Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

RAPIDINHA NO ESCRITÓRIO

Click to this video!

Olá amigos leitores,rn Para entender melhor este relato, ele é uma sequencia do conto anterior (Reencontrando a amiga), onde conto meu reencontro com Valesca, uma loirinha de 1,60 de altura de olhos azuis e uma bundinha gostosa. Pois bem, depois dessa transa que tivemos no motel na hora do almoço, nosso fogo aumentou... E na segunda-feira, ao chegar na obra,por volta das 8hs, Valesca veio logo falar comigo, me dando bom dia sorridente, percebi o sorriso malicioso...Passei alguns serviços de prioridade para o pessoal, dei uma olhada nos serviços que estavam sendo feitos e por volta das 10hs, estava na sala de engenharia, Quando a Valesca entrou e veio me mostrar algumas planilhas. Ela se colocou ao meu lado e me mostrava as planilhas e volta e meia eu sentia ela roçando a xoxotinha em meu ombro, então olhei prá ela, que me retornou o olhar e sorriu passando a língua no lábio...Passei minha mão na xoxota dela por cima da calça jeans e dei uma apertada e ela deu um suspiro, fechando os olhos e segurou minha mão... E depois saiu da sala voltando prá sala técnica.rn Tentei me concentrar então no serviço, mas confesso que minha rola estava dura, e a cabeça não conseguia fixar nos números...rsrsrs. Então eu passei um ramal para a sala técnica e pedi que ela viesse até minha sala para resolvermos umas diferenças de quantitativos... Quando ela chegou, pedi que fechasse a porta e puxasse uma cadeira ao meu lado para vermos tais quantitativos. Assim ela fez, Comecei a perguntar algumas coisas, e coloquei minha mão sobre a coxa dela e fui alisando e ela me respondia...Fui subindo minha mão e cheguei até a bocetinha dela, e fiz mais uma pergunta quanto aos serviço, mas ela não conseguia responder...Ela exalava sexo, com minha outra mão abri o zíper de minha calça e coloquei minha rola prá fora e puxei a mão dela levando de encontro a rola. Ela segurou e começou a masturbar lentamente. Derrepente a porta se abriu, era um de nossos encarregados, que não viu melhor a cena, pois estávamos eu e Valesca do mesmo lado da mesa que encobriu a visão dele. Perguntando algo relativo ao serviço, falei prá ele e disse que depois que terminasse o levantamento com Valesca iria passar no trcho para dar uma conferida, ele então falou que tudo bem, pedi prá que fechasse a porta para que nos concentrássemos melhor. Assim que ele fechou a porta, Valesca voltou a punhetar e depois de uns cinco minutos assim ela abaixou a cabeça sobre meu colo e começou a me chupar gostoso, enfiando minha rola até a garganta e depois vindo e concentrando na cabecinha enquanto punhetava o que restava. Me chupou por uns dez minutos e eu a peguei e coloquei apoiada na minha mesa e desci sua calça até quase aos joelhos e coloquei sua calcinha pro lado e encostei minha rola na bucetinha dela e fui empurrando devagar, sentindo cada centímetro da mina rola ser engolida pela buceta dela que soltou um gemidinho hummmmmm!rnSoquei minha rola cadenciadamente e ela se segurando prá não gemer alto. Até que ela olhou prá mim e disse soca fundo que eu tô gozando Ahhhhh ai issooo! Ahhhhhhhh!!! E dobrou o joelho, não aguentado sustentar o corpo na posição, então eu a segurei. Fui até porta rápido e coloquei uma cadeira escorando a porta e voltei sentei em minha cadeira ea puxei para sentar de costas na minha rola, ela subia e descia fazendo movimentos cadenciados e aproveitando o melado do gozo dela eu pedi prá ela sentar com o cuzinho na minha rola e ela disse: Tá doido quer acabar comigo! Eu falei que assim ela controlaria e que eu tava doido prá comer o cuzinho dela, mas ela continuou cavalgando na minha rola.rn Falei prá ela que tava quase gozando, que tava muito gostoso, ela então tirou minha rola da xoxotinha dela e colocou na portinha do cuzinho dela e foi forçando fazendo caretas e dizendo baixinho: Ai caralho! Que pau grosso....ahhhhh assim não vai entrar! Maa minha rola estava bem molhada devido o gozo dela e não demorou rompeu o anelzinho e a cabeça alojou-se dentro do cuzinho dela que soltou um Ahhhhhhhh! Puta que pariu!! E parou, ficando quietinha com a cabeça do meu pau alojada no cuzinho . Coloquei minha mão no xotinha dela e comecei a massagear o grelinho dela e ela foi relaxando e rebolando fazendo min há pica entrar mais um pouco. Mas percebendo que ela, não desceria mais o corpo, eu me levantei da cadeira ainda engatado no cuzinho dela e novamente a apoiei na mesa e devagarinho fui fazendo um vai e vem, mas estava sentindo meu gozo chegando...E comecei a cadenciar o ritmo das estocadas e uns cinco minutinhos depois não aguentei e disse que ia gozar. Ela gemia num misto de dor e prazer Ahhhhh! Goza nesse cú que você tá arrombando seu filho de uma puta!!! Ahhhhh quando eu soltei meu primeiro jato de porra dentro daquele cú, ela começou a tremer o corpo e dizer tô gozando porra! Ahhhhhhhiiiiimmmmmm!!!! Ahhhhh!rnSoltei uns quatro jatos de porra dentro daquele cuzinho que piscava espremendo minha rola, que estava metade dentro dela!!!rnNos recompomos e depois de uns cinco minutinhos saí da sala e fui na copo tomar uma água e beber um cafezinho, depois ela saiu da minha sala com uns papéis na mão e passou por mim no corredor, indo prá sala técnica, como se nada tivesse acontecido, pois não podemos deixar o restante do pessoal desconfiar.rnE tem sido assim... Toda vez que chego e estamos com tesão, ou vamos a um motel na hora do almoço ou se o tesão for muito grande é no escritário mesmo que damos uma rapidinha prá aliviar...rsrsr Detalhe, agora ela diz que adora dar o cuzinho prá mim, pois tá mais acostumada e o marido dela não é muito fá de comer um cuzinho...Que bobão, não sabe o que está perdendo.rnAbraços!rn

