Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

FLAGRANDO A IRMÃZINHA

Click to this video!

Flagrando a Irmãzinha

Meu nome é Alex, tenho 19 anos e uma histária incrível para contar. Aconteceu num dia em que, chegando do colégio, entrei em casa, indo para meu quarto. Parei ao ouvir sons vindo do quarto de minha irmã Vanessa, uma deliciosa ninfeta de apenas treze aninhos. Eram risadinhas e cochichos nervosos. Curioso, grudei o ouvido na porta, tentando entender o que se passava. Logo identifiquei a voz de um garoto da vizinhança, um pirralho de não mais do que onze anos. Imaginando que o que se passava lá não eram inocentes brincadeiras, abri a porta bruscamente, flagrando Vanessa sem blusa, com a saia levantada e a calcinha arriada, exibindo para o garoto os peitinhos ainda incipientes e a xaninha quase nua. Ainda pude percebê-la tirando a mão do pau dele. “Ah! Mamãe e papai vão adorar saber disso...”, disse eu. “Não, por favor Alex, não conte nada...”, implorou minha irmãzinha quase chorando. Congelado de medo, o garoto permanecia imável, sequer recolocando o calção arriado. Lancei-lhe um olhar fulminante, dizendo, ameaçador: “E você, seu pirralho, o que espera para sumir ?”. Ele não disse absolutamente nada, saiu correndo apavorado ainda recolocando o calção. Eu, então, voltei a atenção para Vanessa. Para minha surpresa, minha irmãzinha exibia um sorriso cínico. Deitando-se de costas, apoiada nos cotovelos, tinha as pernas abertas. “Se não contar, posso ser boazinha com você...”. Não acreditei em ver minha prápria irmã que, até pouco tempo antes brincava de bonecas, oferecendo-se a mim como uma vadia. Pensei em xingá-la, mas a visão de sua xoxotinha me fez hesitar. Cheio de culpa, porém, muito excitado, abri o zíper da calça expondo meu cacete duro, agarrei-a pelos longos cabelos negros e a puxei para junto de mim, obrigando-a a abocanhar-me. A habilidade de sua linguinha me fez delirar. “Para quantos você já deu, putinha ?”, perguntei, louco de prazer. Tirando meu pau da boca, ela respondeu com o mesmo sorriso cínico: “Para todos os garotos da vizinhança... O que você acha ?”. “Ah, é ?”, devolvi no mesmo tom, “Pois agora chegou a vez do teu irmão !”. Puxando-a pelos cabelos, fiz Vanessa ajoelhar-se e ficar de quatro. Meti a mão em sua bunda lisinha e acariciei o cuzinho com os dedos. “Não! Assim não!”, protestou ela. Â“É o seu cuzinho ou papai e mamãe sabendo de você e aquele pirralho ...”. “Seu tarado desgraçado!”, gritou ela, mas sem resistir. Não respondi, apenas coloquei meu pau na deliciosa bundinha de Vanessa e tentei enrabá-la. Porém, por mais força que fizesse, não conseguia meter em seu cuzinho ainda virgem. Cheio de tesão, estiquei o braço e apanhei de cima da mesa de cabeceira um pote de creme para espinhas que minha irmã putinha usava. Abri o pote, lambuzei os dedos e besuntei meu pau com o creme. Limpei os dedos entre as nádegas de Vanessa, ajustei meu pau em seu cu e forcei a cabeça da pica contra as preguinhas ásperas. Não precisei mais do que duas estocadas para mergulhar o pau na bundinha deliciosa. Vanessa gritou, contorcendo-se de dor enquanto meu pau entrava todo em seu cu. Comecei então a bombar contra suas coxas. Não demorou muito e o que eram gritos de dor viraram gemidos de prazer. Vanessa começou a rebolar a bundinha, tomada pelo prazer do primeiro sexo anal de sua vida. Quando gozei, enchendo sua bunda de porra, ela gritou para que eu não parasse. Aquilo me deu forças para prosseguir. Quando senti a ponto de gozar novamente, retirei o pau de seu cuzinho e o enfiei na xoxota, completando ali o delírio. Acabamos por cair os dois sobre a cama, exaustos. Para minha surpresa, minha irmã, depois de alguns instantes ergueu-se e me beijou na boca. “Você foi incrível !”, ela disse. E daquele dia em diante nos tornamos amantes. Bastava nossos pais se ausentarem e lá estava Vanessa em meu quarto com o pote de creme para espinhas... QUEM SE INTERESSAR POR CONTOS ENVOLVENDO NINFETAS E INCESTO, ENTRE EM CONTATO COM [email protected] TENHO VÁRIOS OUTROS DE MINHA AUTORIA E GOSTARIA DE LER DE OUTROS AUTORES.