Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

SURUBA E ORGIA SEXUAL FAMILIAR

Click to this video!

Objetivo principal é apresentar aos leitores em quatro partes um fato real que acontece com a nossa forma de vida, vejam com o amor é poderoso e forte, caros leitores saibam como praticamos sexo saudável com total liberdade e livres de preconceitos, somos pessoas integradas da mesma família com átima condição sácio-economica, realizamos intensivamente relações e orgias sexuais em família com muita satisfação e tesão, exibimos algumas vezes a um grupo seletivo de convidadas inscritas, que assistem espontaneamente com conforto e direito para aplausos.

1ª Parte – Introdução: Nossos nomes não são pseudônimos. Meu nome Marilda – 51 anos - Loira natural - 1,53 M. – Peso 70 Kg. – Seios grandes com aréola rosada e mamilos apontadinhos – Bumbum durinho de médio para grande – Coxas roliças e lisas – Físico em forma - Pêlos íntimos pintados de dourado – Buceta rosadinha com os grandes lábios carnudos - Divorciada - Compromissada com o meu amante. Meu amante (Assim o trato com carinho para ser mais charmoso e sedutor) homem atraente, gostoso, paixão da minha vida de nome Naully – Bonitão, Elegante e vaidoso – Moreno claro - Cabelos grisalhos - 1,86 M. – Peso 95 Kg. – 53 anos – Corpo atlético bem cuidado – Belas pernas e coxas peludas – Lindo cacetão rosado, grande e grosso - Pêlos tratados e aparado cuidadosamente - Empresário bem sucedido - Divorciado – Compromissado com a amante e as idolatradas do harém. Minha irmã – Lindona de nome Marisa – Loira bronzeada – 49 anos - 1,51 M. – Peso 63 Kg. – Seios durinhos normais com aréola rosada e mamilos grossos – Lindas coxas torneadas com os pêlos oxigenados - Pêlos íntimos pintados de acordo com época – Buceta rosadinha com um grelo grande - Lindo bumbum durinho de médio para grande – Bela tatuagem erática no ombro direito – Taradona e gostosa - Físico em forma – Divorciada – Totalmente compromissada com a nossa putaria. Minha bela filha – Enxutinha e lindinha de nome Lérida – 26 anos – Loira bronzeada – 1,62 M - Peso 58 Kg. – Seios normais com aréola rosada e mamilos delicadinhos – Bumbum maravilhoso bem formado e perfeito - Linda tatuagem no dorso do quadril – Bucetinha rosada e encantadora totalmente depilada, grelinho rosadinho com lábios carnudinhos – Boa forma física - Solteira – Compromissada com a nossa putaria e orgia. Eu e minha filha moramos juntas em uma boa casa. Meu putão amado e tesudão, mora em outra casa muito boa com os seus filhos. Minha irmã, mora em uma casa modesta com minha mãe e um casal de filhos, todas estas casas são mantidas pelo meu amante poderoso e garanhão. Temos quatro empresas comerciais, sendo uma de informática interativa, onde trabalhamos num prédio com mais oito funcionárias de cor negra, por onde administramos as nossas empresas, neste prédio tem um espaço mágico para as nossas práticas sexuais em grupo com muito amor, carinho, sedução e orgias sexuais, ambiente muito agradável num espaço de 140 M² no segundo piso superior. Primeiro ambiente um quarto com espelhos em posições estratégicas dando uma sensação sofisticada de um teatro majestoso, muito bem decorado com quadros de figuras eráticas e sedutoras, uma cama redonda altamente confortável rebaixada do piso com 3,80 M. de diametro, 19 poltronas confortáveis revestidas de veludo, muitas luzes, aparelhagem de som. Segundo ambiente um banheiro totalmente decorado com imagens eráticas maravilhosas, banheira redonda de 3,10 M. de diametro com hidromassagem. Terceiro ambiente confortável vestiário para as convidadas, como espelhos, duchas dágua quente, sabonete, shampoo, tolhas de banho e rosto, banquetas anatômicas, produtos de beleza, perfumes, secadores de cabelo, calcinhas, armários individuais com chave para uso das convidadas, decoração sedutora com fotos de mulheres em topless. Quarto ambiente sala de estar com uma decoração suave e discretíssima, cadeiras confortáveis, televisão, freebar, buffet, revistas, flores, etc. Estes espaços estão reservados unicamente para nossas relações sexuais de amor e orgias familiar, com e sem a presença de convidadas, as quais não podem participar das nossas praticas e relações sexuais, somente assistirem e aplaudirem conforme as normas estabelecidas, sendo as seguintes: 1) Não é cobrado o convite a nenhuma convidada, os convite fornecido antecipado. – 