Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

VIGIA DO PRÉDIO COMERCIAL

Click to this video!

Chamo-Me Nelma Tenho 28 anos Branquinha, cabelos natural castanho (costumo tingidos de loiro) minhas medidas exatas: 1,62 metro, 50 quilos, 60 cm de cintura, 84 de busto e um quadril de 92 cm. Pretendo relata a maioria das minhas aventuras e experiências sexuais mais hoje quero falar O dia que dei pro vigia do prédio comercial.rnEu tinha uns 24 anos e já a 2 anos trabalhava em uma administradora, e minha chega avia pego um serviço de catalogar todos os bens de uma empresa q iria se instalar em um andar inteiro do centro da cidade ao qual eu ficaria sá pro final pra conferir se estaria tudo ok.rnComo teriamos um feriadão entao dexei pra faze-lo na madrugada ao qual pegaria meu carro e sem ninguem pra me pertubar faria o serviço de boa.rnEra uma quinta feira la pelas 22 horase eu chegando na portaria so havia um senhor de idade(Cosme) mais seu filho (Junior) de uns 19 anos, paraibano estatura um pouco abaixo da minha e fortinho, entao como não gosto de dar trela fui para o andar e me tranquei la sozia escutando musica e navegando as vezes no computador. De hora em Hora o vigia subia até o ultimo andar e decia pra conferir todos os andares sendo que no meu ele passava direto, até que me bateu uma fome e desci até a portaria e perguntei se havia algum serviço de delivery que podesse entregar e seu Cosme chamou seu filho e mandou ele comprar pra mim pois ninguem entregafa nada aquela hora e com muito carinho ele foi e me fez o favor de entregar no meu andar, ficamos meio que amiguinhos e até nos apresentamos formalmente a qual sabia que ele era noivo entre outras coisas.rnLa pelas 4 da manhã resolvi da uma saida pra dar uma andada quando eu comecei a escutar um gemido de quem estava trepando, Como eu já estava sá de meia fui andando bem de vagar ate a escadaria e de la percebi que o Junio estava comendo alguem a 4 ou 5 andares a baixo do meu e dava pra ver a sobra as vezes e a menina reclamando que ele a machucava as vezes, confesso a voces que eu já não tranzava já mais de 2 semanas e aquela cituação me deu um tezão que tirei minha calcinha levantei minha saia e comecei a tocar uma ciririca com aquilo tudo, depois q gozei voltei pra terminar o que estava fazendo.rnSai uns 30min depois e fui pra casa com aquele som na cabeça mais teria que voltar no outro dia pra terminar o que faltava mais isso seria rapidinho. Chegando em casa toquei outra ciririca no banho, já no outro dia eu não podi ir fazer o trabalho e ate avisei a minha chefe porque minha mão não estava bem e teria que ficar com ela mais eu iria no Domingo, pois aquilo tudo deveria esta pronto na segunda.rnEu havia passado o Domingo todo na praia com minhas amigas e havia pego aquele bronze e ficamos até anoitecer, chegando em casa cai dura na cama acordando la pelas 00hr e fui correndo terminar o serviço, mais antes disso coloquei um vestido de pirigueti que eu tenho e uma calcinha fio dental sem sutian.rnChegando na portaria fui recebida pelo senhor Cosme e reparei que tinha uma menina dormindo sentada mais não me viu e fiquei meio decepcionada percebi que o filho dele não estava trabalhando hoje, então fui pra o meu andar fazer o meu serviço.rnUma hora depois eu já havia terminado de fazer o meu serviço quando o seu Cosme bateu na porta perguntando si eu queria algum lanche pois o filho dele iria levar a noiva dele até o ponto de onibus e na mesma hora eu disse que sim. E uns 40min o Junio me bate a porta com meu lanche e dexei ele entrar como si eu estivesse ocupada e tambem pra deixar ele me comer com os olhos, pois eu percebi que ele estava meio desconfortavel e sem jeito me vendo daquele jeito. Ele sentou em uma cadeira pra mexer no computador em quanto eu ficava andando pra todo lado e eu perguntei