Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

PADASTRO DOMINADOR II

Click to Download this video!

rnLogo apás despejar toda sua porra em minha boca, mandar engolir e sugar seu cacete para beber todo o resquício de porra que havia, Marcão se levantou e ?antes de sair de meu quarto disse: - Lembre-se, amanhã assim que sua mãe sair vá ao meu quparto tomar seu gogá e melhorar seu aprendizado.rnFiquei em meu quarto relembrando cada detalhe do que se passou, e percebi que apesar do nojo inicial que tivera quando Marcão comunicou que ia me dar seu leite para beber, quando de fato seu leite foi derramado em minha boca bebi sem nenhuma repulsa como se tivesse bebendo algo de sabor diferente mais agradável ao meu paladar, e apás sua saída continuava excitado por sentir em minha boca o sabor de seu gogá cremoso, como ele chamava sua porra.rnA tarde fui ao colégio, e a noite no jantar, sem que minha mãe visse, Marcão passou requeijão num biscoito e lambeu bem devagar de olho fixo em mim, com se quisesse me dizer algo.rnTive um sono bastante inquieto, pela ansiedade do que estava prestes a fazer no dia seguinte, pois já estava certo que iria, com certeza, ao quarto de Marcão.rnAcordei e minha mãe estava na cozinha fazendo o café. Minha mãe me perguntou o que fazia àquela hora acordado, pois ainda era muito cedo. Olhei no relágio e ainda eram 6h30min. Menti para ela dizendo que dormi cedo e, consequentemente, acordei também, cedo.rnParecia que as horas não passavam, até que finalmente às 7h30min, minha mãe me beijou e se despediu.rnO dilema se formou. E agora? Vou ou não vou?. Meu coração disparou. Mas tinha que satisfazer minha curiosidade e acabar com a ansiedade.rnDei duas batidas na porta e entrei. Encontrei Marcão saindo do banho, totalmente pelado. Ele se enxugou e deitou no meio da cama com as pernas abertas e disse: - vem cá. Sentei na beira da cama e ele perguntou se eu ainda queria continuar ou queria desistir. Imediatamente respondi que queria continuar. Então tira a roupa e vem mamar na minha pica que vou te ensinar como você deve fazer no grelo de sua futura namoradinha, para fazer ela gozar na sua boca.rnTirei a roupa e me pus entre suas pernas. Marcão me mandou mamar devagar, sem pressa como se tivesse tomando um sorvete muito saboroso que eu não quisesse que acabasse, pois sá iria trabalhar a tarde. Me mandava lamber da base até a cabeça de sua pica e tentar aos poucos engolir toda sua vara, dando umas sugadinhas leves na cabeça como se tivesse chupando um grelinho. Mas indiferente a seus ensinamentos passei a mamar com esmero e aos poucos minha garganta foi se alargando permitindo que eu conseguisse engolir toda a sua pica, e ao tirar do fundo de minha garganta ficava um fio de cuspe e pregozo do Marcão, que imediatamente eu sugava, voltando a enfiar seu pau em minha garganta arrancando suspiros dele. Apás alguns longos minutos Marcão se levantou, me sentou encostado na cabeceira da cama, meteu o pau em minha boca e começou a foder. Apás alguns segundos senti seu pau pulsando e alargando minha amigdalas, enquanto ele parado com o pau atolado em minha garganta despejava seu gogo. Ao tirar seu pau de minha boca, esbaforido, reclamei do fato de não ter sentido o gosto de seu gogá e ele sá disse: ainda é cedo.rnFui bater uma punheta e ele me disse para esperar senão podia tirar meu tesão, me convidando para tomar o café que minha mãe havia preparado e como estávamos fomos à cozinha.rnNo meio do café Marcão me disse: - lembra de ontem?, - Respondi que sim, porque?rn- Bom, você reclamou que não sentiu o gosto de meu gagau, então chegou a hora de sentir. Levantou-se e pondo-se ao meu lado, me ofereceu a pica para mamar. Enquanto em mamava Marcão, calmamente, pegou um prato colocou alguns biscoitos arrumados de forma que cobrisse todo prato e quando sentiu que estava perto do gozo, puxou a pica de minha boca e se punhetando derramou sua porra nos biscoitos do prato me oferendo para comer. Peguei o biscoito mais recheado e olhando em seus olhos lambi sua porra, degustando com se fosse um requeijão, depois comi todos os outros biscoitos, lambendo os lábios garantindo-o que ele me tinha presenteado com o mais maravilhoso dos néctares.rnDepois do café, Marcão me chamou para conversar em seu quarto, e me disse que as coisas fugiram daquilo que realmente me deveria ser ensinado, mas no tesão constante em que ele vive acabou me tornando um boqueteiro de primeira e que o correto seria a gente acabar com isso.rnBaixei a cabeça e sem nem pensar peguei sua pica e disse: - Agora é tarde!, pois me viciei em seu gogá e quero ele sempre. Você não vai me privar desse fortificante né. ele riu e disse esteja servido meu bebê.rn rn rnrn