2) Entrada permitida sá à mulheres convidadas dispostas a praticarem topless durante a exibição. – 3) Não é permitido fumar. – 4) Não servimos nenhum tipo de bebida alcoálica. – 5) É permitido a pratica de aventuras amorosas e sexuais entre as convidadas sem a nossa participação (Eu – Meu amante – Minha filha e Minha irmã). - 6) Não é permitido em hipátese nenhuma usar a cama redonda. - 7) Não é permitido filmar e fotografa. Utilizamos o ambiente do prazer de três a quatro vezes por semana, não temos hora para começar as nossas relações de orgia sexual e nem pressa para terminar, seja com ou sem a presença de convidadas. Como podem perceber temos um espaço para o nosso ambiente de trabalho e outro para o ambiente do prazer, integrado no mesmo prédio. No escritário temos tarefas para serem cumpridas com muita ordem e disciplina, sá recebemos cliente e fornecedores das 8:15 às 13:00 horas, as funcionárias: Copeiras e Auxiliares trabalham das 7:30 às 15:45 horas, apás estes horários sá atendemos pela internet e eventualmente por telefone, continuamos trabalhando até às 20:00 horas, porém somente eu, meu amante tesudo, minha irmã tarada e minha filha putinha, neste verão adotamos um traje típico para os dias de calor, depois das 16:00 horas, mantemos muitos respeitos na presença das nossas funcionárias. Os nossos trajes não são extravagantes, nás as fêmeas trabalhamos sás de calcinha fio dental, cada, tem uma linda coleção com modelo e confecção exclusiva, definida com o auxilio do meu amante, ele adora seios por isto optamos por este traje, ele trabalha sá de cueca preta ou branca bem ajustada ao corpo, confeccionada com exclusividade, isto foi minha definição, acho lindo vestido desta forma protegendo o nosso ponto de atração e o belo bumbum peludinho, um detalhe importante sá minha filha depila os pêlos que contorna a bucetinha. Eu e minha irmã temos muitos pêlos e grandes que contorna a bucetona, cuidamos os com muito carinho, toda semana os clareamos e pintamos deixando-os bem tratados, com a calcinha fio dental ficam expostos e muito excitante, o meu amante fica encantado com a beleza dos nossos pêlos e seios, é tarado por seios e pêlos, esta é razão das decorações com fotos e imagens de seios e nossas convidadas expondo os seios em topless. Convivo e relaciono muito bem com o meu amante há 24 anos, cinco apás meu casamento, este safado seduziu-me, minha filha tinha dois ano, construímos com muita dedicação tudo que temos, o tempo foi passando a intimidade ampliando, hoje somos muitos felizes e liberais, a minha filha teve sua primeira experiência sexual aos 19 anos, chegou e falou para mim, depois com detalhes para o meu amante garanhão, daí para frente acabou aquele tabu, conversamos juntos sobre a nova vida que a teria com a atividade sexual iniciada, meu amante adorado diz que a teria que fazer isto mesmo, pois o sexo e o amor foram feitos para um casal sem nenhuma frescura, ela continuou namorando até completar 22 anos desistiu do manorado e falou que queria participar ativamente do nosso relacionamento amoroso e sexual, pois achava o meu amante muito atraente e tinha tesão latente por ele, nás sempre ficávamos muitos à vontade em casa, sempre nos fragava em situação de amor, porque não precavíamos em nada. 2ª Parte – Participação da minha filha: Em uma determinada ocasião fazendo a reforma da minha casa ela teve que dormir por alguns dias em meu quarto e meu amante neste período também estava dormindo comigo, nás disse não quero atrapalhar as suas relações de amor e sexuais, fiquem a vontade já os peguei muitas vezes fazendo amor, mas hoje não quero ver mais, foi taxativa quero participar, no primeiro momento foi um susto, acertamos a melhor forma dela participar, prontamente demos inícios à orgia familiar, a disse que podia fazer tudo que desejasse com o meu amante, em resposta disse-me quero ser chupada todinha igualzinho como ele te chupa, quero ficar com a minha xoxota toda enchada como fica a tua, com marcas no bumbum e nos seios, acho lindo quando você está toda marcada, quero andar em casa sá de calcinha ou totalmente nua, como você faz, ele também pode fazer o mesmo, quero vê-lo andando com o cacete mole e duro na hora da foda, aceitamos e fomos ao ato, pois o meu amante tarado começou primeiramente por mim depois passou para ela, começou acariciando-a, beijando-a, chupando-a e mamando nos seios, levou-a