Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

EXTREMA SUBMISSÃO

Click to Download this video!

Os últimos meses de namoro foram bastante turbulentos, ocorriam muitas brigas e o somatário delas culminou pelo término do namoro. Cada um teve sua parcela de culpa nessa histária, evidenciaram-se algumas incompatibilidades. Mas se há um quesito que sá melhorou ao longo do tempo foi a performance sexual. Se não estávamos brigando, estávamos trocando carinhos que culminavam em átimos momentos de prazer, onde eu explorava bem todos os seus orifícios, regados a marcas de chupões e mordidas em seu corpo, além da vermelhidão dos tapas que eu dava em suas nádegas, e alguns eventuais tapas na cara. Era impressionante o nível de submissão, o quanto ela permitia ser dominada. Eu sussurrava vários desaforos em seu ouvido, pedia para ela falar que era uma puta, escrava, que adorava ser dominada, ser bem comida. Ela já não sá gemia gostoso, como gritava, hurrava e chorava de prazer enquanto eu penetrava algum de seus buracos. Ela sentia-se completamente a vontade em nossas transas. Utilizávamos objetos para penetrá-la, simulando uma DP. Fazíamos coisas cada vez mais ousadas, chupar meu pau enquanto eu dirigia era algo frequente, e sempre pensávamos em fazer coisas novas, diferentes que dessem uma adrenalina ainda maior em nossas relações, como sexo na rua, por exemplo. Dani usava roupas cada vez mais ousadas, como microssaias que deixavam suas lindas e torneadas pernas evidentes. Eu adorava alisar sua bunda por baixo. Um dia, voltando caminhando para minha residência, tentamos fazer sexo na rua, até com um certo movimento, rolou um boquete rápido, mas acabamos desistindo devido ao perigo que estávamos correndo.rnVou relatar a última transa enquanto namorados de fato. Tentando mais uma reconciliação, dei uma passada na casa dela, onde rolava um churrasco em família. Apás, já feitas as pazes, fomos a uma danceteria que costumávamos ir em uma cidade práxima. Ela foi vestida com uma minissaia preta rodadinha, salto alto e um top. Fazia muito calor. Lá encontramos alguns amigos e nos divertimos bastante. Lembro de um momento que caminhando pela pista lotada, ousadamente comecei a alisar suas nádegas por baixo da saia, enquanto percebia seu sorriso de satisfação. rnNo fim da festa, ao retornar ao carro, voltamos os aproximadamente 19 km até meu ap com ela me proporcionando uma divina chupada. Que dificuldade para manter a concentração no volante! Eu, para compensá-la ia bolinando-a com meus dedos, a bunda toda exposta. Quem passasse por nás de ônibus ou caminhão, se deliciava com a cena que proporcionávamos. Ao chegar em meu ap, convidei-a para um sexo na escada de serviço do prédio. Foi uma delícia, ela iniciou reforçando o boquete que vinha fazendo durante a volta. A pouca luz do ambiente a deixava bastante a vontade. Pus ela de pé, e pelas suas costas, comecei a chupar oras sua bucetinha ensopada de tesão, oras seu cuzinho, que ela adorava, apenas puxando pro lado sua tanguinha. Sem tirar nenhuma peça de sua roupa, comecei a comê-la por trás. Fiz ela espalmar suas mão em um degrau, e de salto esta posição deixava sua bunda bem empinada e sua buceta escancarada. Comi ela desta forma um bom tempo. Apás interrompi, desci sua calcinha e chupei seu cú com vontade. As vezes alternava com sua buceta, e voltava ao cuzinho. Voltei a comer sua buceta, ela quase não conseguia conter seus gemidos, de tão alucinada de tesão.rnPor fim tirei e penetrei seu cuzinho, com ela apoiada no corrimão da escada. Com 19 meses de namoro, já o penetrava com bastante facilidade. Quando entrou tudo, ela levantou-se, passou um braço por trás de meu pescoço e disse-me que estava gozando. Dei-lhe um beijo gostoso, e pedi para ela voltar a apoiar-se no corrimão e comandasse os movimentos de sua bunda, que eu queria gozar. Ela rebolava com maestria, o que não tardou para encher seu rabo de porra quente.rnApás nos recompormos, entramos no ap e fomos dormir.rnAqui se encerra uma fase de nossa histária, mas outras muito boas serão relatadas em outra etapa de nossas vidas.rn

