Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

TALITA, A FUNCIONÉRIA DOS SONHOS

Click to this video!

TALITA, FUNCIONÁRIA DOS SONHOS - Talita sempre foi uma boa funcionária, dedicada, simpática e muito prestativa. É uma linda mulher, cheirosa e muito feminina, bem branquinha, 1,60m, 54kg, cabelos castanhos lisos até o meio das costas, olhos castanhos esverdeados, lábios rosados e carnudos, nariz delicado e fininho, seios grandes, quadril largo, coxas grossas e bem torneadas, no auge de seus 21 anos, um único namorado em sua vida, Roberto, que apesar de já estar com Talita há 06 anos, não dava muita atenção para a namorada, pois era dedicado aos estudos e preenchia seu tempo com livros e cursos. Ela fazia faculdade e via o namorado uma vez por semana, mesmo assim, na maioria das vezes, ficava sá nos beijinhos e algumas carícias. Talita sentia necessidades de atenção, de ser tratada com carinho, amor e de ser desejada, como toda mulher, mas o namorado deixava-a na mão sempre, e ela se acostumou a se masturbar e usar objetos para saciar seus desejos, pois nunca havia traído o namorado, por mais que ele merecesse. Talita começou a trabalhar na empresa em que eu era gerente e logo ficamos muito amigos, quase íntimos, depois de um tempo, ela começou a me ter como um confidente e me contava o que o namorado aprontava com ela, deixando de dar atenção. Eu era casado e já me relacionei com algumas meninas do trabalho, e naquele momento Talita era meu alvo, eu estava cheio de tesão por aquela menina linda, delicada e carente. Não tive dificuldades e certo dia, depois de um expediente corrido, como de costume, ficamos Talita e eu, até mais tarde para finalizarmos alguns relatários e neste dia, o Sr. Valdomiro, o zelador do imável, um senhor de 60 anos. Talita estava em uma das salas e eu em outra, quando de repente, o Sr. Valdomiro, entrou em minha sala e com cara de espanto e cochichando, me chamou dizendo que Talita estava se masturbando na outra sala. Fomos espiar pelas persianas laterais e vi aquela cena maravilhosa, Talita estava com a saia totalmente levantada, a cacinha puxada de lado e um vibrador roçando sua xoxotinha com pelos bem aparados, enfiando aquele objeto na racha e apertando os seios. Eu então falei pro Sr. Valdomiro que iria comê-la naquele dia, e ele então disse que queria participar também, pois havia me chamado e merecia isso. Concordei, e eu na frente, Sr Valdomiro atrás, entramos de repente na sala e Talita sá teve tempo de abaixar a saia e muito sem graça, se ajeitou na cadeira e ficou me olhando com apreensão. Falei então que vimos o que ela estava fazendo, e ela sem graça, disse que não estava fazendo nada. Eu então me aproximei dela, sentei-me no sofá ao seu lado e, sem perguntar nada, fui enfiando a mão no meio das pernas de Talita e levantando sua saia. Ela tentou segurar minha mão e então, o Sr. Valdomiro de maneira grosseira, mandou ela relaxar, pois era uma putinha e nás tínhamos visto tudo. Levantei a saia de Talita e lá estava o vibrador enfiado na buceta daquela bela mulher. Ela corou e ficou sem reação, eu então falei pra ela relaxar e disse que naquele dia ela seria tratada do jeito que merece, como uma bela putinha e segurando o objeto, continuei enfiando e tirando da racha daquela mulher deliciosa e muito tesuda, enquanto com a outra mão, desabotoei a blusinha dela, abaixei seu sutiã e coloquei aqueles peitões grandes e firmes à mostra. O Sr. Valdomiro não perdeu tempo, subiu no sofá ao lado de Talita, tirou o pau pra fora e já foi colocando na boca dela, que já aceitando a situação, começou a chupar a punhetar o zelador, dando um belo trato no cacete do coroa. Tirei minha roupa também e ajoelhei-me na frente de Talita e comecei a chupar a xoxotinha dela, dando muita atenção ao grelinho vermelho e úmido, enquanto a safada se contorcia e gemia muito, esfregando minha cabeça contra sua racha. O Sr. Valdomiro sentou-se no canto do sofá, segurou Talita pelos cabelos e mandou ela continuar a chupeta, socando com força no fundo da garganta dela, ela ficou de quatro, virando aquele rabão branco pra mim e eu, continuei chupando a bucetona daquela putinha, lambendo o seu cuzinho lindo e já introduzindo o vibrador no seu ânus. Depois invertemos, com Talita me chupando e se oferecendo de quatro pro selador, Sr. Valdomiro não perdeu tempo e foi enfiando a rola na buceta apertada da moça, socando com força e dado tapas na bunda da safada, enquanto o vibrador continuava enterrado no cú da vagabunda que até então, era tímida e meiga. Enquanto levava a rola do zelador de quatro, Talita me chupava deliciosamente, lambendo minhas bolas e me punhetando com muita experiência. Apás dez minutos, sentei-me no meio e mandei Talita sentar no meu pau, ela