Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

TESÃO ACUMULADO POR TIA SÔNIA (I)

Click to Download this video!

TESÃO ACUMULADO POR TIA SÔNIA (autor: James)rnrnHá algum tempo tenho lido contos de incesto na rede e agora resolvi contar minha histária. Espero que tenham um pouco de paciência porque é uma histária meio grande, mas vale a pena.rnHoje tenho 28 anos e sou funcionário de uma empresa pública. Minha tia é casada, está com 38 anos, é meio cheinha, bem mais baixa do que eu, tem (sempre teve) um par de seios grandes, daqueles que precisam de duas mãos pra segurar apenas um deles. Ela é branca, sua bunda não é mais tão bonita quanto era em sua juventude, mas ainda dá um caldo. Desde que eu tinha aproximadamente 19 ou 19 anos, tinha um desejo quase incontrolável de transar com minhas tias, mas uma delas, Sônia, sempre chamou minha atenção porque quando ela era jovem e estava namorando seu futuro marido, costumava ir lá pra casa e usar roupas curtíssimas deixava à mostra aquelas beiradinhas maravilhosas de sua bunda, o que muito frequentemente me obrigava a ir ao banheiro e passar longos minutos me masturbando e me imaginando, fodendo aquele cuzinho e mamando aqueles peitões, beijando aquelas coxas grossas e completamente lisinhas sem um único pelo sequer, o que me deixava louco, porque desde cedo sempre senti tesão por mulheres com pernas lisinhas e bundas grandes... e minha tia tinha uma bunda maravilhosa, daquelas bem redondas e branquinhas. Como eu bati punheta pra ela!!! Me enlouquecia quando ela ia para o quarto da minha irmã e se deitava de bruços, deixando aquela bundona redonda pra cima, dando-me a impressão de que fazia de propásito. Ao vê-la naquela posição, lá ia eu novamente tocar punheta, olhando da porta aquela bunda tão desejada aproveitando o fato de meus irmãos estarem lá fora. Cresci com esse desejo enorme de comê-la e algumas vezes, quando cruzava com ela pelo corredor de casa, tentava de alguma forma me esfregar em seu corpo, no que era prontamente repreendido. Essa resistência por parte dela sá fez aumentar ainda mais meu tesão.rnPois bem, pouco tempo depois, ela se casou e não demorou muito, teve a primeira filha e constantemente me chamava para passar o fim de semana em sua casa porque sempre gostamos muito um do outro. Ela tinha por mim um amor quase filial e eu tinha (e ainda tenho) por ela o mesmo amor que um homem tem por uma mulher. Nesses fins de semana em sua casa, ela sempre me tratava com muito carinho e atenção, preparando-me lanches, sucos e me deixando bem à vontade. Todos os dias à tarde, quando estava assistindo à televisão, ela começava a limpar a casa e eu manifestava o desejo de me retirar para não atrapalhá-la mas ela sempre dizia: Não precisa não, meu filho, pode ficar aí.Você não está me atrapalhando....Já que não precisava sair, ficava sentado ali no sofá e ela, usando camiseta regata, abaixava-se para limpar embaixo do sofá, deixando à mostra aqueles seios enormes, já que o sutiã não conseguia cobrí-los. Que visão maravilhosa...eu ficava louco olhando aquilo e tamanho era meu tesão que eu fazia questão de que ela percebesse minha excitação, fazendo questão, muitas vezes, de levantar para que ela percebesse que estava de pau duro, mas ela fazia vistas grossas para minha situação, fingindo nada notar.....E lá ia eu para o banheiro, me acabar na mão....como eu sonhei em possuí-la!!!! Como eu sonhei em comer aquela bunda......em mamar aqueles peitões, que ficaram maiores ainda quando a primeira filha nasceu. Ah, naquela época eu jurei a mim mesmo que faria qualquer coisa para entrar no meio daquelas pernas......rnBom, o tempo passou, fui morar sozinho, mas o tesão por ela sempre me tirou do sério....às vezes deixava minha namorada em casa, passava na locadora para apanhar alguns filmes e quando via aquelas mulheres brancas com peitões, levando no cu, e levando jatos de porra na cara, vinha-me logo à lembrança minha titia e ficava fantasiando o dia em que ela provaria minha porra.....e acabava batendo várias punhetas pensando nela. Recentemente, a situação financeira de minha família melhorou e meu pai comprou um sítio práximo a Buritis (Minas Gerais) e frequentemente minha tia ia pra lá.....ela sempre foi muito extrovertida e vivia dizendo que eu era seu sobrinho preferido e o mais bonito.......