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos me comeram feito puta e chingada de vadia e cadelaBuceta cabeluda em contoscontos de Huum Pauzao papai ..ai mete vaimeti minha esposa no porre contoscontos eroticos minha mae imploro pra mim come o cuzinhocontos eroticos meu sogro me pegou a forçaquero tua jeba rasgando meu cufui pega no flagra contos eroticosxvidio real meu primo mamado peito bicudo da minha mae negracontos eroticos- meu namorado tirou minha virgindade no meio do matoContos eróticos teens boys jogando video game com o amiguinhorelato conto: meu me incentiva a usar roupas provocanteszoofilia co caxorros das rolas mas grosas muduconto erotico mano pauzusdocontos eroticos mulher testemunha de jeováchupando a esposa gozada de biquininhocontos de incestos detei de conchinha fiquei de pau durohestoria erotica o grandi fatasia do meu marido e c cornocontos gays sendo o viadinhos dos adultos que me humilhavamtravestis levei gozada no cuzinho sem tira a roupaver contos eroticos de empresários comendo o cu de.funcionáriosesposinha ciumenta contos eroticoscontos eroticos 148 cm de bunda .conto erótico soniferocontos eroticos gays come meu pai bebado mais o meu amigodiana sentindo pica pela primeira veztia gritando "me come sobrinho"contos sadomasoquismo virtual virtual castigocontos eroticos pauzudotentando comer a sobrinha contosminha filha fudendo com nosso impregados contosconto erótico de casada que chegou em casa completamente arrombada e o marido percebeucontos eroticos incestos primeiro foi o meu irmão agora e meu paicontos eroticos incesto lesbicas zoofilia eu, minha mae e o cavaloconto erotico eu meu marido e o entregadocontos de coroas safadas no cacetaodupla perfeita uma chupava meu pinto e a outra chupava meu cubucetas no bairrofazendinhaContos fiquei bebada e me chuparamContos nao sabia bate punheta amiga de mamae me explicoucontos eroticos de negros em hospitaiscontos eroticos fui leva a gostosa da cumade beba na casa delacontos eroticos de corno depois que voltaramContos eróticos família liberal.2,relato fuderao minha buceta quando dormiaContos eroticos meu rabaofrancisca metendo chifrecontos meu marido bebado e eu trepamdo com bemdotadomacho coñoca calcinha e da o cuconto erótico cabecinha do grelofoda entre maninhos conto heterotravesti Zinho que faz programa escondido da mãecontos eroticos armadilha sexualcontos foi comer a bct escorregou e pegou no cu vijen delaminhas filhas piquena bricano com cachorro contos zoofilianovinha transando pela primeira vez e goza muito de queixocontos eroticos dormindocontos eróticos de Pouhttp://transei com pastor gay no banheiro contos eroticos gayconto erotico com o velho do asiloPeguei meu entiado masturbando com minha calcinha.conto eroticover tv pornô mulher que tem a vajina muito linda e grade gozando na pica sem para vaquira com o cavalotravesti coroa enroladinho Pretocontoa eroticos estuproconto - bundinha durinha , cuzinhoapertadocontos eroticos velhos e novinhas santinhastraveco dominando e excitando macho em banheiro, contos com fotosesposa torcendo de biquini em casa conto eroticoconto erotico com o velho do asiloContos eroticos homens estuprano gravidascontos eroticos camisolaQuero um homem que chupe minhas tetas quando chega do trabalho e pra dormicontos eroticos gays viagem de ferias para fazenda com dotadoconto erotico gay viado fica com medo da piroca do coroa e e fudido a forcaconto erotico eu sempre te ameiContos porno fui atacada por  Marilia e Juliana estavam mais uma vez fr ente a frente para uma dolorosa batalha. Ambas traziam nos corpos as marcas feitas pela outra em combates violentos e sangrentos. Marilia vestia tão somente uma minúscula tanga branca fio dental. Juliana uma  me casei com um cornovidios dos bucetao mais carnudo e enchados nusdog pegando vovo contoscontos eróticos casadaloira gostosa conto chupei a coroacontos eroticos gay: se tu deixar eu não conto pra ninguemvídeos pornô Santa Rita taxistatravesti zinha bem novinha gememdo muito na picacontos gays seu tiaoconto eurotico eu fui viajar e minha esposa saiucontos seduzi minha mãe com o tamanho do meu pauConto de putaria com todos os machos da favelaconto gay daniel e murilo me.comeramvoyeur de esposa conto eroticocontos eróticos comi mi.ha irmanzinhacontos eroticos tia tucaConto erotico peguei.minha filha novinha arombei elacontos minha filha viciada em porrahome subimisso bebi xixi da rainha