Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MEU PRIMEIRO SWING - CONTINUAÇÃO

Click to Download this video!

Como falei no conto anterior (meu primeiro swing) essa é a nossa primeira experiência em casa de swing, depois que saímos do quarto com o casal, resolvamos ir para o labirinto, para quem não conhece, é um lugar com corredores escuros, cheios de quartinhos com pouca claridade, onde entramos e fazemos a maior sacanagem, passeando nesse corredor entramos em um desses quartos que por sinal cabe até 3 casais e começamos a nos bulinar, minha esposa tirou meu pau para fora e começou a chupar gostoso, fazendo ele ficar durinho, deitei ela no sofá e comecei a chupar sua bucetinha, que nessa altura já estava toda molhada e pronta para levar vara.rnNisso entra outro casal na cabine e também começa a se sarar, ela tira o pau dele para fora e começa a chupar gostoso, o colocava inteirinho na boca, lambia as bolas, passava na cara, fazia uma verdadeira festa. Ficamos observando o que eles iriam fazer ali, ela tirou os peitos para fora e ele começou a mamar como bezerro desmamado. Fazendo-a gemer muito, ai foi descendo a boca até chegar na sua xoxota, ela sentada no banco de pernas bem abertas, e ele chupava muito. Eu e minha esposa não ficamos para trás. Mostramos para eles que sabíamos fazer sacanagem também, até que a mulher pede para minha esposa se pode chupar meu pau enquanto ela é chupa, claro que ela deixou, e como ela chupava gostoso, tive que me segurar para não gosar na boca dela, e sendo fizemos uma troca, minha esposa passou a chupar o pau do cara, dava para perceber como ela estava se deliciando, pois achou o pau que queria um de 23x6, ela estava louca para experimentar um pau desse tamanho. rnEla pegava, apertava, tentava colocar todinho na boca, lambia, babava, fazia de tudo que tinha direito, nem se importando se eu estava ali olhando fiquei cheio de tesão, ai pequei a outra mulher e comecei a dar um trato, chupava sua buceta com todo prazer, passava a língua por toda a sua extensão, chupava o grelhinho, enfiada a língua dentro dela, uma verdadeira chupada em uma buceta gostosa, a o grelinho dela era bem desenvolvido, parecendo o bico dos peitos, e gemia muito e pedia para não parar, queria gozar na minha boca. Nesse momento o cara coloca minha mulher de quatro, com as mãos apoiadas no sofá, e começa a comer a bucetinha dela, que sá tinha sentido um pau desse tamanho através de um consolo que usamos, ele começou a uivar de desejo, falava para come-la forte, colocar sem dá nem piedade, pois estava adorando um pau verdadeiro daquele tamanho.rnA mulher também quis ser comida daquele jeito, ficou de quatro e pediu para comê-la bem gostoso, eu metia tudo na bucetinha dela, e como ela estava de quatro sobrava aquele cuzinho gostoso olhando para mim, como se estive pedindo para invadi-lo, no começo coloquei um dedo todinho, ai ela passou a mexer a bunda falando para colocar mais um dedo, queria ficar com o cu larguinho para poder receber meu pau bem gostoso se dor nenhuma, tirei o pau de sua buceta e coloquei bem devagarinho para ela não sentir dor, sá prazer, a hora que coloquei tudo ela falou para socar, bem forte, queria gosar eu comendo seu cu. Nessa o cara vendo que eu estava comendo o cu da mulher dele quis comer o cu da minha, mas como o pau era muito grande ela não queria deixar, achava que ia ficar arrombada, como naqueles filmes de sacagem que vemos nos filmes pornô, ai falamos para ela que isso não acontece, pois aquelas mulheres enfiam qualquer coisa no cu, como pepino, consolos de até 19 cm de diâmetros, por isso é muito largo, e a mulher dele falou que ela sempre levava no cu e ele não era assim largo, eu percebi que entrou fácil, mas não era largão não, disse isso para minha mulher, ai sim ela deixou que ele comesse seu