às vezes cheguei a pensar que ela estava me dando mole.....mas ficava com receio de ir adiante e ser repreendido por ela,como fui várias vezes no passado. Então, apenas sorria e dizia para ela: Bonito e gostoso, tia!!! Ela me olhava sorrindo e dizia: Você tá ficando safado, hein!!!! Numa das vezes em que fui ao sítio, ela estava lá e fiquei sabendo que ela havia brigado com o marido (mais uma entre as centenas de brigas) e ela parecia estar carente porque passou o dia soltando piadinhas pra mim: Oh, meu filho, se você não fosse meu sobrinho e eu fosse mais nova você não iria me escapar.....e, sorrindo se dirigiu à minha mãe: Ana (minha mãe), tia com sobrinho é pecado? Nossa, senti que surgia ali minha oportunidade de realizar minhas fantasias e entrei na brincadeira: Tia, pra mim, idade não tem importância. Então ela disse: Seu bobo, se você aceitasse casar com a Adriana (sua filha e minha prima) você teria mãe e filha pra você......você é bobo!!!! E começou a sorrir e arrancar risos de todos os presentes. Isso aconteceu no sábado. No domingo, o dia transcorreu bem e sempre com risos e gargalhadas porque ela sempre teve bom humor e não demorou muito a se dirigir a mim, dizendo: James, eu ouvi falarem que quando uma mulher fica muito tempo sem transar, fica virgem de novo e vou fazer o teste pra ver se é verdade......e eu, novamente entrei na brincadeira......que bom, tia.....sá que quando chegar a hora, eu quero ser o primeiro e ela, sem perder tempo, respondeu: com certeza você vai ser o primeiro.....aquela resposta fez meu coração acelerar e bater descompassado. Até meu pai, que costumava não dar muita importância para o que ela dizia, se dirigiu a mim e disse: sua tia ?tá atacada? hoje, acho que ta sentindo falta ?daquilo?. Senti que deveria fazer alguma coisa e aproveitar aquele período em que ela estava brigada com o marido para realizar meu sonho e durante o dia todo, ao cruzar com ela pelo corredor da casa e pelo pomar, eu sorria pra ela e dizia: E aí, tia, não vou aguentar esperar muito tempo, não......não tem jeito de diminuir esse tempo não? E ela respondia: Não, primeiro eu tenho que ficar virgem!!!! Aquilo sá alimentava meu tesão e começava a bolar planos pra possuí-la, mas emperrava no fato de que nunca estávamos completamente a sás no sítio e quando ela fosse embora, ficaria mais difícil ainda, não que morássemos longe, mas não me sentiria à vontade, tentando comê-la em sua casa porque seu marido era um cara muito legal e isso contava muito pra mim. Resolvi então, adiar o plano.rnAlgum tempo depois, apás ela e marido terem feito as pazes, aconteceu mais uma briga, mas desta vez foi mais séria porque ela acusava o marido de tê-la traído e disse a todos da família que iria dar o troco na mesma moeda. Diante disso, seu marido resolveu sair de casa e dar um tempo na relação. 19 dias se passaram desde que o marido havia saído de casa, então resolvi ir a sua casa e quando cheguei, ela veio me receber toda cheia de carinhos e quando me abraçou fiz questão de aperta-la e sentir aqueles peitões roçando no meu peito e não pude conter mais uma ereção e ela, percebendo, sorriu. Entrei, nos sentamos e perguntei-lhe então sobre o marido, mas sem deixar de olhar para suas pernas e ela disse que estava melhor sem ele, mas por mais que ela dissesse isso, percebi que sentia falta dele e notei também que ela começava a passar algumas necessidades, pois praticamente nada no armário. Perguntei se ela estava precisando de alguma coisa, se eu podia ajudar de alguma maneira e ela respondeu que não, que estava tudo bem, que não estava precisando de nada. Resolvi inventar uma desculpa e disse que precisava ir. Dirigi-me ao supermercado e trouxe tudo que achei que fosse necessário. Ao chegar com as compras ela se assustou e disse: James, pra quê isso, menino? Você é doido....eu falei que não