Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

FUI TRAIDO MAIS AINDA CONTINUO COM ELA - OUTRAS EV

Click to Download this video!

Fui traido mais ainda continuo com ela - Outras evidências das traiçõesrnrnOlá, rnrnAntes de tudo, gostaria de agradecer a todos, os inúmeros comentário recebidos, comentário do tipo da "Flor da Manhã" e do "Grisalho13" me fizeram refletir bastante quanto a situação, claro, ainda continuo na dúvida cruel de abrir ou não o jogo, principalmente depois de mais relatos que recebi do confidente secreto, quando responde ao e-mail se o mesmo sabia de mais coisa sobre o que tinha sido revelado, ele me respondeu com mais bombástico ainda, que fez minha ansiedade aumentar mais ainda, abaixo vou tentar descrever o que me foi dito. rnrnA pessoa começa o e-mail já se desculpando de tudo que tem me relatado, mais ela se sente na obrigação de me alertar, disse também que logo saberei quem é a mesma. rnrnNo e-mail recebido ela relata que homem é bicho nojento, tudo conta para os outros, e com ele não foi diferente, tudo que ele tem feito com a minha esposa, ele contou em detalhes para o Pai dele, que também é dono da Loja aonde todos trabalham, (de cara já percebi que essa pessoal é alguém de dentro da loja), ela relatou sobre vários encontros que ele teve com ela, inclusive como tudo começou, e o Pai dele todo interessado claro, também comentou que pro várias vezes já pensou em chegar junto dela porque acha ela muito atraente e que já imaginava que ela fosse safada mesmo como ele fala. rnrnEle disse que no começo ela não era, talvez bancando a difícil ou inocente, que tudo começou nas visitas a clientes que eles faziam juntos, sempre ele dava umas indiretas que ela era bonita e tal que tinha sonhado com ela, que tinha tesão e tal, falou que a tacada final para pegar ela foi em um evento que houve em Fortaleza "Casa Cor", que houve um coquetel lá e eles foram juntos, na ocasião ele bebeu um pouco e ficou altinha, com isso ele aproveitou e intensificou as investidas junto a ela, neste dia ele conseguiu arrancar uns beijos dela no carro dele, neste dia tentou de todas as formas levar ela para um motel, mais ela resistiu, na sequencia dos dias, ele sempre a cercava convidando para saírem, dai teve um outro evento no qual os dois foram juntos, e ele falou assim para ela - Se você beber, dessa vez não deixo você escapar..., dai ela falou que sabia se controlar e não tinha perigo de nada ocorrer, com isso ele desafio ela, ou seja, batata, ele bebeu, ficou altinha novamente ele nem contou pipoca, foi direto para o primeiro motel, lá ela resistia as investidas dele de tirar a roupa, mais se rendia aos beijos, com isso ele foi agarrando ela na cama e em pouco tempo estava ela com a saia levantada até a cintura e ele metendo a vara dele nela, disse que ela a toda hora pedia para ele parar mais ao mesmo tempo beijava ele e gemia feito uma putinha, falou que a buceta dela era bem apertadinha, (na verdade acho que o pau dele que é grande), ele disse que como foi tudo no agarra, ele nem colocou a camisinha, dai era outra coisa que ela pedia, para ele não gozar dentro dela, pois ela não tomava remédio tendo em vista que o marido era vasectomizado, dai ele falava, se eu não gozar dentro vou gozar na sua boca, ela dizia que não e tal, em fim, na hora de gozar ele tirou de dentro, ficou de joelhos na frete dela e gozou na cara dela, ele disse que na hora ela tentou virar o rosto mais ele segurou ela e foi tudo na cara mesmo. rnrn- Caramba, sabia que aquela cara de safada tinha algo, se fosse comigo tinha aproveitado e metido até na bunda dela (Pai). rnrn- Não deu, já foi muito custoso meter nela, dai foi questão de tempo para eu comer, hoje ela faz o que eu quero. (filho) rnrn- Você não se importaria se eu tentasse pegar né. (Pai) rnrn- Na verdade acho melhor não tentar nada, deixa que eu mesmo monto um esquema para você, com certeza ela não vai ceder, porque comigo já foi difícil e ela é muito ligada ao marido, fala muito dele, rnrnacho que sá aconteceu porque fui aos poucos cantando na hora certa e você sá vem aqui na cidade de vez em quando. (filho) rnrnPronto depois desse dia, era comum pelo menos uma vez por semana eles saírem para algum motel de Fortaleza para saciar aos desejos deles, na verdade, ele disse ao Pai dele que ele de cara fez questão de dizer que ela seria a putinha