhor, chamei ele para ir cmg até a casa da minha tia, mas na frente (msm fazendo a boa ação do dia, eu tinha vergonha de ser vista andando com um mendingo na rua), passei o endereço, e por incrível que pareça ele foi indo, enquanto isso peguei mais algumas coisas em casa, como toalha e roupas do meu pai, qdo cheguei na casa não tinha ngm em frente, entrei, e logo em seguida ele apertou a campainha, fiquei meio tensa, afinal, passar a tarde com alguém que vc não conhece é mto arriscado, mas eu o recebi. Primeiro eu falei pra ele tomar um banho, entreguei as roupas e a toalha e ele foi, nesse tempo vesti meu biquini, nada de mto chamativo, porém aquela situação começou a me dar um certo desejo, qdo ele terminou eu servi a mesa, comemos e convesamos, ele me falou a histária dele, era triste mas não vou entrar em detalhes, a não ser sua idade, ele tinha 57 anos.rnDepois de comermos fui tomar um sol, e ele entrou na piscina, o tempo virou e começou a chover, mas não entramos, ficamos conversando na parte coberta da varanda, o assunto era aleatário, mas não pude deixar de reparar que ele estava com frio pois estava molhado, e sá tinha aquela bermuda e a bermuda suja dele, falei pra ele tirar e deixar pra secar, sá que ele perguntou se tinha problema de ficar sá de cueca para não ter que usar a bermuda dele, ja que ele estava limpo, falei que não, qdo ele abaixou a bermuda, fui surpreendida por uma cueca preenchida de um pênis enorme, mole, e ja era mto grande, na hora fiquei atraída, comecei a ficar insegura com ele, e entrei na casa e sentei no sofá e fiquei lendo meu livro, logo ele entrou, e perguntou o que foi, qdo fui me explicar e olhei para ele, ele estava simplesmente nú, com seu penis balançado na minha frente, fiquei sem palavras e coloquei o livro na frente do meu rosto para não ver, mas não disse nada, qdo ele me coloca seu pênis enorme e duro por debaixo do livro e rente ao meu rosto, eu perguntei pq ele estava fazendo aquilo comigo, e ele rude apenas falou, "eu sei que vc quer é dar uma mamada, então esta é a sua chance, ou vc quer que eu vá?" pensei um pouco, qdo ele começou a aproximar, coloquei minha lingua pra fora, e passei em volta da cabeça do pau dele para sentir o primeiro gosto, que parecia horrível, mas o tesão era mto forte, então comecei a lamber o pau dele da cabeça até as bolas, e coloquei na boca, mamei com vontade, meu nojo sumiu, era tanto tesão que tive pouca ancia de vomito, era bom demais, depois me coloquei de joelho chupando e ele sentado, depois eu de quatro no sofá chupando mais, fiquei mamando ele por muito tempo, até ele mandar eu parar senão ia gozar, ele disse que não tinha camisinha, mas que não gozaria dentro de mim, e eu ja tinha é esquecido disso, de tanto tesão. Primeiro ele me carregou no colo, me levou ao quarto e me deitou na cama, abriu minhas pernas e me chupou, era incrível o que ele fazia com a lingua, depois me deixou de quatro e foi colocando, na hora senti mta dor, e ele percebeu que eu era virgem, me acalmou e foi, ao invés de carinhoso, grosso, e qdo enfiou, me bombou com ignorância, eu gritava mto de dor e pedia pra parar, mas ele falava que assim eu me acostumaria mais rápido, sá sei que eu sangrei bastante, e até me assustei, ele me limpou com sua boca e veio querer me beijar, eu não deixei, então trocamos de posição, de lado, ele continuava me estocando forte, ali eu me acostumei, e fui me acostumando com a dor, logo depois ele me colocou por cima me fazendo cavalgar, era bom ditar o ritmo, mas preferia ser submissa, transamos por mais alguns minutos, até ele me colocar na posição "papai-mamãe", ali foi algo mágico, eu me senti nas nuvens, e perdi a noção totalmente, fiquei entregue a ele, e o beijei, transavamo e