a loucura, gemia, gritava, retorcia todinha na cama, quando encostou a boca na bucetinha a putinha suspirou fundo e logo pediu-me para deixá-la chupar minha bucetona peluda e dourada. Meu amante nos posicionou de forma tão especial que eu também podia chupar o cacetão, ficou assim minha filha chupando minha bucetona, eu chupando o cacetão, meu amante chupando a bucetinha depilada da putinha, de vez enquanto dava tapinhas no bumbum da minha filha que gritava de tesão, ele deitou de barriga para cima e minha filha passou a chupar o cacetão, posicionei-me a bucetona peluda e meladinha de forma que dava para chupá-la e ficar masturbando a minha filha, ficamos fazendo está suruba por umas três horas, não consigo imaginar como consegue ficar todo este tempo com o cacetão duro sem gozar, para finalizar esta etapa minha filha então posicionou sua bucetinha lisinha e meladinha no cacetão, fique olhando o cacetão entrar lentamente na bucetinha, fique um bom tempo sá assistindo ela cavalgar em cima do animal cacetudo, achava lindo, tomei a decisão de ser a minha vez, ela aceitou sá depois que gozou gostoso, saiu de cima, mandou-me fazer o mesmo, pois queria ver eu gozar e falar tudo aquilo que eu falava nos momentos da nossa relação, ela assistia tudo se contorcendo, foi até que começou a beijar e morder o meu amante de uma forma violenta, depois postou as suas tetinhas na boca dele, ele chupava – chupava, ela pedia para deixá-la com os bicos bem grandes como os da mamãe, eu continuava calvagando em cima, ele diz vou gozar pedi para esperar um pouco que iria mudar de posição, fique de quatro para ele encher minha bucetona colocando até o saco, minha filha posicionou de forma mágica e ficou chupando minhas tetonas, meu amante metia gostoso e dava tapas e mais tapas no meu bundão, cheguei ao pleno orgasmo, sá gozo nesta posição ele esperou eu relaxar todinha tirou o cacetão da minha bucetona e mandou a minha filha chupá-lo e babar bem no cacetão, assim que estava bem babado com a saliva, colocou-a de quatro e meteu o ferro na bucetinha toda gozada e meladinha, eu queria participar da orgia fique de lado chupando as tetinhas da minha filha, em pouco tempo o meu amante garanhão gozou, encheu a bucetinha da eguinha de porra, esperou um pouquinho com cacetão lá no fundinho depois foi tirando devagar, passou a lamber e chupar a bucetinha da Lérida cheia de porra que escorria suavemente entre os lábios carnudinhos, coisa que nunca feito comigo, o cacetão estava com a minha porra, a porra da minha filha e um pouco da porra dele, então passei a lamber aquele suquinho e chupá-lo até que ficou mole. Fomos dormir sem tomar banho, abraçadinhos, no dia seguinte minha filha falou para nás que tudo ardia, que foi muito gostoso. Nota: Nás não praticamos sexo anal, meu amante não gosta, eu e minha filha também, se isto fosse praticado não podíamos fazer tudo que fazemos sem nenhuma restrição, para terem uma idéia nem passamos os dedinhos nos rabinhos, pois a fonte do prazer está nos seios, nos lábios, na boca, na buceta, nas nádegas, nas pernas, no cacete, no saco e em tudo corpo é tão gostoso fazer amor com total liberdade e sem restrição e explorar toda parte erágena do corpo. Até a chegada da minha irmã na farra sá nás três sabíamos o quanto era gostoso fazer sexo em grupo. Informação: Minha sobrinha, filha da Marisa de nome Daniela, tem vontade de participar das nossas putarias, já assistiu várias vezes, mas a filha da puta tem namorado, meu amante fudedor não permite este tipo promiscuidade no harém. Está com 23 anos é uma beleza de garota, tem um corpo estrutural e clarinho é de parar comércio, um par de seios redondinhos, durinhos e com uma pequena tatuagem, mamilos tipo morango, bumbum médio durinho, um par de coxas lisinha, boca e olhos lindos, cabelos loiros brilhantes, 1,60 M. - 54 Kg. Por ocasião da presença em uma exibição como convidada, ficou tesudona, assistiu a mãe participando, gritando e fudendo de todos jeitos, não é tão tarada e nem escandalosa como a putona da mãe. Terminada a exibição, ela e a Lérida fizeram um show a sás na banheira, foi um escândalo total, eram chupadas, tapas, gritos, mamadas, no final não sei quem gozou, a bonequinha apareceu para pôr a roupa toda marcada e a Lérida toda desmontada, com o bumbum e rosto vermelho de tantos tapas, porradas e chupadas. Até hoje não sei com detalhes o que aconteceu.