dele, que quem mandava ali era ele, e ela tinha apenas que obedecer, falou que a primeira vez que comeu a bundinha dela foi na viagem que eles fizeram para Sobral, foram lá prospectar uns clientes, passaram uma sexta-feira e o sábado lá, falou que passou o dia todo rodando com ela mais no fim da tarde se hospedaram num hotel lá, pediu apenas em um quarto para os dois, mais uma vez ela reclamou, que não poderia ser assim, mais não teve jeito. rnrnLembro perfeitamente deste fim de semana, ela na sexta-feira por volta das 18:00 me ligou, falou que o dia foi muito corrido, que a cidade era muito quente, falou que tinha acabado de chegar no hotel e iria tomar um banho, falou que mais tarde me ligaria. rnrnNesta ocasião ele estava tirando a roupa na frente dela e ficou na frente dela para ela chupar ele; ele falou para o Pai dele. rnrn- Na hora que ela tava falando no telefone com o Marido dela, eu fiquei na frente dela para ela chupar, ela tentou se levantar da cama e eu subi em cima dela, ela ficava falando e fazendo sinal com o dedo dizendo que não, eu insisti e ela gesticulava com a boca "por favor, depois" com carinha de desespero. (Filho) rnrn- Poxa vida, estou louco de tesão aqui, a se fosse eu no seu lugar, e ai fala pra mim como foi que você comeu aquela bundinha que morro de tesão. (Pai) rnrn- Então, assim que ela desligou, ela me xingou "Seu doido, não faça mais isso, por favor, vamos saber dividir as coisa, se for assim eu vou embora agora e coloco um ponto final nesta histária", nesta hora eu peguei nos cabelos dela por trás da cabeça, puxei e dei um beijo nela, na mesma hora começou a ficar mansinha, dai larguei ela em cima da cama e falei, "Eu vou tomar um banho, tira logo essa roupa e vai lá ficar comigo AGORA, ouviu", ela sá fez baixa o olhar dela e fazer uma carinha de triste que mais parece de putinha. (Filho) rnrn- Eita, você em, nunca imaginei que um dia iria aprender algo com você. (Pai) rnrn- Pois é, em pouco tempo lá vem ela enrolada na toalha, eu abri o box e eu mesmo puxei a toalha dela, ela entrou e foi de cabeça baixa direto para debaixo do chuveiro, fiquei olhando ela se molhar, dai encostei nela por trás, meu pau foi direto encostando naquela bundinha, na hora ela quis virar mais eu segurei ela pela cintura e fiquei roçando nela e falei no ouvido dela, "sabia que você é uma delícia minha putinha, hoje vou deixar sua bucetinha bem vermelhinha de tanta pomba que vou meter, vou matar meu desejo nesta bundinha e vou dar muito leitinho nesta sua boquinha", ela na hora quis protestar dizendo que na bundinha de jeito nenhum, ai eu virei ela encostei na parede do banheiro, dei um tapa na cara dela e falei "psiu, quietinha, esqueceu que quem manda aqui sou, você vai fazer o que eu quiser ouviu, e pra começar, dessa aqui e mame bem gostoso que estou com o saco cheio de leite pra você", nesta hora peguei ela pelo cabelo e puxei para baixo e coloquei meu pau naquela boquinha que ela tem. (filho) rnrn- Rapaz, olha como eu estou, nunca fiquei com o pau tão duro sá pensando nisso que você fez com ela. (Pai) rnrn- Se você está assim com isso, imagina quando eu contar quando eu meti meu pau na bundinha dela, pense numa putinha que chorava. (Filho) rnrn- Bora, começou agora termina logo com isso. (Pai) rnrn- depois que tomamos banho e eu deu uma boa gozada naquela boquinha linda, dessa vez eu fiz ela engolir todinho, na hora que tirar a boca mais segurei ela pelos cabelos denovo, ela deu aquela engasgada, ficou com os olhos cheinhos de lagrima, mais bebeu tudo, ou quase tudo, ainda escorreu um pouquinho no queixo ela depois que tirei meu pau da boca dela. (Filho) rnrn- Dai a gente se arrumou e saiu para jantar, comemos e pedi um vinho para nás bebermos, pra variar ela não queria beber, mais era sá dengo, em pouco tempo eu fiz ela tomar uma garrafa todinha de vinho, ou seja, já estava bem alegrinha, assim que saímos voltamos para o Hotel, ela disse que queria ficar um pouco no bar da piscina porque tinha que ligar para o Marido, dai falei, "tudo bem, vamos ficar aqui um pouco, liga logo pro corninho, fala tudo que tem pra falar e diz que vai dormir, porque não quero ser perturbado mais tarde com ligações viu", ela sá fez baixar a cabeça e sair para ligar. (Filho) rnrn- Lembro também desta ligação dela, ela me ligou, perguntei como ela estava, ela falou que estava bem, notei a