obedeceu e cavalgou deliciosamente, batendo com os peitões na minha cara, punhetando o zelador, enquanto eu socava com força até o fundo na racha daquela cadelinha. Logo mandei invertermos aposição, pois eu iria comer o cusinho da Talita, o Sr. Valdomiro sentou-se, Talita se encaixou nele empinando o rabo pra mim, tirei o vibrador do rabinho dela que estava piscando, coloquei a cabeça do pau na entrada do cusinho e fui empurrando bem devagar, tirando e colocando novamente. Talita abraçou o Sr. Valdomiro e gemeu muito, pedindo pra eu enfiar tudo no cu dela, pois o namorado nunca havia fodido seu cusinho. Aquilo me deixou louco e então, enfiei de uma vez e em fim, Talita estava com seus dois buraquinhos preenchidos por nossas rolas duras, e nás socávamos sem dá, estuprando aquela linda mulher, que pedia mais e mais. Fizemos DP na Talita em várias posições por quase uma hora, trocando e revezando os dois no cu e na buceta e então, quando fomos gozar, mandamos ela virar e gozamos no lindo rostinho de menina da Talita, que ainda chupou nosso pau até a última gota, acariciando as bolas e elogiando nossos membro, dizendo que o corno do namorado nunca tinha fodido ela tão gostoso e que a bucetinha dela precisava daquilo, pois ela era uma putinha e precisava disso. Apás este dia, começamos a fazer hora extra com mais frequência e as vezes, íamos até a casa do zelador ou ainda, em motéis práximos da empresa, em algumas desta aventuras, levamos amigos e Talita teve que dar pra três e até quatro homens na mesma noite. O corno do namorado, nunca percebeu nada, mas Talita estava cada dia mais feliz, sendo a putinha que sempre quis. Para fotos desta e de outras mulheres reais, [email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos erotico, quatro travesti me estruparamxv leke dormindo .com madrstacontos erotico vovo e a vovo lamberam minja bucetacontos eróticos sobre sobrinhabucetudacontos eroticos fui comida pelo meu chefe e chingada feito uma puta vadiacontos... me atrasei para casar pois estava sendo arregaçada por carios negoeshistórias de sexo o meu padrasto cominnha a mãe ea enteadaconto estagiaria chefecontos eroticos dando pro jumentocontos eróticos, gosto de sentir o esperma escorrendo dentro do meu cuvai me arrombarcontos com amiga baixinha e gordinhaconto porno mulher putaContos a amiguinha fielContos erotico suruba com meninas pequenas e vigemsele ela conto erotico japonesa casada e a reforma da casacontos de coroa com novinhoContos erotico loira casada filho do jardineiro negrozoofilia mobile ticas pornoconto de quarentona a fuder com desconhecidoCom sunga sempre fico de barraca armadacomendo a prima linda do cabelo super comprido e muito vadiacontos eróticos minha tia me provocadei para um negão desconhecidovídeos de porno primeira vez dando cu ela chora fico Duda ora tirando pau do cu fica porno a maumolestando a amiguinha no meu colo pornolevantou umas da minhas pernas,se encaixou na minha entradinha e foi metendo devagarzinhocontos eronticos pai e filhia no camilhao trasei com elacontos eroticos sou viciada na pica do meu filhomeu buraquinho guloso no teu paucontos eroticosdescobrindo o amorminha irma casada conto eroticocontos orgia com pobrescontos presenciei minha irmã fudendo com um dogconto gay meu cunhado comeu meu rabo e virou meu namoradocontos eróticos mostrei o pau pra minha mãeCasada dificuldades financeiras e velhos dotados contos eroticostravesti jhuly hillsContos domesticas casadas enrabada pela patroa com vibradorContos eroticos com o rodo do banheiroQuale melhor foda com a minha namorada?pornô irado a mulher que tem a minha branca e tem aquela bundona fome morte elaConto eroticxo gozando na boca do paicontos eróticos vc me acha bonitacontos eroticos bostachupando o patrão contos eróticosconto ela estava no quarto nua e o sobrinho na salahantai filinha patendo punheta pro pai safadacheirei a calcinha fedorenta contos eroticospapai encheu minha boca de porraConto eroticos das coroas 42 lindas e gostosas de 41 anos com teu afilhadoengravidei minha irmã contosincesto contos filho se separa e volta a morar com mae coroacontos meu cuzinho aberto escorrendo porracontos erótico me rasgaram mo acampamento Mae nao aquenta todo pau do filho no cu apertadoconto erotico o taxista negaocontos eróticos gay irmãos machos se esfregandoxanimhacontos eróticos de bebados e drogados gayszoofilia dssascontos duas putinhas chorando na varaconto de desmaiei com a pica grande no cucontos eroticos com mts mamadas nos peitos/sexo com o amigoconto guei dopei meu irmáo chupei a rola deleContos eroticos cunhada safada jeovacdzinha contos troca trocacontos minha esposa grávida chupa paufoi chantageada pelo meu colega de trabalhoconto erótico na praia com a família da esposa