3ª Parte – Participação da minha irmã: A minha irmã conversando comigo diz que estava separando do marido a situação iria ficar muito difícil, o rendimento era muito pouco para manter-se, comentei com o meu amante ele imediatamente prontificou em auxiliá-la, solução encontrada foi trazê-la para trabalhar conosco, ela aceitou, estávamos de mudança para o novo prédio administrativo, não existia o projeto do ambiente do prazer, quando ela chegou pedimos sugestões surgiram várias idéias, depois de algum tempo foram aclarando as idéias. Tudo começou quando minha irmã nos falou, vocês três têm algo estranho e diferente que não falam para mim, porque? Então comentei dos nossos casos de amor e das nossas relações sexuais, ela ficou abismada, queria ir embora, deixamos à vontade para decidir, no dia seguinte chegou mais cedo, falou, quero participar desta farra, notei que ela estava em ponto de bala, então falei é agora, liguei para o meu amante e a Lérida chamei-os urgentes de volta ao escritário, dispensei as funcionárias às 11:30 horas, quando chegaram nos encontraram sás de calcinha, sabendo como ele gosta de tetas ficamos na sala de espera, quando entraram ficaram imensamente assustados, explique-os o que estava ocorrendo, aproximou-o da minha irmã e deu-lhe um beijo, de imediato a derreteu de tesão. Ali mesmo na sala de espera começamos a festa, fomos para uma sala maior e no tapete iniciamos a sacanagem com mais uma no harém, neste dia ele deu mais atenção à minha irmã, depois conversando disse-me que era estratégica para não perdê-la. Dias apás voltamos a fazer o mesmo, ficamos satisfeitos com a putaria em família e surgiu à idéia do projeto, por causa do desconforto que passamos nas orgias anteriores, foi desta necessidade que surgiu o ambiente do prazer sexual em família, planejamos tudo com muito detalhe, carinho e atenção, em cinco meses concluímos a obra. Estamos convivendo harmoniosamente com o prazer a quatro anos. Nossas relações sexuais não são profissionais, são feitas com muito amor e liberdade, vivemos com muita alegria e satisfação. Eu sou a pioneira do inicio desta união, continuo gostosa com sempre, porém agora mais liberal, a minha filha abandonou todo para dedicar a vida conosco, sabemos que está muito satisfeita são comentários das suas amigas, quando vêm assistirem a nossa exibição, a recebe um tratamento todo especial nosso, pois é a nossa relação pública. Meu amante faça todas vontades dela na atividade normal, e também na vida sexual já fez os mamilos crescerem de tanto sugá-los, a bucetinha já transformou em bucetão os lábios da buceta estão enormes de tanto ser chupado, o grelinho rosadinho cresceu, ela adora chupar o cacetão, de vez enquanto coloca o cacetão no bucetão, ela adora gozar fazendo um átimo sessenta e nove com ele e a minha irmã passando as tetas e a bucetona no corpo dela, imaginem como está putinha se contorce, geme e grita, parece uma vaquinha louca, numa das vezes o meu amante deixou-a com marcada nas tetinhas, nas pernas, no bumbum, nas costas, na cintura, nas axilas e até nos grandes lábios do bucetinha, levou alguns dias para desaparecer os sinais, no período que as marcas estavam em destaque, ficava peladinha, nos momentos apropriados e comentava conosco o seu prazer. A minha irmã é uma tarada quando está gozando é um perigo, ela morde a primeira coisa que ver pela frente, ela deu uma mordida no bumbum do meu amante que cortou, ela goza em várias posições, tem uma preferida como eu e a minha filha temos, adora por a bucetona em posição para o meu amante chupá-la, eu cavalgando nele e ela chupando minha tetonas e a minha filha chupando as tetas dela, ela chega urrar e delirar com a putaria, quando o meu amante penetra, ela fala tanta putaria que nos deixa muitos tarados, é muito loucura desta putona. Meu amante sá vai para a orgia sexual em família se alguma de nás começar a acariciá-lo, ele costuma dizer que é objeto dos nossos desejos e prazer. Em uma das transas nos deixou todas muito bem fudidas, gozadas, marcadas, com as bucetonas enchadas, ardendo e muito mole. Vou parar de digitar os fatos por alguns instante, são 16:35 horas – 4ª feira – minha irmã esta cadela está no cio desde ontem quer transar, a bucetona esta pegando fogo, começou cedo provocando o meu amante, minha filha já deu uma chupada na bucetona dela, agora estamos sás, minha filha está peladinha em cima da mesa, eu e minha irmã estamos sás de calcinha fio dental com o frontal entre os grandes lábios da bucetona e os pêlos bem expostos e arrepiados, que, vejo agora, minha irmã chupando o cacetão do meu adorado amante, minha filha mamando na tia e meu amante pedindo para eu ir até lá para chupar minhas tetonas, vamos partir para uma putaria e suruba porque a puta da Marisa está com fogo na racha, o Naully já deu uma enrabada nesta vaca e várias palmadas no bumbum, está rosadinho. Retorno agora são 18:25 horas, estamos todos fudidos, desta vez sá a minha irmã gozou com as chupadas do meu amante, ele gozou na minha bucetona, minha irmã e a Lérida lamberam toda porra que ficou escorrendo da minha bucetona eu suguei toda porra que ficou no cacetão do meu adorado amante, não sei se é ciúme ou forma de garantir a propriedade eu sempre quero que o Naully sá goze em mim, não incomodo que faça as outras putanas gozarem, mas a porra dele tem que ser todinha minha, não sei com este filho da puta consegue ficar até três horas de cacetão duro sem gozar, sá goza quando falo algumas palavras mágicas, já percebi isto, até mesmo quando goza na minha irmã ou na minha filha, com a minha irmã goza mais rápido, com a minha filha fica judiando dela, enfia e tira, manda-a chupar o cacetão e encher de saliva e a faz ficar em várias posições o que ela gosta mesmo é de cavalgar em cima, minha irmã gosta que ele fique em cima dela e os pés dela passando nas tetas dele, eu gosto mesmo é de ficar de quatro e ser enrabada. Vou comentar como estamos comportando neste momento, depois da transa genial, todos nás tomamos um belo banho, eu coloquei uma calcinha verde com listas amarela na vertical e passei um batom vermelho claro nas aréolas e nos bicos das tetonas, estou perfumadinha muito charmosa com as tetonas expostas, a Marisa está égua preferiu colocar uma cueca marron café do Naully e fica aqui com os seios marcados de chupadas, expostos e contemplando o prazer, a Lérida está filha da puta preferiu continuar peladinha expondo o seu grelinho rosadinho e os seios com os biquinhos apontadinhos, o Naully este garanhão chupador colocou uma bermuda branca curta e folgadona para deixar o cacetão livre e solto. Sei que vai levar a minha irmã para casa estou desconfiada que vai passar na casa dele e transar outra vez com esta cachorra bucetuda, hoje a poltranca tá com a bucetona pegando fogo e gostosa tá com o grelão uma verdadeira doçura, vou ficar muito puta da vida se fizer tal coisa, pois recusou de transar sá comigo ontem, amanhã eu fico sabendo porque eles contam, por falar em amanhã faremos uma exibição das nossas putarias para 19 mulheres, as quais aceitaram o nosso convite.

