Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

O JAPINHA GAY

Click to this video!

Já por algum tempo eu vinha saindo com uma menina do escritário de SP, um japinha linda pequena bem sapeca, 23 anos, que amava trepar no carro, me chupar enquanto eu dirigia. Uma aventura que me custava um ou outro presentinho e as vezes horas de papo quando batia a depressão dela falando sobre os pais que reprimiam tudo e um irmão que ela tinha certeza que era viado, pois sempre sumia calcinhas dela, uma ou outra blusinha, e por tudo ele dava piti, e era um inferno quando estava em casa.rnCerto dia fui jantar com minha família em um restaurante japonês de campinas, e o cara entra com um turma de amigos, com tiara no cabelo, brincos, desmunhecando e dando um showzinho com sua turma, todos gays para nem cego duvidar, quando me viu ficou parado em um canto assustado, mas pensou rápido e como a irmã sempre me dizia era vingativo por natureza.rnLevantou-se veio ao meu encontro me cumprimentou disse oi para minha esposa e filha, disse que era um amigo do serviço e voltou para a sua mesa, o recado estava dado, eu teria logo, logo noticias dele.rnNa outra segunda feira sedo, chega um e e-mail exigindo três mil reais ou contaria tudo par minha esposa, respondi que tudo bem, mas que tinha de pagar em dinheiro, pois iria usar meu caixa dois, e que eu o encontraria na saída da faculdade.rnEncontrei-o, pedi para entrar no carro e ele cheio de pose exigiu a grana, começou rir e se refastelou no banco colocando ele para trás e pondo os pés em cima do painel do carro, assim que peguei a avenida acelerei quando ele procurou entender o que acontecia dei um soco na barriga da bicha, que se curvou sem ar, não conseguia falar, parei em uma das travessas da Higienápolis, onde é comum parar para pegar travesti.rnDisse a ele tu acha que vai me subornar? Você vai ver o que é ter motivo sua bicha metida a besta.rnPuxei o cabelo dele e dei uns tapas no rosto e ele sá chorava..rn- Você e sua irmã irão ser minha dupla de putinhas!rnAi baixei minha calça e mandei chupar, e ele dizia que não fazia aquilo, que sá curtia o visual, mas nunca tinha feito nada, ganhou outro tapa no ato!rnBaixei ele e esfreguei meu pau no rosto dele, mas olha o instinto já foi abrindo a boca e entre um soluço e outro foi chupando até que direitinho, mandei chupar as bolas, passar a língua na cabeça do pau, subir e descer...rnEnquanto ele chupava comecei a olhar ele melhor, de camiseta curta, e ali se encurvando para chupar aparecia a bundinha branca, calça saruel, não tive duvida passei a mão na bunda dele, alcancei o cuzinho, ele até engrossou a voz para dize para parar, ganhou outro tapa para sintonizar ele...rnColoquei o dedo no cuzinho ele gemeu, pediu, por favor, para não fazer aquilo... ai puxei ele mandei parar, e liguei o carro, ele sem entender nada ficou quieto achando que tinha acabado...rnEntrei no primeiro motel, ele estava paralisado, dizendo que eu era louco.rnNão queria sair do carro, dei a volta abri a porta e arranquei-o pelos cabelos, entrei no quarto, mandei tirar a roupa, e ai não houve mais resistência, ele baixou a cabeça tirou a roupa e mandei tomar banho. Quando saiu do chuveiro vi que parecia muito com o corpo da irmã,rnBranquinho, cabelo preto até o ombro, todo escolhido, mas estava gostando...rnParado na minha frente perguntou o que fazia agora, mandei ligar a TV, me servir uma bebida, e me chupar, fez tudo sem reclamar, e me chupo melhor ainda, os tapas na fuça o fez aprender rápido, ai disse que era hora de virar bichinha de vez, virei ele de quatro, peguei um gel e passei no cuzinho dele, ele sá dizia baixinho para parar, parecia um mantra, mas o cuzinho piscava, passei o gel coloquei um dedo e ele urrava, mandei rebolar e ele obedecia, ai fui colocando a rola e ele tentava engatinhar para frente, ganhou vários tapas na bunda, ate que entrou a cabecinha e ele começou a chorar e fui colocando devagar e ele rebolava devagar, até que parou de chorar sá gemia, até que consegui colocar tudo e ai comecei um vai e vem gostosorn-Nem sua irmã da o cu tão gostoso, agora vou sempre jantar em família.rnEu falava e ele nem ouvia sá gemia, até que gozou, e logo em seguida eu gozei na bundinha branca dele, caiu exausto.rnTomei banho, ele também, antes de sair mostrei a foto no meu celular dele me chupando, e dando a bunda, ele ficou pálido, mas expliquei que se nunca dizer nada sobre nada para ninguém, eu continuo comendo ele e a irmã, e todo mundo fica contente.rnEle balançou a cabeça, e meio sem jeito perguntou quando que de novo a gente iria se ver....rnNada como cuzinho virgem regado a uns tapinhas....

