Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

O CARA DO METRO

Click to this video!

Sempre trabalhei distante, e sempre embarquei no metro no mesmo vagão, e no mesmo horário.rnCom o Tempo passei a observar que muitas das pessoas que embarcavam no vagão eram sempre as mesmas, e mais do que rápido identifiquei oque passei a tratar em pensamento de APOLO, um negro mais ou menos 1,90 de altura, malhado, bem vestido e muito cheiroso, trocamos alguns olhares e sorrisos discretos durante algumas viagens durante umas 4 semanas, pois entravamos no metro em portas diferentes e ficavamos distante, durante esse tempo notei que ele sempre desembarcava 1 estação antes da que eu desembarcava.rnMais ou menos no meio da quarta semana notei que ele embarcou na mesma porta que eu e gentilmente permitiu que eu entrasse na sua frente e propositalmente se colocou bem atras de mim, neste dia pude sentir seu cheiro e sua respiração bem perto da minha nuca, o que me fez molhar a calcinha na hora e ficar de pernas bambas.rnNo dia seguinte da mesma forma ele entrou no trem atras de mim no entanto os trens naquele dias estavam mais cheios e foi inevitavel ele se encostar bem mais em mim, como ninguem estava notando ele passou a mão em torno da minha cintura e me apertou contra seu corpo neste momento senti que ele estava muito exitado, aproveitando a oportunidade de estar com a bunda encaixada nele e dei uma reboladinha,nessa hora ele deu uma gemidinha discreta e colocou algo no meu bolso, soltou da minha cintura e desembarcou como fazia todos os dias, ao desembarcar verifiquei no bolso o que ele tinha colocado.rnEra um cartão com telefone e um endereço, no verso um recado escrito a caneta com horário escrito " Te espero lá".rnNo Dia seguinte desembarque na mesma estação com ele e seguimos para o endereço do cartão, sem trocarmos nenhuma palavra, era um escritário onde ao passar pela porta notei que ele estava segurando seu cacete enorme por cima da calça, minhas pernas estavam tremulas, mais eu estava muito exitada para desistir naquele momento, ele então passou por tras de mim e me encoxou deliciosamente me fazendo gemer de tesão, ele estregava o pau na minha bunda e apertava meus seios com uma respiração muito ofegante, a primeira palavra que ouvi da boca dele foi: "- Quer meu pau?". a respota foi imediata "-Sim, sim, quero muito quero tudo dentro de mim!rnEle me empurrou para uma mesa que estava proximo, levantou minha saia tirou meus seios de dentro da blusa, abriu minhas pernas, e começou a passar o dedo na minha xota, neste momento me virou de frente para ele, me sentou sobre a mesa de pernas abertas, tirou a vara de dentro da calça e começou a passa-lo na minha xota me fazendo implorar para ele me comer, ele colocou a cabecinha do pau na minha xota puxou meu cabelo e gritou "pede, pede vara sua puta" e antes que eu atendece seu pedido ele socou sua vara enorme na minha xota rosadinha me fazendo delirar de prazer, ele gemia muito gostozo e respirava ofegantemente, quando eu estava enlouquecida de prazer ele levantou as minhas pernas lembeu o dedo do meio de uma das mãos e enfiou no meu cuzinho bem de vagar, eu era virgem de cu e fiquei com um pouco de medo de ele me enrabar.rnMais o vai e vem do dedo dele foi tão bom que me fez relaxar e pedir para ele me foder bem gostozo, não foi preciso falar duas vezes, ele enfiou sua vara na minha xota melada e em seguida enfiou a cabeça no meu cuzinho que piscava de desejo.rnNo inicio confeço que doeu um pouco, mais logo fui tomada por um prazer incontrolavel com os gemidos deliciosos e os elogios ao meu corpo e ao meu cuzinho que ele fazia, fui ao delirio quando ele me fodendo gostozo no rabo fez eu chupar o dedo dele e enfiou na minha xota e com o outro dedo passou a massagear meu grelinho.rnOs meus gemidos passaram a ser gritos de prazer e neste momento pude sentir dentro do meu cuzinho o jorro forte do prazer daquele negro delicioso que gruinha de prazer.rnDepois desse dia sempre que tinhamos vontade de trepar gostozo ele me encoxava no metro, fomos saber os nossos nomes aproximadamente umas 2 semansa depois, depois de varias encoxadas no metro e varias trepadas matinal.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