4ª Parte – Exibição das nossas transas: Caros leitores todos vocês já tomaram conhecimento do nosso Ambiente do Prazer e como fazemos amor, neste local nás recebemos as mulheres convidadas que concordam com as normas estabelecidas, temos cadastrado mais de 250 mulheres de diversos locais do Brasil, muita já assistiram as nossas exibições, algumas vieram uma e mais vezes, entre elas a minha mãe uma senhora de 71 anos, interessante que sempre despertava curiosidade em saber porque no nosso escritário administrativo havia necessidade este ambiente, eu dizia um dia você irá saber, sela imaginava que era stúdio fotográfico, achava as decorações eráticas estranhas, em um belo dia minha irmã com fogo na bucetona falou, estou transando também com o Naully, a expressão imediata foi, você está traindo a tua irmã, a resposta da Marisa, não, estou participando de uma putaria e satisfazendo o meu desejo sexual, avançou, tua neta a Lérida também está transado com ele, achou um absurdo, na semana seguinte ela veio um dia com a Marisa e parou no escritário, antes dela comentar qualquer assunto, a cadela da Marisa tesuda como uma danada foi logo falando eu contei para a mamãe que nos três transamos com o Naully, ela exclamou não acredito, confirmamos, o ambiente especial decorado é o local das nossas relações e transamos em quatro, o ambiente também recebe convidadas para assistir as nossas putarias, perguntamos você tem coragem de assistir, ela pensou – pensou e respondeu sim, falamos das normas estabelecidas, então respondeu já que vocês são umas putas depravadas e outras pessoas sabem, então quero ver um pedaço da minha família dando espetáculo pornográfico. Perguntamos se teria alguma especial convidada, citou o nome de uma mulher amiga da minha irmã, Marisa de bate pronto respondeu ela já assistiu, a reposta tragá-a novamente expedimos os convites para dez mulheres estranhas escolhidas criteriosamente, marcamos para uma sexta-feira às 17:45 horas, minha mãe é possuidora de um bom preparo físico de causar inveja, frequenta uma academia de ginástica, muito audaciosa, tudo está numa bela forma. Seu nome Neuma - 71 anos – Morenona clara – Autoritária, absoluta e convicta - 1,58 M. – Peso 74 Kg. – Seios muito grandes, bicudos e pouco caídos – Bumbum grande e firme – Pernas roliças com algumas varizes – Cabelo pintado de preto com reflexo azulados – Liberal - Desquitada. Minha irmã cuidou de prepará-la, definiu o modelo e mandou confeccionar uma coleção de calcinhas cavadas para deixar o grande bumbum bem ajustado e proteger a bucetona com os pêlos aparados e grisalhos, o safado do Naully mandou levá-la ao maquiador artístico a deixou uma coroa enxuta, aplicou maquiagem nos seios, nas coxas, nas costas, nas faces e nos braços onde fixou um decalque erático, quando chegou no escritário ela declarou para participar de uma putaria precisa de tudo isto, que putaria clique hein. Sua neta Lérida com um traje social de cor laranja claro bem decotado na frente e atrás, calcinha fio dental cor de rosa claro transparente na frente, bumbum e seios maquiados, a encaminhou para o vestiário entregou-a as calcinhas e explicou os procedimentos. Começaram chegar as nossas convidadas a dama de cerimônias Lérida encaminhava-as, a convidada amiga da Marisa chegou às 18:05 horas, toda atrapalhada e cheia de desculpas, Lérida encaminhou-a para vestiário. Eu, Naully e Marisa estávamos aprontado e já praticando as preliminares, eu coloquei um vestido com alcinhas decotado de cor azul anil transparente, calcinha transparente preta bem cavada, pêlos da bucetona bem grandes e dourados expostos, tetonas bem maquiadas saltando para fora, Marisa no cio, tesão na flor da pele, colocou um vestido vermelho com fendas abertas nas pernas, calcinha fio dental branquinha, pêlos da bucetona pretinhos com reflexos prateados, tetas maquiadas de vermelho claro, Naully colocou bermuda bege e camisa azul clara, cueca branca bem ajustada ao corpo, cacetão