Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

DEI MEU CU PARA UM ANÃOZINHO GOSTOSO E SAFADO

Click to Download this video!

DEI MEU CU PARA UM ANÃOZINHO GOSTOSO E SAFADOrnrnOi minha gente tesuda! Quem já sabe minha descrição pode pular para o segundo parágrafo, que é onde inicia-se o conto. Sou mineiro, BISSEXUAL não assumido, loiro, alto, branco, pau de 16cm, rosado, grosso e cabeçudo, de onde sai muita porra cremosa. Não tenho nada de super, sou um cara normal, tenho barriguinha saliente, já que estou fora de forma. Porém, compenso tudo na cama, onde faço o que o tesão mandar, sendo bem safadinho e sem pudores. Fico e deixo o parceiro ou parceira louco de tesão. Estou sempre pronto pra arrombar um cuzinho ou uma bucetinha, nos quais meto forte e fundo, mas também com muito carinho, fazendo a putinha ou putinho gemerem, gritarem e gozarem bem gostoso. Meu rabo branco é muito volumoso, bem desenhado e afeminado, já que não tenho pêlos na bunda, que é bastante firme e com certeza o macho vai encher a mão com minha bunda gostosa e gulosa. Terei muito prazer em rebolar na cara do safado que quiser chupar meu cuzinho que é pequeno e apertado, visto que tenho estreitamento do esfíncter e portanto, apesar de meu cu já ter sido invadido, ele continua apertadinho, portanto o trate com carinho. Gosto de ser fodido bem de leve, com carinho, quero sentir a pica entrar e sair bem gostoso do meu cu. Quero sentir os pentelhos do macho roçarem meu rabo branco, sentir a barriga do safado bater contra meu bundão branco. Se me foder assim, vou gritar e gemer feito uma puta, como uma cadelinha no cio, como uma verdadeira vadiazinha, já que vou ser sua puta na cama.Meu cuzinho é muito guloso e anseia por recepcionar línguas ávidas, dedinhos exploradores e pirocas bem limpas, cheirosas, gostosas, com bastante leitinho pra jorrar no fundo do meu cu ou na minha garganta, já que tenho cede de leite-de-pau, o qual recebo entre meus lábios e engulo tudo, deixando o pau limpinho. Minha boca é bem desenhada, tenho lábios carnudos, volumosos e rosados, prontos para engolir cacete e chupar bucetinhas e cuzinhos. Mamo feito um bezerrinho, chupo os ovos, enfio o cacete todo na boca, até engasgar com a cabeça do pau batendo em minha garganta, amo fazer garganta profunda. Deixo o pau todo melado, pronto pra me fazer de fêmea, pronto pra entrar e sair do meu cuzinho, deixando-o arrombado, terei prazer em ser sua puta, sua cachorra vadia. A mesma boca que chupa pica chupa e lambe buceta. Enfio minha língua toda dentro de uma bucetinha, chupo o clitáris com força, até a vadia safada gozar na minha boca. Sorvo todo o gozo da putinha e deixo a xaninha pronta pra receber meu caralho. Também amo lamber cuzinhos e sentir o puto ou puta rebolando em minha cara, se contorcendo de tesão. Gosto de machos que gozam bastante, pois gosto de ficar meladinho de porra, senti-la escorrer por meu rosto. Gosto de sentir a porra encher minha boca e quando gozam no meu cu, gosto de senti-la escorrer pra fora, descendo por minhas pernas. Quero conhecer machos safados que queiram me foder bem gostoso e que me dêem seu leitinho quente em abundância. Quero conhecer fêmeas trepadeiras safadas que amem dar a bucetinha, na qual quero meter muito gostoso até a vadia gozar no meu pau e em minha boca. Quero conhecer casais safados pra foder a esposa ou a esposa e o marido e chupar a buceta da safada apás o maridão ter gozado nela. Quero chupar a bucetinha da esposa enquanto o marido fode meu cu. São várias fantasias a realizar e espero a cooperação dos safados e safadas de plantão. Quem se interessou é sá me adicionar no MSN ou mandar e-mail para [email protected] que terei o maior prazer em responder às mensagens e iniciar contato para, quem sabe, começar uma amizade bem gostosa. Meu pau está de pé e meu cu aberto a proposta de casais, machos e fêmeas safadas para amizade, curtição e prazer, sempre com sigilo, discrição, educação e muita putaria. Beijos do seu putinho - [email protected], agora são exatamente 15:25 minutos do dia 02 de