cuzinho, mas para isso tinha que ficar muito lubrificado, e para isso a outra mulher iria dar um trato, pois ela falou que adora chupar uma bucetinha e um cu também, e estava com vontade de fazer aquilo.rnDepois do cuzinho da minha esposa estar bem lubrificado, coloquei um pouco, sá para ele alargar um pouco mais, ficando um pouco mais aberto, dei algumas bombadas, tirei meu pau, ai ele começou a colocar, até passar a cabeça minha esposa falava que estava doendo, queria tirar, mas a outra mulher começou a choupar seus peitos e xoxotinha, ai sim ela relaxou, e a cabeça do pau passou, e como pinto não tem ombros, foi direto, quando ela sentiu as bolas bater na bunda dela, ficou louca, começou a gritar falando para o cara colocar com força, tirar e colocar de novo, bombando bastante, meteu nela uns 20 minutos, até gosar, e nisso também comia a mulher dele, que bucetinha gostosa, mas não gosei, voltei a comer o cuzinho de minha mulher para ver como tinha ficado, estava um pouco largo, mas gostoso de comer, ai ela não sentiu dor nenhuma sá prazer, e gosou novamente.rnO casal falou que foi uma das melhores fodas que já tinha dado ali, que tinha sido muito bom, agradeceu e foi embora, eu e minha nos recompomo-nos e voltamos para as mesas, minha esposa falava que seu cuzinho estava um pouco dolorido, falei para ela se queria ir embora, ela falou que não queria mais algumas sensações novos, ficamos bebericando por mais algum tempo, alguns casais se sentaram a mesa, conversamos mas não deu em nada, o cara sá queria comer e a mulher dele participar eu sá ficaria olhando, estou fora, quem está na chuva é para se molhar, quer fazer isso arruma uma mulher sozinha, não casal.rnQuando eram quase 3hs resolvemos ir embora, quando senta outro casal, na mesa, ai sim um casal legal, de bom papo, ele empresário ela professora de escola infantil, ambos muito simpáticos, e estavam acostumados a ir à casa de swing, sair com casais de amigos, festas de orgia e outras relações amorosas, estávamos deliciando-se com suas histárias quando ele pergunta se sou bi, falo que não, o máximo que tinha feito era ter um consolo enviado no rabo, pela minha esposa, que as vezes fazíamos isso, inversão de papéis, e que uma vez invertemos tudo, nos encontramos em um restaurante ela vestido de homem, e que iria me cantar dentro desse restaurante, ai iriamos para um motel onde ela me comeria muito gostoso, sempre no papel de homem, com um consolo bem grande, foi até vestida com ele no restaurante, (isso é um conto que falo em outra hora). Ai ele me perguntou novamente se queria ter esse tipo de relação, falei que não sabia, até fiquei meio envergonhado por estar diante de minha mulher, ela olhou para mim e estimulou se quiser eu topo ir para o quarto com eles, quero ver você comendo e dando rapinho para um cara.rnMesmo assim ainda fiquei meio indeciso, e nesse meio tempo a mulher dele começou a pegar no pau, apertava muito gostoso, fazendo-o ficar em pé, minha esposa Cristina não deixou de lado pegou no pau do Carlos esse era o nome dele, apertou deixou-o durinho e falou para mim, é do tamanho do consolo que como você, não vai doer nadinha, nessa percebo que minha esposa, Cristina, estava doidinha para ver eu dar meu cuzinho, e a esposa dele Paula fala a mesma coisa para o Carlos, o dele também não é muito grande, você vai gostar, apesar de não ser do tamanho que você está acostumado a levar no cuzinho.rnEscutando essa conversa das duas, acabei aceitando o convite de ir para o quarto, realizar o desejo de ambas, chegando no quarto eu estava um tanto quanto inibido, pois a situação para mim era diferente do conto anterior, não tinha que dar ou comer outro homem, as mulheres foram mais rápidas começaram a se beijar, minha esposa gostou da brincadeira de transar com outra mulher, começaram a