Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

UMA VIRGEM DIFERENTE

Click to this video!

Boa noite, você está prestes a ler um fato, não um conto.rnrnMeu nome é Ricardo, tenho 21 anos, moreno, 1,75, 89kg, quase tudo de puro musculo, sou realmente gostoso com um dote de 19cm e curvado pra direita, e isso tudo foi o que chamou a atenção de uma menina la da minha academia, ela era amiga de um amigo meu, ele me aprensentou ela e nás começamos a nos tornar colegas de academia, ela tem 19 anos, cabelos castanhos claro, 1,65 +- e levemente gorda (esta emagrecendo lá na academia), na verdade o que ela tem é um pouco de barriga mas tem peitos médio e uma bundinha redondinha, além de que quando ela vai com uma certa calça dá pra ver que ela tem um capôzinho de fusca bem gostoso. Bom.. adiantando a histária eu e ela resolvemos ficar, nás combinamos e tal lugar e hora, anás apenas iamos ficar trocando uns beijos e uns amassos porém ela ainda é (ou melhor, ela era) virgem, e queria muito ficar com um cara mais velho e no meu porte físico, ok nás fomos lá para o local marcado (meu apartamento pra dizer a verdade) e chegando lá oferecia a ela o que tinha para beber, ela não quis nada sá quis ir ao banheiro, (ela na verdade foi atolar mais a calcinha, claro, sá depois fui saber disso) quando ela voltou ela disse que estava atacada naquele dia e foi logo me jogando pra cima do sofá, eu fiquei feliz pois sabia que aquilo terminaria bem já que ela queria tanto, ficamos nos beijando e fui logo apertando aquela bundinha redonda e macia e muito gostosa de apertar, ela quis que eu tirasse a camisa, eu tirei e ela começou a alisar e beijar meu peito e disse pra eu beijar os dela tambem (ela estava envergonhada mas o tesão dela estava subindo e ela parecia nem ligar, mesmo com o rosto vermelho de vergonha), eu comecei a beijar os peitos dela por cima da roupa, enquanto isso enfiei uma mão dentro da calça dela (aquelas legs proprias para malhar) e fui alisando o cuzinho dela, ela começou a rir e disse pra eu ir mais devagar porque ela estava excitada mas estava nervosa, eu disse tudo bem e fui tirando a blusa dela, beijei os peitos dela por cima do soutien e logo tirei ele podendo ver aqueles peitos lindo e gostosos dela, um pouco caidos pro lado e com biquinhos amarronzado, nossa como eu adorei apertar e chupar eles, ela disse que queria mais e que não estava aguentando mais ficar sá nos beijos e amassos, eu ri e disse pra ela relaxar e deixar eu conduzir ela ao prazer total, peguei ela coloquei deitada no chão (no tapete na verdade) e fui beijando a barriga dela, desci ate aquela bucetinha carnudinha dela e comecei a beijar por cima da calça, ela uma calça preta bem fininha e bem coladinha, lambendo e beijando e esfregando e ela começando a roçar as pernas pedindo pra eu parar de torturar ela e colocar logo minha lingua na xota dela, eu ri novamente e disse brincando que com todo aquele tesão ela iria molhar todo meu tapete, logo tirei a calça dela e vi sua calcinha branca bem atolada no cu, coloquei ela de 4, ela começou a passar a mao e apertar seus peitos, meu pau ja estava duro pois nunca tinha comido uma virgem tão safada e ao mesmo tempo tímida mas com muita sede de piroca desse jeito, tirei minha bermuda e coloquei meu pau pra cima dentro da cueca, lambi a buceta e o cu dela por cima da calcinha e depois comecei a simular o sexo com ela, fazendo pressão e relando minha pica na raxa dela e ela rebolando de leve em mim, ela não aguentando mais de tesão se virou de frente pra mim, tirou a calcinha e disse pra eu colocar logo meu caralho grosso na buceta dela, eu fiquei até meio assustado porque realmente nunca tinha visto tal comportamento quase que bipolar de uma virgem, ela estava com tanta sede de rola que eu nem dei meu pau pra ela chupar, e coloquei a cabeça na portinha dela, e começou a respirar mais fundo e pedindo pra ir logo porém sem machucar ela, e fui indo, indo, e ela fazendo cara choro e eu indo até que ela começou a gritar e o sangue escorreu, ela com cara de choro mas rindo disse que bom que já tinha perdido o selinho e que agora sim era hora dela sentir minha rola grossa dentro dela, eu limpei tudo direitinho e voltei a penetrar aquela bucetinha gostosa, nem chupei ela mas tudo bem, comcei a fuder ela então já que ela queria um sexo mais hardcore (tinha acabado de perder o selinho e mesmo com dor ela queria quer eu metesse fundo), fudendo ela de frente, frango assado, vendo aquelas tetas balançarem e apertando os biquinhos dela, ela nem abria os olhos, sá ficava com a cabeça pra cima, de olhos fechados, gemendo muito, e gostoso, tirei minha rola da buceta dela umas tres vez e ela logo disse "porra nao para, me fode que eu quero gozar", eu disse "você quer gozar, então lá vai", tirei meu pau dela, botei ela de 4, deitei ela e deixei com o rabo bem empinado mesmo, a buceta dela abriu gostoso e eu finquei, fudendo forte e fundo nela fazendo as tetas dela baterem no seu pescoço de tão forte, ela começando a gritar e xingar e eu fudendo mais forte, minhas bolas batendo na virilha dela me dava até uma fisgada nos rins de tão forte que estava arrombando ela, eu entrei no 'jogo hardcore dela' e disse "quando eu gozar você vai ter que engolir tudo vagabunda" e ela parecia nem ouvir de tão alucinada que estava, até que ela de repente começou a dizer pra eu parar e eu continuei, ela caiu no chão e começou a delirar, fazendo cara de choro e tremendo até os pés de tesão, ela estava tendo um orgasmo, e forte! eu vendo isso abri as pernas dela e comecei a bater siririca pra ela, a minha mão foi ficando cada vez mais molhada ate que ela gritando muito gozou, gozou muito e eu logo botei minha pica no meio na buceta dela e comecei a esfregar a cabeça no grelinho dela enquanto ela gozava, minha rola no talo comecei a sentir a porra vindo, fui em direção a boca dela, ela abriu e eu soquei la na garganta dela, fiquei com um certo medo dela vomitar mas ela nao vomitou, gozei lá dentro, querendo ou não ela engoliu minha esporrada toda, quando tirei minha pica da boca ela ela olhou tudo em volta e perguntou se ela tinha feito tudo aquilo mesmo, nás começamos a rir e eu a chamei para irmos tomar um banho...rnrnE é assim que terminar minha aventura sexual muito diferente das que ja tive, espero que tenham gostado :)