precisava de nada......e eu respondi que não iria deixá-la passar necessidade de espécie alguma.....ela me abraçou e disse: Oh, meu filho, eu te adoro!!! Não pude deixar de apertá-la e sentir seu corpo colado ao meu e me mantive assim o máximo que pude, deixando minha mão deslizar por suas costas, quase chegando à sua bunda.....como foi gostoso aquele abraço!!!! Eu sabia que estava práximo o meu sonho. Apás ela ter guardado as compras, ficamos conversando sentados à mesa e tomando uma cerveja, mas como já estava tarde, resolvi ir embora. Ela então me abraçou e disse ao meu ouvido: O que eu faço pra te agradecer? E eu, sem esperar ouvir aquilo e meio sem jeito pela surpresa da pergunta, disse: A senhora sabe como me agradecer........e ela, com olhar de quem estava surpresa me perguntou: Como?!?!?. Olhei-a nos olhos e pensei: puta merda, fiz besteira, não devia ter dito isso....acho que me enganei. Mas, meio sem graça respondi: Nada não, tia.....foi brincadeira......e ela respondeu: Não, James, pode dizer senão vou ficar chateada com você. Tomei coragem e disse: Tia, você disse que ia dar o troco ao seu marido na mesma moeda, você já tem pretendente??? E soltei um sorrisinho meio amarelo. Ela pareceu assustada com aquilo mas imediatamente respondeu: Eu bem que poderia fazer isso com ele, mas acho que não tenho coragem, eu ainda o respeito.....ele ainda é meu marido, apesar de tudo. Mas por que você tocou nesse assunto, tá querendo ser candidato?? Confesso que senti um calor enorme tomar conta de mim e fiquei sem graça naquele momento, mas não poderia escapar aquela chance e respondi: Bom, tia, você sabe que pode contar comigo pra tudo, né? Ela me olhou nos olhos, mas desta vez, parecia pensar exatamente o que eu estava pensando e de repente me abraçou, passou a mãos nos meus cabelos e disse: Não posso, você é meu sobrinho, não é certo.....Comecei então a beijar seu pescoço e fui com a boca em direção daqueles peitões e comecei a beijar aquelas obras primas da natureza.....coloquei a mão em sua bunda e disse: Oh, tia, não faz isso comigo não....faz tempo que eu quero você.....e ela num gesto repentino desvencilhou-se de mim e disse: É melhor não!! Percebi que minhas esperanças foram por água abaixo. Sem graça e desiludido, pedi desculpas e quando ia sair, ela me chamou.....James.....me dá um tempo pra pensar??? Isso soou como música aos meus ouvidos. Aproximei-me e disse: Eu espero o tempo que for necessário.rnAlguns dias depois, resolvi passar em sua casa e levei algumas bebidas para criar um clima favorável. Ao chegar, inventei que estava passando por ali e, como tinha ganhado aquelas bebidas, resolvi deixar uma pra ela. Ela estava sozinha pois sua filha havia saído com o namorado e recebeu-me com um sorriso estampado no rosto como de costume, mas havia algo diferente em seu olhar, parecia estar muito feliz. Entramos e começamos a beber um pouco de vinho. Ela perguntou: Está tudo bem com você? Como está o trabalho?rn- Tudo bem, tia, respondi.rn- E você?rn- Estou bem.rnContinuamos a conversa e eu queria o tempo todo perguntar sobre nosso assunto mas resolvi esperar que ela tocasse nesse ponto, mas em momento algum ela sequer tocou no assunto. Não demorou muito e chegaram alguns amigos dela para comemorar.....adivinhem......o aniversário dela......Caramba!!! Como pude esquecer o aniversário dela?? Pedi desculpas por não ter lembrado e logo chegaram muitos parentes nossos com carne e cerveja. Pensei comigo: Que droga!! Lá se vão meus planos!!! Resolvi comemorar com eles então.rnDepois de comerem e beberem, começaram a ir embora pois era quase 1 hora da manhã. Todos já estavam se despedindo e resolvi ir também, deixando meus planos pra depois, mas qual não foi minha surpresa quando ela passou por mim, tocou de leve meu braço e disse em tom quase imperceptível: Vai não, espera mais um pouco, bobo.....rnPensei comigo....até que enfim vai dar pé!!!!rnAssim que todos saíram, minha prima pediu para dormir na casa de uma de nossas tias e prontamente ela permitiu. Foi quando pensei....