Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

SEDUZIDO E SEDUZINDO

Click to this video!

Esse é o meu primeiro conto. Prefiro não citar nomes e prefiro não descrever ninguem, de maneira a deixar a imaginação do leitor correr solta. Eu estava na casa de um amigo meu, no quarto dele, conversando sobre trivialidades. Ele morava sozinho e me convidou pra gente entrar na piscina. Como ele já estava de sunga, fui ao banheiro e coloquei a minha. Ao voltar, derrubei um walkman dele que estava em cima de uma mesa e uma pilha rolou pra baixo do mável. Meu amigo não gostou e me mandou pegar, aquele walkman era o eletrônico favorito dele. Peguei tudo, sá faltava a pilha. Fiquei de joelhos e me abaixei pra alcançar, mas estava difícil e precisei me esticar todo, o que me fez ficar com a bunda empinada. Até aí sem problemas, nunca imaginaria qualquer problema nisso, mas quando olhei pra trás pra dizer que não estava alcançando, vi que meu amigo não tirava os olhos da minha bunda. Estávamos os dois de sunga, prontos para nadar, então pude ver claramente seu pau crescendo deixando ele literalmente de barraca armada. Não era possível, meu práprio amigo estava ficando com tesão sá de ver a minha bunda. Depois de alguns segundos ele percebeu que eu estava olhando e ficou muito constrangido. Levantei e tirei um sarro dele, perguntei o que era aquilo, ele estava gostando de homem agora? Ele ficou bravo, tentou fingir que não era nada, sentou na cama e ficou quieto. Resolvi sacanear. Abaixei de novo pra pegar, mas rebolei de leve. Olhei pra ele. Seu pau estava crescendo de novo. Me diverti com a situação, empinei a bunda um pouco mais e continuei rebolando. Perguntei "tá gostando, sua bicha?" e ria sozinho. Ele ficou puto comigo, principalmente porque não conseguia disfarçar, seu pau estava quase furando a sunga. Desencanei e voltei a me esticar pra pegar a pilha. Ele veio por trás e, disposto a acabar com aquela provocação, agarrou os meus tornozelos e me puxou, me fazendo cair deitado. Me mandou parar de provocá-lo, falou que a culpa não era dele que eu tinha bunda de mulher. Ele estava muito puto. Achei mais engraçado ainda e, deitado, empinei a bunda e rebolei de novo, dizendo que ele estava de pau duro por causa de homem, que ele era um viado enrustido. Ele me mandava parar, mas não tirava os olhos da minha bunda. Eu tinha desmascarado ele, não tinha mais desculpa. Ele parou de fingir e, envergonhado, assumiu. Disse que a minha bunda era linda mesmo, que não deu pra controlar o tesão, que se eu fosse mulher faria muito sucesso. Dessa vez fui eu que fiquei envergonhado. Resolvi parar de brincar. Aproveitei que estava deitado e alcancei a pilha. Ele por sua vez aproveitou que eu estava deitado e deitou em cima de mim. Fiquei assustado, principalmente por sentir seu pau roçando na minha bunda. Mandei ele sair. Ele não saiu, mas pediu desculpas, disse que eu era muito gostoso e ele não tinha resistido. Me abraçou e começou a dar beijinhos na minha nuca. Falei pra ele parar, mas ele me segurava forte e pressionava seu pau contra minha bunda. Pediu mil desculpas e falou que a minha bunda era muito gostosa, ele tinha que experimentar. Disse que nem fodendo, tentei escapar mas não consegui, ele era mais forte do que eu. Ele continuou pedindo desculpas e pressionando a minha bunda com o pau, dizendo que ele não era de fazer aquilo, mas que a minha provocação o tinha deixado louco. Ainda tentei me libertar, até que desisti. O único jeito era esperar que ele se cansasse. Relaxei. Ele continuou a dar beijinhos na minha nuca, parecia que sabia que era meu ponto fraco. Sempre que as mulheres me beijavam lá eu derretia. Isso me relaxou ainda mais, esqueci por um instante do pau dele roçando na minha bunda e comecei a curtir os beijinhos, meus pelos da nuca ficaram arrepiados. Senti meu pau ficando duro e foi aí que eu me surpreendi... a sensação de seu pau na minha bunda foi ficando cada vez mais forte e senti meu cuzinho piscar. Pela primeira vez na vida senti tesão pelo cu, e isso me deixou muito confuso. Instintivamente comecei a empinar de leve a bunda, até começar a forçar contra seu pau sempre que ele me pressionava. Meu cuzinho não parava de piscar, estava