Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

PRIMEIRA EXPERIÊNCIA GAY NO CINEMA CINE REPÚBLICA

Click to this video!

Este conto é real, inclusive os lugares, vc pode ir pra conferir. Sempre tive vontade de ter uma experiência homossexual, mas nunca tinha tido oportunidade e nem coragem na vida adulta (já havia feito troca-troca quando era pequeno, veja meus outros contos).rn Porém há cerca de um mês tive que ir a São Paulo por conta de compromissos profissionais e decidi ir a um sex shop para comprar um consolo para enfiar no meu cuzinho, pra aplacar um pouco essa vontade. Pesquisei na internet e encontrei um sex shop chamado Darme na região do metrô República que tinha exatamente o que eu queria, que era um consolo mais fino que os normais, pra o meu cú ir se acostumando e não ficar muito machucado. rnCheguei ao sex shop e comprei o consolo e um pacote de camisinhas pra usar nele, pois facilita a penetração. Saindo de lá vi que logo ao lado havia um cinema pornô, chamado Cine República. Lembrei que tinha lido sobre esses cinemas e que tinha muitos caras que iam até lá para bater punheta e eventualmente pegar outros caras. Tomei coragem e resolvi entrar. Paguei a entrada (custa R$12,00) e entrei, o cara da portaria me disse ?Sala hetero em baixo e sala gay em cima?. Tentando controlar meus impulsos eu entrei na sala hétero, lá tinha pouca gente a maioria batendo punheta discretamente e um filme pornô hétero passando no telão. Saí de lá em menos de cinco minutos e subi a escada para a sala gay. rnCheguei na sala gay e sentei numa das fileiras do meio até os meus olhos se acostumarem com a escuridão, um filme de dois caras se comendo passava no telão, mas o que mais chamava atenção não era o filme e sim os caras que estavam lá assistindo. Vi que a coisa era mais quente nas fileiras da parte do fundo e fui para lá. Logo nas primeiras fileiras do setor do fundo já vi que os caras sentavam perto uns dos outros e batiam punheta ou chupavam os paus uns dos outros. Vi dois caras fazendo sexo anal forte num canto bem exposto na primeira fileira do setor do fundo, outro cara sem roupa se exibindo para o parceiro enquanto este se masturbava, muitos caras sentados nas cadeiras chupando os outros, e poucos se masturbando sozinhos. Meu pau estava quase rasgando a calça, mas eu estava ainda resistindo em coloca-lo para fora, e fiquei vendo isso tudo e massageando meu pau por cima da calça. Até que olhei pro lado e vi um senhor negro, de uns 45 anos em pé no corredor ao meu lado com o pau pra fora se masturbando. Parecia ser um pau médio. Senti uma vontade louca de ter algum contato sexual, e cheguei ao lado dele e disse ?Vamos sentar aqui comigo?" Ele respondeu que precisava ir ao banheiro e saiu em direção a este. rnEntão vi sentar um rapaz moreno e bem magro sozinho em uma fileira e fui conversar com ele ?Posso sentar aqui do seu lado?? Ele respondeu que sim. Perguntei do que ele gostava e ele me disse que era passivo. Ele disse que se chamava Júlio. Perguntei então se ele gostaria de pegar no meu pau e ele disse que sim. Tirei meu pau pra fora (tem 17cm) e ele começou a punhetar gostoso pra mim. Apás alguns segundos falei pra ele ?Pode chupar se vc quiser...?. Ele caiu de boca no meu pau, chupou como se quisesse fazer derreter. Enfiava ele na boca inteiro, até na garganta e ficava forçando a cabeça na garganta. rnNão aguentei e disse ?Deixa eu comer seu cuzinho?? Ele perguntou ?Aqui?? e eu disse que sim. Ele falou ?Sá se for ali.? Apontando para o canto na primeira fileira do setor do fundo, onde eu tinha visto dois caras fazendo sexo anal quando eu cheguei. Eu disse ?Pode ser então, deixa eu achar uma camisinha aqui.? E peguei uma das camisinhas que eu tinha comprado no sex shop e fomos para o tal canto. Lá ele se ajoelhou, abaixou minha calça até os meus calcanhares e voltou a me chupar. Foi uma sensação estranha e muito excitante, não sá por ser meu primeiro contato homossexual na vida adulta, mas por ser algo exibicionista tb, afinal ali em pé com ele me chupando todos estavam vendo, e os que não estavam entretidos com um parceiro paravam pra assistir. rnTirei o pau da boca dele e coloquei a camisinha. Ele cuspiu na mão e passou no cu e virou de costas pra mim, pegou meu pau e foi guiando até o seu cuzinho, eu fui enfiando sem saber muito bem o que estava fazendo, por causa do escuro, até que ficamos colados um no outro. Perguntei pra ele ?Entrou?? e ele disse