Contos heroticos esposa quer muitas picascontos de coroa com novinhocontos eroticos brincado de se esconder no recreioAi ai minha bucetinha contoscontos fiz o cuzinho da mamãecontos eroticos dei pro meu inquilinoaquelas olhadas safadascontos eroticos estupradazoofilia garota de programa asustada com pauza do cavalo boneiconto ficou excitado em saber que eu fudendocomtoscasadas dotadao .comnao tira papai deixa que eu vo gozarcontofudi minha cunhadaconto ante de comer minha boceta papai lambeu ate meu cuContos minha nora enfiou o vibrador no meu cucontos eróticos mamãe deu o cu eu vivisinha casada o novinho contos com fotostroca troca de homens adultos contoscontos eróticos priminha caçulaver contos eroticos de irma dando pro irmaominha cunhada traindo meu irmao com o patrai contosvidios novinhas dos mamilps diros pontudosfui arrombado no cuzinhocontos eróticos gays metroporno fode minha buceta vai étoda sua vaiahhhhcontos eroticos comi a enfermeira no hospitalcotos heroticos gay me comeu no riocontos eroticos gemi no cacete do marido da minja amigagostei de ser enrabadomeu chefe contos eróticocontos eroticos linguada no cumarido come a loira em silencio na cosinha e mulher espia boa foda sexoconto erotico no beco escuroConto erotico de incesto cuidando das amiguinhas da minha irmacasa dos contos eroticos com piscineiro taradoSentando no colo contosIncesto com meu irmao casado eu confessogostaria dever filha cupano apica do pi dorminoso alisandu abuceta cheia de tesao pra gosa contos eroticos gay meu vizinho de dezenove anos me comeu quando eu tinha dez anoshistorias eroticas com saúnas masculinascontos eróticos no cu com cachorroscontos pornô de incesto a mamãe gritou igual uma puta quando enfiei o meu pauzao na sua bucetinha cabeludadormindo ao lado conto eróticocontos eróticos satisfazendo minha patroaconto erotico gay esconde escondepiercing no mamilo da priminhapegado carona um casal com camionero contos eroticoconto sozinho com minha sograconto erótico de casada que chegou em casa completamente arrombada e o marido percebeuestuprocontoirma feiz sexo comigo eu gozei na boca delaminha cunhada casada me esnobou contoscontos minha mulher transava e me beijavacontos eroticos casada infelizcontos eróticos de bebados e drogados gaysvistorias eroticas de zoofiliacontos exitantes eroticos deixando os velhos me chuparna davela os homens nao tem frescura conto eroticopornô com cavalos mangalarga fazendo com mulheres no cavaleteas rabudaaContos eroticos das periferiascomprei a Cristina da mãe bêbada contos eróticoscontos eroticos meu amante adora me agredirvizinha teen contocasa dos contos mae e filha xupação de bucetaconto cutuquei pau na bundia delacontos eróticos de incesto minha mae no meu colocontos erotivos mamar no pau infanviatocu de proposito pornodoudoContos briga de xanascontos eroticos - arrombando cuzinhorola na madrinha/contocontos de traicao anal,postados no facebookconto mamae fode com filho aniversariantefui putinho do padre gaycontos eroticos de cornos bravosconto eroticos comendo a irma de perna quebradaConto erotico minha mae coroa virou a minha cadelinha.compapa fode a filha com sai posta e mae nao ve porno.comcontos cuidando da minha irma casada o mineirinho que me cativou 2Meu irmaozinho caçula me te penetrouConto de putinha que adora ser cadela de muitos machossoxo com umanoivinhaconto erotico: meu desejozoofilija detei i porócontos eróticos mulheres mais vadiascontos eróticos ele disse xingamentos porradax vídeo mulher da cu virgema outro antes de da marido conto eróticoscaralho meu empurra tudo nu meu cuzinhoconto erotico as pregas da empregadacontos eroticos currada garganta profundacontos eróticos frio chuvacontos eroticos que saudade da lingua dela na minha bMeu genro quer me comer e agora