sobre a noiva e ele me falou que era sá uma ficante e me perguntou se eu tinha namorado e falei que não tinha poque eles não davam conta de mim na cama e isso o meu festido já estava mostrando a calcinha e vi que ele ficou louquinho vendo mais não falou nada. Ai pra quebrar o gelo cheguei perto dele com minha calcinha já toda molhada e perguntei se ele já havia visto uma daquelas e ele veio com a mão e tocou na parte do tecido da frente e eu peguei seu dedo e coloquei na parte de dentro ao qual ele pode sentir não sá o tecido como minha bucetinha raspada. E nisso ficou esfregando com o dedo até que sem eu pedi ele enfiou na binha bucetinha que já escoria de tezão ele sentiu a minha vontade de dar pra ele e foi logo arriando as calça e vi aquela rola de uns 19cm de cabeça grossa, levantei o meu vestido até a cintura sentei em uma cadeira e mandei ele me chupar, virei minha calcinha de lado e ele caiu de boca me fazendo gozar umas 2 vezes e nisso ele enfiava de 2 a 3 dedos na minha bucetinha que ia se alargando e nisso me deitei no chão levantei bem as pernas pra ele me chupar mais ainda, ele veio querendo que eu pagasse um boquete pra ele sendo que não gosto de mamar pau não raspado e ficamos ele me chupando e eu tocando uma punheta e percebi que ele amou minha bunda pois não parava de apertala e dar uns tapinhas, virei de lado puxei a cabeça dele em direção ao meu anelzinho e ele se deleitava mais ainda e eu apertava mais ainda sua cabeça contra minha bunda, depois de gozar outra vez me levantei tirei todo o vestido e mandei ele se deitar no chão com aquela rola dura já toda babada peguei nele com força e dei uns beijinho na cabeça pois eu amo o cheiro de porra de homem, ele sempre querendo me atacar e eu mantendo o controle mandei ele ficar quietinho, me agachei sentando no pau dele e desmontei fazendo aquilo tudo entrar de uma vez sá, ficamos um bom tempo e eu não parava de gozar até q me virei de costa e ainda montada nele seu dedo veio a invadir meu cuzinho me deixando mais louca ainda com os tapas que ele me dava na bunda e os puxão de cabelo. Ele viu que eu já estava fora de controle e me colocou de 4 e metia com tanta força que parecia que queria me atravesar com aquela rola. Eu já não tinha mais forças pra ficar de 4 e já estava deitada de bruço no chão com ele me comendo e nisso ele contra minha vontade com uma mão pincelando meu grelinho e com a outra mão enfiando o dedo no meu cuzinho e quando me dei conta ele já estava querendo me rasgar com aquela força toda. Gente como eu gritava de tanto prazer e dor ao mesmo tempo, ele me levantou e me colocou deitada de bruso em uma mesa afastou bem minhas pernas e sem piedade colocou aquela cabeçona na porta do meu cuzinho e forçou com tudo ate que entrou sá deixando de fora as bolas. Estava acontecendo tudo ao mesmo tempo ele me enrrabando me dando tapas na bunda esfregando meu grelinho metendo de 2 a 3 dedos na minha bucetinha tudo isso ao mesmo tempo e eu já sem força pra interrompelo quando segurando com os dedos o bico dos meus ceios ele junto comigo goza como um doido. Seu pau saiu de dentro de mim me deixando um vazio e a porra dele escorrendo pelas minhas pernas, ele voltou a centar em uma cadeira e pro pau dele não ficar mole comecou a tocar uma punheta q em instante voltou a fica duro e veio até a mim segurou minha cabeça e puxou até seu pau e eu comecei a chupar aquela rola com ele me chamando de puta entre outros nomes de baixo escalão. Nem preciso dizer que o cheiro de sexo na sala era tão forte que eu sentia o cheiro do meu cu no pão dele, como o tezão era muito forte ele não consegiu cozar na minha boca entao me deitei no chão e ele continuou a me comer alternando entre minha bucetinha e meu cu que ambus já a essa horas estava arrombados. Nunca pensei que um garanhão timido daquele iria