Outubro de 2012 e aconteceu algo inusitado comigo que preciso compartilhar com vocês, antes de partir para a práxima cidade que tenho que visitar. Estou viajando pelo norte de Minas, visitando e fiscalizando alguns árgãos públicos. Como a cidade é pequena não vou indicar qual é, para não comprometer meu anãozinho casado, com dois filhos e muito safado. Estou nesta cidade desde ontem, quando saí a noite para um barzinho a fim de tomar umas cervejinhas. Rolava um papo sobre futebol, sou torcedor do Cruzeiro, e todos no ambiente estavam rindo e zoando uns aos outros, até que fui introduzido no assunto, pois o anãozinho vendo que eu sorria de tudo perguntou pra que time torço e quando respondi aumentou a algazarra. Ficamos batendo papo que passou do futebol pra política e etc e quando percebi sá estávamos eu e o anão no bar. Já era mais de meia-noite quando pagamos a conta e fomos embora. Por sinal a casa do anão é práxima ao hotel onde estou hospedado e fomos andando pela rua, já que era pelo menos uns 19 minutos de caminhada. A disparidade entre nossas alturas, eu com mais de 1,80m e ele anão era gritante. Fiquei zoando ele, enchendo o saco e ele o meu, era como se fôssemos amigos a anos. Fiquei zoando ele demais até que ele disse que era pequeno mas que tinha o pau grande e que a fama de quem é grande é de ter o pau pequeno. Ri demais dessa teoria dele e isso me acendeu um fogo terrível, meu pau ficou duro na hora que percebi a possibilidade de ver a rola do anão, afinal não gosto de homem e sim de rola, me dá um tesão incrível. Apostei com ele dizendo que se ele tivesse a rola maior que a minha eu pagaria o almoço dele, mas se fosse o contrário ele pagaria meu almoço. Não sei se foi devido ao álcool ou pelo desafio mesmo ele aceitou. Como teríamos que medir os cacetes propús que fôssemos ao meu quarto no hotel a fim de medir as pirocas. Ele aceitou e passamos pela recepção, onde pedi pra mandarem umas cervejinhas pra o quarto. Apás entregarem as cervejas eu perguntei ao anão quem mediria primeiro. Ele disse que podia ser ele que pegou a régua e foi se direcionando ao banheiro, quando eu o interpelei: "Onde vc pensa que vai amigo? Tem que ser aqui, na minha frente". Ele disse que tinha vergonha e que o pau dele estava mole. Então tomei a régua de sua mão e disse que ia medir o meu primeiro. Fiquei de costas pra ele, propositalmente, pois tenho um lindo rabo branco, volumoso e sem pêlos, bem grande e empinado. Tirei primeiro a camisa e desabotoei a calça, abaixando-a junto com a cueca até os joelhos. Inclinei o tronco pra frente com a "intensão" de desamarrar os tênis, ficando com o rabo empinado e o cu à mostra. Olhando por entre minahs pernas percebi que o anão estava de olhos arregalados pro meu rabo e alisava o cacete com a mão sobre a calça. Tirei o tênis e depois a calça com a cueca ficando todo nu. Medi meu cacete, 16cm, e sorrindo olhei pra ele e disse: "agora que você está de pau duro, meça o seu pau". Ele sorriu e colocou o pau pra fora, era um pau claro, cheio de veias, cabeça vermelha e grande, chegava a brilhar. Ele pegou a régua e levou ao seu pau pra medir, eu olhei indiscretamente pro pau dele, passei a língua pelos lábios e comecei a tocar uma punheta de leve, sempre olhando pro cacete dele. Ele sorriu depois de medir e disse: "17cm". Eu falei que era mentira, pra ele medir denovo que eu ia fiscalizar. Ele sorriu e levou a régua ao seu pau, eu vi que a régua não encostava na base do seu cacete peludo, ele estava roubando. Então falei pra ele ficar pelado e medir denovo. Ele a princípio não queria, mas insisti tanto que ele cedeu. Ficou completamente nu. É uma anão peludo e barrigudo. Peguei a régua e disse que eu seguraria, pra confirmar que ela estava encostando na base do pau dele. Ele segurou o pau e eu coloquei a régua, 14cm de pênis, ganhei o almoço. Mas o que eu mais queria era ser o jantar daquele anão. Então, atnes que ele se afastasse eu segurei seu pau e olhando nos olhos de espanto do safado lambi os lábios. Vendo que ele não esboçou reação eu me ajoelhei