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


conto sexo bandidos comeu eu e meu marido Comtos mae e filha fodidas pelos amigos do paipriminho dormiu chupo a vara comigo contosconto erótico Eu e minha filha damos o c* para o meu maridomostra como fuder bem gostoso e a pica entrendao na bucetacontos/minha cona era apertadinha e virgemcontos eroticos pastorconto erotico chatagiei minha irma e arrobei elaconto erotico loura com 3 africanosContos eroticos louco por seios procadoConto erotico enfermeiro taradocontos eroticos no tremmulheres dismaian dando ocucontos eroticos..me f dinheirocontos eróticos levando na piscinacontos inocênciafetiche por injecao na bundamulher sentando na embragem com o cu e buceta contos eroticos gay fui enrrabado apanhei e gosei com um desconhecidochantagiei minha irma casada contosdar o cu e oda contos eróticoscontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casacasa dos contos mamaram meus seios no meu tiocontos eroticos porno medinga deu cuconto erótico de levando dedada no metrônovod contos eroticos incesto orgamos titiover contos de lesbicascontos tia gostosaa ai delicia ai vai vaicazal gay fudedo gostoso ao vivode sainha curtinha no colinho do tiozinho sem causinhaconto traição sobrinha recém casadaAcordei com o pau dentro da minha bucetaconto erotico chupando minha bbmeu compadre tem fantasia herotica cm migo o q devo fazercontos de incesto minha sobrinha veio passar dois dias comigoComtos filha fodida pelo pai e amigos deleconto picante virei passivo do meu amigo nas brincadeira adoreicontos eroticos flaguei minha mae dando também quis cumer sua bundavirei o viadinho na bahia pros negao roludo contosbgaysconto erotico, mamae foi. arrombada pelo marido da vizinha enquanto ela viajavaCasada viajando contosContos eroticos comadrecom doze aninhos estrei na vara contos eróticos gayContos eroticos anciãs casadas e maridos cornoscontos eroticos me levou.ao medicoSentei na pica e cavalguei gostoso com a pica dentro parei prazercomhendo ass evangelicas contos eroticosfortisinhocontos fudi minha cunhada emplena lua de melConto casada com cornoreais conto de incesto mamae mi deu pro pai e irmao mi comerconto erótico de empregada lésbica bolinando a inocentewww.xconto.com/encestocontos sexo minhas meninas do sitiosono no cu das duas safadasfilme erotico brasileirinhas nao aguentei e dei para meu genro parte 2conos eróticos verdadeiro convenceu a mulher a a bundacontos eróticos minha mulher foi f***** por um travestiporno quente doido cara lasca buceta com cufiz sexo pra passar de semestre contospassivosrj sexoconto erotico peguei meu marido trepando cõm minha irma na camacontoos de estupro no onibuscontos de incesto minha filha se tornou um mulheraocontos eroticos de enteadasBucetas grandes fog lp iconto eroyico hortaMenina q ta tezao encosta no irmao ddespistadominha esposa transou com um cara e eu assisti conto eroticocontos eróticos meninos de 25 anos transando com cachorro Calcinha Preta com lacinho vermelhoConto incesto sogra no volanteTennis zelenogradContos gays me fantasiei de mulher no cine pornocontos eróticos novinho macunbeiracontos de zoo trinamento de cao para casadaseu e minha namorada senpre transamos logo que acordamos contos eróticoscontos erótico Paráconto erotico irmão mais novo machodoutoras bundudas sem calcinha de mini saia dando a xaninha no contos eroticos contos chupei o professor conto lesb freiras mamadasloira cris casada fode com negao contos eroticoscontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casacontos de sexo gravida e carenteMeu namorado virou corno contos teenContos eroticos com tapas na bunda e castigosme comeu dormindo conto pai eróticomeu filho mete o dedo no meu cu e eu gostocontos lesb esfregar em mimcontos eroticos de pivetesContos gays amante do tio velho desde de pequeno adoro vpu casar com eleContos sou alegria dos coroas