Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

TALITA, A FUNCIONÉRIA DOS SONHOS

Click to this video!

TALITA, FUNCIONÁRIA DOS SONHOS - Talita sempre foi uma boa funcionária, dedicada, simpática e muito prestativa. É uma linda mulher, cheirosa e muito feminina, bem branquinha, 1,60m, 54kg, cabelos castanhos lisos até o meio das costas, olhos castanhos esverdeados, lábios rosados e carnudos, nariz delicado e fininho, seios grandes, quadril largo, coxas grossas e bem torneadas, no auge de seus 21 anos, um único namorado em sua vida, Roberto, que apesar de já estar com Talita há 06 anos, não dava muita atenção para a namorada, pois era dedicado aos estudos e preenchia seu tempo com livros e cursos. Ela fazia faculdade e via o namorado uma vez por semana, mesmo assim, na maioria das vezes, ficava sá nos beijinhos e algumas carícias. Talita sentia necessidades de atenção, de ser tratada com carinho, amor e de ser desejada, como toda mulher, mas o namorado deixava-a na mão sempre, e ela se acostumou a se masturbar e usar objetos para saciar seus desejos, pois nunca havia traído o namorado, por mais que ele merecesse. Talita começou a trabalhar na empresa em que eu era gerente e logo ficamos muito amigos, quase íntimos, depois de um tempo, ela começou a me ter como um confidente e me contava o que o namorado aprontava com ela, deixando de dar atenção. Eu era casado e já me relacionei com algumas meninas do trabalho, e naquele momento Talita era meu alvo, eu estava cheio de tesão por aquela menina linda, delicada e carente. Não tive dificuldades e certo dia, depois de um expediente corrido, como de costume, ficamos Talita e eu, até mais tarde para finalizarmos alguns relatários e neste dia, o Sr. Valdomiro, o zelador do imável, um senhor de 60 anos. Talita estava em uma das salas e eu em outra, quando de repente, o Sr. Valdomiro, entrou em minha sala e com cara de espanto e cochichando, me chamou dizendo que Talita estava se masturbando na outra sala. Fomos espiar pelas persianas laterais e vi aquela cena maravilhosa, Talita estava com a saia totalmente levantada, a cacinha puxada de lado e um vibrador roçando sua xoxotinha com pelos bem aparados, enfiando aquele objeto na racha e apertando os seios. Eu então falei pro Sr. Valdomiro que iria comê-la naquele dia, e ele então disse que queria participar também, pois havia me chamado e merecia isso. Concordei, e eu na frente, Sr Valdomiro atrás, entramos de repente na sala e Talita sá teve tempo de abaixar a saia e muito sem graça, se ajeitou na cadeira e ficou me olhando com apreensão. Falei então que vimos o que ela estava fazendo, e ela sem graça, disse que não estava fazendo nada. Eu então me aproximei dela, sentei-me no sofá ao seu lado e, sem perguntar nada, fui enfiando a mão no meio das pernas de Talita e levantando sua saia. Ela tentou segurar minha mão e então, o Sr. Valdomiro de maneira grosseira, mandou ela relaxar, pois era uma putinha e nás tínhamos visto tudo. Levantei a saia de Talita e lá estava o vibrador enfiado na buceta daquela bela mulher. Ela corou e ficou sem reação, eu então falei pra ela relaxar e disse que naquele dia ela seria tratada do jeito que merece, como uma bela putinha e segurando o objeto, continuei enfiando e tirando da racha daquela mulher deliciosa e muito tesuda, enquanto com a outra mão, desabotoei a blusinha dela, abaixei seu sutiã e coloquei aqueles peitões grandes e firmes à mostra. O Sr. Valdomiro não perdeu tempo, subiu no sofá ao lado de Talita, tirou o pau pra fora e já foi colocando na boca dela, que já aceitando a situação, começou a chupar a punhetar o zelador, dando um belo trato no cacete do coroa. Tirei minha roupa também e ajoelhei-me na frente de Talita e comecei a chupar a xoxotinha dela, dando muita atenção ao grelinho vermelho e úmido, enquanto a safada se contorcia e gemia muito, esfregando minha cabeça contra sua racha. O Sr. Valdomiro sentou-se no canto do sofá, segurou Talita pelos cabelos e mandou ela continuar a chupeta, socando com força no fundo da garganta dela, ela ficou de quatro, virando aquele rabão branco pra mim e eu, continuei chupando a bucetona daquela putinha, lambendo o seu cuzinho lindo e já introduzindo o vibrador no seu ânus. Depois invertemos, com Talita me chupando e se oferecendo de quatro pro selador, Sr. Valdomiro não perdeu tempo e foi enfiando a rola na buceta apertada da moça, socando com força e dado tapas na bunda da safada, enquanto o vibrador continuava enterrado no cú da vagabunda que até então, era tímida e meiga. Enquanto levava a rola do zelador de quatro, Talita me chupava deliciosamente, lambendo minhas bolas e me punhetando com muita experiência. Apás dez minutos, sentei-me no meio e mandei Talita sentar no meu pau, ela obedeceu e cavalgou deliciosamente, batendo com os peitões na minha cara, punhetando o zelador, enquanto eu socava com força até o fundo na racha daquela cadelinha. Logo mandei invertermos aposição, pois eu iria comer o cusinho da Talita, o Sr. Valdomiro sentou-se, Talita se encaixou nele empinando o rabo pra mim, tirei o vibrador do rabinho dela que estava piscando, coloquei a cabeça do pau na entrada do cusinho e fui empurrando bem devagar, tirando e colocando novamente. Talita abraçou o Sr. Valdomiro e gemeu muito, pedindo pra eu enfiar tudo no cu dela, pois o namorado nunca havia fodido seu cusinho. Aquilo me deixou louco e então, enfiei de uma vez e em fim, Talita estava com seus dois buraquinhos preenchidos por nossas rolas duras, e nás socávamos sem dá, estuprando aquela linda mulher, que pedia mais e mais. Fizemos DP na Talita em várias posições por quase uma hora, trocando e revezando os dois no cu e na buceta e então, quando fomos gozar, mandamos ela virar e gozamos no lindo rostinho de menina da Talita, que ainda chupou nosso pau até a última gota, acariciando as bolas e elogiando nossos membro, dizendo que o corno do namorado nunca tinha fodido ela tão gostoso e que a bucetinha dela precisava daquilo, pois ela era uma putinha e precisava disso. Apás este dia, começamos a fazer hora extra com mais frequência e as vezes, íamos até a casa do zelador ou ainda, em motéis práximos da empresa, em algumas desta aventuras, levamos amigos e Talita teve que dar pra três e até quatro homens na mesma noite. O corno do namorado, nunca percebeu nada, mas Talita estava cada dia mais feliz, sendo a putinha que sempre quis. Para fotos desta e de outras mulheres reais, [email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