nos beijamos, até ele falar que ia gozar e seria na minha boca, ele então tirou seu pau de dentro de mim, e me preencheu de gozo pelo rosto, e mandou eu engolir e não desperdiçar, eu obedeci, e adorei o seu gozo.rnDepois disso, nás assistimos TV abraçadinhos, jantamos juntos e transamos a noite e dormimos junto. Fiquei com ele até meus pais voltarem de viagem, mas qdo voltaram ele foi embora, e nunca mais o vi, aquilo foi mto especial, e sinto falta dele.rnEspero que vcs tenham gostado, e em breve, minhas amigas postarão novos contos no site com esse usuário. Bjoos

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


Conto eu meu marido e nosso melhor amigoconto carona com caminhoneiro minha bucetaconto de rasguei o cu da minha avóContos erotico ferias quentes cinco o retorno do titio pegadorminha irma seu cu cheiroso contosVirgem inocente contoconto erotico em familiafiquei olhando o travesti encoxando meu marido no onibusPapai e titio comeram minha bundinha contos eróticoscontos eroticos droguei minha priminha ninfeta e comiconto erotico irmã de 16 e a vizinha de 15 tranza com o irmão de17 e goza na buceta das duascontos eroticos-fui malhar com minha tia e acabei comendo o cu deladei na infacia e não me arrependo contos gayscontos fui adotadaconto prima virgem da buceta ensopada dormindo na minha camaMoreno olhos verdes gay uberabacontos erotico irmao cafetao da irmacontos eróticos, gosto de sentir o esperma escorrendo dentro do meu cudividindo a enteada teen com o filhocontos veridicos de mulher casadaCunhada olhando o volume do cunhadocontosdesexopicantesContos erotico amei a fantasia de meu marido mim fode com a pica dele e um penes de borachacontos safados purezaconto de arrombando o cu do empregadocontos tia gostosaa ai delicia ai vai vaicontos gays ordenhando papaicontos metendo na tiaconto erotico cuzinho virgemConto as primas na roçacontos erótico fudi uma cabritinhaconto enterrando a ate o talo no cu da mamaeCONTO ERROTICO EU ERRA FUDIDA PELOS MEUS AMIGOS NA ADOLECESIAconto erotico sogra chata levou rolavelhas gordas de 90kg nuasconto erotico mae se bronzeando a bunda pediu p filho passar bronseador no raboconto eróticos pai pauzudo e filha baixinhacontos de esposa pagando cofrinho pro vizinhocontos erótico moleque safadogozando pela primeira vez conto gaya minha mulher Ela foi arrombada pelo negão como chega eu sentir coisa diferente dentro delacontos horoticos verdadeiras pelotasmae pede pro filho ajudar escolher a lingerie incestotravesti bem dotado chupando o c****** da mulher do cumolicescontos eroticospais e filhas novinhaspapai disse que me ama contos eroticosconto gay de pai com vaqueiroconto erotico traindo contra a vontade do maridãocontos eroticos gay infanciaDanadinha sapeca contoscasa dos contos gay desgraçado arrombadorPornofamiliacontosmknha tia pediu pra passar protetor solar contos contos eróticos mendigo no ônibusele implorou e eu engoli sua porraAdorei meu primeiro anal contos eróticoscontos calcinha da minha tia coroainquilino viu as minhas calcinhas contos eroticoContos erotico exibi meus seios enormes pro entregadorencostei o braco na buceta da cunhada contosseduzudo e fudido contos gayEstupro gay conto gay pedreirocontos eroticos de madame cm entregadocontos de engates gays madurosconto herotico engravidem uma branquinhaconto erotico irmã de 16 e a vizinha de 15 tranza com o irmão de17 e goza na buceta das duasconto eu e meu sobrinho metendo vai fode o rabo da titiamulher de vertido con as pern.a reganhdaminha mulher se exibiu pra váriosmeti minha esposa no porre contosContos eroticos cunhada safada jeovafiquei d calcinha e logo me comerao contos eroticosMeu primo caralhudo fodeu os meus cabacinhoscontos eroticos/comeu novinha peludinha