que sim. Então comecei a bombar loucamente meu pau naquele cuzinho, que pareceia já ser bem arrombado, pois minha pica entrava e saía sem dificuldade. Metia nele por traz e batia punheta no pau dele na frente, que era um pauzinho bem pequeno e fino, devia ter uns 10cm duro. Eu metia como louco, nunca tinha feito sexo anal, nem com mulher. Ele gemia e falava ?Ai que delícia! Mete gostoso no meu rabinho vai...?. Alguns caras paravam ao redor da gente pra assistir se masturbando, e eu me sentindo muito macho, metendo forte e sem dá naquele cu. Até que não aguentei mais e intensifiquei as bombadas até gozar. rnDepois de gozar tirei a camisinha e ele virou de frente pra mim e ficou acariciando meu peito. Falei pra ele ?Agora que eu já gozei quero satisfazer vc, posso chupar seu pau?? e ele respondeu ?Deve!?. Agaixei lentamente e dei de cara com aquele pauzinho na minha cara. A única vez que eu tinha chupado um pau na vida eu devia ter uns 9 anos (veja meus outros contos) e foi por poucos minutos. Abri a boca e abocanhei o pipizinho dele, cabia inteiro na minha boca por ser pequeno. Chupei meio timidamente no começo, até me acostumar com o gosto, mas depois fui me soltando mais. Falei pra ele ?quando vc for gozar me avisa tá? pois estava ainda avaliando se deixaria ele gozar na minha boca, a princípio eu pensava que não, mas com o pau dele ali na minha boca o tesão estava falando mais alto. Ele puxava a pele do pau pra traz pra deixar a cabeça exposta e enfiava o pau na minha boca fazendo movimentos de vai e vem, fodendo mesmo a minha boca. Até que ele não aguentou e tirou o pau da minha boca, virou de lado e gozou. Ainda bem que ele tirou o pau, pq se ele tivesse sá falado que ia gozar eu tinha continuado chupando e deixado ele gozar na minha boca, mas acho que ia ser estranho. rnQuando terminamos o senhor negro que eu tinha visto antes estava olhando pra gente e se masturbando novamente. Sentei e o Julio sentou ao meu lado e começou a lamber meus mamilos. Depois de alguns minutos meu pau já estava duro denovo e ele voltou a chupar. Eu gemia alto com o boquete dele, que era muito bom. Falei que eu queria come-lo denovo e então voltamos para mesmo canto. Coloquei outra camisinha e comecei a mandar bala no rabo dele denovo. Eu metia com força, com raiva, até o talo, pra machucar mesmo, e ele adorava, e rebolava na minha pica e gemia e falava ?ai que delícia! Mete mais vai, mete tudo!?. Eu nunca tinha metido com tanto vigor assim numa mulher, acho que porque geralmente mulher é mais delicada, envolve carinho e tal, e ali era sá sexo, eu estava que nem um animal querendo se satisfazer, nada mais que isso, e ele estava adorando. E o senhor negro ali perto de nás olhando e se masturbando. Tirei um pouco o pau do rabo dele e me punhetei por alguns intantes, senti que ia gozar. Falei ?Vira denovo que eu quero gozar dentro de vc.? Ele virou e eu meti de uma vez e com força, ele gritou ?Aaaaaahhhhhhh...? e eu fiquei enfiando e tirando o pau daquele cú. Quando senti que ia gozar mesmo enfiei e bombei forte até gozar. Foi uma das melhores gozadas da minha vida. rnQuando tirei o pau do rabo dele o senhor negro veio falar ?Tem rola pra mim tb?? Então eu disse ?Acabei de gozar, e to indo embora já, fica pra práxima?. Ele então olhou pro meu pau e falou ?Nossa, é grande heim!? e pegou nele de leve. Nessa hora meu pau já ficou duro denovo, sá com a pegada que ele deu, mas eu precisava ir embora pois já estava no meu horário. Saí de lá para o metrô muuuuuuito suado, nem tinha me tocado de que ficar bombando com o pau no cu de alguém era um puta esforço físico e que ia suar tanto. Não tive coragem de ser passivo dessa vez, como nunca dei o cu fico com medo de doer, ou de a camisinha estourar, enfim, de algo não dar certo. Depois fiquei com medo de pegar alguma doença e tal, mas acho que com camisinha o risco é pequeno, o que é mais perigoso mesmo são os boquetes, que a gente faz e recebe sem camisinha, mas é difícil resistir. Quando voltar a São Paulo quero ir novamente lá, quem sabe crio coragem pra dar o meu cuzinho dessa vez né. Se vc tem vontade de ter uma experiência com homens, seja de bater ou receber uma punheta, boquete, ou mesmo foda, o Cine República é o lugar, lá as coisas acontecem sem a menor dificuldade! Se quiser que eu responda a alguma dúvida, interagir comigo ou marcar algo pra quando eu estiver em São Paulo me mande um email ( [email protected] ). Até o práximo conto!