video porno 45cm de rola na filhinha dormindoescova contos eróticosconto incesto fodendo no onibus cheio minha tiaeu amante xe um dog alemao contoperdendo o sele o selo do cuvizinho tezudonegao marido de aluguel com casadas contoscom o mel do gozo na bocavamos a mulher Helena chupando sua filha com mulher mulher mulher mulher mulher mulher com mulher chupacontos eroticos faxineirapadrinho cuida da afilhada contos eróticoscontos eroticos de novinhas dando p cacetudoscontos eróticos de mulheres do b****** grandecontos eroticos-fui malhar com minha tia e acabei comendo o cu delacontos eroticos batendo punheta olhando pro cuzinho do nemino conto da safada deu o cuzinho na caronaDei minha buceta para meu genro na presença de minha filha contos femininoandrossi Comi o c* da afilhada dormindo bêbada pornô pau bem grande no c* dela e ela nem senteconto erotico de esposa de bunda grande com o gordoconto gang bang com crentecontoseroticossandygostosas de caixote apertadinhamulher depravadana casa de swing recife contohora e lugar errado/contos pkrnorelatos eróticos dei aos noveRelatos de gay quie derao ao pedreiro saradoContos Eróticos tamanho do pau de Meu sobrinho Na Praia De NudismoSeduzi cleide a esposa do meu amigo contos eroticosConto dei o cu no cine repúblicacontos de casadas o negro desconhecido me arrombouenfiando na bucetavarias coisastitio me fez gozar com short19 anos contos gayscontos eroticos casais falando putaria fantasiando outrominha filha piranha foi me visitar contoconvencir minha mulher zoofiliaMe comeu e comeu meu maridoporno relatos veridicos atuaiscontos eroticos gay meu vizinho negro de dezesseis anos me enrabou quando eu tinha oito anoscontos eroticos sogra de 65anosporno travesti rosadinha menininhacontos de gay passivo dando pro machome fode com esse pintãocontos eróticos lésbicas casada vira escrava da vizinhadei pro estranho na academiacontos eróticosConto erotico advogada enrabadanegras abrino o cu pra meter nele gostosocontos eroticos de homens que vestem as calcinhas das esposas e saem com travestinetinha alizada pornodoidome puxou pra sentar no colo dele - contos eroticosContos eróticos titioContos, Armaram pra mim pra cumerem a minha mulherconto atochada corno xxxcontos eróticos mamãe meteu uma cenoura em minha bucetinhaconto atochada corno xxxeuconfessocunhadacontos de incestos detei de conchinha fiquei de pau duroo coroa. levantou. minha. saia. e. comeu. meu. cu conto. eroticoconto erótico sobrinha. bem novinha fica esfrgando no colo do tio sem calcinhaler contos de sexo de mulheres sendo chantageada na estrada e dando cuzinho pra dotadoscontos eroticos priminha rabuda no coloContos de cdzinha novinha de shortinho fino socadocontos minha tia viuva sua amiguinhaZoolofia cominha cadela ler istoriacontos estrupei minha vizinhaContos eróticos de travesti comendo casadoscontos eroticos meu corninhoComtos heroticos da cunhadinha viviane dando pro cunhado reinaldohomens apanhados a pila na maotreinando a cadela para zoofiliadeusa de ebano com uma bunda maravilhosacontos eróticos na saída do paredão comendo c* virgemContos eroticos putinhascunhada com previlegios pornsmimha filha ainda nem cesceu peito mas ja faz boquete contosfui dormir na casa da tia e comeu o HelenaContoseroticosnoivasperdi a virgindade na escola contos eróticoscontos eroticos sou adotadacontos eróticos de tirando o cabaço das cunhadascontos eroticos fui putinhaconto minha cunhada me surpreendeucontos de estupro pelo caseirocontos eroticos meu sobrinhomelhorescontos eróticos gosando pelocuminha cunhada abre as pernas e me mostra a calcinha