voz dela um pouco triste, perguntei o que ela tinha, ela falou que não tinha nada, falei que estava achando ela um pouco assim, dai ela disse que não era nada, era impressão minha, apenas estava cansada, que já tinha jantado e que ira subir para dormir, que amanhã ela iria fazer o que tinha que fazer e que no máximo no fim da tarde estaria em casa. (EU) rnrn- Assim que ela desligou o telefone ela veio para perto de mim, dai falei "e ai, falou com o corninho", ela na mesma hora com cara de brava disse, "não fale assim, já pedi, não quero que fale dele, por favor, já falei que se continuar assim eu paro com tudo ouviu", nessa hora eu puxei ela pelo cabelo novamente e falei bem pertinho do ouvido dela, "psiu, deixa de besteira que eu sei que você está adorando ser minha putinha, agora bebe logo essa caipirinha que pedi para você e suba que estou lhe esperando lá em cima", soltei e dei um tapa na bundinha dela.(filho) rnrn- Assim que ela abriu a porta eu estava sentado terminado de ligar para a (Esposa dele), ela pegou em cima da cama uma calcinha e uma camisetinha ambas brancas que comprei pra ela e foi para o banheiro, assim que ela saiu toda gostosinha foi em direção a cama para deitar, dai eu falei, "Ei levante e venha aqui", ela sem entender levantou, veio até mim e perguntou o que eu queria, dai falei, "Quero que tire minha roupa todinha, guarde ela no cabide e volte aqui", ela tirou botão por botão da minha blusa, depois tirou meu cinto, baixou a calça, guardou tudo no cabide, a coisa mais gostosa andando sá de calcinha e camiseta pelo quarto, voltou para perto de mim e me olhou, nessa hora peguei ela pelo cabelo dei um beijo bem gostoso, dei um tapa na bundinha dela e uma apertada colocando o dedo lá dentro, nessa hora ela deu uma levantada ficando quase na ponta dos pés. (filho) rnrn- Puxei ela pra a cama, fiz ela sentar, coloquei meu pau naquela boquinha gostosa e fiquei colocando e tirando bem devagar, fazendo ela chupar bem gostoso, dai depois deitei ela, puxei a calcinha dela, deixando aquela buceta cheirosa e aparadinha todinha livre pra mim, chupei muito, fiz ela gozar na minha língua umas 2 vezes, eu levantava as pernas dela quase encostando os joelhos na barriga e ficava colocando a língua no cuzinho dela, bem fechadinho ele, pense numa mulher que gemia, puxava a colcha da cama, puxava meu cabelo, dai peguei o lubrificante e enquanto chupava a buceta dela, ficava colocando o dedo no cuzinho dela, ela toda hora pedia para parar, para não fazer isso, gemendo, assim que eu percebi que o dedo entrava e saia com facilidade já, coloquei os 2 travesseiros e fiz ela virar em cima deles, melei o meu pau com bastante lubrificante, dei uma boa melada dentro do cuzinho e comecei a investida, deitei em cima dela, colocando o peso do corpo, de rnrnmaneira que ela nem se mexia, o que mais me deixava doido era ela direto pedindo por favor para eu não fazer isso, que faria qualquer coisa que eu quisesse. (filho) rnrn- Fui colocando a cabecinha, essa entrou até fácil, o resto é que foi difícil, nesta hora começou o berreiro dela chorando, dizendo que estava doendo. rnrn- Ai, Ai, Ai, Ai, por favor, tira, tá doendo, Ai, Ai, Ai... (ela) rnrn- Nessa hora ela virou o rosto e deu pra ver a maquiagem dela borradinha nos olhos já chorando, em vez de ficar com pena, parece que deu foi mais uma gás no meu pau, eu nunca tinha visto ele tão duro, fui metendo e tirando bem devagar para ela ir se acostumando, sinceramente até entrar tudo eu devo ter demorado uns 19 minutos, depois que entrou tudo, fiquei uns 5 minutos mordendo a orelhinha dela dizendo para ela não chorar que logo iria passar e tal, mais não teve jeito, ou o marido dela nunca tinha comido aquele cuzinho ou foi muito pouco usado viu, porque durante a foda era ela choramingando direto, dizendo que estava doendo, depois que meti muito na bundinha dela, tirei bem devagar, me levantei, fui no banheiro lavei bem o pau, voltei ela ainda estava do mesmo jeito que deixei, choramingando, virei ela levantei as pernas, coloquei no meu ombro e dei uma boa metida na buceta dela, dai tome mais gemido, a buceta estava encharcada, ou seja, a putinha estava reclamando que estava doendo mais está sentindo prazer também, na hora que deu vontade de gozar eu tirei subi e mandei ela abri a boca, ela sá conseguiu abrir um pouquinho, dai eu botei sá a cabeça na