Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

ALUNA OBEDIENTE

Click to this video!

Olá a todos, venho mais uma vez escrever sobre acontecimentos menos ortodoxos que passei.rnMeu nome é renato, sou de bh, tenho 31 anos.rnALem de profissional liberal, tambem sou professor universitario.rnEm 2012 tive uma aluna que vinha se destacando muito em minha materia.rnVou chama-la de Isabela.rnBela era uma menina linda. cerca de 22 anos Branca, cabelos castanhos, seios medios para grandes, uma boca maravilhosa e muito charmosa e elegante.rnMuito inteligente sempre participava das aulas e ia muito bem em minha matéria.rnComo professor sempre tem algumas alunas dispostas a fazer qq coisa para conquistar o "trofeu" de ficar com um professor. Então cantadas, rnrnbilhetinhos, e-mails eram normais. Ate mesmo uma que foi sem calcinha e ficava se exibindo aconteceu.rnComo nao tinha intencao nenhuma em aparecer e com esse tipo de mulher, a primeira coisa que elas vao fazer é espalhar o "trofeu" que tiveram. rnAssim, nunca me interessei e nem fiquei com alunas.rnNo final do semestre a bela me disse que queria ter experiencia prática e perguntou atraves do facebook se eu nao poderia dar um estágio para ela.rnAinda que fosse uma boa aluna, alguns estagiarios pisaram na bola antes então decidi não mais contratar estagiarios.rnE disse isso a ela, que nao tinha essa politica.rnEla nem respondeu.rnUma quinta-feira ela veio até o escritorio. Estava com uma saia pouco acima do joelho com uma meia calça com textura e uma camisa social um pouco rnrnaberta que deixava ver parte do decote.rnEu a convidei ate minha sala e ela disse que me admirava muito como profissional, etc... e que queria o estágio, inclusive sem remuneracao porque rnrnqueria aprender e assim eu nao me sentiria preso a ela caso não gostasse do seu servico.rnTudo muito sério e eu fiquei de pensar e acabei a contratando para trabalhar 3x por semana.rnEla desenvolvia sua função muito bem. O que era designado ela fazia e fazia de forma admirável.rnAté esse dia, apesar de ela ser uma mulher muito atraente, não tinha tentado nada. AFinal, imagina a merda se ela me acusa de assedio sendo chefe e rnrnprofessor?!rnUma determinada semana eu tinha que ir a Brasilia para resolver determinado negácio. rnEla se dispos a ir junto e disse que inclusive pagava a propria passagem porque queria aprender.rnGostei da atitude mas o escritorio pagou a passagem e fomos.rnChegamos ao aeroporto, alugamos um carro, fomos onde tinhamos o compromisso e as 11h estava tudo resolvido. Mas nosso voo somente voltava as 19:15.rnFomos então para um bar no lago sul e ficamos conversando amenidades e bebendo.rnO assunto entrou em relacoes. Ela falou que nao estava muito satisfeita com o namorado, e eu disse q tb n estava mto satisfeito com o casamento.rnNIsso, depois de algumas bebidas mais, entrou o assunto sexo.rnEla disse que não transava a 20 dias. Eu entao a surpreendi dizendo que nao transava a um mes e meio.rnEla se assustou com o tempo e perguntou como eu conseguia fica sem.rne foi se alongando q gostava muito de sexo. Que gostava de ser mandada, mas seu namorado era do tipo que obedece...rne coisas assim.rnPelo papo pude ver que ela era bem safadinha e sem muitos preconceitos com sexo.rnEm determinada hora fui para lhe beijar, ela nao tirou o rosto mas nao abriu a boca.rnDisse qeu eu era casado, etc... que nao achava certo ela ficar com um homem casado.rnNisso eu beijava seu pescoco, sua orelha e sentia sua excitação.rnMas nesse dia ficou nisso. Voltei de pau duro e sem conseguir.rntentei focar no trabalho e esquecer que ela me atraia. E consegui.rnApesar que continuamos com esse intimidade, falando de sexo e cheguei ate a presentea-la com dois vibradores que ela adorou.rnFicamos mais alguns meses trabalhando, de vez eqnuando sentia que ela provocava passando perto demias, mas quando eu tentava ela fugia.rnApos alguns meses surgiu uma otima oportunidade e ela saiu do escritorio.rnDe certa forma foi ate um alívio.rnContinuamos mantendo