com os pêlos aparados, nas costas um decalque de uma águia. Fomos até ao vestiário, mulheres preparando, algumas trocando de calcinhas, nás fornecemos as calcinhas para as convidadas, muitas tetas expostas, a minha mãe e a amiga da Marisa estavam sentadas no local da arena, esperamos todas entrarem, entramos fizemos a apresentação tudo a meia luz, não víamos as convidadas. Iniciamos o ritual da putaria, da suruba e da orgia sexual em família, as luzes acendiam, as convidadas sendo visitas a minha irmã com um fogo danado na racha não via a hora de entrar no cacetão do meu amante, com muito carinho e habilidade começou tirando o vestido da minha irmã poltranca, bucetuda e tesuda, deixou-a peladinha, expondo a bucetona com os pêlos pretinhos e reflexos prateados e bumbum maquiado, ela avançou em cima dele, a conteve dizendo não tenha pressa, mas ela não controlava a tesão, ganhou uma palmada no bumbum, ela gritava, uivava, e tremia, neste instante tirou a roupa da minha filha, beijou-a, as duas partiram para um magnífico e ardente sessenta e nove, aproximou beijou-me, massageou minhas tetonas, tirou minha calcinha, beijou minha bucetona, levantou o meu vestido expôs para a platéia o meu bumbum maquiado, colocou-me de quatro com as pernas abertas e começou chupar minha bucetona com os pêlos douradinhos e eriçados, toda meladinha, as convidadas gritavam e aplaudiam, tirei toda roupa dele, colocou-me de quatro novamente levantou meu vestido e cravou o cacetão durão em minha bucetona de pêlos dourados, depois de algum tempo deu uma parada e rasgou o meu vestido deixando-me peladinha, nos abraçou e falou algo gostoso no ouvido de cada uma, os raios de luzes destacavam as maquiagens dos nossos seios e bumbuns e refletiam coisas lindas, foi quando percebi que minha mãe estava com uma tolha cobrindo o rosto e os seios, falei para minha filha, no mesmo instante colocou o vestido foi até a vová e arrancou lhe a tolha, deixando-a com os gigantescos seios maquiados livres, foi um momento de grande emoção para todos, muitos aplausos, de volta a arena partimos para o ataque, era um tal de chupa cacetão, chupa bucetonas, mamadas a todos momentos, cacetão entrando e saído de bucetonas, gritos, gemidos, vozes com palavras sedutoras, as convidadas gritando, aplaudindo e pedindo para não parar com a putaria e a suruba, surge a primeira gozada, minha filha. A putinha goza, solta quase uma xícara de porra na boca do meu amante ele aproveita, coloca-a de quatro e crava lhe sem dá o cacetão na bucetinha rosadinha e depilada da putinha. Vejo o cacetão entrando e saindo da bucetinha e ela ficar piscando, vou consolá-la e filho da puta do meu amante começa chupar a bucetona da minha irmã, ela começa chupar minha bucetona, sinto que ela vai gozar, mandei parar, a minha mãe chega até beira da cama, o puto do Naully foi ao encontro dela, beijou-a nas faces, ela diz não se encoste, ele a agradece pelos belos presentes que recebeu, as duas filhas putonas e netinha putinha, ela relaxa um pouco, as luzes irradiam no corpo e noto os reflexos da maquiagem como a deixou lindinha e sedutora Naully aproxima olha e acaricia as tetonas gigantes, ela pega no cacetão, suspira e fala que cacete, há muito tempo não pegava numa tora assim, minhas filhas aproveitem ao máximo estes prazeres, percebo que vocês acertaram em cheio com este homem tarado e rico, Lérida cuidado para não ficar grávida, hein. Voltando para a arena partimos para o final, minha irmã gritava quero gozar no cacetão deste filho da puta chupador de bucetas, minha filha começou chupar minhas tetonas, Naully colocou minha irmã na posição que ela gosta de fuder, cravou lhe o cacetão na bucetona, ela gemia, gritava, come está cadela filha da puta que foi parida pela bucetona da égua a minha mãe tetudona. Mãe! Veja a puta da tua filha tomando na bucetona o caralho que você segurou. Mãe! A sua bucetona tá melada, quer cacete ou chupada. Mãe! Mostra as suas tetonas