despir uma a outra, ficando peladinhas em cima da cama, nos estávamos olhando as duas a se atracarem, fazendo 69, uma enfiando o dedo no da outra, muitos gemidos e suspiros, nisso Carlos tira a roupa e parte para cima de mim, começa a me alisar o pau, por cima da calça, ele começa a dar sinal de vida, uma vez porque estava vendo as duas em cima da cama, e depois ele pegando no meu pau, tirou minha camisa, e começou a chupar meus peitos, mordiscava meus mamilos, lambia meu peito, abaixou minha calça, junto com a cueca e tudo, deixando meu pau livre, meia bomba, mas quando ele colocou a boca e começou a chupar, não deu outra levantou rapinho, porque ele chupava muito gostoso, colocava inteirinho na boca, lambia, chupava as bolas, descia a língua até a portinha do meu cu, lambia tudo.rnNisso fomos para acama participar da brincadeira de nossas esposas, pequei Paula deitei-a de lado e comecei a dar uma chupada na sua buceta, que estava molhadinha, e Carlos fez a mesma coisa com Cristina. As duas imploravam para serem penetradas, queriam sentir uma na xoxota, fixemos isso por um tempo, até que Carlos se levantou e veio por trás chupar meu cozinho, levei um susto, ele viu que fiquei meio apreensivo, dai mandou Carla chupa-lo, ai sá foi alegria, como ela chupava gostoso, enfiava a língua dentro, lambia as bordas, me deixando com um tesão no cu lascado. Nisso sinto algo diferente no cu, era Carlos passando a cabeça do pau nele, senti um calafrio, seria a primeira vez que um pau de verdade entraria no meu cuzinho, até ali, virgem de pau, como minha esposa tinha falado o pau dele era exatamente do consolo que ela enfiava no meu cu, por isso foi relativamente fácil a entrada dele todinho, quando senti suas bolas batendo em minha bunda o tesão foi a mil, ai relaxei, rebolava igual as mulheres faziam, ele ficou metendo no meu cu mais ou menos uns 20 minutos, nisso a mulher dele e a minha se revessavam chupando meu pau, que sensação deliciosa, de repente sinto o pau dele inchar, ficar mais grosso, e ai sim gosa dentro do meu cuzinho e nesse momento goso na boca da mulher dele, mas minha esposa queria porra também e beijou Paula, para sentir minha porra também.rnFicamos um tempo conversando amenidas, pegando um ao outro, hora nas mulheres e outras em nos mesmo, ai ele fez a pergunta fatídica, você gostou de levar no cu, eu meio sem jeito respondi que sim, senti uma sensação que nunca tinha sentido, apesar de colocar alguns consolos no a sensação é diferente, minha esposa já tinha falado isso, nesse momento sem eu perceber ele começa a chupar meu pau, onde as duas mulheres queriam dividir com ele, três bocas chupando um pau, não tem nada indescritível, quanto meu pau já duro ele pede para eu ficar de barriga para cima, pois ele quer sentar em cima, quer ver minha cara de prazer comer o cu de outro homem, ai foi a vez de minha esposa facilitar as coisa, chupou meu pau deixou ele lambuzado, chupou o cuzinho dele que também ficou bem molhado, ai sim ele sentou em cima, senti cada centímetro no meu pau entrando no cuzinho dele, como é gostoso cuzinho de homem, ai a mulher sentou-se na minha cara para eu chupar a xoxota dele e minha esposa ficou de pé em frente a ele que também chupava a xoxota dela, enquanto as duas se beijavam, se tivéssemos tirado uma foto seria digna de um pôster, ficamos assim os quatro uns vinte minutos, onde também gosei no seu cuzinho, e as mulheres também, foi um orgasmo quadrupolo. Caímos exausto de lado, conversamos mais um pouco, falamos de nossa experiência com o casal que conhecemos quando chegamos, e falamos que até poderíamos marcar um encontro com os três casais, não sei se o cara do primeiro casal é bi, mas se não for o iniciaremos. rnTrocamos telefones, para uma possível transa novamente, e convidando o casal anterior, fomos embora para casa, onde dormimos um pouco, quando acordamos começamos a lembrar da loucura que fizemos e trepamos gostando até a tarde.rnObs. TUDO ISSO FIZEMOS COM PROTEÇÃO, NÃO SE ESQUEÇA DO H.I.V. USE CAMISINHA.rn