é hoje ou nunca!!!!!rnEla fechou o portão e entrou...eu estava na área dos fundos esperando e ela disse: Vou tomar um banho....você espera?rn-Claro que sim, tia, respondi.rnAo terminar de se aprontar ela veio em minha direção com uma camisola que deixava transparecer todos os contornos do seu corpo e usava meia-calça preta, o que contrastava com sua pele branca e lisinha.rnResolvi me atrever pois percebi que ela estava meio ?alta? por causa da bebida e perguntei sobre nosso assunto e ela respondeu: Eu já pensei a respeito mas tô morrendo de vergonha de falar. Levantei e fui em sua direção e disse: vergonha de quê?rn- Sei lá...você é meu sobrinho.....fico sem jeito.rn- Não se preocupe com isso, não, tia, disse, puxando-a pela cintura e colando seu corpo ao meu...senti que finalmente ela seria minha puta e de mais ninguém. Ela resistiu um pouco mas comecei a dizer em seu ouvido:rnOh, tia, esperei tanto por isso.....não faz isso comigo não.......eu sei que você também quer......vamos, deixa eu te fazer feliz e, nesse exato momento levei a mão por cima da camisola até sua xoxotona e percebi pela primeira vez como era quente aquela mulher e não pode deixar de notar que ela se arrepiou todinha, então eu disse:rn- Ta vendo tia, como é gostoso? Ao dizer isso, ela passou a não mais resistir e cedeu aos meus carinhosrnLevei-a até a sala, deitei-a no sofá e, a pedido dela, apaguei a luz, deixando um ambiente de penumbra por causa da claridade que vinha da cozinha e comecei a beijar seus seios e ela apesar de não resistir mais, demonstrou não ter muita noção do quanto é importante o carinho antes do sexo, pois não esboçou nenhuma reação de tentar retribuir meus carinhos, mas não me importei com isso e continuei. Tentei tirar sua calcinha, quando ela segurou minha mão e disse: Não, não faz isso não...não é certo. Sem me importar com o que ela disse e com o pau quase estourando de tanto tesão, tirei sua mão que segurava a minha e levei-a até meu pau que já estava pra fora da calça e disse: Olha como eu tô, tia, não tem pena de mim, não? E ela, nesse momento demonstrou não ter nenhuma experiência de como, pois não sabia sequer como segura-lo. Tive que ensina-la mas ela realmente estava com vergonha do que estava fazendo, então disse ao seu ouvido: Isso pode ser seu quando você quiser. Não aguentando mais de tesão, tirei a calça, terminei de tirar sua calcinha e notei que ela, com as mãos tentava cobrir a xoxota, mas tirei suas mãos e pude reparar como era rechonchuda aquela buceta. Apesar da penumbra, me vi diante da xoxota mais linda que já havia visto.....sua xoxota era toda rosadinha, parecia uma flor. Abri suas pernas com carinho, coloquei a cabeça do pau na entrada e ela já estava completamente molhada a ponto de escorrer e molhar o sofá. Fiquei uns 3 minutos sá esfregando o pau na entradinha daquela caverna maravilhosa e em dado momento ela disse: Põe, põe logo.....comecei a penetra-la centímetro por centímetro, bem lentamente. Quando havia entrado quase tudo, ela me segurou pelos cabelos e começou a dizer:rn-Me come, me fode, James....vai, empurra....vai, vai......não pare!rnDe repente, ela cravou as unhas nas minhas costas, prendeu minha cintura com suas pernas, impossibilitando qualquer movimento que fosse e soltou um urro de prazer, deixando claro que nunca havia experimentado aquela sensação. Acho que seu marido nunca havia dado prazer a ela. Ela ficou me prendendo assim por uns minutos e assim que relaxou, coloquei suas pernas apoiadas nos meus ombros e comecei um vai-e-vem bem gostoso pois queria mostrar a ela o quanto ela havia perdido tentando resistir e não demorou muito para que ela gozasse novamente. Sem retirar o pau daquela buceta maravilhosa, fiquei de lado, peguei em sua bunda com as duas mãos, meti boca naquelas peitões maravilhosos e comecei a mamá-los. Fiquei assim por um bom tempo, mamando e fodendo aquele xoxota quente como brasa até que despejei toda aquela porra dentro dela. Que sensação maravilhosa, poder gozar naquela buceta que tanto desejei!!!! Como foi gostoso!!!!rnFicamos assim por um tempo, levantamos, nos vestimos e percebi que ela me olhava meio sem jeito, com certa vergonha do que havia feito, então eu disse:rn-Você gostou, eu pergunteirn-Eu tô sem jeito, tô com vergonha até de olhar pra você.rn-Fica assim não, de hoje em diante você é minha, sá minha!!!rnQuando ela se levantou, pude ver quanto porra havia despejado dentro dela, pois todo o esperma agora escorria por suas pernas enquanto ela se dirigia ao banheiro.rnMas meu maior desejo ainda não estava realizado......eu queria comer aquele cuzinho, mas isso continua na segunda parte...rn