contato, conversando pelo facebook e sms, mas sem aquela aproximacao de antes. Embora de vez enquando o papo esquentava e rnrnchegamos a trocar fotos sensuais. E continuavamos confidentes, ate revelei a ela que tive uma experiencia homosexual tamanha a confianca.rnEste ano ela formou e precisou de minha ajuda profissional para resolver um problema que ocorreu com a comissão de formatura.rnPedi que ela viesse ate o escritorio e ficamos a manhã inteira trabalhando nisso.rnEla estava com uma calca colada e uma blusa com um decote generoso. Como sempre, muito atrente e sexy.rnQuando nos aproximavamos do final, ela estava sentada em minha cadeira e usando meu computador e eu sentado do lado, quando nao resisti e comecei a rnrncheirar seu pescoco passando a lingua e senti ela arrepiando.rnLambi, beijei e chupei muito seu pescoco e orelha. Ate que beijei e ela retribuiu.rnComecei a passar a mao pelo seus seios, sua bunda, e ela deixando.rnquando tentei enfiar a mao em sua calça ela disse para parar q isso nao dava.rnInsisti dizendo que queria ver se ela estava molhada, entao ela colocou a propria mao dentro da calca e tirou o dedo completamente molhado. eu rnrnclaro, chupei aquele dedo.rnvoltei a beija-la. QUe beijo bom. Ai eu enfiei a mao na calca dela e pude sentir aquela bucetinha... rnsuper molhada e sem pelo algum.rnenfiei meu dedo e ela suspirava e gemia baixinho.rncoloquei a mao dela no meu pau sobre a calça e ela nao tirou.rnTirei minha mao da buceta dela e dei o dedo para ela chupar..rne que chupada com cara de safada ela fez.rntirei meu pau e mandei ela chupar tambem.rnEla abaixou, chupou um pouco e disse que tinah que ir.rnE assim foi.rnFiquei na maior vontade.rnNo outro dia marcamos de encontrar para reunir com o pessoal da emrpesa para resolver e depois levei ela ate o seu carro isso ja eram umas 16:30.rnDei um beijo caprichado nela e ela falou para entrar no carro.rnEu entrei e continuamos a beijar, aproveitei que estava de saia e ja fui metendo a mao na bucetinha que ja estava molhada.rnNisso ela pediu para eu sair que nao podia fazer aquilo.rnEu que ja estava de saco cheio de ficar na mão resolvi aproveitar que ela gosta de ser dominada, segurei no seu cabelo, dei outro beijo e falei rn- nao vou sair, quero te chupar agora. Anda com esse carro putinha.rn- Ela deu um sorrisinho, meio relutando, eu voltei a beija-la e dei um tapinha no seu rosto.rnEla perguntou para onde, eu a guiei ate um motel que tinha naquela regiao e entramos.rnChegando la, entramos no quarto e eu ja fui beijando ela novamente com muita força e abri sua blusa com força arrancando os botões e deixando a rnrnmostra um soutien super sexy.rnNisso ela ja estava com a mao no meu pau e tentou abrir minha calça. rnDeu mais um tapa em seu rosto e disse que quem mandava era eu. Ela so obedeceria.rnafastei o soutien e comecei a chupar aqueles peitos enquanto levantava sua saia e aparecia uma calcinha branca fio dental bem putinha.rndei dois tapas fortes na sua bunda e elogiei:rn- então ja veio preparada para fuder hoje ne?!rnEla nada repsondeu.rnmandei que tirasse a saia e o sapato enquanto isso fui ate o cardápio de brinquedos do motel e pedi dois vibradores em forma de pau.rnum médio 17cm e outro grande de 22cm e ainda 1 par de algemas acolchoadas.rnvoltei a beija-la, lambi toda sua barriga desci para as pernas, fui lambendo por dentro ate chegar na calcinha que estava encharcada e mordi sua rnrnbuceta por cima da calcinha.rnEla deu um suspiro com um gemido que me excitou mais ainda.rnNisso toca a campainha avisando da chegada dos brinquedos.rnMandei ela pegar enquanto tirava meu terno e ficava so de cueca.rnquando ela voltou assustada com o maior, eu a deitei novamente e disse que iria ser arregaçada naquele dia. para aprender a nao fazer mais vontade rnrnem ninguem. e que puta boa nao reclama.rnafastei sua calcinha e comecei a chupa-la, enquanto isso dei a ela o vibrador medio e mandei que ela chupasse porque puta nao podia ficar sem nada rnrnfazer.rnELa chupava o brinquedo com volúpia, como