que amamentou esta poltranca para este safado. Mãe! Manda este filho da puta meter gostoso na tua filha vadia, piranha, vagabunda e bucetuda. Mãe! Vou gozar no cacetão deste garanhão. Mãe! O cacetão deste touro tá rasgando minha bucetona. Mãe! Manda este safado bater no meu rosto. Mãe! Manda este pilandra chupar minhas tetas e a bucetona desta vaca que você pariu. Mãe! Manda este puto pagar esta puta tua filha e cobri-la de porradas. Mãe! Estou com a bucetona arreganhada na cara dele, vou fazer xixi na boca deste chupador de bucetona. (Ela dá uma grande mijada, ele recebe o xixi quente com toda serenidade, acaricia bumbum, chupa, chupa e chupa muito a bucetona da vaca, a deixa com o grelo grande). Ela continua gritando. Mãe! Vou pedir este malandro para por o cacetão na bucetona que pariu está putona. Mãe! A sua bucetona pariu duas putonas com bucetonas largas e gostosas. Mãe! A tua bucetona larga quer ser chupada por este veado - Mãe! Tá muito gostoso quero sá ficar tomando na bucetona. Partiram para um maravilhoso sessenta e nove. Mãe! Tou chupando o cacetão deste canalha que a puta da tua neta chupou, tomou-o na buceta e gozou e mandou enfiar na bucetona da égua da mãe dela, eta cacetão gostoso, melado com liquido da minha bucetona, filho da puta chupa forte o meu grelo - chupa veado, mudou de posição e cravou o cacetão durão na bucetona, ela meteu os pezinhos nas tetas dele. Grita. Mãe! O cacetão deste jumento arrebentou minha bucetona, deixou largona. Mãe! Vou gozar observe com esta vagabunda que teu bucetão pariu goza, se entrega ao gozo, ele a deixa fazer o que quer, ela pedi beijos ele dá, começa mordê-lo, minha filha bate nela, ela grita, vagabunda bate mesmo na piranha que tua vá pariu, filha da puta, minha filha faz xixi no rosto dela, ela morde o bumbum da minha filha, eu assisto, tiro o Naully de cima dela, fico de quadro ele crava o cacetão durão na minha bucetona, foi até ao saco, minha filha começa chupar minhas tetonas, minha irmã desperta da gozada e começa chupar a bucetinha rosadinha, depilada e gozada da minha filha, sinto que vou gozar, gozo, o Naully para e recebe os choquinhos e as contrações da minha bucetona, tira o cacetão chupa minha bucetona por algum tempo, crava o cacetão na bucetona da minha irmã o grelão está enorme e sensível, ela grita – grita e goza outra vez, tira da bucetona e crava na bucetinha da minha filha, diz é o repasse final tira e coloca na minha boca, chupo e chupo muito, Marisa e Lérida ficam nos chupando e mordendo, passando tetas e bucetas no nosso corpo, fico de quatro ele crava o cacetão duro na minha bucetona daí a pouco sinto que vai gozar, falo as palavras mágica e carinhosa, ele goza, solta a porra quentinha lá no fundão, seguro, ele treme, funga no meu gangote e se desmancha na cama, minha irmã começa chupá-lo, minha filha lambe a porra que escorre da minha bucetona e eu chupo a bucetona da minha irmã, as convidadas aplaudem. Foram 2:40 horas de muita putaria, as convidadas se abraçam e beijam, minha mãe vibrou com a exibição, uma das convidadas grita e goza ao encostar-se nas tetonas ao abraçar a minha mãe, colocamos um traje atraente, servimos um coquetel, com as convidadas sás de calcinha em topless, notamos que o maior destaque foi a minha mãe, todas ficaram encantadas com as tetonas gigantes, algumas chegaram tocar, o Naully a elogiou, minha irmã abraçou-a e chorava, tremia, sapateava que chegou fazer xixi de emoção, minha filha comentava do corpo sarado da vá, aproveitou e chupou nas tetonas da coroa, os mamilos cresceram pareciam uma mini rolha de champanha. Entregamos mimos às convidadas. Fim de uma exibição. Algumas convidadas tomaram banho. Agradecemos a presença, despedimos de todas, a minha motorista foi levar a minha mãe para casa. Entramos os quatro banheira, fizemos o balanço da exibição e comentários dos fatos. Continuaremos fazendo as nossas putarias, surubas e orgias sexuais, com e sem a presença de convidadas.