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


papai traindo mamae comigo contos eroticoscontos interraciais contados por mulheresconto erotico abusandocontos eroticos me arromboucontos eroticos papai pipicontos eróticos minhas afilhadinhas da bocetinha bem novinhacontos eroticos gay meu pai me comeumulheres com dhorte branquinho com cuzaocontos tiachupa rolaconto erotico teen gy saradinhoprima perguntou se eu era virgemconto erotico comi minha mae emquanto ela estava trancada na janContos eroticos noviça virgemcontos eroticos dando cu pro filhoContos eroticos chantagiei e chupei minha maninha conto virei meu marido viadocontos bdsm erposas escrava submissaContos menina estuprada pelo pai contos eroticosporno traicao roludo conto pornookinawa-ufa.ru chantageadaconto erotico encoxada vizinhocontos eroticos fui cumida a traz do salão da igrejaContos homem fudendo a vizinha lesbicacontos fodendo senhora negraconto real meu vizinho me agarrouEnfiando na bundinha ate eta sentirreal conto cunhadocontos eróticos gays cu de bebado nao tem donocontos porno desde prquena tomo leitinho do papai na mamadeiraviajo da bundona aqui na Dona a mostrando o c*contos gay bdsm minha castracao realconto erotico virei cadela barContos eroticos de podolatria com fotos desejando chupar os pes de primas dormindoContos eróticos estuprei ela no dia do seu aniversáriohttp://tennis-zelenograd.ru/conto_5757_sonhos-tambem-se-realizam.htmlenfiando a.pica..comdificuldadewww.mulher linda fazendo carinho pro cavaloficar de pau duroConto erotico minha mulher alivia os punheteiroso rendudo socando ni bundao enormecontos porno dava pro meu padastroconto erótico com professora de filosofiaminha chefe gosta de mim ~ contos eroticoscontos eroticos so casadinhas e velhinhoscontos de traicao anal,postados no facebookContos eróticos milha filha apaixonadoContos erotico ferias quentes cinco o retorno do titio pegadorsurba com um casal de amigo sem querer primera ves comtoscontos eclxado a tia de sainhaContos eróticos Bebêzofilia devuaetame comeram contos teeneu quero vem pica de cinicomecontos eroticos me masturbo usando calcinhacadela virgem contocontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casacontos eroticos levei piça gg no cu ( madura ) xv leke dormindo .com madrstaminha enteada inocente conto eroticoconto gay dei dinheiroconto erótico menina zuando pau pequenoporn marido enfachado no hospitalenteada nua contoscontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casaSou casada mas bebi porro de outra cara contosaregasando a b da nmoreninho hetero marrento contoduas mulheres e dois maridos gay transando com três ovos dentro de uma saunacontos eroticos trote da faculdade comi o cú da calouraContos eroticos noviça virgemsendo chatagiada a fufer contos por amigocontos eroticos familia bi passivasou hetero mas ja paguei um boquete e gostei muitosofrendo no boquete contos eroticoscanto erotico levei rola do meu amigocontos eróticos de submissas lésbicas sendo dominada e falando palavrões porno fode minha buceta vai étoda sua vaiahhhhsexo meu irmao quer fazercomo me tornei viado parte 3 contpscontos eroticos estrupada pelo mei maridocontos interraciais contados por mulheresgorda gozando contoscontos eroticos de incesto: viajando com a mamae popozudacontoerotico.esposa raimundao macho frequenta mimha casae o dono contoscontos eróticos engatada e arrastada pelo cachorrocontos heroticos gay meu primo de dezessete me comeu dormindo quando eu tinha oito anosassaltantes me estupraram contos eroticosnovod contos eroticos incesto orgamos titio