totalmente seduzido. Meu amigo logicamente percebeu o que se passava e ficou ainda mais louco, me soltou e com uma mão acariciava meus cabelos, com a outra a minha bunda. Eu não tentei fugir, pelo contrário, estava seduzido e paralisado de tesão. Ele se aproximou de minha orelha e disse baixinho "deixa eu comer seu cuzinho, vai? Ele tá louco de vontade." Disse apenas que não e tentei me esforçar pra não gemer de tesão. Ele voltou a beijar a minha nuca e volta e meia encostava os lábios no meu ouvido, dava uma lambidinha e dizia "Deixa...". Meus "nãos" foram ficando cada vez mais fracos, eu sabia que tinha de resistir mas não conseguia, estava gostoso demais. Senti então minha sunga sendo baixada até os joelhos. Fiquei quieto. Meu cuzinho estava exposto e eu não tinha reação. Ele tirou a dele, passou um pouco de saliva no pau e encostou pela primeira vez a vara no meu cuzinho. Senti como se fosse uma descarga elétrica, um tesão enorme tomou conta do meu corpo e meu cuzinho relaxou. Eu empinava a bunda o máximo possível, quando ele lentamente começou a forçar. Com paciência ele foi vencendo meu cabacinho e lentamente seu pau começou a me invadir. Senti minhas pregas cederem uma a uma, apesar de quase não sentir dor. Era apenas um tesão interminável que saia do meu cuzinho, se espalhava pela minha bunda e dominava meu corpo inteiro. Essa deliciosa tortura continuou centímetro a centímetro, até que ele finalmente tocou as bolas na minha bunda e soltou o corpo sobre o meu. Caí na real, eu estava oficialmente enrabado. Ele ficou um tempo parado, apreciando a posse e beijando minha nuca. Senti meu cuzinho inteiro alargado, piscando sem parar. Ele então começou lentamente a sair. Soltei um "ahhhh" que deixou claro que eu estava amando. Voltou a entrar e lentamente passou a me comer. Um prazer sem igual tomou conta da minha bunda e cheguei a pensar que estava sonhando. Era delicioso demais pra ser verdade. Sentia seu pau entrando inteirinho no meu cuzinho e meu cuzinho retribuia relaxando. Quando ele tirava o pau, meu cuzinho apertava, como se não quisesse que aquele pau saisse nunca. Ele por sua vez delirava, dizia que meu cuzinho era muito melhor do que ele imaginava, melhor do que qualquer mulher que ele já tinha comido. Chegava no meu ouvido e dizia "rebola agora, putinha... que nem você rebolou pra provocar o seu macho". Eu louco de tesão rebolava, empinava a bunda, abria com as mãos, fazia de tudo por aquele prazer que eu nunca imaginei poder sentir. Por aquele pau cravado no meu cuzinho me fazendo delirar. Por aquele macho que soube seduzir sua fêmea direitinho. Depois de um tempo me fodendo, ele começou a acelerar seus movimentos e a ficar ofegante. Eu sabia que em breve receberia a minha recompensa. Seu pau foi ficando cada vez mais duro e cabeçudo, ele urrava de tesão e me estocava cada vez com mais violência. Pouco depois senti seu pau jorrando bem no fundo do meu cuzinho. Não resisti e pela primeira vez na vida gozei sem nem tocar no pau. Gozei pelo cu. Foi uma gozada maravilhosa, algo que eu nem imaginei que meu corpo pudesse me proporcionar. Ele ficou deitado sobre mim descansando um pouco, até que tirou seu pau de dentro do meu cu e foi ao banheiro se lavar. Fiquei deitado, com uma sensação incômoda de vazio e pensando em tudo que tinha acontecido. Ouvi ele voltando e me levantei. Ele estava sentado na cama com um olhar meio perdido, com certeza tambem estava assustado por tudo o que tinha acontecido. Sentei ao lado dele e ele tentou pedir desculpas. Eu o interrompi dizendo que eu devia era agradecer por ele ter me proporcionado tanto prazer, por ter me ensinado mais sobre o meu corpo que eu nem imaginava poder aprender. Ele confessou que um dia ouviu uma ex-namorada minha comentando com uma amiga que eu sempre derretia quando ela me beijava a nuca, daí quando bateu o tesão ele fez por instinto. Ficamos conversando na boa, acabamos percebendo que não era nada de mais. Nás dois continuamos a gostar de mulher, mas aprendemos que volta e meia poderíamos sair da rotina dando uma deliciosa trepada. Naquele dia ainda matei a curiosidade de como era chupar um pau quando estávamos saindo da piscina. Ele adorou a experiência e acabou me comendo de novo.