e me inclinei e comecei a mamar aquela piroca. Enfiei toda na boca. Os pêlos e sua barriga me sufocavam. Sentia a pica chegar à minha garganta. Colocava a língua pra fora e metia sua pica boca a dentro, de forma que engolia sua pica e lambia a base do seu pau e seu saco peludo. Peguei meu anãozinho e o deitei na cama para fazer um 69, ele no meu cu e eu no seu pau. Entreguei um pote de gel pra ele que começou a passar na entrada do meu cu e depois no meu reto, onde ele enfiava 3 dos seus dedinhos. Eu grunhia com seu pau na boca, tirava seu pau da boca e gemia feito puta. "AAi, ta gostando do meu cuzinho seu puto? Quer foder o cuzinho da sua puta seu safado? Qi que pau gostoso, que mão gostosa no meu cu"! Ele dava tapas na minha bunda, dizia que minha bunda é enorme e que meu cu é uma delícia. Ele socava os dedos no meu rabo e apertava minha bunda gemendo, me chamando de puta, que minah boca é deliciosa. Coloquei um travesseiro sob meu ventre, de forma a deixar minha bunda levemente levantada e deitei de barriga pra baixo. O safado veio e sem rodeios encostou e foi empurrando seu pau no meu cu. Eu abria minha bunda pra facilitar a entrada e sentia aquele pau me preencher. Quando ele entrou todo o anãozinho pôs-se a me foder, primeiro devagar e depois ele parecia que cavalgava uma égua, pois metia rápido, fundo e forte. Estava tão forte que eu gemia e parecia que soluçava. Nossos corpos já estavam molahdos de suor e ele sá metia e dizia "ai que cu gostoso viado, ai que cuzinho gostoso sua vadia". E eu lá fazendo meu cu piscar e sentindo aquela pica entrar e sair. Deitei na posição frango assado e o anão veio e atolou a piroca novamente, ele fodia muito gostoso. Fazia um enorme barulho de sua barriga batendo em meu corpo. Eu já gemia um pouco mais alto, sá não gritava pra não chamar a atenção dos háspedes do hotel. Aquela pica rasgava meu cu que estava em brasas, ardia bastante, a cabeça do pau do anão é bem grande. Coloquei o anão deitado na cama e parti pra cavalgar aquela piroca. Apontei ela pra entrada do meu rabo e fui encaixando, descendo, até ela sumir no meu rabo branco, até se esconder no meu cuzinho rosado. Então comecei a subir e descer feito uma puta, eu quicava em cima daquela pica, daquele safado, encaixava tudo até o fundo do meu reto, piscava o cu e rebolava, aumentei o ritmo das metidas no meu rabo e o anão avisou que ia gozar, continuei a quicar sobre ele até sentir seu pau inchar e encher meu reto de porra. Senti várias esguichadas no meu cu e o anão se contorcia e gemia sob mim. Senti muita porra encher meu cu e aquilo me deu mais tesão ainda, pois continuei com o pau do anão no cu e comecei a bater uma punhetinha sentindo a porra começar a sair do meu cuzinho e escorrer, pois o pau do anão começava a amolecer e com ele saía porra também. Sá sei que o tesão era tanto que em menos de 3 minutos eu gozei na barriga e peito do anão. Caí deitado de costas na cama sentindo a porra sair do meu cu, escorrer por minha bunda e para no lençol. Me levantei pra me banhar e o anão pediu pra ver meu anel, abri a bunda e mostrei pra ele: "está vendo seu safado, você abriu meu cuzinho, essa pica delicosa me arrombou, fodeu sua putinha"! Sorri e fui me banhar. Ele veio atrás e debaixo do chuveiro eu mamei seu pau e o lavei e ele lavou meu cuzinho. Tomamos mais três latinhas cada um e sá sei que ele saiu do meu quarto lá pelas 03:00 da manhã. Já hoje, na hora do almoço meu telefone toca, era o safado do anão dizendo que ia pagar meu almoço. Era mais ou menos 13:00 horas, então fomos pra um restaurante afastado da cidade uns 20 km, onde a comida é deliciosa ele pagou um frango caipira e pudemos conversar sobre a loucura da noite anterior. Ele me disse que foi a primeira vez com um homem, mas que havia gostado muito, que tinha vontade de saber como é foder um cu, já que sua esposa não libera e pediu discrição, já que é casado e tem dois filhos. Claro que serei discreto, pois na minha cidade ninguém sabe que gosto de pica, respondi eu. Almoçamos e na volta eu o avisei de que provavelmente