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


Contos eróticos teens boys jogando video game com o amiguinhocorno mijado contoscontos eróticos / desde menininhocontos-teu pau entrando com força no meu cuzinhopassagem erótica eu vou a loira gostosona na f*** boaMamaes boqueteiras contoseroticoscontos eróticos encaixada viado da bunda grande no ônibuscontos velho tarado por bucetassou puta e pratico zoofiliazoofilia cachorro montando com forçameninas piranhas de calcinha fio dentalconto erótico casada arrependida na noite de carnavalcontos gay o menino que era um femea escondidocontos gay cunhado barracaminha tia greluda de biquíniconto minha enteada dormiu com a bunha pra cimaContos eróticos japonesacontos eroticos fui com meu sobrinhovou começar com Vanessa bucetaContos eroticos de homem que estava batendo punheta no trem na frente de todo mundo semvergonhacontos eróticos di mulher tou com fome.di picaconto faco o que quiser corno perdoacontos eróticos nao deixavs eu chupar o anus delacontos eróticos teen apostachupando pica abrancando o namorado pela cintura amadorContos eróticos de cornocom negão dotadoscontos eroticos de novinhas sem calcinhainseseto commforcaContos eroticos familia sem preconceitocontos eroticos eu ajudei meu amigocontos minha mulata foi arronbada e curradacontos eróticos de bebados e drogados gaysconto erotico da desvirginadaconto mulher casada rabuda dei pedreiroEu morava sozinho na cidade a filha do meu amigo ela veio do interior pra ela ser minha empregada conto eroticocontos estava louco pra dar o cu acabei dandocontos eroticos porno de pirralhas inocentescontos eróticos esposa disfarçadoconto minha mulher gostosa da academia trepa com os personais e amigo,sconto erotico de gravida com consolocontos eróticos em cima do carrocontos eroticos atração enteadocontos eroticos casais falando putaria fantasiando outrocontos de pervertidoscontos eroticos marido foi trabalhar e meu sobrinho me pegou no banhoComtos casadas fodidas em cima da mesa por desconhecidosmae e filha com vibrador na buceta contos eroticosconto mãezinha chupou minha b******** e gozei na boca delaliga contos de loirinhacache:GAEDmAeFVBUJ:okinawa-ufa.ru/m/conto_18319_fodendo-gostoso-minha-paciente.html contos escola sexoconto erotico safadesa no cinema com travestifingi que dormia pra ver ela meter contoscontos eroticos homem barbudo e peludo fudendo bucetaConto erotivo estupro veridicocontos eroticos nane descomunalmulher de chortinho aparesendo a beradia da bucetacontos eroticos ninfeta detalhadoEu e meu ex primo viuvo conto eroticobuceras com paj giganti dentrocontos eroticos fodendo minha cunhada novinhaum conto gozando no motelcontos pornos irmas cadelascontos mostrando o piru para a vizinhamulher chama homem pra chupar sua b***** dela já foi gozar e alguns amigos queridospone encaxa tudo na morenacontos eroticos com vovoContos de metidas nos cuzinhos inocentesseduzudo e fudido contos gaytransei gostoso com minha aVò insertosContos eroticos c imagens v puta de meu sogro e do cunhadolingua passeando xoxotacontos eroticos de empresarias no hoteltranso com meu cachorro todos os diasvideo porno gay de garoto com o calção com o fundo rasgado de parnas areganhada na casa do amigo tarado do pau gande e grosocontos eróticos do amigo do meu pai me agarrou na cozinhacarlão socando ate as bolas no cu da vadianossa minha mae bu comer xvContos sogra fio dentalo corinho do pinto dele nem descia ainda contos eroticos