porta da boquinha e gosei, pra variar ela engasgou novamente, bebeu um bocado e deixou um pouco escorrendo no canto do lábio, levantei e fui tomar um banho, demorei bastante lá, gritei por ela e ela foi andando toda sem jeito até lá, a cara toda borrada, ajudei ela a se lavar, voltamos para a cama e ela deitou para dormi, ficou chorando um pouquinho, reclamando que eu não deveria ter feito isso. (filho) rnrn- Foi o melhor cuzinho que já comi. (filho) rnrn- Ei você tem que dar um jeito de eu aproveitar dela também. (Pai) rnrn- Pode deixar, vou dar meu pulos para armar algo. rnrnBom pessoal, essas são mais evidencias do envolvimento dela com o chefe, e pelo que percebi acho que o Pai dele deve ter feito proveito também dessa sacanagem, pedi ao confidente que me falasse como ele sabe de algo sobre o Pai. rnrnEstou no aguardo, seguindo conselhos, estou pensando em abrir o jogo com ela. rnrnGrande abraço a todos e conforme eu souber de algo mais, irei compartilhando com você. [email protected] rn

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos erotico ele quis ser corno e eu providencieiFUDIDA POR UM DESCONHECIDO, CONTOSconto pai trepando filinha pequenabrinco com tio levou no cuzinhoContos Bota no cu tiotacou a piroca na vizinhagayzinho passou rebolando na minha frente contoCasada viajando contosprofessora recatada pagando boquete pro colega de servico contosconto erotico bebado estranho me comeu no becoconto eroticos mostrando o pau pra pamfheteiraUM ESCONDE-ESCONDE DIFERENTE (PARTE-2)Conto incesto minha mae me ensinou a fudercotos heroticos gay neguinho me comeuhistoria contos de sexovovo bulunado minha pepeca incestocontos eróticos ensaioconto erótica- meus amigos fuderam minha noivaBebendo porra do filhinho contoseroticosnem peitinho teen grita na pau do vovideo como eragotosaContos eroticos policiais estupram novinhaContos eroticos de podolatria chupando pes de primas brincando com os pescontoseroticos d sexos de camioneiro comendo travesti na estradaconto sou corno felizcontos eroticos namorado da minha mearromba todo diafilhos vendo a mae transar com outos homenscontos eroticoscontos eroticos fui cumida a traz do salão da igrejapornoc/japonesasetravestisadoro dar para o nosso cachorro contos eróticoscontoseroticos assaltoconto erotico garotinho de shortinho socadocontos eróticos amigas passando a mão na bunda umas das outrasvideos porno ti estrubus ti meninas novinhascontos comendo o cu da sogracontos eroticos vizinha novinha ecuriosarelato incesto chuva douradacoleguinha liberal gay contoscontos como presenciei um cachorro fudendo uma cadela até engatarcontos eroticos cdzinha virei menina pra agradar meu donocomendo a irmãzinha e a amiguinha dela contos eróticossou homem quero dar o cu para uma putaconto erotico fui abusada no Contos eroticos na roca danadinhacontoseroticos incesto dormindo com a entiadinhacontos/o cu da sogra era virgemConto erotico minha namorada gostosa no asilocontos gay chorei no pau do coroaprovoquei o velho e fui fudidacache:FPfKk_mm7mAJ:okinawa-ufa.ru/conto-categoria-mais-lidos_9_9_zoofilia.html Contos erótico a primeira vez conheci um pênisconto erotico viadinho de shortinho e calcinha dando na casa abandonadacontos madre superiorasquero ver contos de fada tia dando a bundinha para sobrinhome vinguei do meu irmao e me arrependi contos eroticosas mulher freira depilando o priquito no conventoConto eu e esposa banho amigo bebadoasgostosa cimasturbanocomi minha cunhadinha enganada por ser gemias identica pornomwww.fiquei louca quando vi a cueca do meu filho mrlada de gala contoContos casal pelado na praiacontos eróticos eu comi minha irmãeu e filha somos contoscontos eróticos filha vê a mãe pegar no pau do cara na praia de nudismoconto quando fiz dez anos dei minha xoxotinha para o meu padrasto caralhusorelato de gêmeos que acabou torando sua sogracontos de marido bonzinhos conto erotico do garoto ricardo fodendo titiocontos gays/sendo chantageado e levando ferro a forçacontos eroticos quanto vi aquele pau mostruoso o meu cu piscocontos eróticos de irmão comendo a irmã pequenininha novinhaconto - ela acha que a bucetinha era so para mijarcuzinho virgem da titia fofinha curiosa contoszoofilias inicando baby.comgay mamando pirralhos contosmenina matuta contos eroticosconto erótico viadinho vai morar com os tios e tem que usar calcinha e short de laicra