se fosse um pau realmente.rnEu alternava as chupadas com dois dedos dentro de sua buceta, quando resolvi ja começar a abri-la.rncoloquei tres dedos e entrou apertado...rnela se contraiu...rnbabei mais na buceta dela e enfiei 4 dedos, ela gritava de prazer.rnfui fazendo vai-vem com os dedos ate que entrou os 4 dedos ate a parte que comeca o dedão da mão...rnela comecou a sangrar um pouco mas estava totalmente alucinada com aquilo.rnvoltei a chupa-la ate que gozou fartamenternAi disse, que era minha vez.rnela entendeu o recado e veio de 4 na cama e tirou meu pau pra fora e comecou a chupar. QUe boca gulosa.rnelogiei muito sua boca, a chamando de boqueteira, puta safada e ela adorava.rnnão queria gozar ainda entao mandei que ela parasse.rnpeguei minha gravata e vendei seus olhos e a algemei de 4 na mesa do motel.rncoloquei uma camisinha e meti de uma vez naquela buceta gostosa.rnela gemia e pedia para fuder mais.rnEu dava varios tapas em sua bunda, que ja estava vermelha.rnmeti muito, e ja sabia que ela tinha dado o cuzinho alguams vezes entao enquanto a comia eu enfiada um dedo no cuzinho dela.rndepois dois e então tirei o pau da buceta, mirei no cuzinho, quando ela fez menção de reclamar tomou um tapa no rosto com a ordem de se calar.rnfui metendo no cuzinho dela devagar para não ter dor excessiva ate que enfiei tudo.rncomecei a bombar e ela ja gostava.rnentão peguei o vibrador medio coloquei na sua boca e mandei chupar.rnela babou bem nele e eu o enfiei de uma vez na buceta e liguei o vibro.rn- Esta gostando de duas rolas em voce sua puta?rn- Estou amando. me fode gostoso. arregaça sua puta.rn- Quem é o dono deste cuzinho?rn- voce! so se.rn- vai dar somente para mim e para quem eu deixar, entendeu?!rnEla so fez que sim com a cabeça.rnEu estava em extase, aquela patricinha gatissima, gostosa com aquele narizinho em pé na faculdade igual uma vadia ali rebolando no meu pau e em um rnrnconsolo.rnDepois de fuder muito naquela posição tirei as algemas da mesa e mandei ela ficar de 4.rnpeguei o consolo maior e enfiei na sua buceta que de tão molhada nem demonstrou resistencia.rnvoltei a fuder seu cu por mais algum tempo. E então ela:rn- me fode. come toda.rnresolvi colocar as coisas um pouco mais hard.rntirei o consolo grande da sua buceta, cuspi no seu cuzinho e fui enfiando...rnela imediatamente parou de falar. e eu disse:rn- não pediu mais cadela? toma...rnapos entrar tudo e eu ligar o vibro meti na sua buceta ate que ela voltou a gemer, então peguei o outro consolo e dei para ela chupar mais.rnquando estava bem babado fui enfiando ela junto com meu pau na sua buceta.rnem poucos instantes ela estava com dois paus na buceta e um no cu.rn- Esta gostando vadia?rn- Estou adorando.rn- Esta se sentido arregacada?!rn- Estou, nao para!rnJa me aproximando do gozo mandei ela deitar na cama e ela mesmo enfiar os dois consolos, cada um em um buraco. rnfui de lado e mandei que ela chupasse meu pau. ela comecou a chupar e nisso o maior saiu de seu cu.rnLhe dei um tapa na cara caprichado e dissern- isso é para dar valor a ter tres paus, seu namoradinho corno nao aceita isso, entao aproveita direito.rnela enfiou novamente e continuou chupanod.rna interrompi e comecei a bater punheta ate gozar tudo na sua boca e rosto.rntirei os consolos dela, dei-lhe um beijo e mandei que fosse tomar banho pois não tinhamos muito tempo.rnTambem tomei junto com ela e ela se sentia realizada.rnme agradeceu e colocamos nossas roupas para ir embora.rnNa saida eu fui dirigindo seu carro pois ainad tinha uma surpresa planejada para minha putinha.rnSAimos do motel e entramos dentro do bairro vizinho para fazer o retorno. quando vejo na rua um moleque de uns 19 anos, aparentando estar meio rnrnbebado e em um canto escuro da rua.rnFui com o carro devagar em sua direcao e disse para ela: rn- Você vai mostrar os peitos para ele, pois ele nunca deve ter visto iguais os seus.rn- Voce ta louco? não da pra fazer isso.rn- Esse bairro é isolado de tudo que conhecemos, ninguem te conhece e voce vai fazer porque