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


dando no ônibus contoscontos er deixa que levoConto erotico meu marido so na puneta o pal dele nao enduresecontos eroticos cunhadaContos cai de boca na buceta da minha avocontos eróticos minha esposa me confessou tudoContos sogra medindo o tamanho do pauTraicao minha namorada safada vendo pinto dele contosporno gay pai apostou cu para o vizinhocontos eroticos dava balas e comia cu do pivetevidios de zoofilias mostra homem acariciando uma jumenta com a mão na buceta delacontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casaContoseroticos estuprando VitóriaDo caralho- a cueca do dentista-contocontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casaaravando as pregas do cu virgem fa espozacontos fudi minha cunhada emplena lua de melconto gay amigo do meu paiComtos tia e sobrinha fodidas pelos amigos do tiomeu ex tem ficou duro eroticos contosconto erotico foda com a viuvinhacontos com minha comadre na praia conto erotico cdzinha arrombada por dois negoesconto erótico de saia brincando com os meninosContos eroticos cu da negra madantacontos eróticos gay irmãos machos se esfregandoConto erotico chorei com o cacete do cavalohttp://googleweblight.com/i?u=http://tennis-zelenograd.ru/conto_27758_tudo-comecou-no-colo-pra-me-ter-no-colo-do-p....html&grqid=FXxSLOdv&s=1&hl=pt-BRFoderam gente contos tennssogracarentepornoConto Erótico ninfeta Fio DentalContos chupando o cu do gordinhocontos eroticos de mae comprando calcinha fio dental atolada no cu pra filhanovinha peguei no pinto do cachorro relatosContos: estou espirrando dentro da bucetinha da minha filhinha pequenacontos eróticos fui consertar o interfone da vizinha e comi seu cuzinhocontos exitantes estava muito triste e carente meu cunhado chegou na minha casaA maior gozada muita porra contosvídeo de bocado de mulher dançando de fio dentalconto porno eu ja lanbi e comi mulher mestruadaFlagrei minha cunhada chorando em cima de kct contosdando padrasto contos eróticosContos punheta voyeurcontos eróticos Fortalezacontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casacontos eroticos vizinhas camaradascontos completos quentes esfregando so pra judiar pedindo masjaponesa foi rasgada por negão contos eróticostestos eroticoscomi a buceta da minha alunameus patroas adoram chupar a minha bucetacontos me vesti de mulhersou eteto mbte contoscontos eroticos de sogra carentecontos eróticos fictício de ginecologista e grávidacontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casacontos pornos irmas naturistasmae.caga.no.casetao.d.fihlo.conto eróticos eu mãe e irmã no hotelcontos de coroa com novinhoreencontro com ex bem dotado contosobrinho mandando ve no cu da tia contosfilha tesudinha do papa contosicontos eroticos de incesto: preocupada com meu filhoContoseroticos novinha magrinha virgem estupradas pelo tioSou casada mas bebi porro de outra cara contosconto chantageei minha irma evangelicaele era um lindo anjoContos madrasta putaContos eroticos de irman eirmaocontos lesbcos primeira vez co minha primacontos eróticos sou homem mas dei muito o cu gosto muitocontos enteadaO amigo dele me comeu contoscontos eroticos - isto e real. parte 3contos eroticos com pescadorcontos eroticos de lesbicas espiando os pais transando e fazem o meswww.contos eroticos maes e filhoscontus orgia reforma casa loiraconto erotico japonesinhaconto erotici curioda de senrtir im vibradorporno gey contos heroticos pegando novinhoconto erotico casada instrutor de motoconto erotico chupei uma sobrinha de nove anos q fez xixi na camae comecei a mamar aquele pau