me domar e por fim na posição de frango assado ele me enche a buceta com toda aquela porra em um gozo conjunto ao meu e fiquei meio desfalecida no chão enquanto ele foi no banheiro se limpar e colocou a roupa e desceu pra ver se o pai dele estava prescisando dele, e eu ali fiquei no chão pelada meio que desfalecida e com a buceta e cu destruidos de tanto sexo. Me levantei fui ate o banheiro e tomei um banho e vi minha bunda toda marcada de mão com os tapas q ele deu, Sá sei que quando cheguei em casa fiquei uns 2 dias com o corpo cheio de dor e ate falei pra minha chefe que eu havia pego uma gripe rrsrsrsrsrsrs. E sobre o junio nunca mais eu fui la no predio, pois até mesmo eu estava la pra fazer um serviço temporario, mais eu prefiro que fique assim pois ele sá foi mais um entre outros que já teve o prazer de me comer.rn

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos anal paraenseo negão comeu o meu marido contos eróticosentão toque consulta paciente e chupa b***** no pacienteContos crossdresserconto erotico arrombei o travesti do baile funkcontos eroticos comeram minha noiva e transformaram ela emconto minha mae chupando meu pau com meu pai ao ladocontos eróticos de negros em carnavalpapai tirou do meu cu quis por na minha bocacontos meu cu tesudocontos euroticos porno tia luciacontos eroticos comi meu cunhadoa minha mulher e o casetao cavalarSEQUESTRO. E BIG PAU. COM GOZO NO CUvoyeur de esposa conto eroticocalcinhas sujas contos eroticos da tia safadavoyeur de esposa conto eroticoconto erotico traindo contra a vontade do maridãocontos de sexo comi minha sogra vadia na frente da irma delaconto erotico video gameestoria de cantos erotico minha tia sentou no meu colo dentro do ônibus na viagemconto flagrado com a calcinha enrolada no pauContos erotico zooo japonezaconto safadoviuva darlene fudendo muitocontos novinha rabuda deu p paicontos coroas primas do interiorcontos eroticos perdi meu cabaçohome acordo de manha com uma bela chupada do pauContos.encestos.mae.no.campo.de.futebolcóntos eroticos eu e minha irmã chupa pau de traficanteConto erotic castiguei meu irmao gaitia dando pro negao contoporra minha secretária tem a bunda deliciaamei ser estupradaoque falar quando um menino fala pra voce "quero lhe fuder"??contos eroticos comendo a tabata mulher do amigocontos eroticos novinha coroa ricoloiro do olho verde me fazendo um boquete gostoso perto da piscinaContos eroticos selvagens brutais incestos com xingamentos surrasmeu corpo que era devastado pelo seu pau ainda duro contos eróticos conto curto mulher contrata traveco pro cornoa velha e o pedreiro contos eroticosvidios dos bucetao mais carnudo e enchados nuscontos eroticos fudendo a mae ño campismocontos de hilhas putinhas pro paificar excitada.em onibus lotadofrancisca metendo chifredando bobeira de baby doll em dentro de casamulher de vertido con as pern.a reganhdachaves comendo cu da chiquinhaaec porno videos bhvidio porno u homen gozano na buseta po sema dacasinhaaudios da minha safada gozandoContos eroticos de filhas adolecentes e papai com rola grossacontos eroticos - arrombando cuzinhocontos eroticos empregadinhas cagando no pau do prataocontos de zoo trinamento de cao para casadasempregada ê chantageada e tem que dar para seu patrao o cabacinhoconto erótico peguie minha mãe no flacra tocando siririca lésbicasreal conto cunhadotransando com a interna contoscontos eroticos corno oferecendo namoradacontos de coroa com novinhobisexual contosdominado e submisso contoscontos eroticos homem casado dando ocucontos eróticos leite incestodei o cuzinho é fiquei arrombandocontos comi minha mae e o travestiEU TIRANDO FOTO MINHA BUNDA DI CALCINHA FETICHE OLHONDO ESELHO MINH BUNDAempregada deu a bucetinha ao patrao sobre chantagemConto de putinha para os tarados da cidadecontos eroticos gay infancia