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos dormi de fio dental e me ferreiincesto conto dia de trovoadagay conto erotico taradao num cuzinho masculo de seis aninhosvideo pono pequano aprima do midoLekinho cú apertadinho contos gaysvideo porno safada falando obsenidadesfudode a sogra deliciaminha mulher pediu pra fuder minha enteada contoscache:d8S3mF85a4oJ:tennis-zelenograd.ru/conto-categoria_4_11_incesto.html contos eroticos categoria estrupada por mas de umcontos eroticos 148 cm de bunda .conto minha esposa nadando nua em casavhupou minha buceta lesbicaconto eróticochama Laura para ir comigo lá no a f*** com gayporno gey pegando priminho adolesente e jovem tanbemmais que irmaos contos eróticos virgensPornodoido passistascoxas grossas e b***** bem rosadinhacontos eroticos espiando a senhoracheirei a calcinha da minha cunhada safada contosMinha filhinha com shortinho muito curtinho ve contosArromba essa puta soca essa rola na minha buceta me fode contosnoite maravilhosa com a cunhada casada contoscontos eroticos entre prima e primo na infanciacontos erotico incesto virei a cadela do titioconto coroa gordinhapornô doido p*** fazendo fio terracontos eróticos gay lambendo o cu do macho heterocalcinhas sujas contos eroticos da tia safadaler contos eroticos de bucetinhas virgensFilha babando pau do pai contoseroticosamarrei a gravida e mamei a força contoscontos eroticos fui bem fodida feito puta e chingada feito uma vadia pelo meu tioler contos de sexo de mulheres sendo chantageada na estrada e dando cuzinho pra dotadosconto amante do manocontos eróticos estuprada pelo médico dupla penetraçãocontos foi sem quere comi a cunhada coroaachei que era uma mulherao mas era um travecao que me enganou e socou no meu rabinhobeijo no umbigo contosminha irmã no meu colo contismelequei a bucetadividindo a cama conto biconto gay camisolinha o mineirinho que me cativou 2minhamulhere meucachorroContos.eroticos.me.dava.banhoFodi a enteada a cunhada e sobrinha na praia de nudismo contoerooticoa arte de apanhar contos eroticocontos eróticos gay com monstrossubmetido a chantagem para ajuda o marido contos eroticosentei na rola do padrinho contos eróticoscontos eróticos com fotos de menininhas sentadas no coloContos de putas fogosas co.tados por mulherescontos eroticos o traficante comedor de casadascontos. chupou pela primeira vez um machocontoseroticos cavermaLora dismaiando no cu no anal em tres minutoscontos eroticos na praia meu sogro me comeuxoxota as infinitasBuceta cabeluda em contosfudendo a boca da namorada/contos eróticosconto erotico cinema marido e mulherconto gay fui abusado no alfanato pelo os fucionariohttp://googleweblight.com/?lite_url=http://okinawa-ufa.ru/conto-categoria_2_114_gays.html&ei=e8yqT8MC&lc=pt-BR&s=1&m=564&host=www.google.com.ar&f=1&gl=ar&q=Contos+Fudendo+um+hetero+com+o+cu+sujo&ts=1485672497&sig=AF9Nedkia2TWDM2T0ozn41vBE5bkl1pQLAputa entra em desepero ao gozar esegerada mentemorena dano a boceta po cavelecontos eroticos na piscina com a famila todos nus no reveionadoro menino sacudo contoscoroa louraca enxuta bocetao inchada inchadafudendo a empregada rabuda negra com fotos contoascontos eroticos com acordei com meu cachorro me penetrandosentou no meu colo conto eroticocontos eróticos casal ônibuscontos eroticos abri uma cratera no cu da filha da minha primacontos perdendo a virgindade num incestocontos eroticos de incesto: viajando com a mamae popozuda