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos putas incesto comendo minha mamãe na fazendacontos lesbicos princesa chupa princesacomeu cu da coroade 30anossgozei gostoso e tive que ir pra casa com a buceta cheia de porra. contos eróticosfui me encontra com o cara ele tinha um pau deliciosocavalo mangalar goza na boca da coroa resen separadaContos eróticos família liberal.2,bdsm fita boca contosconto erotico mulher rabudacontos erotico comi o hetero parte 19contos de sogra gravida transandopequei milha maes fudedo com um negao lopradocontos eroticos garotao passando bozeador na minha esposaconto erotico comendo Minha Tiaela sentava no meu meu colo e adorava contos eroticosminha tia andando nua contominha irmã minha amantePeguei meu filho mostrei minha vagina contos eroticoscontos cuzinho karinaCArnaval Antigo com muinto trAveco fazendo surubasou casada meu visinho novinho contosconto de comi o cuzinho da minha neta com a pica grandecontos de sexo comi minha sogra vadia na frente da irma delaconto familia da esposa nudistaseduzudo e fudido contos gaycontos a pica do comedor pingandocontos putaria de crentescontos/minha cona era apertadinha e virgemguado o cavalo tramza a rola dele fica detro da eguaConto casada com cornocontos minha cunhada viu eu mijanoContos mulher estrupadas negrosContos eroticos casal vendo pintudo urinarxvidio minha mina sai para tranpa e eu como Minha sogra xvidiorelato esposa safada na fazendaPorno mobile boqueternocontos eroticos so era pra ela chuparcontos eroticos comendo noracontos bdsm erposas escrava submissarealizando minhas taras com a gravida contos eroticoswww XVídeo pornô o tio f****** a sobrinha foi bonita e de MenorDe repente...minha mulher fodeu com todosConto de vadia explorada por muitos machosconto porno apostei minha buceta e foi arrombada pelos meus amigoscazal gay fudedo gostoso ao vivocontos menage peitoes vaiPai filha chuva dourada contos euroticosfui enrabado pe lo o yravesti na baladaCanto eroticodeixei meu marido comwr um travestircontos cuzinho karinaposso dilatar a porta do meu anus todo dia?contos eroticos minha filha de fio dentalcontos calcinha da minha tia coroafoda louca na empregada até o orgasmocontos eroticos gay aprendi pra que serve minha bundapapai e seu amigo comeu meu cuzinhocontos eroticos vestido colado e curtocontos gays no carnaval dei o cu pra doisporno mulhres usano chortes Cavadãocontos eroticos minha prima esculturalcontos eroticos brincando com inocenciacontos eróticos meu namorado deu o curso para não comerem minha bucetatdelirando com meus dedinhos contoshistoria de contos eroticos com pasteleiroconto erótico gay taxista manausTuco e nene buceta da grande familiAconto erotico gay no nordesteseios da esposasaindo fora da blusa no sexoviado dando o rabo desfasandoMinha filhinha conto eroticoEla pediu pra cheira e ele esporou nacara delatravesti dotadu no rnEngolindo a piroca do irmozinho contoseroticoscontos eroticos quero fudervideos de peladas e meladas de manteiga no cudei contoscontos erótico de casada bi certinhaConto ui ui mete paizinhoIncesto com meu irmao casado eu confessolongos contos eroticos estupros dpporno zoo insesto e dominacao en contos eroticostoda raspada na praia de nudismo contosconto erotico gay casado drogadoContos de gang bang com dotados novinhaa chamada cadela incestocontos.eroticos fui.fodida pelo tio velho da van escolarnovinhos fodeno apremira veizconto comeu meu cu gostosoDeixando a novinha laceadacontos eroticos Araguaina ToContos erocticos dei comprimido ao velhocontos minha mulher com um dotado mi fez chupa eleminha patroa gortosa e tarada por pauGGminha prima e uma jebaconto esposa tiocontos mulher espreita homem a masturbar-sezoofiliacoroas boas