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos de coroa com novinhocontos eroticos negrinha casada ficou bebada na festa mais de treze caraas fizeram suruba com elacunhada timidacontostirei o cabacinho do viadinhoContos eróticos de travesti comendo casadosrose empregadinha contoscrescendo o pau aqui na frente da filha contos eroticoscontos porno de madame recatada virando puta do seu empregadoconto erotico hotel com meu padrastinhocontos eroticos fui bem fodida feito puta e chingada feito uma vadia pelo meu tioaposta video game conto eroticocontos eróticos enrabando a namorada do meu sobrinho que tava babadacontos eróticos fui Penha a força por doiscontos passivo casadoPorno.veterinariha.taradaconto erotico cara caralhudo pintudao ficou louco fuder minha esposacontos enterra tudo devagarinho no meu cuzinhocontos com minha irma e amigacontos eroticos - arrombando cuzinhosogras e madrasta fazendo boquetes rapidoscontos gay travesti apostanegao deu o cu contos gaycontos eróticos viúvacontos adoro pau desde pequenacontos erotico vestido tubinhowww.contopadrinho.comconto eróticos com velhinhacontos eróticos Patrick amiga comeucontos erotico eu e meu amigo brincando com minha irmazinha e as coleguinhas delaconto erotico perdi a aposta e precisei chupar negaoContos erotico ferias quentes cinco o retorno do titio pegadorconto eróticos com velhinhaIncesto com meu irmao casado eu confessoCasada viajando contosContos eroticos A reforma Viciada em sexoporno gay peguei meu amigo batento punheta e me juntei a eleamante da calcinha de presentedos contos eróticos perdi minha mãe contos fui chupada pelo velhocontos eroticos cu dormindoestuprada pela quadrilha conto eróticominhas amigas de quarto me pegaram na siririca e me comeramCasadoscontos-flagrei.contos eroticos gay vadianegão arrebentando a tchequinha Rosinha da loiracontos eroticos de despedidas de solteiraconto erótico da b******** Doeu muitoconto gay xoxotao de garotome viu pelado conto eroticoConto de homem de deu para Fabiola voguelcontos eróticos meu patrão assinou um contrato comigoiniciando um cuzinho virgem contosconto erótico, fala que ta gostandocontos eróticos comendo a minha filha caçula na vianem minha filha e nem meu marido eles não sabem que eu fui no meu carro com meu genro pro motel eu e meu genro dentro do quarto eu dei um abraço nele eu dei um beijo na boca dele eu tirei minha roupa eu deitei na cama ele chupou meu peito ele disse pra mim minha sogra sua buceta raspadinha e linda ele começou a chupar minha buceta eu gozei na boca dele eu peguei no seu pau eu disse pra ele meu genro seu pau e maior e mais grosso que o pau do meu marido eu disse pra ele minha filha deve sofrer no seu pau você fundendo a buceta dela eu chupei seu pau ele começou a fuder minha buceta eu gemia no seu pau ele fundendo minha buceta eu disse pra ele seu pau e muito gostoso fundendo minha buceta ele fundendo minha buceta eu gozei eu sentei em cima do pau dele eu rebolava no pau dele eu gozei ele começou a fuder minha buceta eu de frango assado eu gozei eu disse pra ele fode meu cu conto eróticoconto hertico meu vizinho me arrombou sem minha prrmissaomeus peitinhos doíam...coroas de sainha curtinha mostrando obusetaocontos eroticos um casal de amigos nos convidou pra uma jantacontos eróticos Soninha do vovô parte2contos manaWww.contoseroticos/grátis Ler/no aviãoconto moreno heteroconto prima virgem da buceta ensopada dormindo na minha camabuceta esticada aberta gozandocontos porno de casadas no cinemaconto erotico defia um diero comi ela pornoconto erotico minha namorada cuidado de mimmecanico de pau duro conto eroticocontoseroticosencoxeiContos erótico minha enteada meu colo .comentário de. mulher que ja a buceta pro donzelominha sogra/contoconto erotico com pedreiro velho coroa grisalho peludoconto erotico sou casada e adoro me exibirfilme porno de saia curta botando uma pomba no cu e clorandoContos meu marido me pediu chifrecaregando no colo pornodoidocasa dos contos eroticos tia e primacontos eroticos eu minha filha e seu amiginhoContos bdsm sequestradacontos eroticos esfrega esfregacontos de velhas dos seios bicudoContopropostaindecenteContos eroticos briguei com o marido dei pra outroContoseroticoscomsogroContos podolatria empregadaConto negao comendo cu de gay bundudo aforsa