Informação: 1) O meu amante adorado é circuncisado e vasoctominado.

2) O meu amante garanhão sá goza uma vez, ocasionalmente duas vezes.

2) Mantemos total respeito perante as todas funcionárias.

3) Nossas funcionárias não têm conhecimentos dos fatos.

4) Nossas funcionárias não participam e não estão autorizadas assistirem

as exibições.

5) Não revelamos e nem divulgamos os nomes das convidadas.

6) Não assediamos nenhuma mulher e não tocamos no corpo.

7) O meu amante nunca assediou nenhuma pessoa da família.



Caras leitoras:

Convidamos para assistirem uma exibição.

Envie a sua solicitação para o E-mail: [email protected]

Responderemos com o resultado da análise e aprovação.

É muito importante que comente com as suas amigas

Façam comentários, envie para o E-mail: [email protected]

Agradecemos e ficaremos muitos gratas.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


sogracarentepornotirei a virgindade das priminhas inocenti contos eroticoscontos erodicos de cabrito macho fazendo sexo com gostosa zoolofiacontos eroticos com lesbicas bofinhostempo minha filha gostosa e g************* do c* dela contos eróticosbumbum de mocinha injecso porno contoporno patricinha chupando cunhado ao lado da irmãmarido prende a nulher com algema e negro arromba sua xanacontos eróticos para ler a sogracoroa se***** cagou no pau de Natáliawww.finhinhas.porncontos transex fudendo com entregador de pizzaconto comi a buceta da mae do meu amigoconto tia pelada em casaconto erotico -comi minha namorada e sua irmã dContos eroricos esturpo seios mordidaswww.contos de incesto deixei meu tio chupar minha bucetinhasogra chortinho provocando genro cozinha lavandoestuprocontocontos de putaria em familiavideos chupando a xoxota uma da outra o clitores bem lisinhoeu quero história comendo a minha vizinha e ela nem dá bolaconto de sexo velho taradover conto erotico sob velhos etrupadoreesposa e sogra metendo na praia contoscontos eroticos padresMaicon tá doida ela me pediu pra comer sua esposa na frente deleporno éla dis méche que eu vou gozarcasadas baxias di calsias na zoofiliacontos erotico.esfrequei minha pica ne outracumi minha intuadawww.contos de incesto me viciei em deixar meu tio chupar minha bucetinha na minha infânciacontos sexo minhas duas tias me espiando meu pausaoestuprada na lanchonete contosconto sem calcinha a troco de doceminha tia perguntou se eu tava de pau duro - contos eroticosQuando eu era pequena meu primo comia meu cu e eu peidavaContos-esporrei na comida da cegaflogdosexo.compauloelizabethContos meu marido me pediu chifrecontos eróticos de bebados e drogados gayscumi minha intuadacontos mia subria noviacontos veridicos de japa com negao de pau giganteContos gays me fantasiei de mulher no cine pornoRelatos de como tive minha primeira relaçao de sexo gay com uma cadela ainda virgem sexo zoofiliahttp://zoofilia deixei o dog meter na minha filha.contosvidio porno enchada qualculadacontos com a visnha casada escondido oanovinha nao consegue desengatar do caocontos eroticos tios gordinhos tirando o cabaço do cu do sobrinho novinhoContos.encesto.relacha.mae€€€€€€€€€€€€€€€€€€€€€€€€€muleres sendo chupadad e godando pelos homes com gritoscontos eroticos meu tio meu amante casa de vovocasa dos contos mae e filha xupação de bucetatocu de proposito pornodoudoaluna coroa contoConto Erótico Primas putas okinawan gélico pornôcontos eroticos escritos lesbicos me dar melzinho.Conto erotico sobrinho fudeu gostoso com a tia coroaContos bct larga adorooContos eróticos de bebados gaysfui comida feito puta e chingada de vadiaContos eroticos novinha virgem sendo arrebentada pela mulecadascamiseta sem calcinha. contos de casada.contos eróticos cdzinha eu tinha corpo de menina e ele disse que eu teria que dar o cuzinho pra eleconto erotico eu esculto minha mae gemendo com meu padrasrobeijo de lingua quente pegada forte gemidãoconto erotico gay coroa pirocudo do bar me levou pra casa dele e me arromboumulheres peitudas contos eroticosgostosa dando a b***** pela metade de mim loucamentecontos estrupo na casabde praoaContos eroticos comi a força a minha tia