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos amor gaycontos eróticos sendo tratado como mulhercomeu cu da coroade 30anosscontos eróticosperdendo as pregas do cuzinhoarrombado; contos gayconto eróticos pai pauzudo e filha baixinhaconto erótico de casada que chegou em casa completamente arrombada e o marido percebeuadoro usar as calcinhas da minha esposacontos dormimos na barraca eu marido e sogro e o sogro me rabou noite interacontos exoticos comi minh minha irma detalhcontos eroticos escondidocontos me faço de recatadacontos de coroa com novinhocontos eroticos hospitalmeu marido morreu e eu to com tesaotive dar para um dotadocomtos gozoticoscasa conto - eu minha namorada e sua amiga part 1incesto conto dia de trovoadacondos erodicos sogra e jerocontos eroticos minha sobrinha meu amor part1contos eroticos dona marcia coroa rabudaconto policial comeu.minha mulherxvidio puta arreganha as perna p leva rola no.fundocontos eróticos comi mi.ha irmanzinhaxvidio transas arrecei casadosenrabada na frente do meu marido/contoscobto eróticos. chupei cu do meu maridopai q come filha no sitiocontoscontos eróticos dona putonacontos divido apartamento com um travestiHistórias contos ficticios e reais de sexo com travestisvirei puto dos segurancas sadomasoquismo conto gayFilmei minha chupando estranhos na porta do carrocachoro da familia gozando detro da buseta da mulhecontos eroticos de empresarias no hotelesfregando na mãe de shortinhoContoseroticoscomsogroNo motel os dois cabaços das duas amigas da minha filha conto eroticorossou em mim contosconto erotico comi minha irma casada no ranchocontos eróticos eu dormindo senti uma coisa lisa entrando nu meu cuBridge safadinha dando a seu marido em sua casasou puta e pratico zoofiliacontos eroticos irmão arrependidomorena cabelos pretos seios durunhos e aureulas escuras deliciacontos papai passando bronzeador em mimcontos eroticos no cinemacontos eroticos minha amiga e seu marido me maltrataram com piça conto erótico de incesto de sobrinha e tio casa de conto meu tio morre de ciumes e amor por mimwww.Contos Eroticos de sexo gay incesto pai estrupando filho virgem gay sexo violetos em contos.comcasa dos contos marido pede para esposa por uma sainha bem curta e.provocaconto - bundinha durinha , cuzinhoapertadoemtiada fas sexo e masseje em padratoele me seduzio e quebrou meu cabaço historeas reaiscontoseroticos foi fuder no mato e foi comida por malandrosbucetas ticos greloscontos de insesto fatos.comreaiscontos eroticos marido come o cu da deficienteconto emprestei meu marido para minha vizinha casada e carenteMeu Primo Me Decabaçou Sou Gayno onibus de excursao sem calcinhacontos eroticos maduras bundao cuzaoescrabas q fodemesfregando na mãe de shortinhocontos eroticos cadelacontos eroticos prima 32nosconto gay dando na apostaminha coleguinha me chamou pra comer o cuzinho na casa delacontos eroticos de negros na praia de nudismocomo me tornei viado parte 3 contpstravestis mamando de mulher com peitão gostoso cheio de leite e g****** gostoso nelas pela internetcontos eroticos fui comida pelo meu inimigobulto homem topando na causa pohetaminha coleguinha me chamou pra comer o cuzinho na casa delacontos eroticosde incestos anal chorandona picame mesturbei no banheiro e agira?contos eroticos linguada no cuContos de zoofilia de homem a fuder femiacontos erotico com mim afilhada sem calcinhamelequei a bucetaconto transei com meu pai na despedida de solteiraCONTOS EROTICOS REAIS EM VITORIA ESconto erótico de casada que chegou em casa completamente arrombada e o marido percebeucontos gay meu pai