estou mandando.rnParei o carro, abri o vidro do seu lado e ela nada fez. então eu o chamei.rn- senhor, a putinha aqui quer te mostrar uma coisa.rnELa permaneceu caladarn- Vai putinha, estou mandando.rnentão ela que ja estava com a blusa sem botões meio sem graça a abriu e mostrou os peitos com soutien.rn- soutien ele ve todo dia putinha... mostra logo.rnela então abaixou o soutien e mostrou.rno cara pirou, perguntou se podia pegar, eu disse que sim.rnele comecou a apertar muito os peitos dele então eu disse que estava bom e sai com o carro.rn- Gostou?rn- Gostei de obedecer.rnVoltamos ao meu carro e entrei e fui para casa.rndepois disso ela me disse que estava toda ardida e arregaçada.rnEu mandei ela se acostumar que comigo seria usada do jeito qeu eu quisesse.rnrnisso ocorreu em fevereiro. Espero que tenham gostado. escrevam para dizer o que [email protected] adianto que não tenho skype, so e-mail. Nao vou passar o contato dela nem mandar fotos.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


pau pulsou na bocacontos de incesto comendo a irma separadarelatos verídicos de aventuras eróticas com mendigocontos eroticos com objetostraiminha namorada com o pau na cara contos relatos estorias eriticoscontos eróticos dr meninacom homens e negros dotadosvelhinho roludo comeu minha namorada contos iniciantescontos bi minha tia me pegou dando pra o meu tiotravesti delicia de juiz de fora sendo enrabaContos erotico comi minha irmã cadeirantecontos dando no banheirocontos eróticos é hoje que vou te fuder todacontos.eroticos.co.com a professora detalgadocontos eróticos muleque pega no flagra muleques tocando punheta no matovivos magras de peitospequenos deixando gozar no peitominha sogra usando lycrapapai disse que me ama contos eroticosPortão tem puta fodedeiraAteliê dos contos eróticocontos apostando uma encoxadacomtos bdsmcontos minha esposa vigia a casa pra eu fuder a visinhaporn dpois de ir a padaria com o visinhoestorei o cu dela contoFui cuidar do meu sobrinho doente e transei com ele contosFui passear fui estupradoaec porno videos bhContos minha irmã e minha putapintinho durinho filho bumbum amiguinhomeu tio safado gosta de mim ver de vestidinho curto pornorealizei meu sonho transar com um cavaloEu e minha Mãe Cabaço contoscontos eroticos minha filha de fio dentalRespira fundo e relaxa que vai entrar no seu cuConto de putinha objeto de prazer para todos os machosvi minha namoradinha perder a virgindade contos eroticoscontos eróticos Fortalezacontos freirinhasou a cris, e esses fatos aconteceram quando eu tinha 20 anosComigo por um cachorro gay contoscontos eroticos e tome gozada na caracontos uma menina me seduziucontos eroticos de esposa fazendo o marido limpar sua bucwta goAdacontos eroticos de como meu amigo me comendovoyeur de esposa conto eroticocontos ela sentou no meu colo sem calcinhacontos dei pro meu genrocontos perdi minha virgindade com 25 anoswww.mulhers impinadas de calcinhaConto eu peguei meu genro me brechando no banhoConto porno ui ui ui meteasfantazias das mulher de pornoContos eróticos mãe com os negrões e papai vendocontos eróticos dopando meu sobrinho gay dormindointerando pica cunhadaEu quero uma menção tá subindo no Pau por favor calma tá chupando pauContos lambendo cu cagadocontos filho fudendo com a maeporno aniverssrio do sobrinho a tia fudet com eleConto so caminhoneiro dei carona uma freira loiraa maninha me chomo pra tomar banho com ela minha primeira vezconto erotico maes rabudas na praia c faprofessora novinha e senha resolvi dar o c******contos fui comer uma bct chegou na hora era homemconto eonico de sexo analcontos porno eu amo caga na picaler contos de sexo de mulheres sendo chantageada na estrada e dando cuzinho pra dotadoscontos de rasgando o cuzinho apertado do novinho que chora de dorminhas duas prima foi dormi em casa cime fou a duasContos de casadas gravidas fudendo com dois ao mesmo tempoafilhada carente contoconto erotico comi minha prima enquanto ela dormiaDesvirginando a sobrinha de 18 anossou puta do meu cachorro