às 17:00, assim que fosse assinado um papel no árgão que fui fiscalizar, deveria ir embora rpa outra cidade, que fica há amis ou menos 1:30 horas de viagem desta que estou. Ele disse que queria se despedir e novamente fomos ao hotel onde o mamei até ele encher minha boca de porra, que eu engoli toda. Depois eu o mamei até seu pau ficar duro novamente, ele lambeu muito meu cu e passou gel no meu furinho e no seu cacete e meteu denovo. Ele saiu daqui à 15:15 mais ou menos e eu resolvi escrever pra vocês com o cu ardendo, sentindo o gosto do seu pau e com porra escorrendo do meu cu que está arrombado. Quem sabe na práxima cidade não encontro alguém delicioso ou deliciosa igual a esse anão pra fodermos gostoso. Estou afim de uma bucetinha bem gostosa.rnBJS DELÍCIASrnCONTATO pelo [email protected]ÍVEL PARA CASAIS, MULHERES, HOMENS, TRAVESTIS, RPA QUEM QUISER, DESDE QUE ME INTERESSE TAMBÉM.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


Como eu faço para passar a minha pica dura na bunda da minha tiaconto gay iniciado parente sozinho cuzinho leitecontos eroticos de senzalascontos eróticos comi a bunda da minha tia enquanto meu tio dormircontoscontoseroticos teen pauzaofui dar mole e ele crew cuzinhocontos eroticos gozei no pau do meu irmaocontos eroticos meu filho me fez gozarcomi minha tia em minha cama fingindo que tava dormindo contoseu e minha cunhada lesbica fizemos um bacanal com sua irma e mae incestozoofilia gay extraordinárias bizarrosleke comendo a casada contocontos eroticos esposa exibicionista ficou curiosaconto erotico comi minha prima enquanto ela dormiaUma buceta fofinha afim de um dotado contosTennis zelenograd contobuceta de crente parte2 contoconto coroa gordinhaconto erotico gaucha casada carente na praia e cunhadocontos incestuosos - mãe e filho no forró terceira idadecontos gay dei para um anndarilho roludocontos eroticos coroas punhetando o pirralhocontos eroticos com cavaloscontos gays de escoteirosconto erotico real eu meu tinha comemos minha tiacontos eróticos frio inverno geladoso contos de zoofilia gay dando pra cachorro sendo aronbadomasturbando com obras em xasa contocontos delícia de cacetaocontos eroticos coroas velhas com novinhos tia neuzacontos eroticos sobre voyeur de esposatanga contos eróticoscontos eroticos dos leitores comeu meu cu boceta a forcacontos eroticos brincando escondido infanciacontos de bundas gigantes de vestidosvideo de sexo c langerricontos eroticos tios gordinhos tirando o cabaço do cu do sobrinho novinhocontos eroticos submissa meu dono cortou meu grelolevei minha tia viuva pra conhecer a praia contos eroticosContos eróticos de mamãe ensinada a filha ser putaConto comendo a cu dar empregada por chantage contos erotico gay dei pro amigo do meu pai e comi a cachora dele sorfilaconto erotico meu aluno rasgou meu cu videos para deixar o namoradoexitadocontos de cú de ladracontos de homens relatando sobre o crescimento do pêniscontos erotico estupro maeSou casada mas bebi porro de outra cara contosPorno contos incesto pais e maes e suas meninas iniciando o melho sexo familharvi outro gozar na boca de minha mulher contoscontos eroticos "coisa enorme"contos gay pai bebado suadoencoxadas nos blocos do carnaval contoscontos dei pra passarContos eroticos detalhes por detalhes e falas dos autores e personagens eu era uma menina de 18anos o cara do onibus me fudeuencontrei minha prima baixinha bunduda sozinha na balada contos eroticoscontos erotico na prisãoconto erotico meu tio fez virar putanunca tinha visto um pau tão grandepelado com uma travesti contos eróticosconto grelo e pau grossopeladas meladas de manteiga no cucontos erótico de estupro em boatescontos eroticos patricinha caminhoneirosContos meninas d doze anos perdendo o cabaço com papaI ddotadoconto erotico baba bate sirica espiano patroes fudendootitiu comendo a sobrinhavirgem tendo um orgasmo contos eroticoscontos minha filha viciada em porracontos pai ea mamae chuparao minha xoxotacontos eroticos meti a vara no meu cunhado e minha irmacontos eroticos dei pa paga divida