[email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


conto erótico de casada que chegou em casa completamente arrombada e o marido percebeuContoseroticosgreludaconto pm metedorcontos eroticos patricinha caminhoneiroscontos eroticos a coroa mulher do sr antonioconto estrupado pelo amigoCorno leva a mulher ao cinebolsocontos bebi com meu tio e acabei transando com eleconto erotico com gordinhaboqueteira gaucha contocontos eroticos incesto pai encoxado filhas avo encoxado netascasada recebe proposta indecente contosDedo na xoxota contosContos minha nora enfiou o vibrador no meu cuMinha namorada ela mandou minha cunhada abri bem suas pernas ela disse pra eu tirar o cabaço da buceta da minha cunhada conto eroticocontoscomsograsvelha aqueles tempos do capô de fusca bem rapadinhabeijo de lingua quente pegada forte gemidãocontos eroticos fui leva a gostosa da cumade beba na casa delacontos travesti e mulher casada juntas dando o cu pra homem e o cãocontos eroticos dando pro jumentoContos eróticos primeira vez colégiocontos heroticos gay meu tio de dezessete me comeu dormindo quando eu tinha oito anoscontos eroticos consegui comer aquela bundacontos erótico ele derrubou com a esposa juntocontos eroticos amante vs mulherlevantou umas da minhas pernas,se encaixou na minha entradinha e foi metendo devagarzinhominhas duas prima foi dormi em casa cime fou a duasConto eroticos no beco escurocontos eroticos gay ficticiosContos sempre fui o viadinho de todos os homens da familiamaisexo peituda goza no oralcontos casadas malandrasvisinha casada o novinho contos com fotoscontos delícia de cacetaodei o cuzinho é fiquei arrombandocontoseroticos d sexos de camioneiro comendo travesti na estradacontos eróticos ele colocou o vibrador na potência máxima na minha bucetaminha esposa nem desconfia que eu gosto é de rola contos gayconto erotico viadinho com shortinho e calcinha é estupraadoComtos eroticos fudendo com meu marido e nosso amigocontos eroticos fudendo a mae travestitetudaCaidacontos eróticos​, praia de nudismoContos de sexo sogro acima de 70 anos e noraconto esposa com negãocontos de coroa com novinhoContos eroticos o bucetao cabeludo da minha tia velhacontos er com negContos eroticos coroa tarada chama dois travesti pra tomar banho d piscina em casacontos eróticos encoxada no ônibusbabunda linda de calcinhaconto erotico minhas prima se apaixonou por mimconto erotico de sobrinha nova e tio gostoso fodendo gostsocontos de incestos e orgias entre irmas nudistasduas lesbicas se trepando uma ta em cima da cara da outra chupando de vagatinhocontos eroticos aprendendo a fazer meu primeiro boquete com meu padrinho velhoxvidiocontos eroticos novinhamijando na boca desde era bem pequena contosPai filha chuva dourada contos euroticosmeu namorado masturbou me na descoteca contosTeannis feias vídeos pornôcontos eroticos com absorventecontos eroticos de namorada fazendo sexo pelo celular com o namoradofotus de zoofiliaconto erótico "totalmente peladinha" ruamulher dando pra piazada contos erpticodCONTOS EROTICOS MARIDO BEBADO FOI ENRABADOentão toque consulta paciente e chupa b***** no pacienteconto punheta depois futebolcontos eróticos tia no puteirocontos boquinha da tiacontos eroticos Netinha dando cu pro vovóo garoto tava de pau duro contos eróticosSou escrava sexual do meu filho ences,contos erot."que buracao" gay contocontos eróticos de famílias pela primeira vez participando da praia de nudismoconto de sexo um garoto ficava esperado uma coroa passa na rua eu fico de pica duraconto comi minha amiga peludacontos minha picona na titiacontos eroticos "recatada"conto damdo p o comedor